Nova Montagem - 90x40x35


Recommended Posts

Bem... em conversa com a minha mãe descobri que o piso antigo do sitio onde ficaria o aquário não foi alterado. Colocaram o piso flutuante por cima da madeira antiga, logo não vou arriscar por 200 kg ali em cima. Não tenho medo de fazer um buraco no chão, mas não ficaria estável. Vou ter que arranjar espaço no andar de baixo, onde tenho piso em cimento por baixo do novo piso. Não terá tanto destaque, mas a alternativa é não montar o tanque aqui nesta casa, e como não sei por quanto tempo vou continuar aqui, vou tentar encontrar um sitio porreiro. Obrigado a todos os que tentaram ajudar-me. Mais actualizações, talvez só na próxima semana. Vou iniciar negociações com a minha mãe e minha namorada 😮‍💨😬😮‍💨.

Link to comment
Share on other sites

Percebo que gostasses de ver ali o aquário, até porque parece ser um espaço amplo e aquele cantinho estava feito para estar na presença de uma obra de arte viva, ainda assim acho que foi a decisão mais sensata a de não colocar ali peso!

Força nisso, tenho a certeza, que seja lá em que canto for, esse aquário vai ser sempre elemento de destaque!

  • Like 1

Cumprimentos, Ismael Figueira

Projectos correntes - FenrirSkogen / Laurento

Projectos terminados - Ephemeris / Wind Of Change / Woods Stream / Little Nature / Rainforest Reborn - video / Primeiro plantado 300L 'rainforest' - video

Link to comment
Share on other sites

13 hours ago, ismael_figueira said:

Percebo que gostasses de ver ali o aquário, até porque parece ser um espaço amplo e aquele cantinho estava feito para estar na presença de uma obra de arte viva, ainda assim acho que foi a decisão mais sensata a de não colocar ali peso!

Força nisso, tenho a certeza, que seja lá em que canto for, esse aquário vai ser sempre elemento de destaque!

Obrigado pelo incentivo, Ismael!

Link to comment
Share on other sites

Agora sim, estou em casa! Acho que não fica muito mal neste canto. Tem uma janela ali do lado esquerdo que me faz ter algum receio (quando voltarem os dias de sol vou tomar atenção à coisa), mas o mamarracho que está ao lado do tanque até ajuda a proteger da luz directa. Demorei algum tempo a equilibrar o móvel mas valeu a pena... depois de cheio a linha de água ficou perfeita. O piso não é o melhor... o aquário oscila um bocadinho. Com o peso do substrato, da decoração e do equipamento espero que melhore. Caso contrário, Ai daquele que lhe tocar!!! Eheh. Espero ter novidades nas próximas semanas. Tenho que fazer uma visita à ProAquarium, ou ao Paulo Vieira para comprar umas coisas que me fazem falta, mas depois disso vou por mãos à obra.

Já agora... alguém tem um pedaço de Riccardia que me arranje 🙂 ?

 

large_001.jpg

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Link to comment
Share on other sites

10 hours ago, Alvaro Silva said:

Boa noite José Carlos

Espero é que nunca ninguém escorregue nessa escada, e vá bater no móvel do aquário,que tudo corra BEM.

Abraço

Esperas tu e espero eu 🙂 . Mas a escada é grande... não tem só aqueles degraus... o pessoal tem muito cuidado ao desce-la.

Link to comment
Share on other sites

10 hours ago, Gonçalo84 said:

Flutuantes tenho! 😂

Fica a nota! Vou precisar, mas mais para a frente. Agora vou optar pelo Dry Start com Monte Carlo (que já está em estado emerso) e Riccardia.

Link to comment
Share on other sites

Já o disse pelo Fórum mas não tinha registado neste tópico. Como gosto das coisas arrumadinhas, cá vai... há uns tempos atrás, quando fiz uma poda no tapete de Monte Carlo que tinha na minha última montagem, peguei naquilo que tirei do aquário e atirei (literalmente) para dentro de um vaso com terra que tinha no terraço. A maior parte secou ou apodreceu, mas alguns pés enraizaram e começaram a crescer. Isto foi em Maio, se não me engano. O vaso esteve exposto aos elementos e agora mais recentemente, com as chuvas que tivemos, as plantas dobraram de tamanho e estão com muito bom aspecto. Estava a pensar, nesta nova montagem, comprar plantas in-vitro, para fazer um dry-start, mas depois de ver esta Monte Carlo tão verdinha, e já habituada ao estado emerso, vou optar por começar o aquário só com ela. Mais tarde penso em mais plantas, mas por enquanto vai ser apenas Monte Carlo. Não chega para preencher todos os 90cm do tanque, mas com paciência há de lá chegar. O meu único medo é quando a passar novamente ao estado submerso. Nessa altura cá estarei para relatar os resultados. Entretanto fica a fotografia das plantinhas e uma frase que ouvi algures uma vez, se não me engano num video da Green Aqua... "a única função das plantas é adaptar-se e sobreviver". Estas fizeram mesmo isso 🙂 .

 

large.IMG_3218.JPG

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Já o disse pelo Fórum mas não tinha registado neste tópico. Como gosto das coisas arrumadinhas, cá vai... há uns tempos atrás, quando fiz uma poda no tapete de Monte Carlo que tinha na minha última montagem, peguei naquilo que tirei do aquário e atirei (literalmente) para dentro de um vaso com terra que tinha no terraço. A maior parte secou ou apodreceu, mas alguns pés enraizaram e começaram a crescer. Isto foi em Maio, se não me engano. O vaso esteve exposto aos elementos e agora mais recentemente, com as chuvas que tivemos, as plantas dobraram de tamanho e estão com muito bom aspecto. Estava a pensar, nesta nova montagem, comprar plantas in-vitro, para fazer um dry-start, mas depois de ver esta Monte Carlo tão verdinha, e já habituada ao estado emerso, vou optar por começar o aquário só com ela. Mais tarde penso em mais plantas, mas por enquanto vai ser apenas Monte Carlo. Não chega para preencher todos os 90cm do tanque, mas com paciência há de lá chegar. O meu único medo é quando a passar novamente ao estado submerso. Nessa altura cá estarei para relatar os resultados. Entretanto fica a fotografia das plantinhas e uma frase que ouvi algures uma vez, se não me engano num video da Green Aqua... "a única função das plantas é adaptar-se e sobreviver". Estas fizeram mesmo isso  .
 
large.IMG_3218.JPG.717958b77b1957543d62067392700d43.JPG
Tens ai uma monte carlo espectacular, nao vai ser muito diferente de um dry start a transição, no início tens que carregar no co2. Tirando isso é uma boa maneira de poupar uns €€€€ em monte carlo.

Enviado do meu SM-A202F através do Tapatalk

  • Like 1

Aquadesign blog

Aquadesign by aquamaniac youtube

you can stop me...but you can't stop us all

Link to comment
Share on other sites

Aproveitei uma ida ao Porto, hoje, para dar um salto à ProAquarium. Precisava comprar vinil, substrato e Riccardia, para finalmente avançar com a montagem deste tanque, mas tive uma surpresa pouco agradável... a ProAquarium já não comercializa produtos da ADA. Como ainda tinha um saco de Amazonia v2 aqui por casa, só queria comprar mais um... impossível! Comprei o vinil e a Riccardia e na volta para casa passei no Paulo Vieira. Também já não comercializam produtos da ADA. Segundo o que me disseram, o importador era espanhol e deixou de trabalhar com a marca. Ainda não sabem se vão ou não conseguir encontrar um novo importador. Acabei por trazer dois sacos de 9 litros da Tropica. Fizeram-me um preço bastante porreiro e resolvi aproveitar, para não perder mais tempo a tentar encomendar noutra loja, ou a ter que ir ao Porto outra vez. Alguém tem experiência com esta marca? Nunca trabalhei com ela, mas pelo que vou vendo por aí, deve estar equiparada à ADA, à Aquario, ou às outras que costumamos encontrar no mercado. Há alguma característica deste substrato que deva ter em conta?

Já agora... como vou fazer um Dry-Start, devo colar a Riccardia, ou posso apenas enfia-la nas reentrâncias das rochas e ela pega por si?

Link to comment
Share on other sites

quanto a tropica no Idea ...

 

Musgos ... cola ou ata se te for possível fio de algodão daqueles de cozer botoes se arranjares verde ainda melhor 😄 ... é mais rapido e nao corres o risco da coisa nao pegar ele acaba por pegar mas vai precisar de tempo ... Dry start de qt tempo 8 a 10 semanas ?

 

Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, Carlos Carvalheira said:

Musgos ... cola ou ata se te for possível fio de algodão daqueles de cozer botoes se arranjares verde ainda melhor 😄 ... é mais rapido e nao corres o risco da coisa nao pegar ele acaba por pegar mas vai precisar de tempo ... Dry start de qt tempo 8 a 10 semanas ?

Sim, estava a pensar em 10 a 12 semanas, até, porque desta vez vou usar menos Monte Carlo, e da última vez apressei a coisa e não fiquei muito satisfeito. A calha, desta vez, também já é outra... tem mais espectro. Mas não achas que seja tempo suficiente para o musgo agarrar? Não me apetecia muito usar cola, e fio está fora de questão... só tenho pedras.

Link to comment
Share on other sites

inconveniente da cola ... mata um pouco o musgo e depois se quiseres aproveitar o hardscape é complicado retirar a cola

por outro lado nao corres riscos de se soltar

o prmeiro musgo a crescer vai brotar do que já lá está, 

pk nao fazes meio meio .... ou até 3/3

pousado

colado

e ja vi uma técnica que fazem um tipo de calda de musgo numa liquidificadora com yogurt e pincelam a pedra mas deve demorar tempo tambem ... mas aí fica bem agarrado

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Aproveitei uma ida ao Porto, hoje, para dar um salto à ProAquarium. Precisava comprar vinil, substrato e Riccardia, para finalmente avançar com a montagem deste tanque, mas tive uma surpresa pouco agradável... a ProAquarium já não comercializa produtos da ADA. Como ainda tinha um saco de Amazonia v2 aqui por casa, só queria comprar mais um... impossível! Comprei o vinil e a Riccardia e na volta para casa passei no Paulo Vieira. Também já não comercializam produtos da ADA. Segundo o que me disseram, o importador era espanhol e deixou de trabalhar com a marca. Ainda não sabem se vão ou não conseguir encontrar um novo importador. Acabei por trazer dois sacos de 9 litros da Tropica. Fizeram-me um preço bastante porreiro e resolvi aproveitar, para não perder mais tempo a tentar encomendar noutra loja, ou a ter que ir ao Porto outra vez. Alguém tem experiência com esta marca? Nunca trabalhei com ela, mas pelo que vou vendo por aí, deve estar equiparada à ADA, à Aquario, ou às outras que costumamos encontrar no mercado. Há alguma característica deste substrato que deva ter em conta?
Já agora... como vou fazer um Dry-Start, devo colar a Riccardia, ou posso apenas enfia-la nas reentrâncias das rochas e ela pega por si?
Podes usar o metodo do iogurte. Procura um video sobre esse metodo do Nigel Hoovenar no youTube, ou há que simplesmente mente esmague algum substrato e faça pasta em conjunto com o musgo e coloque nos locais onde quer que cresça, este segundo nunca usei, mas o iogurte usei com sucesso.

Video do da montagem onde usei


Mas vê o video do Nigel

Enviado do meu SM-A202F através do Tapatalk

Aquadesign blog

Aquadesign by aquamaniac youtube

you can stop me...but you can't stop us all

Link to comment
Share on other sites

há 4 horas, JoseCarlosMarques disse:

Alguém tem experiência com esta marca?

Se a tua ideia é utilizar apenas plantas de tapete, podes perfeitamente utilizar apenas o Aquarium Soil da Tropica, pois essas plantas assimilam os nutrientes sobretudo de forma foliar. As raízes são pouco profundas e servem principalmente de ancoragem...

Se por outro lado estás a pensar usar plantas com raízes um pouco mais profundas, deves considerar colocar pelo menos nas zonas onde as queres plantar, uma primeira camada de Plant Growth Substrate Se quiseres plantar espécies de raízes profundas (Cryptos; Echinodorus...) deves colocar uma camada de aproximadamente 1 cm debaixo do solo. Já usei e gostei bastante!

Mais tarde, caso aches que o solo é menos rico do que gostarias (ou quando começar a envelhecer, coisa que contigo duvido que aconteça), podes enriquece-lo com as Nutrition Capsules, sobretudo junto às plantas mais exigentes. 

Link to comment
Share on other sites

39 minutes ago, Carlos Carvalheira said:

e ja vi uma técnica que fazem um tipo de calda de musgo numa liquidificadora com yogurt e pincelam a pedra mas deve demorar tempo tambem ... mas aí fica bem agarrado

 

31 minutes ago, Bruno R. Carvalho said:

Podes usar o metodo do iogurte. Procura um video sobre esse metodo do Nigel Hoovenar no youTube, ou há que simplesmente mente esmague algum substrato e faça pasta em conjunto com o musgo e coloque nos locais onde quer que cresça, este segundo nunca usei, mas o iogurte usei com sucesso.

Obrigado pela dica. Já tinha visto esses vídeos, e vai um bocado ao encontro do que estava a pensar fazer... cortar o musgo em pedacinhos pequenos e coloca-lo nas pequenas reentrâncias que têm as minhas rochas. Como não tenho RO Water, vai ser difícil seguir literalmente o método do iogurte. @Bruno R. Carvalho, tu fizeste com RO Water ou com água da torneira?

35 minutes ago, C Mocho said:

Se a tua ideia é utilizar apenas plantas de tapete, podes perfeitamente utilizar apenas o Aquarium Soil da Tropica, pois essas plantas assimilam os nutrientes sobretudo de forma foliar. As raízes são pouco profundas e servem principalmente de ancoragem...

Se por outro lado estás a pensar usar plantas com raízes um pouco mais profundas, deves considerar colocar pelo menos nas zonas onde as queres plantar, uma primeira camada de Plant Growth Substrate Se quiseres plantar espécies de raízes profundas (Cryptos; Echinodorus...) deves colocar uma camada de aproximadamente 1 cm debaixo do solo. Já usei e gostei bastante!

Mais tarde, caso aches que o solo é menos rico do que gostarias (ou quando começar a envelhecer, coisa que contigo duvido que aconteça), podes enriquece-lo com as Nutrition Capsules, sobretudo junto às plantas mais exigentes. 

A história das capsulas eu já sabia, mas não conhecia essa mistura do Plant Growth Substrate... o que vi no site da Tropica é que o Aquarium Soil pode ser usado sem essa camada por baixo. Vou experimentar assim, só com substrato, e caso veja necessidade, opto por adicionar as capsulas. De qualquer maneira, agradeço as recomendações, Mocho.

Link to comment
Share on other sites

A história das capsulas eu já sabia, mas não conhecia essa mistura do Plant Growth Substrate... o que vi no site da Tropica é que o Aquarium Soil pode ser usado sem essa camada por baixo. Vou experimentar assim, só com substrato, e caso veja necessidade, opto por adicionar as capsulas. De qualquer maneira, agradeço as recomendações, Mocho.
Agua destilada.
E nao precisas do plant growth por baixo, podes usar o substrato sozinho.
Eu costumava usar o plant growth, muito antes da tropica criar a versão deles do aquasoil, nesse tempo usava areia, areão e cheguei a usar areia de gato. Tive bons layouts, mas com o acesso facil a aquasoils, é dispensavel, se queres tirar mais do Substrato podes usar capsulas.
Não vejo porque usar o plant growth é um substrato fertil a moda antiga, com a existencia dos substratos completos, aka aquasoils, nao faz sentido usar.
Aquilo so fazia sentido para usar debaixo de um substrato inerte, atenção que aquilo nao é como o volcano mineral da JBL, ou o da ADA que agora nem me lembro do nome, aquilo nao é rocha porosa para meter por baixo, que aumenta a oxigenação dos niveis inferiores do substrato e facilita a colonização de bacterias, nem é um aditivo como os pos magicos da ADA, aquilo é mesmo substrato fertil, que faz lembrar areia do vaso, aquilo nao pode nunca entrar em contato com a coluna de agua e digo ja faz uma cagada na hora de desmontar.
Fica-te pelo substrato normal, se precisares de algo mais nele usa capsulas.

Enviado do meu SM-A202F através do Tapatalk

Aquadesign blog

Aquadesign by aquamaniac youtube

you can stop me...but you can't stop us all

Link to comment
Share on other sites

8 minutes ago, Bruno R. Carvalho said:

E nao precisas do plant growth por baixo, podes usar o substrato sozinho.
Eu costumava usar o plant growth, muito antes da tropica criar a versão deles do aquasoil, nesse tempo usava areia, areão e cheguei a usar areia de gato. Tive bons layouts, mas com o acesso facil a aquasoils, é dispensavel, se queres tirar mais do Substrato podes usar capsulas.
Não vejo porque usar o plant growth é um substrato fertil a moda antiga, com a existencia dos substratos completos, aka aquasoils, nao faz sentido usar.
Aquilo so fazia sentido para usar debaixo de um substrato inerte, atenção que aquilo nao é como o volcano mineral da JBL, ou o da ADA que agora nem me lembro do nome, aquilo nao é rocha porosa para meter por baixo, que aumenta a oxigenação dos niveis inferiores do substrato e facilita a colonização de bacterias, nem é um aditivo como os pos magicos da ADA, aquilo é mesmo substrato fertil, que faz lembrar areia do vaso, aquilo nao pode nunca entrar em contato com a coluna de agua e digo ja faz uma cagada na hora de desmontar.
Fica-te pelo substrato normal, se precisares de algo mais nele usa capsulas.

Obrigado pela explicação, Bruno. Vou optar então por usar apenas o substrato que comprei.

9 minutes ago, Bruno R. Carvalho said:

Agua destilada.

Das que se usam nos carros!?!?!?

Link to comment
Share on other sites

Vais ao supermercado e compras agua destilada. A RO water é conseguida através da passagem de agua por uma membrana, ficas com agua pura, sem minerais nenhuns, o resto é desperdicio, a agua destilada é obtida através da evaporação de água, ou seja a água é fervida e ao evaporar o vapor é dirigido a outro recipiente onde volta a condensar e ao estado liquido.
Não é tao pura como RO se nao estou em erro, mas é bastante mais pura que agua normal.

Enviado do meu SM-A202F através do Tapatalk

Aquadesign blog

Aquadesign by aquamaniac youtube

you can stop me...but you can't stop us all

Link to comment
Share on other sites

há 8 minutos, Bruno R. Carvalho disse:

...faz uma cagada na hora de desmontar

Sim, isso é verdade, é um substrato fértil e na hora de desmontar vai para o lixo (canteiro do jardim)... Mas efetivamente o solo não tem a riqueza de nutrientes que o solo da ADA tem, por isso quando se plantam espécies com muitas exigências nutricionais de raiz, é recomendado. Claro que umas quantas cápsulas por debaixo do solo também funcionam bem, o problema é que é só temporário...

Contudo não me parece que o @JoseCarlosMarques esteja a pensar usar cryptos ou echinodorus. 😉

Link to comment
Share on other sites

11 hours ago, Bruno R. Carvalho said:

Vais ao supermercado e compras agua destilada. A RO water é conseguida através da passagem de agua por uma membrana, ficas com agua pura, sem minerais nenhuns, o resto é desperdicio, a agua destilada é obtida através da evaporação de água, ou seja a água é fervida e ao evaporar o vapor é dirigido a outro recipiente onde volta a condensar e ao estado liquido.
Não é tao pura como RO se nao estou em erro, mas é bastante mais pura que agua normal.

Já pensei várias vezes em usa-la. Não para encher o aquário, mas para este género de coisas, como o dry-start. Andei a ler um bocadinho sobre isso (existe um post de 2007 aqui no Fórum 🙂 ... é a vantagem de termos um Fórum em vez de um Facebook... encontra-se toda a informação mais facilmente) e dizem que, geralmente, a água destilada é criada e armazenada em recipientes de cobre, daí a principal diferença para a RO. Mas se tu dizes que usaste com bons resultados, vou confiar em ti e vou experimentar. A qualquer momento, se vir que os resultados não são os melhores, também posso mudar para a água da torneira. Também jia decidi que não vou usar o iogurte... vou optar pelo método de misturar o musgo com água e substrato triturado. Mais uma vez, obrigado pela tua resposta.

11 hours ago, C Mocho said:

Sim, isso é verdade, é um substrato fértil e na hora de desmontar vai para o lixo (canteiro do jardim)... Mas efetivamente o solo não tem a riqueza de nutrientes que o solo da ADA tem, por isso quando se plantam espécies com muitas exigências nutricionais de raiz, é recomendado. Claro que umas quantas cápsulas por debaixo do solo também funcionam bem, o problema é que é só temporário...

Contudo não me parece que o @JoseCarlosMarques esteja a pensar usar cryptos ou echinodorus. 😉

Já tinha compreendido, mas agradeço o reforço da explicação. É verdade que não vou usar plantas muito exigentes, portanto talvez até tenha sido melhor optar por um substrato menos rico... tenho menos hipóteses das coisas correrem mal. De qualquer maneira, eu tenho umas TABS na Seachem que comprei há algum tempo e nunca usei... talvez as coloque por baixo do substrato para ter um "boost" inicial, e uma vez que comece a fertilizar a coluna de água (que deve coincidir, mais ou menos, com a quebra das TABS) vejo a reação das plantas. Não estou muito preocupado... devo admitir. Pelo que tenho visto, há muita gente a usar o substrato da Tropica. Será mais uma experiência. 

Edited by JoseCarlosMarques
Link to comment
Share on other sites

Já tinha compreendido, mas agradeço o reforço da explicação. É verdade que não vou usar plantas muito exigentes, portanto talvez até tenha sido melhor optar por um substrato menos rico... tenho menos hipóteses das coisas correrem mal. De qualquer maneira, eu tenho umas TABS na Seachem que comprei há algum tempo e nunca usei... talvez as coloque por baixo do substrato para ter um "boost" inicial, e uma vez que comece a fertilizar a coluna de água (que deve coincidir, mais ou menos, com a quebra das TABS) vejo a reação das plantas. Não estou muito preocupado... devo admitir. Pelo que tenho visto, há muita gente a usar o substrato da Tropica. Será mais uma experiência. 
Atenção usei agua destilada so no metodo do iogurte. Nada mais.
TPA's uso agua del cano


Aquadesign blog

Aquadesign by aquamaniac youtube

you can stop me...but you can't stop us all

Link to comment
Share on other sites

10 hours ago, Bruno R. Carvalho said:

Atenção usei agua destilada so no metodo do iogurte. Nada mais.
TPA's uso agua del cano

Sim. Eu percebi! A água será só para misturar o musgo 🙂 . Mas obrigado por me lembrares!

Link to comment
Share on other sites

Bem, antes de começar a mudança de casa, como podem perceber pela linha de tempo, já tinha o layout deste projecto pronto e as pedras todas coladas. Com as mudanças de casa, e mesmo com todo o cuidado que tive, achei que não ia ter grande sorte e que as pedras se iam separar. Até já tinha comprado um tubo de silicone para "reparar" aquilo que fosse preciso, e reforçar as formações de rochas, mas estive hoje a desembrulhar as pedras e descobri que continuam todas muito bem coladas. Estava a pensar colocar na mesma o silicone, mas em termos de resistência actual não vejo essa necessidade. A pergunta que gostava de fazer Àqueles que possam já ter alguma experiência, é se a super-cola perde ou não capacidade ao longo do tempo, quando submersa. Ou seja... devo preocupar-me em colocar as pedras apenas com super-cola dentro do aquário, ou devo reforçar com silicone? Agradeço desde já todas as vossas respostas. Um abraço.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.