Classificação

The search index is currently processing. Leaderboard results may not be complete.

Popular Content

Showing content with the highest reputation since 08/23/18 Em todas as areas

  1. 5 points
    Sai mais um resultado 15.º no CIAC Fica a foto para avaliarem....
  2. 4 points
    Pedras pretas – 60P O problema principal dos aquários é como a droga. Acaba-se por querer sempre mais!... Imaginem-se com um aquário vazio, que por motivos de renovação da decoração da casa foi parar ao escritório, mesmo à frente da vossa secretária! Pior, à frente ainda o PC o tapava, mesmo no ângulo ao lado do monitor! É uma coisa que não se deve permitir nunca, mas eu deixei e aguentei uma data de meses, quase um ano a olhar para aquele caixotezinho de vidro que há uns anos atrás tanto prazer me deu. Como muitas das horas que passamos à frente do computador não são na realidade verdadeiramente produtivas, acabei por dar por mim a pensar que há muitos, muitos anos que gostaria de ter um iwagumi, daqueles que se vêm na net, que não precisam de podas, fertilização, TPA’s, mas nos deixam deliciados. Pois eu sei, isso só existe na net e na minha imaginação, mas é uma pena ter um caixote de vidro mesmo à nossa frente o dia todo e não meter nada lá dentro que justifique as horas que involuntariamente passamos a olhar para ele! Ok, das TPA’s é difícil livrar-me e um bocadinho de fertilização será inevitável… um iwagumi ou um clássico holandês?!... Um holandês não é para a minha destreza e um desafio desses um 60P é para que tem muita habilidade, coragem e conhecimento. Confesso que quando vi o primeiro iwagumi fiquei de boca aberta, mas entretanto nunca se proporcionou tentar ter um. E asseguro-vos que é muito bom imaginar iwagumis perante um caixote vazio que passa o dia a atormentar-nos à frente da nossa secretária… podemos mudar tudo num ápice, mas não é bem a mesma coisa que ter um real com pequenos pormenores para melhorar ou grandes problemas para resolver. Não sabia bem onde é que elas andavam, mas tinha para aí umas pedras pretas, roubadas há muitos anos que fariam um iwagumizito porreiro, andam é um “bocadinho espalhadas” pela quinta, afinal já cá andavam há muitos anos e na altura o caixote ainda estava cheio. E pronto, comecei a brincar com o assunto e fiz um desenho. Confesso que então ainda não tinha a certeza, mas depois disto já não havia volta a dar… (é como aqueles ex-fumadores que numa noite de borga dizem para um amigo “- É só este!...”). Primeiro pensamento: Eleocharis é porreira, depois de arrancar fica muito bonita (quando não morre no arranque) e se for escolhida adequadamente até nem precisa de muita poda. Depois, umas “coisitas” para dar escala e profundidade, talvez o E. Tenellum e ali no ponto focal, veremos… Ponto da situação (desculpas), tenho o caixote, uma calha PLL 2x36W, um velho eheim 2213… isto até não ficará caro nem complicado (mais um erro de cálculo)!... Depois, quando me cansar do iwagumi (não sei como é que é possível, mas pelo que tenho visto já aconteceu), ponho umas moitazitas e parece novo! Pois, eu sou burro. Burro e sonhador!... Acabei por ir procurar as pedras, que afinal não eram nada do que eu tinha desenhado, mas efetivamente eram pretas (ou quase). Comprei um caixote novo, porque entretanto comecei a ficar “perturbado” com aqueles casquilhos pretos e antiquados… achei que o 2213 afinal era viável, mas curto e estou à espera de outra coisa. Depois, comecei a reler e efetivamente a eleocharis é muito bonita, quando tem CO2 com fartura (pronto, lá se foi o low tec baratinho para aproveitar o material lá de casa)! Por último, comecei a pensar que as PLL não eram bem aquilo que eu mais gostaria de ter, conclusão, aguardo uma nova calha RGB! Lá se foi uma pipa de massa, mas continuo burro e sonhador!
  3. 4 points
    Uma semana e meia e tudo tranquilo, as plantas começam agora a dar um ar da sua graça. Para a próxima uns detalhes.
  4. 4 points
    CIAC Nano Category 6º Lugar Foto final 40033445_289168011884992_705770466555461632_o by Luís Cardoso, no Flickr
  5. 3 points
    Uma actualização fotográfica que já não fazia à muito... IMG_3857-Editar by Luís Cardoso, no Flickr IMG_3862-Editar by Luís Cardoso, no Flickr IMG_3864-Editar by Luís Cardoso, no Flickr IMG_3865-Editar by Luís Cardoso, no Flickr IMG_3872-Editar by Luís Cardoso, no Flickr IMG_3873-Editar by Luís Cardoso, no Flickr Cumprimentos, Luís Cardoso
  6. 3 points
    Estes exemplares são parte do grupo de 6 adultos! Estes pequenos já são a sua descendência... Esta última foto é de um juvenil com 3cm. Vai acompanhando o tópico e se existir interesse poderei descrever alguns dos passos importantes para a reprodução desta espécie e de outras 😉
  7. 3 points
    Obrigado a todos. Da China veio a classificação do Ciac onde atingiu o top 100 o que me deixa mais uma vez muito agradecido.
  8. 2 points
    Atenção que um ciclo feito assim apenas cria uma determinada quantidade de bactérias no filtro e elas no início vão ser poucas e vão se reproduzindo cada vez mais no filtro com a entrada dos peixes e por isso é que essa entrada deve ser gradual e espaçada para deixar tempo ao filtro para se adaptar à nova realidade. A pressa na aquariofilia é o maior problema que temos. Enviado de meu Redmi Note 4 usando o Tapatalk
  9. 2 points
    Queremos convidar todos os aquaristas para participar do Biotope Aquarium Design Contest 2018! Aceitamos inscrições: 1 - 30 de setembro Avaliação de inscrições: 11 - 31 de outubro Resultados: 1 de dezembro Biotope Aquarium Design Contest em Facebook Prometemos: será muito interessante! Participar
  10. 2 points
    Uma vez mais tens razão Vasco, contudo 7-8 cm parece-me um exagero. O aquário irá ser visto de vários ângulos, pois se não fosse assim pareceria demasiado simples! Primeiro está instalado mesmo em frente à porta do escritório, logo a vista frontal será sempre a imagem do primeiro impacto. Depois de cada um dos lados existe uma secretária, pelo que ele será observado de esguelha sim, mas de ambos os lados. Daí não querer exagerar na triangulação do layout… Entretanto uma vez mais estive com o Nuno em águas diferentes destas. Aproveitei e abusivamente mostrei-lhe as fotos anteriores. Ele foi muito paciente e contido, dizendo: “- Falta-lhe dramatismo! Sobe mais essa pedra da direita...” Com o seu know how podia simplesmente ter dito que estava merdoso mas não, ele é um puto simpático. “- C’um caraças!” Pensei eu. “-Então não é que é mesmo isto que eu acho que andava por aí à procura. Drama!...” Aquela coisa que eu achei que estava lá potencialmente no início e depois foi arejar. Toca a voltar a tentar. Escavar um buraco para a areia, sem querer desmontar tudo e começar do zero foi o primeiro desafio, mas afinal também não foi assim tão complicado como eu temia. Agora puxar aquela pedra para ela assumir a força necessária (sim Vasco, o conflito que tu falaste mais acima…) foi um bocadinho mais complicado. Teve de ser por fases. E nessas fases lá voltei a partir pedra (desta vez, pedrinhas). Parei então por aqui. A partir de agora ainda há uma ou outra pedrita a ser substituída e talvez puxar mais 1-2 cm na altura do substrato ao fundo à direita… mas é isto! Afinal de contas a maioria das pedras só vai mesmo servir para reduzir o resvalamento do substrato e ajudar um pouco na delimitação de variedades de plantas, (elas e umas tirinhas de acetato que eu tentei esconder), pois se tudo correr bem as plantas vão acabar por engoli-las! Agora vai ser tempo de meditar na plantação!...
  11. 2 points
    Caros foristas Uma pequena actualização. Pelas fotos não dará para ver bem, mas dá para ver o tamanho das elodeas (já quase chegam à superficie), as rãs já tiveram crias, e agora são 2 adultas e (parece para já) 4 crias que já não têm cauda, peixes... muitos. Os nenufares, desde que chegaram e atingiram estas dimensões (que não é nada de especial) permitiram uma limpeza de água, que tenho visibilidade de aproximadamente 1m de profundidade. Não consigo tirar foto mas, pelo menos 1 Ancistrus sobreviveu, consegui vê-lo entre os vasos das Vllisnerias, e esse fundo está de facto limpo, e um (de 10 que comprei) "Ramshorn snail" vermelho., que também vi a limpar uma das paredes. Já agora pergunto, qual o impacto neste "ecossistema", que teria a introdução de uma ou 2 tartarugas? Obrigado Cumprimentos
  12. 2 points
    Boas Depois de mais um periodo de ausência venho fazer uma breve actualização. Quase com 3 meses e posso dizer que estou agradávelmente surpreendido com o aquario. Devido à falta de tempo nem sempre as manutenções são feitas dentro do tempo e posso dizer que me dá menos problemas que o grande. Tive apenas um surto de filamentosas que resolvi adicionando carbono liquido. Neste momento tem apenas alguns pontos de bba mas pelo que tenho visto não tem aumentado. Espero que continue assim...[emoji16][emoji16][emoji16] Abraços Enviado do meu SM-A310F através do Tapatalk
  13. 2 points
    Acho que sim pois já vou vendo lá uns alevins que penso serem duma nova postura
  14. 2 points
    Esta dá para ver na concha ao fundo uns alevins á entrada esta tb chegou aqui voltou para trás é a fronteira
  15. 2 points
    Não sei o que deu neste similis para ir para o lado dos reganis e agora levou esta concha até ao canto e escavou bastante ao ponto de me fazer cair as pedras e acho que vou tirar algumas pois vejo que tb não fazem lá falta e a concha lá vai rolando foi até a encostar ao vidro o buraco que ele fez para meter a concha Estes ciclideos são um espectáculo e não dão trabalho nenhum, é só dar comida e fazer uma manutenção básica. A pouca experiência que tenho do hobby diz-me que a grande aposta deve ser na filtragem é meio caminho andado o resto está a vista é desfrutar.
  16. 2 points
  17. 2 points
    Ora como prometido Já levou umas alterações dado que as anubias como estavam não ficavam bem. O setup já foi inserido ao inicio
  18. 1 point
    [emoji12] Enviado do meu ANE-LX1 através do Tapatalk
  19. 1 point
    Sim vou utilizar CO2, tenho um sistema da nutrafin. Porque dizes que serão pouco eficientes?
  20. 1 point
    Boas, Quanto mais comida disponível, mas elas vão comer. Especialmente se a temperatura da água for mais elevada, acelerando-lhes o metabolismo. Não sei que bolinhas estás a falar, mas reduzir a comida parece-me bem, até por uma questão de não degradar muito a qualidade da água. Não te preocupes que elas não morrem de fome... normalmente num aquário há sempre algas para elas comerem. De qualquer forma, convém dares mais informação sobre o aquário onde elas estão para podermos dar melhores opiniões.
  21. 1 point
  22. 1 point
    O passo seguinte a ir buscar as pedras foi colocá-las no caixote. Não todas porque afinal eram mais e maiores do que eu pensava (onde é que seria que eu tinha desencantado aquelas pedras? Já passaram tantos anos…). Definitivamente não dava para fazer a composição que eu tinha desenhado. Das duas uma, ou tentava outra “instalação” ou teria de comprar um 60x45, mas depois teria de vir logo um novo móvel atrás, etc., etc., ou então tentava uma organização diferente que permitisse dar continuidade ao intuito inicial… Não, nesta fase ainda estava a pensar que me iria desenrascar só com a prata da casa. Pedras para um lado, pedras para o outro… lá passei uns dias a olhar para as pedras dentro do caixote, a mudá-las de sítio e literalmente a partir pedra. Algumas ideias persistiam: o iwagumi seria o objetivo, o ponto focal continuava a ser mais ou menos o mesmo, o layout deveria ser ligeiramente triangular com algumas linhas de tensão… Compor by the book é bastante seguro, mas se não contrariarmos algumas regras acabamos todos por fazer o mesmo. Após algumas tentativas isto foi andando até a um ponto em que começava a ficar pior do que anteriormente, estava na hora de andar para trás. Acabei por me convencer que melhor do que isto só com a assistência de um aquascaper a sério, mas depois já não o iria sentir como o meu aquário!... Nunca pensei que tivesse as mãos tão gordurosas, mas como o telemóvel é dos rascas só me dei conta quando vi as fotos no PC. Enfim já não valia a pena estar a limpar os vidros só para refazer as fotos de um momento intermédio. A composição básica agradava-me e sobretudo comecei a ter a noção da escala das pedras relativamente ao aquário, mas foi nesta altura que comecei a embirrar profundamente com as calhas pretas do caixote. Definitivamente precisava de uma imagem mais limpa para poder desfrutar o prazer que aquelas pedras me queriam dar. Podem então facilmente imaginar o que aconteceu depois!
  23. 1 point
    Samuel essa moita precisa de prolongamento na direita, a rotala green funciona na perfeição para esse efeito. Não tinhas ludwigia palustris nessa zona?
  24. 1 point
    Boa tarde, O meu nome é Pedro Costa, tenho 32 anos e sou de V. N. Famalicão. Já tive um aquário quando era mais novo mas sem grande conhecimento, apenas umas pedras e por vezes umas plantas que pouco duravam (agora começo a perceber porquê). Recebi este ano como prenda de aniversário um aquário fluval edge de 46L pelo que desta vez pretendo fazer as coisas em condições e aqui estou para começar a aprender (apesar de já andar pelo fórum de forma oculta a apreciar os trabalhos que aqui são feitos). Um abraço
  25. 1 point
    Ainda ninguém lhe desejou as boas Vindas pelo que me atrevo a desejar Não posso ajudar muito pois sou de Águas salgadas, mas aprecio tudo o que se relaciona com aquários pelo que lhe desejo muita sorte

Tempo de vida do fórum


Data de criação do fórum: March 16, 2003 00:00:00