ismael_figueira

Moderador GERAL
  • Content Count

    1,070
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    27
  • Country

    Portugal

ismael_figueira last won the day on December 5 2020

ismael_figueira had the most liked content!

Community Reputation

537 :))

About ismael_figueira

  • Rank
    Membro Entusiasta
  • Birthday 11/12/1987
  • Age 33

Contact Methods

  • Mail
    ismaelfigueira38@gmail.com

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Lourinhã (Lisboa)
  • Localização
    Lourinhã

Recent Profile Visitors

2,832 profile views
  1. Tudo certo até à parte do gammarus! Tal como o José Pedro disse, a nível nutricional vale 0. Agora tudo o que seja alimento vivo e claro que caiba na boca serve de alimento, não é à toa e volto a dizer, que as percas sol dizimaram uma série de espécies autóctones dos nossos rios por terem sido introduzidas precisamente devido à pesca desportiva e lúdica. Já agora para ficar o registo, os achigãs pertencem também eles a grupo de predadores vorazes nos nossos rios! Cumprimentos Ismael Figueira
  2. Fazes essa recomendação por experiência própria ou leste em algum lado algures na internet? Não creio que o sistema digestivo de um peixe seja idêntico ao de uma tartaruga! Têm necessidades nutritivas diferentes e por sua vez os alimentos que devem ser fornecidos também eles devem ser diferentes. Será mais fácil as percas comerem o mesmo alimento das carpas e dos cometas do que propriamente dar comida de tartaruga. Vou pegar no exemplo dos cães e gatos, ambos são omnívoros no entanto as suas alimentações são diferentes. Cumprimentos Ismael Figueira
  3. @copy procede tal e qual o que o@João Cardoso te disse. Faz TPA somente quando tiveres a Amónia e os Nitritos a zero. Utiliza um bom acondicionador para a água nova de modo a que o recém ecossistema não sofra e consiga restabelecer o equilíbrio. Cumprimentos Ismael Figueira
  4. Dá uma espreitadela neste tópico -> Bem quanto às carpas koi e os cometas tudo bem, agora as percas, que segundo dizes terem sido captadas no rio devem tratar-se de percas sol. Infelizmente são uma espécie exótica e invasora que já dizimou grandes populações de fauna autóctone de diversos rios em Portugal. https://lifesaramugo.lpn.pt/pt/(P e r c a - s o l) [b][color="#FF0000"] Espécie inserida no DL 565/99.[/color] [url="http://http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showannouncement=6"]Lista de espécies cuja venda é proibida em Portuga
  5. Filipe podes dar uma espreitadela neste link sff? É essencial percebermos que setup tens montado para te poder ajudar! Já te tinha pedido mas decidiste ignorar, no entanto estou realmente interessado em ajudar-te e por isso é necessário mais detalhes. https://www.aquariofilia.net/forum/topic/250845-descrição-de-setup-aquário-de-água-doce/ Caso tenhas dúvidas de como colocar fotos no fórum, deixo-te aqui o link onde explica o passo a passo de como fazer. https://www.aquariofilia.net/forum/topic/259587-como-criar-álbuns-usar-fotos-editar-álbuns/
  6. Não leias só aquilo que queres ver... Diz lá mais qualquer coisa! De repente sinto-me a "teclar" na época do mIRC, obrigado por me fazeres recordar esses velhos tempos!
  7. Ora muito bem, então sendo que a mastacembelus erythrotaenia em adulta atinge cerca de 1mt (aqui já não fui tão preguiçoso e fui pesquisar) achas que 330L ou 1.20mt de aquário chega para que este espécime se sinta confortável e além disso ter de conviver com os restantes "pequenos" habitantes? Para além da falta de privacidade creio que lhe faltará um pouco de espaço.
  8. Parece-me que gostaste do peixe pelo seu aspeto, mas mais uma vez a pesquisa sobre as necessidade dessa espécie ficou na gaveta/prateleira/website... Qual é que é mesmo a dimensão do teu aquário? No meio de tanto comentário neste tópico tive preguiça de ir mais acima ver!! As minhas mais sinceras desculpas a todos o restantes membro desta comunidade. 🙏
  9. Bem Flaips, nem sei por onde comece... Já te aconselharam a realizar umas pesquisas, eu inclusive, no entanto preferes continuar numa busca fácil ao que tu mesmo podes encontrar. Dei-te uma alternativa de pesquisa, fico a acreditar que simplesmente ignoraste. Espero sinceramente que o tempo que estão a dispender para te ajudar, efetivamente sirva para alguma coisa. Enquanto isso, não queres falar aqui sobre o teu setup inclusive com algumas fotos para podermos contemplar a imagem que tens aí em casa? Vá lá, isto é um hobby de partilha, é salutar mostrar-mos os peixes que mantemos em casa e
  10. Vamos fazer assim, de forma a te envolveres e entusiasmantes mais vou-te dar um trabalhinho de pesquisa. Pegas em cada nome desses peixes que tens e vais ao site seriouslyfish.com e pesquisas pois é uma exclente base de dados. Vais ficar impressionado com a quantidade de informação que vais encontrar. Mais uma vez te digo PESQUISA!! Vais aprender muito e claro que estamos cá para ajudar no que for preciso!
  11. Deves selecionar e estudar as espécies que pretendes manter e nunca comprar por impulso só porque os peixes são bonitos e queres manter tudo ao mesmo tempo. Tens aí espécies de duas áreas distintas, América central e América do Sul, se tiveres possibilidade separa os mesmos por área e tratas de fazer algo dentro de um estilo biótopo. Nunca esquecendo que os discus devem estar num grupo de no mínimo 5/6 indivíduos. Mais uma vez te digo, estuda bem antes de avançar com compras desnecessárias e evitas percas de fauna bem como de prazer neste belo hobby.
  12. @Flaips, pensamento errado. Não é por morar num T0 em conjunto com 4 ou 5 crocodilos (parece-me a analogia mais correta) que vou estar bem e feliz. Os outros peixes que tiveste nesse aquário também estavam bem até serem comidos ou saltarem desesperadamente numa tentativa de fuga desse ambiente. Os discus são peixes de cardume e gostam de ambientes tranquilos, mas creio que já saibas disso.
  13. Desculpa a franqueza mas espero que não tenhas aprendido aqui no fórum que deves manter um único disco sozinho nesse aquário, aliás com esses "monstros" nem sei como esse peixe ainda se encontra vivo ou minimamente de saúde! Deve ser oriundo de uma tribo canibal amazónica só pode!
  14. 1 voto a favor do @C Mocho! É exatamente a falta de potássio que está a causar esse problema na staurogyne, além disso o CO2 caseiro (especialmente nesta altura mais fria do ano) não consegue produzir o efeito desejado comprometendo assim o equilíbrio desejado no ecossistema. A staurogyne é uma planta que me acostumei a utilizar desde cedo nas minhas montagens, apesar de resistente, é uma planta que me ajuda a perceber como vai o equilíbrio dentro do aquário, é sempre a primeira a dar sinal de alguma carência que possa existir, principalmente o potássio e o ferro. José faz como o C Mocho i
  15. São exatamente os pontos onde foi feita a clonagem de elementos na edição da imagem, se olhares com atenção consegues perceber as semelhanças. O mesmo aconteceu com os peixes.