C Mocho

Membro
  • Posts

    685
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    43
  • Country

    Portugal

C Mocho last won the day on April 12

C Mocho had the most liked content!

1 Follower

About C Mocho

  • Birthday 02/11/1964

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Azambuja (Lisboa)
  • Localização
    Aveiras de Cima

Recent Profile Visitors

4,820 profile views

C Mocho's Achievements

Enthusiast

Enthusiast (6/14)

  • Very Popular Rare
  • Conversation Starter Rare
  • Reacting Well Rare
  • Dedicated Rare
  • Posting Machine Rare

Recent Badges

201

Reputation

  1. LOL... Não, não te irei dizer isso, até porque ainda não conheço a foto "final", mas adoro a profundidade que conseguiste com a última foto. A cor, também não me parece mal, mas só se estivesse a procurar lacunas é que me iria preocupar intensamente com isso. Gosto muito. Obrigado pela partilha!
  2. Acho muito brusco @JoseCarlosMarques, mas pode ser que tenhas sorte... Mantém-te atento!
  3. Não entendi @JoseCarlosMarques, passaste diretamente de 6 para 8 horas?!...
  4. Sim, tens razão, no meu caso podia fazê-lo porque a rede não é pública e para além de "quase" fechada (o único dreno está enterrado a cerca de10m de profundidade), está bem longe de qualquer linha de água. Mas é bom estar consciente dos perigos!...
  5. Não faço a mínima ideia @JoseCarlosMarques, o meu primeiro pensamento também iria para a iluminação, para a densidade de plantação ou mesmo para a geometria da rocha de fixação. No entanto, talvez seja mesmo uma característica do musgo, que tu observas tão exaustivamente. Também pode ser que o desenvolvimento do mesmo se faça notar dessa forma, nesta fase, e depois se atenuem as diferenças. Ou por último, pode até ser que estejas perante dois musgos da mesma família, com variedades ligeiramente distintas. Uma coisa eu também observei aqui: um pedacinho de musgo que se fixou espontaneamente numa zona do tronco, começou por se desenvolver e alargar primeiramente muito colado à madeira, quase sem textura e só bastante mais tarde é que deu um "salto" e tornou-se numa linda mancha de musgo, com a sua textura característica. Como comecei por te dizer, não faço a mínima ideia!
  6. Olha @JoseCarlosMarques, tanto quanto me apercebi, o Fixlite é um bom produto se tiveres algum cuidado na aplicação do mesmo: 1º - Não encostes o doseador (conta gotas) excessivamente ao musgo, senão pode queimar, tal como acontece com o Excel ou com o Fix normal; 2º - Tem paciência a aguardar os resultados. No dia seguinte à aplicação observa-se uma boa diferença, no entanto nem todas as algas são imediatamente erradicadas. Todas são afetadas, mas a fragilização dos tecidos celulares acaba por matá-las ao longo de um maior período temporal. Foi neste 2º ponto que eu acho que falhei inicialmente. Primeiramente, como estava habituada era ao Excel, pensei que deveria ver resultados mais imediatos e exagerei na dose, depois acabei por entender o processo e estava tudo a ficar aceitavelmente controlado... o meu problema é que entretanto ainda continuava com a carência de ferro e aí, as filamentosas voltavam a aparecer ao fim de algum tempo, levando a minha paciência à exaustão. Estava efetivamente a erradicá-las , mas não estava a combater a origem do problema. Entretanto, resolvi arrancar o máximo da Ricardia, deixando apenas uns pontos residuais onde esta estava efetivamente fixada ao tronco. Tenho esperança que ela um dia acorde e volte a se desenvolver... veremos! Entretanto, após a conversa como Rui Aves, resolvi seguir o seu conselho. Comecei a adicionar nitratos e fiz um semi-apagão de dois dias... (semi-apagão porque não foi necessário cobrir o aquário, apenas fiquei com as luzes apagadas durante 2 dias). Foi remédio surpreendentemente milagroso! As filamentosas que atacavam praticamente todas as plantas (embora estivessem controlada, e à distancia não se notassem), com especial incidência na zona do tapete de eleocharis, desapareceram completamente. Depois disso, como mudei a fertilização para o sistema "APT - 2HR Aquarist", (pois gostei dos resultados que vi na FIL), só me tenho preocupado em TPA's semanais, limpeza ocasional de vidros e podas.
  7. Está escrito acima: A Ricardia foi quase toda arrancada, devido às filamentosas, ficaram as partes que estavam efetivamente fixadas nos trocos e seguramente acabará por voltar a fazer jus à sua extraordinária beleza… Isso, aliado à adição de Fixlite, fez com que ela reduzisse bastante (o fixlite tem uma forma de atuar diferente dos outros produtos que eu conhecia... o impacto e o efeito parece-me muito mais prolongado. Felizmente o Fissidens escapou!
  8. Boas, pessoal. Há muito tempo que eu andava para vos apresentar uma foto deste aquário. O meu problema é que não consigo que as plantas estejam nas condições que eu quero, em simultâneo! Ou é a Blyxa que cresce demais, ou é a ‘deccanensis’ que paralisa, ou a 'Super Red' que não está com “aquela cor da semana passada”, ou a ‘wallichii’ que resolveu ficar a dormir numa semana e entrou em completa histeria de crescimento numa outra!... Enfim, nunca está tudo como nós gostaríamos, por isso, há que agradecer por não estar como nós não queríamos. LOL Neste momento já tenho há algum tempo a fauna que pretendia para esta montagem e estou muito contente com o equilíbrio alcançado. Primeiro entraram os Amano e os Clithon, depois vieram as Neocaridinas e os Kubotai, passado um tempo adicionei os Galaxy e por último os Yunnanilus. Todos juntos interagem uns com os outros e ocupam todos os níveis do tanque, sendo rara a zona em que não há um bicharoco engraçado para observar. A minha luta com as filamentosas terminou com a ajuda do Rui Alves (Aquaeden), que depois de me ouvir descrever toda a montagem e a rotina de fertilização, me fez acreditar que o problema era falta de nitratos! Sim, com menos de 4 meses, e sistema de solo da ADA, efetivamente estava com falta de nitratos! Já tinha desconfiado disso quando me apareceram umas tímidas ciano que erradiquei com nitrogénio, mas não previa que a minha montagem requeresse tanto nitrato, tão cedo! A Montevidensis desapareceu (estava num local com pouca luz, e os Juncus comeram-na). A Guyana não vingou, ainda para ali anda um pezito ou dois, mas não têm expressão nenhuma (é pena porque tem um efeito visual muito bonito). Desisti das Buces ‘needle leaf’, pois se as primeiras morreram supostamente devido à amónia do substrato, as segundas devem ter morrido “afogadas”… LOL! No lugar delas acabei por colocar a pimatifida, embora seja uma angústia mantê-la com um tamanho apropriado para o local. A Ricardia foi quase toda arrancada, devido às filamentosas, ficaram as partes que estavam efetivamente fixadas nos trocos e seguramente acabará por voltar a fazer jus à sua extraordinária beleza… Inicialmente punha a Salvinia e a Limnobium na sanita, mas depois descobri que as minhas galinhas gostavam muito delas!... Globalmente estou satisfeito, não está muito longe do que imaginei, mas ainda está a dar luta! Continuo a ter a ambição de um dia ter um holandês, mas com a minha incapacidade de controlar o ritmo de crescimento de cada uma das plantas, acho que irá ser uma humilhação!
  9. Bastam-te meia dúzia de pedras, mais ou menos do tamanho desta:
  10. A tropica é uma marca com excelentes fertilizantes, mas por vezes não tem a quantidade de potássio adequada e precisa de um reforço... Se irás precisar do Specialized ou do Premium, depende do tipo de plantas e do solo. Suponho que o Neo soil seja pouco carregado de fertilizantes, mas como nunca usei não o posso afirmar. Se o solo fosse ADA, no início terias de usar o Premium... Compreendo esse constrangimento do transporte, mas se planeares bem, podes encomendar 'on line' e entregam-te a encomenda em casa (livre de portes, a partir de um determinado valor), por isso não te preocupes por agora com isso! Quanto à luz, acredita que aquilo que tu vês não é necessariamente aquilo que as plantas sentem...
  11. Antas de pensares no fertilizante, deves definir o tipo de plantas que pretendes utilizar... Com essa luz não podes optar pelas plantas mais complicadas, mas já podes usar a maioria das que se encontram por aí disponíveis. Pelo que me parece, a tua luminária mede 24,5 cm de comprimento, o que faz com que nesse aquário de 42 cm fiquem algumas zonas mais carenciadas de luz do que outras. Não te esqueças de tomar isso em consideração quando escolheres as plantas. Pensa agora em terminar a definição do hardscape, depois pensas no resto... Um passo de cada vez!
  12. Volume bruto =22,9 litros / Volume útil = (suponho que venhas a acabar com 15 ou 16 litros) Parece-me que tens pouca altura de substrato. Deves procurar ter cerca de 3 cm para as plantas poderem enraizar, preferencialmente com uma altura maior atrás. As pedras distribuídas dessa forma não ficam mal, mas é possível que as mais pequenas se venham a enterrar no substrato e acabem praticamente impercetíveis... No desenho que eu apresentei anteriormente, elas estavam assim porque imaginei que irias colocar substrato apenas na parte detrás e na frente colocarias uma areia inerte. Nesse caso elas serviriam para separar o substrato da areia. Como optaste apenas por substrato tens maior liberdade de opções. Quanto ao filtro, os melhores são quase sempre os externos, mas julgo que esse dará conta do recado, se não caíres na tentação de colocar aí muitos animais! Antes disso é melhor começares a pensar na carga vegetal, que também ajudará o trabalho do filtro. Para começares, procura por plantas de fácil manutenção e cujo tamanho se adeque ao tamanho desse tanque. (não te esqueças que elas vão precisar de fertilizante, pouco, mas irão precisar).
  13. Qual substrato? Que iluminação? Manterás o mesmo filtro? Afinal qual é a fauna? Sim, talvez agora seja boa ideia criar um novo tópico para esta montagem, com a indicação atualizada do setup completo: Dessa forma tornar-se-á mais fácil ajudar mais objetivamente, com um entendimento global do que já tens e do que pretendes alcançar.
  14. Estrutura triangular num aquário: procura no Google "triangular shape aquascaping". Exemplos simples de hardscape: ➡️➡️➡️