Pedras pretas – 60P


C Mocho

Recommended Posts

  • 2 weeks later...

Obrigado Ismael, suponho que agora que gostas mais dessa pedra também compreendes porque é que a que eu menos gosto é da grande.

Finalmente foi dia de encher. Plantar foi lento, mas muito menos complicado do que eu temia. Afinal nem a cuba nem a eleocharis resolveram andar a passear à solta na água, mas não pensem que correu tudo às mil maravilhas. Os problemas foram com o filtro. Primeiro o filtro pretendido acabou por não chegar, mas tendo tudo pronto, as plantas disponíveis e já farto de olhar para isto vazio (sim porque enquanto está vazio não se resiste a mudar uma mariquice qualquer), resolvi encher na quinta-feira utilizando provisoriamente um 2213 que estava parado há muito tempo. Passadas muitas horas a plantar (com visitas a aparecerem cá em casa para jantar e a necessária interrupção que isso implica, pois eles podem sair daqui a pensar que eu não bato bem, mas não sairão a pensar que eu não os sei receber), enchi o bicho lá para as 2 da manhã… e começou a “festa”, afinal o filtro tinha um problema no veio e não puxava a água! (e ás 8:30 eu tinha que estar a trabalhar). Fui para a cama com um sentimento de frustração grande e sem saber o que fazer. No dia seguinte telefonei ao Nuno Matos… (obrigado Nuno, quando telefonei nunca pensei que me ias dizer que tinhas um filtro que me podias emprestar). Entretanto como tinha de me ausentar no fim-de-semana, montei o 2215 do Nuno à pressa, fiz uma TPA de cerca de 80% da água e zarpei para fora deixando tudo aparentemente a funcionar bem, ou quase tudo, pois não liguei o Chihiros Doctor porque já não podia perder mais tempo, (era suposto ir jantar a 300 km de casa e acabei por sair daqui às 11:30). Voltei no domingo perto da meia noite e para minha grande surpresa tinha tido uma inundação porque a mangueira do outflow ficou mal travada (grande treta, sobretudo numa divisão com pavimento flutuante).

Ok, voltando ao aquário que é o que aqui nos interessa: das plantas pretendidas não consegui arranjar uma, a ‘Eleocharis parvula’, pelo que a coisa também não ficou como eu pensava que iria ficar, contudo por agora, no seu lugar coloquei umas Rotala de crescimento rápido que poderão até ajudar a absorver os nutrientes nesta fase inicial. O problema será que eu posso acabar por gostar de as ver onde estão e então lá se vai o meu projeto de iwagumi definitivamente para o galheiro. Não fará mal, afinal os projetos são feitos para se poderem alterar!

Fica o registo, acabadinho de encher e ainda com a água turva:

large.60P-174.jpg

Anubias nana Pangolino - Anubias ‘petite’ - Cryptocoryne lutea 'Hobbit' - Cryptocoryne parva - Eleocharis pusilla - Eriocaulon breviscapum - Hemianthus callitrichoides 'Cuba' - Marsilea crenata - Riccardia Chamedryfolia - Rotala macrandra 'Narrow Leaf' - Rotala sp. "H'Ra" ("Gia Lai") - Rotala spec. "Green"

Agora é só esperar que comecem a aparecer as algas!

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

20º dia:

À exceção da Ricardia, tudo parece estar a desenvolver bem. A Cuba está visivelmente maior e começam a ser visíveis junto ao vidro alguns runners da Eleocharis. Houve pouco “melt” nas Cryptos e o menos agradável de momento são as pontas das folhas dos Eriocaulon, contudo já se observa novo crescimento nos centros. Algumas pontas de Rotala foram cortadas e replantadas para aumentar a densidade (estou a gostar de as ver e já considero a hipótese de as deixar ficar).

Há 3 dias atrás instalei o filtro definitivo, aproveitando o “neo Media Pure” e a lã que tinha colocado no EHEIM classic 350. Agora tenho um 4+ 250T a funcionar e espero com a mudança não ter recuado muito no ciclo de nitrificação. Continuo contudo a introduzir Seachen Stability a cada TPA: na primeira semana foram de perto de 90% do volume da água dia sim, dia não, nas duas semanas seguintes passaram a ser de 70% e na próxima semana serão de 55%, mas passarão a ser apenas duas por semana. (se vir que é necessário reforço ou no volume de água ou na frequência).

O período de iluminação começou com 5 horas nos 2 primeiros dias, depois passou para 5:30h na primeira semana. Na segunda semana, 6h diárias, a meio da terceira semana 6:30h, e agora pretendo manter assim pelo menos até ao fim da 5ª ou 6ª semana (final do ciclo de nitrificação). Mais tarde pretendo estender até às 8h diárias, mas só mais tarde. Admito que aparentemente o fotoperíodo é curto, mas o aquário está entre duas portas de vidro que proporcionam muita iluminação natural desde o nascer ao por do sol... A injeção de CO2 começa 1:30h antes da iluminação e termina 1h antes das luzes desligarem (25/30 ppm). Fertilizo com Brigty K e Seachen Excell desde o primeiro dia e após a primeira semana comecei a colocar também Green Brighty Mineral.

Desde o dia 13 que começaram a aparecer algumas filamentosas (talvez diatomáceas), mas muito poucas e facilmente controláveis com uma escova de dentes. Sei que a introdução de uns Amano seria extremamente eficaz para o controle deste problema, mas acho que o declive acentuado iria ser um pouco terraplanado, (não há bela sem senão), pelo que vou tentar adiar se não mesmo evitar a introdução destes. SAE nesta montagem também estão fora de questão, pretendo vir a introduzir uns Oto, mas por enquanto é muito cedo para eles, portanto talvez venha a experimentar alguns Neocaridina para não agredir tanto o layout, não sei é se serão suficientemente eficazes, mas por enquanto também para eles é cedo.… Enfim, não se pode querer “sol na eira e chuva no nabal”!

Eu sei que por enquanto isto tudo é normal, portanto “no stress”.

large.60P-181110-1.jpg

large.60P-181110-2.jpg

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

Esse drop checker está bem amarelo! É de propósito? 

Eu apostava numas moitas coloridas por detrás da pedra maior.  Iwagumis tem um grau de dificuldade maior!  Talvez mais tarde já com o aquário mais maturado?

Link to comment
Share on other sites

há 10 minutos, Tozé Nunes disse:

Esse drop checker está bem amarelo! É de propósito

Eu apostava numas moitas coloridas por detrás da pedra maior.  Iwagumis tem um grau de dificuldade maior!  Talvez mais tarde já com o aquário mais maturado?

Sim Tozé, é de propósito. Não tenho  fauna, as plantas estão ainda no arranque, o substrato é rico em nutrientes e eu estou já a fertilizar. Resolvi aproveitar para lhes dar muito CO2 para que aproveitem tudo o que conseguirem. A adição de Excel serve para compensar as oscilações de CO2, pois as luzes só ligam por volta das 16:30h e antes disso há muitas horas de luz natural, indireta mas bastante!... Eu sei que estou a desperdiçar, mas quero tentar retardar o mais possível a introdução da equipa de limpeza (não sei é se o vou conseguir).

Por detrás da pedra maior já lá estão umas rotalas mas ainda são pouco visíveis. Não são é muito coloridas, pois tenho lá uns pezinhos de macrandra 'Narrow Leaf' e o resto são rotala green. Mais tarde verei se quero mais cor.

Obrigado pelo feed back!

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 16 horas, C Mocho disse:

20º dia:

À exceção da Ricardia, tudo parece estar a desenvolver bem. A Cuba está visivelmente maior e começam a ser visíveis junto ao vidro alguns runners da Eleocharis. Houve pouco “melt” nas Cryptos e o menos agradável de momento são as pontas das folhas dos Eriocaulon, contudo já se observa novo crescimento nos centros. Algumas pontas de Rotala foram cortadas e replantadas para aumentar a densidade (estou a gostar de as ver e já considero a hipótese de as deixar ficar).

Há 3 dias atrás instalei o filtro definitivo, aproveitando o “neo Media Pure” e a lã que tinha colocado no EHEIM classic 350. Agora tenho um 4+ 250T a funcionar e espero com a mudança não ter recuado muito no ciclo de nitrificação. Continuo contudo a introduzir Seachen Stability a cada TPA: na primeira semana foram de perto de 90% do volume da água dia sim, dia não, nas duas semanas seguintes passaram a ser de 70% e na próxima semana serão de 55%, mas passarão a ser apenas duas por semana. (se vir que é necessário reforço ou no volume de água ou na frequência).

O período de iluminação começou com 5 horas nos 2 primeiros dias, depois passou para 5:30h na primeira semana. Na segunda semana, 6h diárias, a meio da terceira semana 6:30h, e agora pretendo manter assim pelo menos até ao fim da 5ª ou 6ª semana (final do ciclo de nitrificação). Mais tarde pretendo estender até às 8h diárias, mas só mais tarde. Admito que aparentemente o fotoperíodo é curto, mas o aquário está entre duas portas de vidro que proporcionam muita iluminação natural desde o nascer ao por do sol... A injeção de CO2 começa 1:30h antes da iluminação e termina 1h antes das luzes desligarem (25/30 ppm). Fertilizo com Brigty K e Seachen Excell desde o primeiro dia e após a primeira semana comecei a colocar também Green Brighty Mineral.

Desde o dia 13 que começaram a aparecer algumas filamentosas (talvez diatomáceas), mas muito poucas e facilmente controláveis com uma escova de dentes. Sei que a introdução de uns Amano seria extremamente eficaz para o controle deste problema, mas acho que o declive acentuado iria ser um pouco terraplanado, (não há bela sem senão), pelo que vou tentar adiar se não mesmo evitar a introdução destes. SAE nesta montagem também estão fora de questão, pretendo vir a introduzir uns Oto, mas por enquanto é muito cedo para eles, portanto talvez venha a experimentar alguns Neocaridina para não agredir tanto o layout, não sei é se serão suficientemente eficazes, mas por enquanto também para eles é cedo.… Enfim, não se pode querer “sol na eira e chuva no nabal”!

Eu sei que por enquanto isto tudo é normal, portanto “no stress”.

large.60P-181110-1.jpg

large.60P-181110-2.jpg

Boas! Sou iniciante. Nestr Aqua vejo Substrato com areia no meio. Certo? Qual o susbtrato que sugerem para o inicio de um aquario com fauna? Mas que seja de boa qualidade para investir em plantas tbem. Gostava de areao preto com substrato vulcanico. Mas dizem que não dá para misturar... posso fazer assim separar e colocar por explo areao no meio? Ouviram falar no JBL Dark Manado?

Link to comment
Share on other sites

há 9 minutos, Manuel_Fluval disse:

Boas! Sou iniciante. Nestr Aqua vejo Substrato com areia no meio. Certo? Qual o susbtrato que sugerem para o inicio de um aquario com fauna? Mas que seja de boa qualidade para investir em plantas tbem. Gostava de areao preto com substrato vulcanico. Mas dizem que não dá para misturar... posso fazer assim separar e colocar por explo areao no meio? Ouviram falar no JBL Dark Manado?

Olá Manuel, suponho que eu não seja a pessoa indicada para te aconselhar, pois quando há muitos anos só me preocupava com a fauna usava então apenas areão e mais tarde quando começei a pensar seriamente em plantas passei a usar solo fertilizado para plantas de aquário. Neste caso coloquei solo fertilizado onde pretendia plantar e coloquei areia (neutra) nas zonas onde não pretendia que a plantas dominassem. Normalmente a relação qualidade preço para um substrato fertilizado é justa a proporcional. ADA será o topo, logo o mais caro, mas há outros solos de boa qualidade e menos caros. Depende do que queiras vir a fazer! Eu só me lembro de usar ADA ou Trópica, mas há outros sim!

  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Boas Carlos,

On 24/09/2018 at 15:48, C Mocho disse:

Obrigado Ismael, suponho que agora que gostas mais dessa pedra também compreendes porque é que a que eu menos gosto é da grande.

De facto aquela pedra... Deixa que isso com umas moitas bem definidas vão colmatar qualquer parte menos boa!

Gosto da tua selecção de plantas, essa roatala macandra narrow leaf bem como a rotala h'ra vão dar um toque de cor e um excelente contraste com o negro desse tipo de rocha ;)

 

Grande saga essa do filtro hein! Quanto às diatomáceas como sabes é normal, se não quiseres colocar fauna para já (o que é sensato) podes sempre aspirar com um tubo fino em conjunto com a bela da escova.

 

Agora força nisso que está a levar bom caminho!

 

Abraço

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 5 horas, Vasco Ferreira disse:

Está mesmo no bom caminho. isso agora é deixar crescer, pq está todo com um grande aspecto, nem algas nem nada!

Agora começar a moldar as moitas.

E fauna que vais por?

 

Obrigado Vasco.

Pois, até agora não está mal. Algas tenho algumas filamentosas mas poucas. O que me deixa alerta mas não preocupado, pois não as vejo a instalarem-se particularmente  nas plantas... e têm sido fáceis de controlar com a escova de dentes. Moldar moitas ainda é cedo, primeiro tenho de as ver... LOL

Fauna é um mistério ainda, sei que vou tentar adiar isso mais algum tempo. Gostaria de ter uns camarões, mas a minha ultima experiência foi desmotivante e detesto ver bichos a morrer ou a desaparecer misteriosamente! Só os Amano é que se têm safado, mas não queria colocá-los aqui por causa da escala. Mais tarde penso vir a colocar uns Otos e um cardumezito de qualquer coisa, já pensei em Ember, já pensei em Simulans, até já pensei em micro Rasboras, mas ainda não decidi nada. A seu tempo verei, pois já não seria a primeira vez que chegava a uma loja e decidia algo completamente diferente do que tinha pensado anteriormente.

Aliás, depois de fazer este percurso estou preparado para todo o tipo de surpresas! Repara:

large.60-0-desenho1.jpg large.60P-181110-1.jpg

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Nada de importante a reportar, contudo fica o registo ao fim do 1º mês.

As filamentosas (talvez diatomáceas, mas são esverdeadas), continuam a dar um ar da sua graça, contudo continuam a ser perfeitamente controláveis com a escova de dentes. Confesso que já estou a começar a ficar farto de as ver e sei que uns Amano resolviam isto num instante, mas ainda temo pelo estrago que eles poderiam fazer no declive do substrato. Gostava de poder passar sem eles.

Tenho ali umas R.Green que teimam em ser preguiçosas, e tenho uma R.macrandra 'Narrow Leaf' que tem a mania que é a maior (tanto no comprimento do caule como no tamanho das folhas), mas estou a tentar refrear os meus impulsos castradores... vamos lá a ver até quando é que eu consigo não ser "corte"! Curioso que já podei aquele caule e ele bifurcou, um dos lados está a crescer de acordo com o ritmo das outras e o outro continua desenfreado!

Começou a luta com a eleocharis! Ela é linda e faz efetivamente o efeito que  pretendo, mas tal como eu já previa têm a mania que pode andar por todo o lado e por enquanto eu entendo que ela não deve estar no espaço da Cuba. E quem manda por enquanto ainda sou eu! (só não sei até quando).

Acho que tenho de deixar crescer as H'ra para poder cortar e espalhar mais um apontamento ou dois de cor (ainda não fazer o efeito pretendido porque têm Nitratos a mais (do substrato) e luz a menos (por causa das algas), mas a seu tempo hão-de lá ir... Na foto não se nota, mas afinal a Crypto lutea 'Hobbit' tem uma cor formidável, nunca pensei que fosse assim tão descarada mesmo sem restrição dos Nitratos.

Creio que o ciclo deve estar quase terminado, mas não me apetece fazer os testes! Quero ver se consigo avaliar pela observação (manias)... Sei que está próximo o dia em que já não vou resistir a colocar alguma fauna, eventualmente gostaria que fossem camarões, mas embora me fascinem os plantados o que eu gosto mais do que tudo num aquário é de peixinhos... a ver!

large.60P-181022-1.jpg

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 14 horas, C Mocho disse:

Nada de importante a reportar, contudo fica o registo ao fim do 1º mês.

As filamentosas (talvez diatomáceas, mas são esverdeadas), continuam a dar um ar da sua graça, contudo continuam a ser perfeitamente controláveis com a escova de dentes. Confesso que já estou a começar a ficar farto de as ver e sei que uns Amano resolviam isto num instante, mas ainda temo pelo estrago que eles poderiam fazer no declive do substrato. Gostava de poder passar sem eles.

Tenho ali umas R.Green que teimam em ser preguiçosas, e tenho uma R.macrandra 'Narrow Leaf' que tem a mania que é a maior (tanto no comprimento do caule como no tamanho das folhas), mas estou a tentar refrear os meus impulsos castradores... vamos lá a ver até quando é que eu consigo não ser "corte"! Curioso que já podei aquele caule e ele bifurcou, um dos lados está a crescer de acordo com o ritmo das outras e o outro continua desenfreado!

Começou a luta com a eleocharis! Ela é linda e faz efetivamente o efeito que  pretendo, mas tal como eu já previa têm a mania que pode andar por todo o lado e por enquanto eu entendo que ela não deve estar no espaço da Cuba. E quem manda por enquanto ainda sou eu! (só não sei até quando).

Acho que tenho de deixar crescer as H'ra para poder cortar e espalhar mais um apontamento ou dois de cor (ainda não fazer o efeito pretendido porque têm Nitratos a mais (do substrato) e luz a menos (por causa das algas), mas a seu tempo hão-de lá ir... Na foto não se nota, mas afinal a Crypto lutea 'Hobbit' tem uma cor formidável, nunca pensei que fosse assim tão descarada mesmo sem restrição dos Nitratos.

Creio que o ciclo deve estar quase terminado, mas não me apetece fazer os testes! Quero ver se consigo avaliar pela observação (manias)... Sei que está próximo o dia em que já não vou resistir a colocar alguma fauna, eventualmente gostaria que fossem camarões, mas embora me fascinem os plantados o que eu gosto mais do que tudo num aquário é de peixinhos... a ver!

large.60P-181022-1.jpg

Quero fazer essa MISTURA! SOIL e Areão!! Não há risco de ficar Misturado??

Link to comment
Share on other sites

Wow.

Para começar parabens pelo excelente tópico. A tua escrita é a maneira de contar a história deste projecto faz-me lembrar um velho tópico do Marc plantado V 4.0.
É um prazer ler tópicos assim.

Em relação ao aquário, é incrível o quanto este projecto evoluiu em relação ao início.
Valeu o nível de organização e paciência que colocaste na sua execução.
E embora tenhas decidido investir a sério neste projecto, a escolha de material não podia ser melhor.

Kudos por teres ficado com as pedras pretas em vez de teres investido em hardscape novo. Creio que a evolução das diferentes versões do layout mostram já progressão nesta viagem pelo Aquascaping.

Adorei os desenhos com o photoshop, quem me dera ter essa capacidade. Basicamente ficas com uma ideia muito aproximada do que vai ser o teu layout final. Também torna mais fácil transmitires a tua visão a quem acompanha o tópico.

Agora é só crescer isso, eu aqui vou dar a minha opinião pessoal, sei que existe a dúvida sobre manter algumas das plantas de caule e fazer arbustos, ou seguir com a ideia do iwagumi e arranjar a parvula que está em falta. Eu gostei muito mesmo do layout que fizeste no photoshop em iwagumi, eu iria para isso.
Mas é só a minha opinião pessoal e não é uma opinião neutra visto que iwagumi é o meu estilo de layout favorito.


Enviado do meu PRA-LX1 através do Tapatalk

Link to comment
Share on other sites

 

Obrigado Gonçalo84 e Ricardo José, ainda não o considero muito bom mas estou bastante satisfeito com o que tenho conseguido até agora. A ajuda do pessoal aqui do fórum foi determinante para o hardscape final. Espero continuar a beneficiar da mesma sorte.

há 9 horas, Manuel_240 disse:

Quero fazer essa MISTURA! SOIL e Areão!! Não há risco de ficar Misturado??

Boas Manuel_240, no meu caso separei os dois substratos com pedras colocadas de forma a criar uma fronteira irregular, para ter um aspeto mais natural, mas de forma a garantir que existem muito poucos pontos onde o risco de mistura é efetivo. Para além disso, sei que tenho de ponderar muito bem o tipo de fauna, pois há alguma que iria ter vontade de redecorar a casa!...

Meu caro Bruno R. Carvalho, fico muito honrado com as tuas simpáticas palavras, sobretudo porque o tópico do Mark é maravilhoso (já o li e reli várias vezes)! Decidi investir neste material para compensar o outro aquário que tenho e que está muito aquém das necessidades técnicas, o que me frustra um bocadinho, mas nesse não vale a pena fazer um grande investimento, o melhor seria comprar tudo novo, só que então o valor estimativo do mesmo seria irrecuperável (aquele tem talvez uns 25 anos e ainda faz uma figura decente). Os "desenhos" do photoshop são apenas colagens (é uma questão de paciência), qualquer um pode fazê-lo e depois com a experiência vão-se aperfeiçoando algumas coisas. A imagem do iwagumi também me agrada bastante (sei que as colagens que fiz ficam aquém do resultado possível), mas também estou a gostar de ver as rotalas, sobretudo porque ao montar o hardscape para iwagumi coloquei algumas pedras que agora vão ficar dentro das "moitas" de rotala, o que pode criar uns efeitos interessantes de variação de densidades ou transparências... Por enquanto vou deixar ver como é que corre, depois posso mudar mais tarde.

Obrigado a todos pelo vosso feedback!

 

Edited by C Mocho
  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites

Pronto, não aguentei mais!

Ontem 33º dia, entraram 3 Otos affinis e 5 Crystal Red PRL lindos, (muito obrigado!)...

Eu sei que como equipa de limpeza ainda leva muito a desejar, mas pelo menos algo já mexe (de vez em quando). O problema agora é que só vejo 2 Otos! Já procurei à volta e debaixo do móvel... não consigo descobrir onde é que ele se enfiou, mas acho muito estranho não o conseguir ver. Será que saltou e um dos gatos o comeu? Humm... os gatos só costumam vir para o escritório quando cá está alguém. Será que a minha empregada passou a tarde no facebook? Pelo sim pelo não, amanhã não comem! (não se preocupem com a empregada, ela raramente vem às sextas portanto pode comer lá em casa).

Fotos, já tentei, mas não tenho lente macro e com o telemóvel ficam desfocadas. Vou continuar a tentar e depois tento colocar qualquer coisa.

As alguitas continuam a dar o ar da sua graça. Se eu não fosse teimoso, uns Amano limpavam isto num instante, mas como têm a mania das terraplanagens continuo a querê-los distantes.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Se eu fosse peixe e consciente teria sempre um ataque de ansiedade na véspera dos feriados, nas sextas-feiras e nos sábados. Com a folga que se avizinha não é preciso dormir tão cedo e a vigília pode sempre ter consequências dramáticas!

As minhas queridas algas continuam com o seu encanto de criaturas bem controladas (bendita escova de dentes)… As plantinhas crescem calmamente, mas de tanto as contemplar fico com a sensação que estão paralisadas. Só mesmo com a observação das fotos é que me apercebo que elas afinal estão vivas e em desenvolvimento! O meu Oto desaparecido nunca mais deu nenhuma pista (deve mesmo ter sido um dos gatos ou a empregada a limpar o pó!!!). Entretanto um dos outros Otos morreu após 1 dia de movimentos desordenados. Felizmente o outro parece bem disposto, mas como as aparências iludem, suponho que se deva sentir muito sozinho.

A Cuba estava já com diferenças de densidade bastante evidentes e preocupantemente com algumas folhas a ficar amarelas, mas eu sei que no espaço exímio onde se encontra não lhe posso permitir grandes aventuras. As Rotalas neste aquário são muito anarquistas: umas crescem loucamente, outras teimam em ficar quietinhas, umas deitam-se outras procuram a luz, umas ganham cor outras perdem-na! Não entendo nada disto, mas quero disciplina aqui nesta sala!

Agarrei na tesoura e aqui vai disto... Ou atinam ou dou-vos cabo das folhas, do caule e se for preciso, das raízes! Coitadinhos dos camarões que hoje até tinham tido direito a guloseimas, mas a vida é assim, amanhã quando acordarem já não se lembram de nada!

Dia 40, antes:

large.60P-181031-1.jpg

Dia 40, depois:

large.60P-181031-2.jpg

Agora veremos como isto evolui.

Obrigado pela vossa paciência!

Edited by C Mocho
  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

On 01/11/2018 at 01:23, C Mocho disse:

O meu Oto desaparecido...

Eu ficava mesmo atento era à empregada... coitado do gato nem deve gostar de peixe!

 

Aquário a rolar sem problemas a assinalar, muito resultado da tua observação exímia!

Bom golpe de tesoura, podias ter podado mais abaixo nas rotalas que elas gostam e ajuda a obter um efeito denso mais depressa 😉

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

há 5 horas, ismael_figueira disse:

... podias ter podado mais abaixo nas rotalas que elas gostam e ajuda a obter um efeito denso mais depressa 😉

Obrigado Ismael, tentei podar o mais baixo possível mas ficaram com 4 cm acima do solo, Em princípio teria podado ainda um pouco mais baixo, mas alguns pés de macrandra já tinham sido podados no primeiro nó, agora podei no nó seguinte e depois acertei as outras pela altura das macrandra. Como isto é pequenito deu para cortar caule a caule para minimizar o efeito visual da poda (como dizem os espanhóis, tonterias)!

Quanto ao rolar sem problemas, sim até agora tem sido fácil de controlar, mas não estou a gostar das folhas da cuba no lado esquerdo, que começam a ficar amarelas. Espero que seja uma nova fase de "adaptação", pois tinha a injeção do CO2 muito intensa 24 h por dia, agora antes da introdução da primeira fauna tive de reduzir bastante para compatibilizar as necessidades. O fotoperíodo tem vindo a aumentar, portanto disso não será. Estou com 8h de luz (Twinstar 600E), das 3 da tarde até às 11 da noite, mais a luz natural que entra pelas portas de vidro que estão de ambos os lados do aquário. A injeção de CO2 começa às 8 da manhã e prolonga-se até às 10h e o drop checker mostra uma coloração constante com 1,65 b/s. Veremos o que acontece lá para a frente!

Link to comment
Share on other sites

Tens de cortar a párvula mais baixa, para não perderes o segundo caminho. No caminho principal fazia uma abertura com a tesoura de modo a vislumbrares mais do vidro traseiro. Assim tens uma parede verde e perde profundidade.

Fora isso muito limpinho com aspeto saudável.

Muito do que conseguires com a tesoura vai fazer com que o layout tenha ou não mais profundidade.

fora isso TOP

 

Link to comment
Share on other sites

há 5 horas, Vasco Ferreira disse:

Tens de cortar a párvula mais baixa, para não perderes o segundo caminho.... Muito do que conseguires com a tesoura vai fazer com que o layout tenha ou não mais profundidade.

Ui, "cortar a párvula!... A ideia era mesmo não ter de cortar nada para não ter trabalho, mas eu sei que isto já está longe da ideia inicial.

Compreendo o que queres dizer com isso, contudo como as rotalas ainda terão de crescer (possivelmente para o dobro do tamanho com que ficaram após a poda), talvez então alguma dessa profundidade se reestabeleça. Neste momento ainda vou deixar crescer mais um pouco com este ar de "pradaria virgem" e depois logo vejo. Temo que tenhas toda a razão, mas gostaria que não tivesses!

Não estou a gostar da forma como a párvula está a invadir a zona de areia, gosto que ela lá esteja, mas acho que está a ficar em excesso. Um dia destes também lhe terei de dar uma razia nessa zona. Por enquanto está no limite, mas já vi que vai passar daí. Junto à Cuba também já vai aparecendo, mas eu lá vou arrancando uma folhita de cada vez (seguramente qualquer dia desisto).

Por um lado estou surpreendido com a capacidade invasiva da párvula, por outro encantado. Os estolhos mergulham a uma profundidade impressionante, passando facilmente por debaixo ou por de cima das pedras, por outro lado julguei que era muito complicada por causa das algas, mas controla-se bem com uma escova de dentes. Se tivesse arrancado com um filtro já ciclado suponho que o problema das algas seria mínimo, mas mantê-la in situ é que será talvez uma batalha perdida a longo prazo!

Limpinho e muito saudável também não está. A filamentosas (curtas) nunca mais se vão embora e eu continuo a querer evitar colocar Amanos, estando os SAE fora de questão! Sim, qualquer um deles iria ajudar bastante, em equipe então nem se fala, mas se conseguir passar sem eles será melhor. As TPA's também têm estado a diminuir no volume, o que não ajuda nada mas a coisa vai-se aguentando e creio que com TPA's mais reduzidas o ambiente é menos agressivo para os CRS.

Paciência, muita paciência que eu sei que daqui a uns tempos isto acaba por se equilibrar... já devia é ter sido antes. No entanto estou a adorar todos os minutos que passo a olhar para lá, mesmo aqueles angustiantes em que não consigo encontrar um dos camarões...Acho que seria muito mais gratificante ter um aquário com cavacos [Scyllarides latus]mas ainda não cheguei a esse nível! LOL

Link to comment
Share on other sites

  • 1 year later...

O tempo por vezes é cruel e duro. O tempo, por vezes parece que não passa, mas outras vezes, corre depressa e deixa marcas incontornáveis!...

Montei este aquário porque desde miúdo tenho um fascínio por aquários, mas efetivamente, por incúria ou negligência, nunca havia decidido adquirir o equipamento que há muito eu sabia ser o adequado e necessário. Sempre tive uns aquários engraçados que os meus amigos admiravam, comparados com os globos com peixinhos vermelhos que eles conheciam, sempre estive um passo à frente... Montei este aquário, para finalmente ter um aquário a sério, pequenino, mas a sério!…

Com a vossa ajuda, compus o hardscape com uma pedras que apanhei nas obras de uma estrada, (ainda aqui não sei se fui sovina, ou saudosista… afinal, quando roubei aquelas pedras eram para colocar no aquário, e eu gosto de fazer honra ao que em determinado momento admiro e escolho). Tive uma ideia do que pretendia e selecionei as plantas… Procurava inicialmente um iwagumi, mas aquilo que nós queremos e aquilo que a vida nos traz nem sempre coincide plenamente.

Gostei do arranque, tive as diatomáceas da praxe, mas poucas, contudo, dois meses depois da montagem, comecei uma luta prolongada com as filamentosas! Ainda não consegui entender bem porque é que elas foram tão persistentes. Fiz TPA’s grandes e regulares, não abusei da fertilização nem da luz, tinha um bom filtro, CO2… mas elas persistiam e avançavam... Por vezes melhorava um bocadinho, mas de um momento para o outro voltavam em força!

Ao fim de 6 meses de luta, desisti sem o assumir!… Comecei a ser negligente e as filamentosas iam e vinham, sem nenhuma lógica aparente! (ou pelo menos que eu pudesse então compreender). Dos seis aos nove meses de montagem ainda ia fertilizando, cada vez com menos rigor… depois dos 9 meses, já não colocava a hipótese de ser uma questão de desequilíbrio por falta de maturidade. Eu tinha o melhor equipamento que alguma vez havia tido, mas este aquário era o mais dececionante que eu alguma vez tinha tido!

Passou mais de um ano sem fertilização, o CO2 acabou, os vidros ficaram quase opacos com algas… os otos já tinham morrido há muito tempo, bem como as neritinas… só se aguentaram alguns camarões amano (bichos valentes!). Senti-me culpado por não aproveitar o período de confinamento para cuidar do meu aquário, sim! Mas quando olhava para ele e via aquele panorama dizia para mim mesmo: “amanhã, talvez”!...

No final de julho, resolvi desmontar tudo. Agarrei na tesourinha e aqui vai disto!...

Mas, após cortar as plantas de caule e remover a maioria das algas dos vidros, heis que as pedras (verdes), me disseram que ainda estavam à espera da uma oportunidade para cumprir a sua missão! O pior estava feito, que era deitar fora o lixo. Montar um novo layout seria evidentemente o mais lógico, mas a minha desmotivação não me permitia pensar num novo layout. Eventualmente iria ter de travar a mesma luta inglória com o alguedo. Assim como estava, de mal não passava, e aquele layout ainda tinha algum encanto para mim. Longe de ser satisfatório, é certo, mas ainda não tinha dado o que eu poderia tê-las feito dar. Afinal aquelas pedras, embora verdes, ainda me diziam qualquer coisa!

Pois, o tempo é capaz de nos ensinar a esperar que seja tempo, se nós tivermos tempo para o entender. Aquariofilia é  também um exercício de paciência e comunhão.

Edited by C Mocho
  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Este tópico tem mais de 6 meses de antiguidade... Se fizer sentido, por favor considere criar um novo tópico em vez de reactivar este. Obrigado!

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.