Devemos fazer trocas parciais de agua (tpa) aos nosso aquários?


NGE

Recommended Posts

São caridinas, crystal black.
Pois José, não é a melhor opção, o melhor para os camarões é água de osmose, especialmente para as caridinas que já são consideradas mais sensíveis que as neocaridinas, mais resistentes estás últimas...
Adiante...que isto é conversa para o teu tópico de gambas. ;-)

Enviado do meu U FEEL LITE através de Tapatalk

Link to comment
Share on other sites

há 1 hora, Vera Santos disse:

Pois José, não é a melhor opção, o melhor para os camarões é água de osmose, especialmente para as caridinas que já são consideradas mais sensíveis que as neocaridinas, mais resistentes estás últimas...
Adiante...que isto é conversa para o teu tópico de gambas. ;-)

Enviado do meu U FEEL LITE através de Tapatalk
 

Não tenho problemas com agua da rede, desde que tenha passado 24h em descanso.
Com a quantidade absurda de caridinas que tenho. Tenho a certeza que não necessito agua de osmose. Basta ver os vídeos das gambas.
Em comparação com os rili, são em termos reprodutivos quase iguais. Pode-se acabar a sorte, mas eu não penso em mudar a receita.

 

Link to comment
Share on other sites

Boas, acho que há sempre o senão... O Vasco referiu a agricultura e tem razão, é onde há mais gasto de água, mas temos depois o reverso da medalha .. tendo nós deixado a agricultura em portugal simplesmente ao abandono (Má gestão, principalmente), estamos a importar todos ou quase todos os produtos de fora... Sejam produtos vegetais ou animais, Ex: Leite da polónia a 20cent, obrigando os nossos produtores e cooperativas a "abrir as torneiras" e deitar fora o leite (é algo impensável), ou Carne da América do Sul mais barata mas sem critério de segurança e qualidade etc etc. Isto para dizer que concordo plenamente em haver uma consciencialização da população do que é cada vez mais escasso, no entanto acho que há pontos em que não se pode deixar de apostar, senão estaremos cada vez mais dependentes das ditas "potências" e essas sim têm causado o que estamos agora a começar a sentir...

Para concluir, eu costumo sempre usar a água das TPAs para as plantas aqui de casa, nunca pensei na hipótese do autoclismo, boa idéia :)

Excelente tópico criado ! 

Cumps

Link to comment
Share on other sites

Boas

 

Eu mantenho 15 (quinze) aquários em minha casa, já pensei em montar outro mas poderia ser um exagero. O próximo está a ser cuidadosamente pensado e será um terrário, é para caranguejos por isso pouca água terá e não será tecnicamente um aqua.

Há uns anos desperdicei cerca de 30 litros, quando uma experiência que tinha a decorrer, de forma periclitante admito, caiu da mesa da sala e se estatelou no chão causando a morte prematura a uma colónia de Tanichthys micagemmae e os tais 30 litros de água.

Aprendi, custou-me admitir mas aprendi com esta experiência: 1º Devemos selecionar com muito cuidado as batalhas com as nossas caras metades, quase nunca têm razão e quando somos apanhados em falso, geralmente fazem questão de reaver todos os pontos perdidos em batalhas anteriores, portanto a mesa da sala deixou de fazer parte da sala (pelo menos da minha). 2º A luz do Sol não provoca algas. 3º Enquanto vivos os T. micagemmae são muito mais bonitos, apesar de serem iluminados pelo Sol de igual forma. Por fim, aprendi que se deve poupar, não só a água mas também tapetes, soalho flutuante e até cadeiras (nem que sejam para acompanhar uma mesa de sala para outra morada).

Nunca mais matei um T. micagemmae, nunca mais dei mesas ou cadeiras, nem gastei uma pinga de água com aquários (o meu passivo no entanto é quase como o do FC Porto mas em grande, só na sala estão mais de 1000 litros).

A solução? 7 bidões de 20 litros, uma tábua em condições (devidamente encerada), para os colocar em cima e umas armações para prateleiras que há à venda no Leroy Merlin, tudo conjugado de forma harmoniosa num dos meus WC. As minhas paredes são de pladur, por isso não me exponho em demasia à lei de Murphy. Por cima do autoclismo, em sifão permanente, uma mangueira que liga a uma outra que está num dos ditos bidões e voilá, zero perda de água por factores alheios à minha vontade.

O carro não lavo, em parte porque não tenho, mas também por princípio, se os meus vizinhos gostassem mesmo de o ver lavado deveriam ser mais pro-activos, porque criticar é fácil.

Rego os meus morangos, rego os meus chás nos seus vasos individuais, as minhas aromáticas, e até as decorativas pois creio que os seres vivos merecem respeito, mas não troco água aos aquas só porque é quarta-feira. Se não observo comportamento ou sintomatologia estranha na peixarada, deixo as plantas continuarem a fazer o seu papel, vou acrescentando a que evaporou e faço manutenção ao/s filtro/s. Muita da camaroada reage mal a trocas de água, alguns peixes também (por ex. Iriatherinas werneri), os meus Discus devem gostar da lenta e constante desmineralização, interrompida claro quando se impõem baixar os nitratos e fosfatos através de uma TPA.

Não há dois aquas iguais (acreditem já tentei e não dá), cada caso é um caso, a relva do meu vizinho é mais verde que a minha, ou mesmo aquilo das pedradas nos telhados de vidro, poderíamos estar aqui a despejar clichés (lugar-comum) até as vacas voltarem para casa, ou até as galinhas terem dentes, mas na minha modesta opinião a TPA não deve ser obrigatória, não acredito que possa ser facultativa, mas antes modelada às necessidades próprias de cada habitante dos nossos aquas.

Como em tudo na vida o equilíbrio é fundamental, mais ainda se formos trapezistas ou aquele tipo de pessoa que se balança num arame-bambo, sendo que neste último exemplo, fundamental mesmo seria procurar um trabalho a sério, nem que seja como trapezista.

 

Sem querer ofender ninguém!

Os meus aquas hão de durar mais que muitos aquas salgados, nesses o evitar o desperdício é francamente mais difícil, a manutenção mais trabalhosa e esses dois singelos factores são suficientes para não temer pelo futuro dos meus.

Enquanto houver piscinas, jacuzzis, banhos Turcos, campos de golfe, postos de lavagem auto e outras aberrações (camarárias ou privadas) não serei tutelado em relação ao número de aquas que mantenho (deve haver um emoji qualquer com o punho cerrado e cara feia, imaginar aqui).

Fim da ofensa não intencional.

Uma óptima medida para preservar os nossos parcos recursos hídricos: Escorraçar ou melhor, tributar pesadamente proprietários de eucaliptos, se querem lucrar com a desertificação do país, paguem pelo bilhete. Se já se tributam os carros mais poluidores, porque razão se isentam os que conspurcam a nossa natureza?

Enfim, já me estou a desviar do tema e não quero ser incorrecto com o criador do tópico, mas re-centrando, reutilizar = não desperdício, nem sempre, mas utilizar de forma inteligente os recursos é fundamental, na minha modesta opinião. Por esse facto creio que as TPA obrigatórias são erradas, sendo no entanto necessárias em maior ou menor escala em função dos aquas que mantemos.

 

 

 

Abraço

 

  • Upvote 2
Link to comment
Share on other sites

Não tenho problemas com agua da rede, desde que tenha passado 24h em descanso. Com a quantidade absurda de caridinas que tenho. Tenho a certeza que não necessito agua de osmose. Basta ver os vídeos das gambas. Em comparação com os rili, são em termos reprodutivos quase iguais. Pode-se acabar a sorte, mas eu não penso em mudar a receita.  

 

 

 

 Tu não tens problemas com a água de rede, o que é ótimo. Eu tenho vários problemas com a água de rede, entre eles os parâmetros, cobre e detritos metálicos... portanto, como tive alguma facilidade em adquirir um sistema de osmose, é isso que uso, sim existem percas de água no sistema de osmose, pois é chato, não tenho como a reter e reutilizar.

Sim o ACONSELHADO para as gambas é osmose, depois cada um utiliza ou não conforme pode e quer, como já foi dito.

 

Quanto á osmose só utilizo nos meus 2 aquários de camarões, 30L cada, aproximadamente.

Outra coisa, muitos são os que defendem, que não se deve mexer muito nos aquários de camarões, se estam estáveis e se reproduzem, é deixar estar... portanto tudo é relativo, cada aquário é um aquário.

 

Tpa's cá em casa fazem-se consoante as necessidades de cada aquário, já ando nisto á alguns anos, é "só sei que nada sei" mas esforço-me por saber, o que já é de louvar!

 

Nos aquários de Ciclideos, normalmente, faço uma TPA quando vejo algum problema a nível de parâmetros ou presença de doença, assim sendo se fizer uma TPA por ano, já é o bastante. Vou repondo água obviamente, os peixes sentem-se bem com isso, é o que está bem, recomenda-se e mantém-se, certo?

Não deixam de ter posturas e de se reproduzir...

 

Quanto a aquários plantados high tech, já a coisa pia, e portanto, têm de existir tpa's, conforme materiais utilizados, substratos, fertilização...e isso já foi comentado.

Vou montar um novo e não conheço maneira de fugir às tpa's.

 

A água das minhas tpa's utilizo para regar os meus vasos e para a sanita.

O meu carro lavo-o em média, de 3 em 3 meses, é cinzento, portanto, só lavo quando está mesmo sujo e se nota, enfim quando a poeira me começa a incomodar.

 

Num apartamento, é difícil reutilizar a água das tpa's, já quem vive em moradias tem mais hipóteses dessa reutilização, enfim faço o que posso.

 

Quanto ao comentário do último membro, concordo com grande parte do que disse(a maioria, aliás), não achei nada ofensivo, se a troca de ideias for construtiva e salutar, nenhuma ideia ou tendência, é abusiva ou ofensiva, afinal, diz-se que vivemos em democracia.

 

E pronto, estava a evitar comentar, é um assunto controverso mas esta é a minha maneira de estar no hobby, uns concordaram comigo, outros não...e criticaram no que respeita a tpa's, comigo funciona. Tomem nota no que vos aconselho, não façam o que eu faço, só se acharem correto, e se funcionar convosco também.

 

 

Enviado do meu U FEEL LITE através de Tapatalk

 

 

  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites

@babykhan Gosto muito de ler os teus posts. Dizes muito pouco em muitas palavras o que é fantástico. De resto concordo contigo na questão dos óclipes que muito contribuem para os fogos cá no nosso canto.

Na minha opinião é mais prejudicial as tais regas das rotundas com água a escorrer pela estrada, a agricultura negligente, tpas das piscinas (dava tpas nos meus penicos para uns 10 anos) etc. As tpas são uma pinguinha mínima neste assunto de poupança de água. E sinceramente o meu gato bebe mais água que as minhas tpas gastam... 

Link to comment
Share on other sites

On 15/10/2017 at 10:56, Vera Santos disse:

Sim o ACONSELHADO para as gambas é osmose, depois cada um utiliza ou não conforme pode e quer, como já foi dito.

Quanto á osmose só utilizo nos meus 2 aquários de camarões, 30L cada, aproximadamente.

 

Se permitires vou estender esta conversa um pouco mais, pois penso ser importante e até está relacionado com o tema.  
Aconselhado por quem? 
Compreendo que tenhas problemas com a agua devido aos parâmetros (o ph e o kh costuma ser os mais importantes, se não estou em erro e se estiver. Podem corrigir sem problemas. Os tds podem ser problemáticos) e esse sistema facilitou-te a vida, de momento deves ter reproduções e um bom ritmo de crescimento.
Mas, não é necessariamente obrigatório é "aconselhado". E vou especular o porquê! 
Os criadores de camarões profissionais, usam esse sistema pois facilita a estabilização de parâmetros ideais para reprodução massiva, o problema é quando pessoas com valores diferentes nos parâmetros da agua, e que gostariam de obter shrimp e desfrutar daqueles seres curiosos. Chega a uma loja compram camarões, que necessitam de determinados parâmetros, se "espirrares" (não literalmente :D ) e existir uma pequena oscilação nos parâmetros da água, vão todos em espírito para o céu dos camarões. Provavelmente quem vendeu nem indica os parâmetros necessários (até pode nem saber em que parâmetros foram criados e até fica contente pois são menos uns camarões que perde por dia).
Isto já me aconteceu em parte, pois à 3 anos atrás era maçarico (hoje sou menos, mas existe muito que aprender). Demorei tempo, até perder a obsessão por parâmetros de água, que lia pela internet, aprendi que trocas parciais de agua nos camarões, devem ser efectuadas poucas por mês e em poucas quantidades, pois eles parecem felizes com cálcio e comida na agua, sem grandes oscilações de ph.
Ainda à pouco tempo, tive o prazer de retirar perto de meia centena de camarões do aqua, e quem os recebeu indicou que não teve perdas. Ou foi sorte ou os camarões estão habituados aos parâmetros de agua da rede da zona.

Vou arriscar e deixar um link externo, e para mim o mais importante e quero ressaltar é a figura 1.
http://www.explicatorium.com/cfq-8/dureza-da-agua.html

Vejo que ainda existe interesse em ler o tópico e expor as ideias. Agradeço por isso.
Para mim todos os comentários são válidos, pois ajudam a manter o interesse sobre o tema.

 

Deixo uma acha na fogueira.

 

Edited by NGE
  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites

Entretanto fiz nova montagem para camarões num aquário de cerca de 25 litros. A água da TPA do aquário de 60 litros foi aproveitada para encher esta nova montagem (mesmo assim não chegou). Posso dizer que dos 5 aquários que tenho de momento nenhuma da água das TPA´s vai fora. Destes 5 aquários, 1 é a montagem nova e vai estar a ciclar durante cerca de 1 mês e sem TPA´s, 2 estão em fim de ciclo (ambos de 36 litros, sem TPA´s até ao momento), outro é um pequeno plantado, também de 36 litros e só faço mesmo TPA quando vejo necessidade de retirar nutrientes que possam estar a mais (talvez uma TPA de 40% por mês).

Costumo lavar os sistemas de filtragem, esponjas, prelon, matérias filtrantes, entre outros, com as águas das TPA´s.

Edited by brunofasoares
Link to comment
Share on other sites

Entretanto fiz nova montagem para camarões num aquário de cerca de 25 litros. A água da TPA do aquário de 60 litros foi aproveitada para encher esta nova montagem (mesmo assim não chegou). Posso dizer que dos 5 aquários que tenho de momento nenhuma da água das TPA´s vai fora. Destes 5 aquários, 1 é a montagem nova e vai estar a ciclar durante cerca de 1 mês e sem TPA´s, 2 estão em fim de ciclo (ambos de 36 litros, sem TPA´s até ao momento), outro é um pequeno plantado,também de 36 litros) e só faço mesmo TPA quando vejo necessidade de retirar nutrientes que possam estar a mais (talvez uma TPA de 40% por mês).

Costumo lavar os sistemas de filtragem, esponjas, prelon, matérias filtrantes, entre outros, com as águas das TPA´s.

E fazes tu muito bem, já agora que o José quer continuar a conversa da osmose, qual é tua opinião?

 

Eu disse aconselhado, mas é mesmo não só por criadores como por quem os mantém, já perguntei a várias pessoas, não julgues que é da minha imaginação, é tb já tinha dito que falava em relação a caridinas, e tens um leque enorme delas, não são só CRS e CBS...mas já utilizei como tu água da torneira, o problema aqui põem-se se queres manter espécies menos vulgares e sensíveis, por exemplo...

 

Enviado do meu U FEEL LITE através de Tapatalk

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

On 15/10/2017 at 03:18, babykhan disse:

Boas

 

Eu mantenho 15 (quinze) aquários em minha casa, já pensei em montar outro mas poderia ser um exagero. O próximo está a ser cuidadosamente pensado e será um terrário, é para caranguejos por isso pouca água terá e não será tecnicamente um aqua.

Há uns anos desperdicei cerca de 30 litros, quando uma experiência que tinha a decorrer, de forma periclitante admito, caiu da mesa da sala e se estatelou no chão causando a morte prematura a uma colónia de Tanichthys micagemmae e os tais 30 litros de água.

Aprendi, custou-me admitir mas aprendi com esta experiência: 1º Devemos selecionar com muito cuidado as batalhas com as nossas caras metades, quase nunca têm razão e quando somos apanhados em falso, geralmente fazem questão de reaver todos os pontos perdidos em batalhas anteriores, portanto a mesa da sala deixou de fazer parte da sala (pelo menos da minha). 2º A luz do Sol não provoca algas. 3º Enquanto vivos os T. micagemmae são muito mais bonitos, apesar de serem iluminados pelo Sol de igual forma. Por fim, aprendi que se deve poupar, não só a água mas também tapetes, soalho flutuante e até cadeiras (nem que sejam para acompanhar uma mesa de sala para outra morada).

Nunca mais matei um T. micagemmae, nunca mais dei mesas ou cadeiras, nem gastei uma pinga de água com aquários (o meu passivo no entanto é quase como o do FC Porto mas em grande, só na sala estão mais de 1000 litros).

A solução? 7 bidões de 20 litros, uma tábua em condições (devidamente encerada), para os colocar em cima e umas armações para prateleiras que há à venda no Leroy Merlin, tudo conjugado de forma harmoniosa num dos meus WC. As minhas paredes são de pladur, por isso não me exponho em demasia à lei de Murphy. Por cima do autoclismo, em sifão permanente, uma mangueira que liga a uma outra que está num dos ditos bidões e voilá, zero perda de água por factores alheios à minha vontade.

O carro não lavo, em parte porque não tenho, mas também por princípio, se os meus vizinhos gostassem mesmo de o ver lavado deveriam ser mais pro-activos, porque criticar é fácil.

Rego os meus morangos, rego os meus chás nos seus vasos individuais, as minhas aromáticas, e até as decorativas pois creio que os seres vivos merecem respeito, mas não troco água aos aquas só porque é quarta-feira. Se não observo comportamento ou sintomatologia estranha na peixarada, deixo as plantas continuarem a fazer o seu papel, vou acrescentando a que evaporou e faço manutenção ao/s filtro/s. Muita da camaroada reage mal a trocas de água, alguns peixes também (por ex. Iriatherinas werneri), os meus Discus devem gostar da lenta e constante desmineralização, interrompida claro quando se impõem baixar os nitratos e fosfatos através de uma TPA.

Não há dois aquas iguais (acreditem já tentei e não dá), cada caso é um caso, a relva do meu vizinho é mais verde que a minha, ou mesmo aquilo das pedradas nos telhados de vidro, poderíamos estar aqui a despejar clichés (lugar-comum) até as vacas voltarem para casa, ou até as galinhas terem dentes, mas na minha modesta opinião a TPA não deve ser obrigatória, não acredito que possa ser facultativa, mas antes modelada às necessidades próprias de cada habitante dos nossos aquas.

Como em tudo na vida o equilíbrio é fundamental, mais ainda se formos trapezistas ou aquele tipo de pessoa que se balança num arame-bambo, sendo que neste último exemplo, fundamental mesmo seria procurar um trabalho a sério, nem que seja como trapezista.

 

Sem querer ofender ninguém!

Os meus aquas hão de durar mais que muitos aquas salgados, nesses o evitar o desperdício é francamente mais difícil, a manutenção mais trabalhosa e esses dois singelos factores são suficientes para não temer pelo futuro dos meus.

Enquanto houver piscinas, jacuzzis, banhos Turcos, campos de golfe, postos de lavagem auto e outras aberrações (camarárias ou privadas) não serei tutelado em relação ao número de aquas que mantenho (deve haver um emoji qualquer com o punho cerrado e cara feia, imaginar aqui).

Fim da ofensa não intencional.

Uma óptima medida para preservar os nossos parcos recursos hídricos: Escorraçar ou melhor, tributar pesadamente proprietários de eucaliptos, se querem lucrar com a desertificação do país, paguem pelo bilhete. Se já se tributam os carros mais poluidores, porque razão se isentam os que conspurcam a nossa natureza?

Enfim, já me estou a desviar do tema e não quero ser incorrecto com o criador do tópico, mas re-centrando, reutilizar = não desperdício, nem sempre, mas utilizar de forma inteligente os recursos é fundamental, na minha modesta opinião. Por esse facto creio que as TPA obrigatórias são erradas, sendo no entanto necessárias em maior ou menor escala em função dos aquas que mantemos.

 

 

 

Abraço

 

Acho que foi este senhor que me ensinou a "fugir" as regras universais da aquariofilia bem como me entregou diversas plantas de borla quando eu tinha uns 15 anos e não tinha forma de comprar nada. Ate os portes pagou se não me estou em erro.

  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites

há 10 horas, Vera Santos disse:

E fazes tu muito bem, já agora que o José quer continuar a conversa da osmose, qual é tua opinião?

 

Eu disse aconselhado, mas é mesmo não só por criadores como por quem os mantém, já perguntei a várias pessoas, não julgues que é da minha imaginação, é tb já tinha dito que falava em relação a caridinas, e tens um leque enorme delas, não são só CRS e CBS...mas já utilizei como tu água da torneira, o problema aqui põem-se se queres manter espécies menos vulgares e sensíveis, por exemplo...

 

Eu concordo que a água de osmose é excelente, em especial para camarões, em primeiro lugar por é livre de contaminantes, mas essencialmente pode ser manipulada facilmente. Tem Kh 0 que é excelente para se poder controlar os valores do PH com o solo especifico para o efeito (solo próprio para aquários de camarões) e o GH 0 que podes alterar com um GH+. Se a minha água da torneira tivesse um PH de 6,5 não hesitava usar. GH entre 3 e 4. O problema é que o PH é de 8 e não consigo alterar para 6 ou 6,5 facilmente. De momento estou a usar água engarrafada precisamente porque tem um PH perto do que quero. O Kh mesmo que pouco o solo trata dele e só tenho de me preocupar com o GH.

A 2ª questão penso que não fosse para mim...

Link to comment
Share on other sites

Eu concordo que a água de osmose é excelente, em especial para camarões, em primeiro lugar por é livre de contaminantes, mas essencialmente pode ser manipulada facilmente. Tem Kh 0 que é excelente para se poder controlar os valores do PH com o solo especifico para o efeito (solo próprio para aquários de camarões) e o GH 0 que podes alterar com um GH+. Se a minha água da torneira tivesse um PH de 6,5 não hesitava usar. GH entre 3 e 4. O problema é que o PH é de 8 e não consigo alterar para 6 ou 6,5 facilmente. De momento estou a usar água engarrafada precisamente porque tem um PH perto do que quero. O Kh mesmo que pouco o solo trata dele e só tenho de me preocupar com o GH.
A 2ª questão penso que não fosse para mim...
Segunda questão não era pra ti não.
Obrigada pelo esclarecimento, concordo contigo, e explicaste muito bem, por isso é que comprei o gH+, tenho o mesmo problema que tu, a minha água da torneira sai a 8.20, assim tenho o problema resolvido.

Enviado do meu U FEEL LITE através de Tapatalk

Link to comment
Share on other sites

Boas

Acho que a melhor solução passa por um aproveitamento inteligente da água da TPA que é descartada, nomeadamente pela utilização da mesma na rega de plantas. Afinal de contas é água com nutrientes uteis para as plantas.

 

P.s. Gostei da info sobre a água de osmose.

Boa aquariofilia

Ricardo José

 

http://www.boutiquedosdoces.com - Um doce para cada momento

Link to comment
Share on other sites

há 12 minutos, Ricardo José disse:

P.s. Gostei da info sobre a água de osmose.

Então mete gosto... kkkkk

Só não uso porque os sistemas são caros e de momento não tenho possibilidade para isso.

há 22 horas, Vera Santos disse:

 

Obrigada pelo esclarecimento, concordo contigo, e explicaste muito bem, por isso é que comprei o gH+, tenho o mesmo problema que tu, a minha água da torneira sai a 8.20, assim tenho o problema resolvido.

 

Sempre às ordens.

Link to comment
Share on other sites

Nunca usei agua de osmose.

 

Será que este sistema adaptado dos salgados, poderia ser útil? Quantos nós gostariam de ver aparelhos destes nos nossos aquários?

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
On 06/10/2017 at 14:33, sammy disse:

Todos nós, ou quase todos, quando tomamos banho ligamos a agua e deixamo-la aquecer e só depois entramos no banho. Ora essa água é sempre um desperdício porque nunca é utilizada e em alguns casos até podem ser uns quantos litros.

 

On 06/10/2017 at 22:52, Tugz disse:

Só que essa agua passa pelo cobre do esquentadores. Nao sei se é a mais indicada para camarões...

 

On 07/10/2017 at 10:08, NGE disse:

Pois, eu não uso esquentador.

 

Fiz umas pesquisas e constatei que o sistema de aquecimento de agua solar, também usa tubagens de cobre.
Não sei até que ponto pode ser prejudicial. 

 

Finalmente voltou a chover. (bem, a chuviscar).

Link to comment
Share on other sites

Este tópico tem mais de 6 meses de antiguidade... Se fizer sentido, por favor considere criar um novo tópico em vez de reactivar este. Obrigado!

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.