babykhan

.Membro
  • Content Count

    1,107
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2
  • Country

    Netherlands

babykhan last won the day on November 10

babykhan had the most liked content!

Community Reputation

38 :)

About babykhan

  • Rank
    Membro Entusiasta
  • Birthday 08/25/1972

Contact Methods

  • Mail
    antoniojoseavalerio@gmail.com

Profile Information

Recent Profile Visitors

4,738 profile views
  1. Boas A Osram é um dos principais fabricantes se lâmpadas. A Electro Siluz fornece a zona Norte de lâmpadas T8 T5 etc. tanto para aquariofilia como para répteis. Contacta-os, informa-te e escolhe. Não vou comprar uma guerrinha, mas duas coisas te posso garantir, os LED ainda não são mais baratos que as T5 e a nível de CRI tanto T8 como T5 são muito melhores. Uso principalmente os High CRI da Yuji e lâmpadas das Osram, sei do que falo. P. S. Já viste a nova loja Pro-Aquarium? Abraço
  2. Boas Eu uso t8, t5 e leds. As luminarias são feitas por mim, como faço os meus aquas em função do espaço que tenho disponível para os colocar, raramente encontro luminarias de tamanho standard. T5 e t8 da osram e de outras marcas encontras na Electro Siluz. O armazém principal é na circunvalação quase a chegar ao Parque Nascente, quem vem da Areosa. Mas tens uma loja deles na Afonso Henriques, logo ao lado do Madureira, no Forno. Dá uma olhada nas soluções deles em leds e transformadores. Vou deixar o link aqui. Abraço
  3. Boas Sim, é o estado actual do aquário. Não tem manutenção, equipamentos ou adições de nutrientes. Tem camarões e caracóis para "ajardinar" e chega. Tinha umas plantas de caule e vermelhas, mas como podes ver não se safaram. O substrato fértil é o elusivo MTS [solo mineralizado] que se pode encontrar descrito na net em geral e no YouTube em particular. Estou a escrever no telefone, por isso será melhor procurares um dos imensos vídeos ou a explicação de um tal de Aaron Talbot que foi de onde saquei a informação. É basicamente encharcar terra e deixar que a água evapore e repetir até que a cor aclare e a textura se assemelhe a areia. Esta descrição é muito empírica, mas repito, estou a escrever no telefone e uso óculos, isto não é fácil. 1cm, vá 2 no máximo deste preparado, cobres com areia suficiente para que o mantenha no fundo do aqua e fazes um dry start. Muito simples. Funciona, como podes ver, é fácil e barato. Não tens tantos orgânicos a sair do substrato, os macros estão mineralizados e prontos a ser assimilados pelas plantas. Como não tens água acima do substrato não tens algas e quando encheres tens as plantas bem estabelecidas e prontas a manter o conjunto bonito e harmonioso. Os camarões é para adicionar movimento e corrigir um ou outro apontamento. No geral é isto, mas o aqua é do Afonso, ele faz o que lhe apetecer dele. Não vejo como o possa estragar, mas se se der o caso pego noutros 4 ou 5 euros e faco-lhe outro. Simples. Está explicado ou ainda tens dúvidas? No que puder e souber explico. Abraço
  4. Boas Sim, aqui estão. Espero que gostes. Qualquer dúvida, dispõe. Abraco
  5. Boas Silveralho, é bastante simples de resolver o problema das algas. Elas só te aparecem porque não tens mais plantas a crescer no aqua, portanto tens níveis de 'fertilizantes' muito altos, eventuais picos de amónia e tudo provocado pelos excrementos dos peixes e pela única retirada dos mesmos ser através das TPA's e em pequena medida pelo filtro. As algas são muito facilmente combatidas por plantas saudáveis, escovas de dentes dão mais trabalho mas também funcionam. Sem mexer muito nisso que aí tens, e incentivando a canalha a aprender activamente, podes recolher umas plantas num lago ou ribeiro, deitar fora essas 'coisas' coloridas que aí estão e doar os peixes. Quando recolheres as plantas poderás observar que o local onde elas estão tem um substrato arenoso, com algumas pedras, água fria e em nada se parece com o que tens correntemente. Se procurares plantas bonitas podes até ter a sorte de encontrar uns camarões selvagens, uns caracóis, uma ou outra raiz que sirva de decoração, o mundo pode ser a tua concha. Por outro lado gostaria de criticar veementemente a tua opinião acerca da criatividade dos miúdos, Dolby e Nero são nomes reconhecidos internacionalmente e se for apenas a televisão ou a senhora da loja dos peixes a fonte da inspiração onomástica dos putos, além de os defender até sentirei pena deles. É só a minha opinião, não vale nada e calhando ainda servirá para menos, por isso vou oferece-la, aproveitando que estamos na semana de Primavera deste fim-de-ano pegavas nos putos e com a canzoada iam todos procurar as peças que vos permitissem montar um aqua, simples, de água fria com plantas de mais cores que não só castanha ou amarela, algo que evoluísse e permitisse desfrutar, sem gastos de maior, de um pedacito de natureza bem no meio da sala. Um aqua que quem sabe um dia pudesse albergar uns peixitos, uma mão cheia deles talvez, que até procriassem, porque não. Já que é a minha opinião vou até atirar esta, um aqua que nem precisasse de electricidade, um aqua que não fosse um desvio obrigatório ás 5 e tal da manhã para ligar umas lâmpadas, enfim uma coisa em modos, um motivo de conversa. Terias de mudar um pouco a decoração da sala para o dito cujo ficar em posição de receber uns raios solares, porque isto de retirar a electricidade a um aqua não é grátis. Eu tentava, não só porque só se vive uma vez mas também porque só temos esta vida e fazer dela um sítio mais bonito depende de nós e de quem nos está próximo, mesmo que esteja dentro de um aqua, em cima de um móvel, perto de uma janela e com plantas naturais. Abraço
  6. Boas Não posso colocar imagens porque o aqua está na casa do Afonso, o miúdo que o recebeu como prenda, mas assim que as tiver coloco aqui. Pelo que me foi dito está a desenvolver-se sem problemas de algas, ainda sem filtração mecânica, aquecimento ou iluminação eléctrica. O aquecimento é desnecessário neste caso, pois o aqua é muito pequeno e não tem peixes, se a temperatura não baixar dos 15º C não vejo inconvenientes para manter uma colónia de reds, ou mesmo um cardume de Tanichthys (albonubes ou micagemae) de Danio Choprae ou mesmo guppies. Estas espécies mantenho sem aquecimento todo o ano e até à data sem problemas. No caso de outras espécies de águas temperadas o aquecimento será obrigatório. Os aspectos em comum seriam o solo mineralizado, o arranque em seco e a iluminação solar. Se não tiveres plantas que te consumam os nutrientes e tiveres muita (s horas de) luz directa terás algas, mas se começares o aqua plantando em seco, num instante terás um tapete saudável e as plantas de caule poderão ser plantadas após o enchimento com água. 4 a 5 horas de luz solar directa são o máximo que te aconselho, e nesse caso trocas de 30 a 50 % de água a cada dois ou três dias são obrigatórios. Se injectares CO2 aconselho-te a trocar ainda mais água, ou a fazê-lo mais frequentemente. Mas cada caso é um caso, vais reagindo ao que o teu aqua te for indicando, não tenhas medo se te aparecerem algas ou água verde, são apenas sinais de desequilíbrios nutricionais, em princípio feitiçaria ou poderes do oculto são figuras de ficção e com ajustes de fertilização as coisas voltam a encarrilar. Com a criação deste tópico queria demonstrar que com terra, água e luz do sol se pode ter um aqua funcional, mas que como em todos os hobbies a capacidade financeira delimita o que se pode atingir. O básico é perfeitamente possível sem gastos dignos de nota e não te custa mais que um qualquer normal vaso plantado, apenas que este está alagado. Abraço
  7. Boas Sim ainda, simples, barato cores muito naturais. Esta cultura começou emersa, mas submersa agradece a iluminação. Claro que agora cresce mais devagar, até porque não tem aquecimento, mas não há pressa. A ver se consigo umas fotos com a camaroada a jardinar. Como se uma facada no mito de que o sol 'cria' algas não bastasse ainda vou mais longe e coloco camarões num aqua sem aquecimento. Abraço
  8. Boas Não queria estar aqui a dar dicas de negócio, mas apontar defeitos ao artigo que queres vender pode não ser a melhor opção. Mas recentrando, sem querer ferir susceptibilidades, a meia dúzia de bolhas de CO2 por minuto parece estar a funcionar. As plantas estão, ou pelo menos parecem saudáveis, e se ao fim de mais ou menos um mês as algas ainda não tomaram isso de assalto é porque as plantas estão efectivamente saudáveis. Estar a passar de meia dúzia, para uma grosa de bolhas por segundo, vai ferir muito mais que susceptibilidades. Poupa a perda que reconheces que terás trocando o sistema de CO2, por mais fertilizantes, aumenta umas três ou quatro vezes a troca parcial de água, (poderia ter escrito TPA, abreviava, mas só me ocorreu depois) e mantém esses níveis estáveis. Não vais ter tanta chatice, vais poder desfrutar de um aqua apresentável e vão-te surgir ideias de como esconder essa quinquilharia toda. Peixes já é outra guerra, vais ter de combinar a estética dos bichos com a incapacidade de suicídio. E digo-te já que não há assim tantas opções e os guppies não estão nessa lista. A menos, claro, que tapes o aqua, o que não faria sentido algum pois escolheste um aberto, a não ser que quem te compre o sistema de CO2 esteja interessado num conjunto completo... Abraço
  9. Boas Relativamente à fertilização, quanta água mudas e com que regularidade e ainda, quantas bpm (escrevi assim para não estar a escrever Bolhas Por Minuto por extenso) de CO2? É que podemos estar a ajudar a matar otos à fome ou a tentar recriar as condições para eles se reproduzirem. Como postaste estas fotos no Domingo, já podaste a quadricostatus? Abraço
  10. Boas As algas existem em todos os aquários, alguns esporos estão na água e alguns vêm pelo ar. Os camarões são peixes porreiros para manter num aqua (caracóis também), mas se estás a contar que eles te erradiquem as algas estás a perder o teu tempo. As algas tornam-se uma chatice quando as 'plantas' não as conseguem combater, seja por estarem fracas seja por falta de luz. Para conseguires manter plantas saudáveis precisas de fertilizar, fornecer CO2 e iluminação. Fertilizantes facilmente encontras, preparados ou os elementos em separado e fazes tu a tua própria dissolução. CO2 de igual forma podes comprar o produto pressurizado, ou tentas uma solução DIY (Faz Tu Mesmo), vai dar quase ao mesmo, se ficar feito em modos claro. Iluminação é a parte mais fácil desta equação, se tens a possibilidade de fornecer luz solar em doses moderadas só depende de ti a escolha do tipo de aqua que pretendes. Espero que não tenhas desistido do aqua, ou que tenhas deixado de actualizar este tópico por não teres encontrado problemas, porque gostaria de ver fotos disso. Abraço
  11. Boas Não para proveito próprio, já tenho 15 cá em casa, mas somente para incentivo e promoção do hobby resolvi montar um aqua que não fosse um estorvo, uma despesa (digna de nota) ou um quebra-cabeças que só arrelia. Passei numa loja de artigos usados e encontrei uma tartarugueira, que é o nome comum dado aos aquas pequenos de mais para acolherem peixes por períodos prolongados de tempo. 2.5€ e uma enxaguadela depois, tinha o protótipo aguardando o inicio de uma viagem de dois meses, numa máquina (de lavar roupa) fantástica de marca Whirlpool, o modelo não me recorda. Comecei pelo princípio, substrato fértil (terra mineralizada), cobri este princípio com alguma areia vulcânica, não muita, apenas o suficiente para mais tarde vir a descobrir que devia ter colocado mais, não muita mais, apenas o suficiente para que as plantas pudessem ser facilmente, digamos, plantadas. E prontos, foi mais ou menos isto. Saturei o dito substrato com água de uma TPA aleatória e para primeiro dia foi uma carga de trabalhos. Quando regressei no dia seguinte para contemplar a minha obra, reparei que destapado o aqua não retinha a água que lhe tinha adicionado, portanto tratei de lhe colocar algo que o permitisse. Dois vidros resolveram o problema e permitiram-me passar à fase seguinte, o plantio do dito aqua. Eleocharis parvula ou Eleocharis pusilla ou Eleocharis minima, ou como lhe chamam em Inglês Dwarf hairgrass foi a espécie que decidi colocar primeiro por acreditar ser a que melhor se adaptaria ao crescimento emerso. Assim, plantei uma mão cheia de 'cabelos' que arranquei de um outro aqua, ciente de que poderia comprar numa loja ou num desses sites de venda online, mas queria testar também essa característica de adaptabilidade da planta para passar do crescimento submerso ao emerso, como se de uma seca ou mudança de estação do ano se tratasse. A planta reagiu muito bem, graças tanto ao substrato fértil bem como aos vidros que mantiveram a humidade elevada e em menos de um fósforo já lançava runners, propagando-se pelo aqua a uma velocidade espantosa. Os 800 e tal cm2 ficaram cobertos em duas ou três semanas, muito agradável. Quando considerei ter um tapete em modos enchi o aqua e acrescentei mais umas espécies. Cryptocoryne parva, Cryptocoryne costata, Alternanthera reineckii 'Mini', Staurogyne repens, Echinodorus 'Vesuvius' e uns pelos de Fissidens fontanus. Para tratar de manter aprumado este conjunto acrescentei uns Melanoides tuberculatus, uns Planorbarius corneus, uns Hyalella azteca e umas quantas daphnias. As fotos? Estão aqui. As fotos da Galeria de Membros estão no tamanho original. Como tinha o assunto da filtragem resolvido, plantas e crustáceos motivados e a cumprirem os seus papéis, só tinha de me preocupar com a iluminação. Contemplei T8, T5 e até mesmo LEDs mas era muita complicação, então resolvi usar isto... Ligado umas três ou quatro horas no máximo, com uma ou outra nuvem esporádica e umas 6 ou 7 só de claridade. Até simula o nascer e o pôr-do-sol, não posso recomendar mais! Supimpa. E prontos é isto, estou a acabar a base para este aqua, é uma caixa com uma gaveta para guardar a palamenta e uns pés opcionais. Já vai para o seu novo parapeito, numa janela relativamente próxima, espero que o Afonso goste dele e que sirva para o inspirar. Sem equipamentos, sem stresses, só trocar água e desfrutar. Qualquer dúvida, disponham. Abraço P.S. A versão vídeo da coisa está no Youtube
  12. Boas Na volta limparam as cisternas da água aí do prédio e sem saber carregaste isso de lixívia, quando fizeste a última TPA. Dois anos não é muito tempo de vida para um peixe desses, ainda devia durar mais uns anitos. Espero que o safes, é sempre triste perder um peixe, ainda para mais um que deixa fazer festas. Abraço
  13. babykhan

    O Mundo Duplicado

    Boas Se vieram tenho cá familiares deles, mas decerto que não, pois ele tinha lá companhia bastante mais apelativa, nomeadamente os Poecilocharax weitzmani (black morpho tetra) ou mesmo os dicrossus filamentosus/maculatus (pequenos demais para distinguir). Mas mais importante, muito bom o fruto do teu esforço, além de raro bonito, obrigado pela partilha. Se quiseres meia dúzia de caracóis (ampulárias) para te ajudar a limpar isso, ou mesmo uma mão cheia de riccia dá o toque. Abraço
  14. É mais caro, mas será mais seguro. O neutro aparentemente oferece as mesmas características, não sei qual a razão para ter outra denominação mas regra geral as 'coisas próprias para aquário' são mais caras que as generalistas. Pedra pomes de granulometria pequena é barata, ao passo que se for embalada numa caixa de papelão com uns dizeres em estrangeiro vê o preço inflacionado, o mesmo se passa quando se embala zeolite nuns frascos todos pipis e se lhe chama algo subjectivo, 'but I digress', se tens opiniões favoráveis ao uso do neutro usa-o se podes esbanjar e ficar de consciência tranquila compra o outro, não me admirava nada que fossem o mesmo producto em embalagens diferentes.
  15. Boas Sim, dá uma saltada ao Leroy, ou Leroy ou lá como se chama. Antes de ir podes consultar aqui, ou aqui, não é barato portanto se encontrares o tal do neutro mais em conta aproveita. Tem apenas atenção aos aditivos, aquela treta mata mofos e bolores mas na volta também maltrata tartas (é mais fácil escrever do que ler). Abraço P.S. O neutro da Soudal fica a 5€ e o da Quilosa para aquário sai a 7€, o mais barato é o da linha própria deles (promoção 2.89€) só mais uma coisa se houver uma promoção de cartuxo/pistola verifica os aditivos!