brunofasoares

Apistogramma Cacatuoides Orange

Recommended Posts

Possível montagem nova, desta vez para Apistogramma Cacatuoides Orange.

Eles estão cá em casa, mas numa montagem de 40 litros, que me parece bem pequena para o casal. Aproveitei uma montagem de um pequeno plantado. Na altura não deu para fazer uma montagem adequada, porque me foram oferecidos por um amigo e era o espaço que havia disponível naquele momento.

Quando chegaram ainda eram juvenis, mas quase adultos. Rapidamente cresceram e começaram a acasalar. Neste momento vou na 5ª ninhada e ainda não consegui que nenhum chegasse à fase juvenil. Vejo-os atrás da mãe, que nesta ninhada até os trouxe à frente (pareceu-me mesmo para me avisar para lhes dar de comida) e ao fim de uns dias costumam desaparecer/morrer. Começo a ver cada vez menos até não ver nenhum.

É fácil perceber quando a fêmea está preparada para acasalar, porque chama mesmo o macho e quando tem postura, porque literalmente desaparece. Só vem espreitar quando percebe que há comida. Mesmo assim até costumo fazer cair perto de onde ela tem os ovos para não stressar por deixar a postura sozinha.

Agora o que me interessa saber antes de mais é o que acham. Devo manter o casal onde está? Faço realmente uma nova montagem para eles, no caso de 60 litros? Ou será melhor um aquário maior e até podia colocar mais uma fêmea? Digo isto porque a fêmea corre com o macho do local da postura e mesmo de ao pé dos alevins, quando já nadam atrás dela. Ora como o aquário tem as medidas de 40x35x30, o macho passa o tempo todo na frente do aquário. Só na altura da alimentação é que vai mais atrás porque a fêmea também está ocupada.

Outra questão. Como colocar vídeos? Apenas através de links ou posso ter o vídeo no PC e partilhar aqui no fórum?

Tenho o vídeo desta última ninhada e não consigo colocar.

Edited by brunofasoares

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas Bruno Soares

Não sei se já vistes isto,mas qualquer das maneiras cá vai.

Abraço Álvaro Silva

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 28/09/2018 at 23:18, Alvaro Silva disse:

Boas Bruno Soares

Não sei se já vistes isto,mas qualquer das maneiras cá vai.

Abraço Álvaro Silva

Obrigado Álvaro. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bruno, a maneira mais fácil é fazeres o upload para o teu canal de YouTube e depois basta colocar aqui o endereço do vídeo que automaticamente fica visível. 

Quanto ao sucesso das tuas posturas, acho que tem a ver com a falta de alimentação viva. Tens mais fauna sem ser os pais nesse aquário?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não tenho tempo para mais agora, mas quanto à alimentação porque não tinha condições para ter alimento vivo que é o melhor, comprava jbl fluid artémia.

 

Enviado do meu VKY-L09 através do Tapatalk

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viva amigos.

Peço desculpa não dizer mais nada, mas entretanto fiquei sem PC.

Queria pôr o vídeo precisamente porque estavam a comer a artémia recém eclodida. Engraçado ver as crias a alimentar-se. Entretanto esta criação já desapareceu. O casal está novamente escondido. Presumo que já com ovos. Agora tenho o sistema parado. Apesar de ser um aquário com apenas 40 litros tem sempre detritos das plantas. Além disso a qualidade da água é impossível ser a mesma sem filtragem. Não tenho mais nenhum vivo dentro do aquário. 

A minha ideia de fazer uma nova montagem era precisamente para garantir algum sucesso na criação. O meu problema é o sistema de filtragem que por vezes fica entupido. Perde caudal e a bomba fica a fazer barulho por estar a trabalhar em seco. Penso que eles se assustem e que comam as crias, ou que as crias se assustem e não se alimentem. Sinceramente não sei dizer, o que sei é que é sempre que a bomba faz barulho as crias desaparecem/morrem. Passados 2 dias a fêmea está novamente atrás do macho a chamá-lo e volto ao início.

O que estou a tentar fazer é aproveitar o meu primeiro aquário, que tem uma pequena fuga, mas como o silicone secou na embalagem não o consegui fazer este fim de semana. Preciso da vossa ajuda, já desentupi o cone, mas o bocal da embalagem não há maneira de conseguir retirar o silicone que está na ponta. Estou a usar o Soudal preto. Qual a melhor maneira de poder reutilizar este silicone, dado que a embalagem está quase cheio. Sempre dava para reforçar bem o aquário que já tem uns bons aninhos e que ainda está aí para as curvas.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas Bruno

Tenta com um saca rolhas daqueles mais finos,vais enroscando ate sentires que entrou no silicone mole,a seguir começas a puxar,pode ser que a sim saia.

Cump: Álvaro Silva

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 14 horas, Alvaro Silva disse:

Boas Bruno

Tenta com um saca rolhas daqueles mais finos,vais enroscando ate sentires que entrou no silicone mole,a seguir começas a puxar,pode ser que a sim saia.

Cump: Álvaro Silva

Foi o que fiz, mas insiste em não sair. Acho que vou cortar um pouco da ponta do tubo a ver se consigo retirar com algo mais grosso. Ou então empurrar para dentro a ver se sai o silicone a usar.

Vou dando novidades, até porque tenho o sistema de filtragem parado no aquário e não quero que este casal morra. Acho que ainda vou colocar um cascata só para não ficar mesmo sem filtragem. Vamos ver.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então novidades. Este sábado foi desmontado o "Honey I Shrimped the Kids" e o aquário foi aproveitado para esta montagem. Os Golden passaram para junto dos Red Cherry. Lá ficam por agora.

Ontem fez-se a montagem, que deu algum "trabalhinho", mas valeu bem a pena. O aquário está no meio da estrutura e o espaço para trabalhar é muito pouco, por isso a montagem foi feita fora e o aquário só foi colocado depois de estar pronto o layout e a plantação. Ainda vão entrar mais algumas plantas, mas para já é assim.

O filtro não parou desde a desmontagem e ficou sempre a trabalhar para dentro de um garrafão de água. Levou uma pequena lavagem e mudei uma das esponjas que estava bastante suja. Como o filtro está mais que ciclado, quanto tempo acham que vai demorar a fazer a ciclagem desta montagem? Será 3 semanas suficiente? O mais seguro seria testar...

A água ainda estava turva quando tirei a foto, porque só terminei a montagem perto da meia noite. Foi tirar foto, apagar as luzes e dormir.

Ainda vai entrar pelo menos uma bucephalandra e mais uma crypto, a principio a Pigmaea. Vamos ver. Para já é assim. Logo se procura mais "inspiração".

large.DSC_1061.JPG

large.DSC_1063.JPGlarge.DSC_1062.JPG

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

No espaço que estava mais vazio entraram uns pés de Bucephalandra Lamandau Mini Red, deu logo outro aspecto à montagem. O que quero mesmo é fechar o mais possível a parte de trás para terem o máximo de privacidade e para que as crias possam passear livremente. Pelo que já percebi, as quebras visuais são muito importantes para os pais se sentirem confortáveis e seguros.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Melt da Cryptocoryne Undulata e da Bucephalandra Lamandau Mini Red. A Buce foi um vaso que comprei e coloquei em 4 aquários mas só fez melt neste. Num outro parece estar com um pouco de dificuldade, mas ainda sem folhas perdidas. 

De resto ainda a ciclar. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

E agora já com toca....

Vão entrar amanhã os apistos na montagem. Como o filtro já estava ciclado da montagem anterior, não vale a pena esperar mais tempo.

A toca ficou atrás precisamente para lhes dar mais privacidade. Hoje ainda vou colar umas plantas em algumas partes dos troncos, para o mesmo efeito. Vamos ver no que dá. A ver se é desta que consigo safar algumas crias. Novidades em breve.

Só uma questão. Viro a saída da toca mais para trás ou deixo como está?

Obrigado a todos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Casa nova... agora é estrear a toca. O macho anda sempre atrás da fêmea. Este casal já procriou, espero agora conseguir salvar pelo menos uns pequenos.

large.DSC_1078.JPGlarge.DSC_1076.JPGlarge.DSC_1074.JPG

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bruno, se possível deixa a abertura da toca de maneira que possas ver o interior.

Devias pensar em colocar aí umas folhas no fundo para que a microfauna sirva mais tarde de alimento para a criação.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 13 horas, Tozé Nunes disse:

Bruno, se possível deixa a abertura da toca de maneira que possas ver o interior.

Devias pensar em colocar aí umas folhas no fundo para que a microfauna sirva mais tarde de alimento para a criação.

 

A toca virei para o vidro e com o reflexo consigo ver lá para dentro. Folhas... tens razão, esqueci-me e já tinha umas mergulhadas para afundarem logo. Obrigado pela lembrança.

Ainda estão um pouco assustados, quando vêem movimentos mais rápidos escondem-se logo. Estava a pensar colocar algo para tapar as laterais e deixá-los mais à vontade. O que acham? O aquário está num sítio de passagem por isso acho boa ideia, mas....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então como a fêmea não gostou da toca de cerâmica, troquei por uma casca de côco. Como ela ainda andava esquisita e desconfiada ao fim de 3 semanas de estar no aquário, então coloquei mais uma casca de côco e como suspeitava acabou por escolher a primeira que lá entrou. Já arranjou a toca, tapou ao máximo a entrada, mas ao fim de 1 semana e meia ainda não vi alevins. Sinceramente nem tenho estado a espreitar muitas vezes para os deixar em paz. De vez em quando dou uma olhada, mas como a fêmea vem logo cá fora, porque pensa logo que é comida, então presumo que não tenha ainda feito nova postura. Aguardemos.

Sim as fotos estão muito melhores. O Pai Natal cá de casa ofereceu-me um telemóvel.

large.IMG_20181225_170302.jpglarge.IMG_20181225_170256.jpg

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas, o aquário está muito engraçado, estavas a falar em folhas mas não vi nenhuma, estás a usar folhas de que tipo? As folhas não vale a pena mergulhar és préviamente, deixas-as flutuar acabam por afu dar por si mesmo, e na verdade os apistos até agradecem porque não gostam de muita luz, aliás queria perguntar-te que iluminação estás a usar e se é regulável? 

A areia de sílica tem a desvantagem de ser muito branca, algo que apistogrammas não apreciam, no caso até podias, misturá-la com substrato para atenuar a "luminosidade" que ela tem ou ainda melhor misturar uma outra mais escura. 

Eu no No name yet tenho sílica misturada com uma areia vermelha que comprei a 0.40€ o kg, é bem barata, dizem eles que é calcária mas tb precisavas de muito pouco quantidade para misturar e ficar com a tonalidade mais escura. 

Hoje em dia os criadores na realidade também já não têm Ph's de 6 ou menos para eles, são de cativeiro portanto. Agora se são F0 ou F1 já a história é diferente. 

Na foto que tiraste não aparece a fêmea pois não?

A propósito de cocos amanhã se não me esquecer coloco aqui uma fotos de um dos meus cocos, para veres como ficam depois de os arranjar, podes tentar fazer outro e aí eles têm mais espaço lá dentro e sentem-se melhor. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 9 horas, Vera Santos disse:

Boas, o aquário está muito engraçado, estavas a falar em folhas mas não vi nenhuma, estás a usar folhas de que tipo? As folhas não vale a pena mergulhar és préviamente, deixas-as flutuar acabam por afu dar por si mesmo, e na verdade os apistos até agradecem porque não gostam de muita luz, aliás queria perguntar-te que iluminação estás a usar e se é regulável? 

A areia de sílica tem a desvantagem de ser muito branca, algo que apistogrammas não apreciam, no caso até podias, misturá-la com substrato para atenuar a "luminosidade" que ela tem ou ainda melhor misturar uma outra mais escura. 

Eu no No name yet tenho sílica misturada com uma areia vermelha que comprei a 0.40€ o kg, é bem barata, dizem eles que é calcária mas tb precisavas de muito pouco quantidade para misturar e ficar com a tonalidade mais escura. 

Hoje em dia os criadores na realidade também já não têm Ph's de 6 ou menos para eles, são de cativeiro portanto. Agora se são F0 ou F1 já a história é diferente. 

Na foto que tiraste não aparece a fêmea pois não?

A propósito de cocos amanhã se não me esquecer coloco aqui uma fotos de um dos meus cocos, para veres como ficam depois de os arranjar, podes tentar fazer outro e aí eles têm mais espaço lá dentro e sentem-se melhor. 

As folhas são de catappa e apenas estou a usar na água das TPA´s. A água até está mais escura mas foi mesmo por causa dos troncos. Seja como for, só estou a fazer TPA´s de 2 em 2 semanas, para evitar muitas mexidas no aquário.

A iluminação é uma T8 de 15W da Aqua Glo. Isto cá em casa há-de mudar tudo para leds, mas até lá vai-se utilizando estas antigas. A ideia é que o musgo cresça bem e caia sobre a zona da toca. Tem 2 tocas (cocos), a da frente esquerda, que foi a última a entrar e que utilizei mesmo como "distração" e ocupação do espaço, como que para obrigar a fêmea a usar a detrás à direita, está escondida pelo tronco grande, e aí sim quero que o musgo faça bastante sombra. Ainda pensei em areia mais escura mas era o que tinha à mão. Tenho uns pés de Salvinia que ia usar, mas a questão é que também não quero muito escuro, para poder ver as crias assim que as houver. Onde estavam antes tinham até mais claridade e estavam com posturas de 15 em 15 dias.

PH está perto dos 7, porque a minha água da torneira sai a 8. Faço o tratamento à parte com água de osmose onde estão as folhas de catappa, precisamente para ajudar a baixar um pouco o PH. Sinceramente não me preocupa muito o PH, porque estavam com água entre os 7 e os 7,5 e a criar. É como dizes, são de cativeiro e já estão adaptados e habituam-se facilmente a vários parâmetros.

A fêmea está escondida atrás de uma folhas, mas há-de haver mais umas fotos brevemente e com a fêmea.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então com a técnica das folhas, e porque a minha água da torneira tem sempre um KH bastante baixo, consigo que a água de reposição chegue ao aquário já abaixo de 7. Além disso vem carregada com taninos e dá um efeito brutal ao aquário. Adoro blackwater.

Entretanto sentei-me em frente ao aquário, e estive a observar bem na 6ª feira à noite, porque desde 4ª feira que a fêmea andava mais escondida. Descobri que tinha já umas crias bem pequenas, e que até ontem à noite ainda lá estavam pelo menos 3. Ora, se no outro aquário apenas as via durante uns poucos dias, aqui já levam uma semana. Pode ser que seja desta que consiga que sobrevivam algumas.

Tenho um aquário mais pequeno e que pensei, na próxima criação, apanhar umas crias e colocar lá. Acho que vou tentar a ver se tenho mais sucesso. O que acham?

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só para actualizar, falta dizer que o casal teve bastantes crias, mas, por falta de engenho meu, apenas consegui safar uma e que, ainda bastante pequena, acabei por oferecer a um amigo. Por falta de tempoacabei por vender o casal, porque percebi que tem de haver mais atenção para se conseguir obter melhores resultados com os apistogramma. Como não gosto de ter os vivos apenas para dizer que tenho, prefiro que alguém tente a sua sorte. Foram para boas mãos, com alguma experiência na criação de ciclideos anões, por isso estou tranquilo.

Tenho pena porque adorei esta oportunidade de ver comportamentos e perceber melhor o que fui lendo e falando com outras pessoas.

Obrigado pela vossa atenção.

PS: não foi a última vez que tive apistogrammas, com toda a certeza.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites