O Bicho está entranhado...


Recommended Posts

Aqueles mais atentos já devem estar fartos de me ver apresentar novos layouts. É o quarto desde que me meti no hobby há cerca de um ano, mas não me arrependo... sinto que tenho melhorado e isso deixa-me bastante satisfeito. Desta vez optei por Lava Rock. Comprei cerca de 40 Kgs por 19€ e andei duas semanas a partir e a colar pedras até chegar ao resultado que mais me agradou. Pelo meio ainda fui pedindo a opinião de alguns membros do fórum (https://www.aquariofilia.net/forum/topic/261536-estudo) aos quais, mais uma vez, agradeço. Seguem as especificações:

 

Data da montagem : 26 de Setembro de 2020

Dimensões do aquário: 80 x 30 x 40 cm

Filtro: Fluvial 207
Termostato: 100 W (regulado para 23º)
Iluminação: Chihiros A801 a 50% de intensidade (6 horas diárias)
Sistema de CO2: DIY

Substrato fértil: Aquario NEO Soil Compact
Decorações: Lava Rock

Fauna: 8 Otocinclus + 10 Amano Shrimp + 16 Tanichtys Albonubes

Plantas: Monte Carlo

Frequência das TPA's: 1 vez por semana

 

aTJof9J.jpg

  • Like 3
Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

O aquário, neste momento, tem apenas a Monte Carlo, mas a ideia é esta:

 

p4DKnrT.jpg

 

Nas áreas assinaladas a branco, gostava de plantar Staurogyne Repens e nas áreas assinaladas a vermelho Blyxa Japonica. Depois de tudo estabilizado e do tapete de Monte Carlo estar fechado, também gostava de plantar Eleocharis Acicularis e Eleocharis Acicularis Mini, para acrescentar algum detalhe aqui e ali. O meu problema neste momento é encontrar a Blyxa... nenhuma loja a tem. Se me puderem ajudar, agradeço.

Edited by JoseCarlosMarques
  • Like 1
Link to post
Share on other sites
há 14 minutos, JoseCarlosMarques disse:

O meu problema neste momento é encontrar a Blyxa... nenhuma loja a tem. Se me puderem ajudar, agradeço.

Assim numa pesquisa rápida (e vale o que vale), "supostamente" terão stock na Casa dos Discus e Aquaeden. 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Emejet said:

Assim numa pesquisa rápida (e vale o que vale), "supostamente" terão stock na Casa dos Discus e Aquaeden. 

Amanhã ligo para ver se têm. Já tentei outras lojas onde estava disponível e não tinham. Obrigado pela dica.

Link to post
Share on other sites

Ora boas,

 

Realmente o bicho pegou a sério... então sempre te decidiste pela montecarlo para tapete. É uma boa escolha, porque pelo que tenho visto no meu aqua, é uma planta que forma tapete muito facilmente e de forma bastante rápida, mas podias ter separado mais um pouco de forma a preencheres mais o fundo e cobrir mais rápido.

 

Em relação ao hardscape, sempre vais tentar colocar algum musgo nas rochas? é que rocha escura, contra um fundo escuro, e sem plantas de caule atrás para dar algum contraste, é capaz de perder um pouco o interesse passado algum tempo. Uma outra ideia seria também o elevar um pouco o substrato em cada um dos lados na traseira do aqua de forma assimétrica, elevando um pouco mais o do lado direito face ao da esquerda, formando assim um pequeno vale, ganhando profundidade.

 

E já agora, uma ou outra planta de outra cor que não verde, como uma cryptocoryne albida brown para fazer parelha com a blyxa, o que achas?

 

Estou curioso para ver a evolução do aqua 😉 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
47 minutes ago, Diogo81 said:

Ora boas,

Realmente o bicho pegou a sério... então sempre te decidiste pela montecarlo para tapete. É uma boa escolha, porque pelo que tenho visto no meu aqua, é uma planta que forma tapete muito facilmente e de forma bastante rápida, mas podias ter separado mais um pouco de forma a preencheres mais o fundo e cobrir mais rápido.

Em relação ao hardscape, sempre vais tentar colocar algum musgo nas rochas? é que rocha escura, contra um fundo escuro, e sem plantas de caule atrás para dar algum contraste, é capaz de perder um pouco o interesse passado algum tempo. Uma outra ideia seria também o elevar um pouco o substrato em cada um dos lados na traseira do aqua de forma assimétrica, elevando um pouco mais o do lado direito face ao da esquerda, formando assim um pequeno vale, ganhando profundidade.

E já agora, uma ou outra planta de outra cor que não verde, como uma cryptocoryne albida brown para fazer parelha com a blyxa, o que achas?

Estou curioso para ver a evolução do aqua 😉 

Olá Diogo. Mais uma vez agradeço o apoio e as tuas opiniões.

Eu sempre tive Monte Carlo em todos os layouts que montei. Depois de muita pesquisa foi a minha primeira escolha para me aventurar nos aquários plantados e nunca me arrependi. Tem um crescimento bastante rápido, e com os cuidados correctos cria um tapete muito bonito e compacto. Talvez a trocasse apenas por Cuba, mas para isso teria que investir num sistema de CO2 mais fiável. O fundo tem bastante Monte Carlo. Espacei-a por igual em todo o tanque... só coloquei uns pedaços maiores no sítio onde o substrato muda de altura, para ver se aquilo não resvala.

O musgo nas rochas não está completamente posto de parte, mas queria mesmo experimentar Riccardia que, tal como a Blyxa, parece estar esgotado em todo o lado. De qualquer maneira, pelo que andei a ler, há Blyxa que atinge mais de 20 cm de altura, e juntando-lhe uma Eleocharis Acicularis acho que consigo passar a altura das rochas. Daí que também não veja essa necessidade de acrescentar mais substrato. O "vale" está lá, mas apenas quando as plantas começarem a crescer vai ser mais notório nas imagens frontais. Tudo vai depender da poda, também, mas por enquanto gosto do substrato com a mesma altura dos dois lados. Acho que as rochas já criam diferenciação suficiente.

Plantas de outra cor... já pensei nisso... mas cheguei à conclusão que quero manter a coisa muito simples, criando apenas diferentes volumes e texturas. Diferentes cores... por enquanto não.

Espero ter mais coisas para mostrar nos próximos dias. Vou ter que continuar à procura das plantas certas. Acredita que ter noção daquelas que quero já foi uma luta bastante árdua... são tantas 🙂 

 

Link to post
Share on other sites
On 10/1/2020 at 8:41 PM, Emejet said:

Assim numa pesquisa rápida (e vale o que vale), "supostamente" terão stock na Casa dos Discus e Aquaeden. 

Emejet, a Aquaeden diz que vai receber Blyxa na próxima terça-feira. Da loja dos Discus ainda não obtive resposta. Obrigado pelas dicas.

Link to post
Share on other sites

Muito bem José,

Estudar e estruturar uma montagem é um dos passos mais importantes para o sucesso. E avaliar pelo que podemos ver, fizeste as coisas com calma.

Algumas coisas que a meu ver podiam ser melhoradas tanto em termos estéticos como práticos. Ora olhando para o tipo de layout que apresentas poderias ter levantado um pouco mais as laterais traseiras de modo a ajudar a uma maior profundidade. Esse fundo preto com a rocha preta acaba por matar um pouco todo conjunto e deixa de haver um elemento de destaque, claro que aqui é uma questão de gosto e posso ser suspeito para estar a falar, mas um fundo translúcido claro daria um imagem mais agradável e relaxante de se observar bem como o jogo de contrastes que se pode obter com um fundo luminoso.
Outra questão que acho pertinente é o facto de teres plantado o aquário parcialmente, percebo a tua lógica mas acabas por ter que compensar com mais tpas para retirar a carga nutricional libertada pelo substrato, caso tivesses plantado com um maciço vegetal maior verias esta tarefa facilitada.

Quanto às plantas tanto a staurogyne como a blixa parecem-me excelentes adições ao layout.

Força nisso e queremos a evolução desse aquário.

Cumprimentos
Ismael Figueira

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, ismael_figueira said:

Muito bem José,

Estudar e estruturar uma montagem é um dos passos mais importantes para o sucesso. E avaliar pelo que podemos ver, fizeste as coisas com calma.

Algumas coisas que a meu ver podiam ser melhoradas tanto em termos estéticos como práticos. Ora olhando para o tipo de layout que apresentas poderias ter levantado um pouco mais as laterais traseiras de modo a ajudar a uma maior profundidade. Esse fundo preto com a rocha preta acaba por matar um pouco todo conjunto e deixa de haver um elemento de destaque, claro que aqui é uma questão de gosto e posso ser suspeito para estar a falar, mas um fundo translúcido claro daria um imagem mais agradável e relaxante de se observar bem como o jogo de contrastes que se pode obter com um fundo luminoso.
Outra questão que acho pertinente é o facto de teres plantado o aquário parcialmente, percebo a tua lógica mas acabas por ter que compensar com mais tpas para retirar a carga nutricional libertada pelo substrato, caso tivesses plantado com um maciço vegetal maior verias esta tarefa facilitada.

Quanto às plantas tanto a staurogyne como a blixa parecem-me excelentes adições ao layout.

Força nisso e queremos a evolução desse aquário.

Cumprimentos
Ismael Figueira
 

Obrigado pelas tuas palavras, Ismael, e também pelos teus "Reparos/Opiniões".

Não quis levantar muito as laterais do aquário porque tentei manter a coisa o mais simples possível, e com o mínimo de substrato aceitável, de modo a que não tivesse muita libertação de nutrientes na água. Já tive problemas com algas no passado por usar muito substrato, e não quero voltar a repetir o erro. Julgo que com algumas plantas mais altas hei de conseguir fazer essa separação entre o fundo e as rochas. Compreendo também a ideia de usar um fundo mais claro por causa da cor das pedras, mas nesse caso é mesmo uma questão de gosto pessoal. Eu gosto dos fundos pretos e, caso não consiga essa tal separação com as plantas posso sempre optar por cobrir algumas partes das rochas com musgo, de forma a que elas tenham outro destaque.

É verdade que já deveria ter plantado o resto das plantas, para evitar ter que andar a trocar a água tantas vezes. Neste momento estou a fazer TPA's de dois em dois dias, para evitar o aparecimento de algas, mas não posso fazer mais nada em relação a isso porque não encontro em lado nenhum as plantas que pretendo. Estou em contacto com algumas lojas e espero conseguir compra-las esta semana.

Abraço.

Link to post
Share on other sites

Consegui, finalmente, comprar as plantas que queria. Staurogyne Repens e Blyxa Japonica, da Tropica. Já estão as duas dentro do aquário. Não vou referir a loja pelas razões que compreenderão a seguir, apesar de ter certeza que os problemas são da marca e não do comerciante.

Primeiras impressões: os potes da S. Repens vieram (sem mentir) 8 vezes mais cheios que os da Blyxa... dificilmente caberia lá mais um pé para plantar. Já os potes da Blyxa que, supostamente, chegará a uma altura de aproximadamente 20 cm (segundo o site da Tropica!), estavam muito mais vazios que cheios. Acho que tive sorte, até, por trazerem algum ar lá dentro. Confiante que a coisa vai propagar depois da plantação feita, coloquei as duas espécies nos sítios onde queria e passadas três horas estavam assim:

 

 

g0trRwl.jpg

duI4uTB.jpg

 

A S. Repens parece ter mingado. A Blyxa está a servir de jantar aos Amanos e aos Oto...

 

Vou esperar para ver o que acontece. Acredito que a S. Repens esteja em fase de adaptação, mas não acredito que a Blyxa vá sobreviver muito tempo. Eu sei que quando compramos plantas estamos a comprar a espécie, e não o que vem dentro do pote, mas fiquei muito desapontado com o que vinha dentro do pote da Blyxa. Meia dúzia de folhas, quase todas sem cor... Espero estar muito enganado, mas parece-me que a Tropica (desta vez) me terá passado a perna... 

Link to post
Share on other sites

LOL... Confesso que já vi Blixas em melhor estado, sim. Mas não julgues pelas primeiras aparências... A Blixa é uma planta que consegue facilmente recuperar e prosperar (por vezes mais do que nós queremos). 😉

A última vez que a utilizei, dividi o pote em 3 grupos, dois bonitinhos e prometedores e um que era tão enfezado que ficou quase todo enterrado no substrato... Já se está a ver, pelo meu tom de conversa, quem é que estava mais potente ao fim de algum tempo. Exatamente, foi o grupo das raquíticas!

O mais importante é que tenham raízes fortes, (podes podar um pouco as raízes, que elas não se importam nada, até agradecem), as folhas facilmente são substituídas (abafadas) por um novo crescimento bem compacto. Vais ver que é uma plantinha muito grata e vão ficar esplendorosas se tiverem a quantidade de luz necessária. Embora seja tecnicamente uma planta de caule, verás que mais parece uma roseta...

Já a Staurogyne, para ficar como normalmente se pretende, necessita mais atenção! Se a deixares ganhar altura, perde o encanto! Será muito bonita, se a trabalhares com mais frequência.

Link to post
Share on other sites
11 hours ago, C Mocho said:

LOL... Confesso que já vi Blixas em melhor estado, sim. Mas não julgues pelas primeiras aparências... A Blixa é uma planta que consegue facilmente recuperar e prosperar (por vezes mais do que nós queremos). 😉

A última vez que a utilizei, dividi o pote em 3 grupos, dois bonitinhos e prometedores e um que era tão enfezado que ficou quase todo enterrado no substrato... Já se está a ver, pelo meu tom de conversa, quem é que estava mais potente ao fim de algum tempo. Exatamente, foi o grupo das raquíticas!

O mais importante é que tenham raízes fortes, (podes podar um pouco as raízes, que elas não se importam nada, até agradecem), as folhas facilmente são substituídas (abafadas) por um novo crescimento bem compacto. Vais ver que é uma plantinha muito grata e vão ficar esplendorosas se tiverem a quantidade de luz necessária. Embora seja tecnicamente uma planta de caule, verás que mais parece uma roseta...

Já a Staurogyne, para ficar como normalmente se pretende, necessita mais atenção! Se a deixares ganhar altura, perde o encanto! Será muito bonita, se a trabalhares com mais frequência.

 

Obrigado pelo comentário, Mocho. Bem que estou a precisar de algum ânimo, depois de ver o estado em que estão as pobres coitadas. Mas já aprendi contigo que não devemos desistir de lutar por aquilo que queremos. Eheh. E por isso mesmo vou insistir até ter o resultado que espero deste aquário. 

Estava com a ideia de que a Blyxa era mais difícil de cuidar que a S. Repens, mas deves estar a falar de manutenção, certo? Não é minha ideia deixar a Staurogyne crescer muito, até porque o sítio onde foi colocada tem elementos por trás que não quero que desapareçam. Vou deixa-la prosperar um bocadinho e depois começar com as podas, de forma a que ela fique bem compacta. Daqui por um mês ou assim já devo ter algumas imagens para mostrar. 

Abraço.

Link to post
Share on other sites

José Carlos, 

Desculpa a honestidade, face ao anterior projecto (apesar de, na minha opinião ter pedras a mais é pouco espaço, quer para flora e principalmente para fauna), destacava-se pelo o tão difícil poderia ser e o seu resultado.)

Honestamente, parece que quiseste simplificar; até aí tudo bem. O simples pode ter melhores resultados mas, a pedra que utilizas-te não é adequada a esse layout. Parece que fizestes a composição no momento. 

As pedras têm cores diferentes o que não resulta do ponto de vista global. A própria morfologia da lava rock não tem impacto, não tem vida. 

A pedra à direita.... Partia-a em cerca de metade para lhe conferir "algo mais irregular) 

O importante é gostares. Pessoalmente, acho que com os conceitos de fotografia que tens poderias ter criado algo mais satisfatório. 

Desculpa a honestidade, dizer algo contrário seria uma hipocrisia da minha parte. 

A Blyxa Japónica é uma planta muito bonita e tem, como o C Mocho referiu umas particularidades um pouco irritantes. Ou nascem cheias de vida ou parece que definham. Tive-as num aqua de 120 e cresceram em altura cerca de 15 cm e faziam moitas muito densas e lançam runners. 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

large.IMG_20201010_194904__01.jpgFica o esboço a correr, em relação à pedra da direita. 

Já usei lava rock e acho que a sua aplicação só consegue ser satisfatória quando não é a figura principal e o cenário precisa de muita elevação, alguns degraus mas ela acaba de ser escondida por troncos enormes, plantas etc. Ser coberta de musgo em pequenos detalhes, face à sua rugosidade e porosidade. 

Outra pedra, que eu também já não utilizo mais nas minhas montagens é Seiryu stone que, apesar de as achar belíssimas, elevam ph, kh e gh. E não vou usar mais um equipamento, como um softenizer por causa destas.... 

Edited by Arlindo
  • Like 1
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Arlindo said:

José Carlos, 

Desculpa a honestidade, face ao anterior projecto (apesar de, na minha opinião ter pedras a mais é pouco espaço, quer para flora e principalmente para fauna), destacava-se pelo o tão difícil poderia ser e o seu resultado.)

Honestamente, parece que quiseste simplificar; até aí tudo bem. O simples pode ter melhores resultados mas, a pedra que utilizas-te não é adequada a esse layout. Parece que fizestes a composição no momento. 

As pedras têm cores diferentes o que não resulta do ponto de vista global. A própria morfologia da lava rock não tem impacto, não tem vida. 

A pedra à direita.... Partia-a em cerca de metade para lhe conferir "algo mais irregular) 

O importante é gostares. Pessoalmente, acho que com os conceitos de fotografia que tens poderias ter criado algo mais satisfatório. 

Desculpa a honestidade, dizer algo contrário seria uma hipocrisia da minha parte. 

A Blyxa Japónica é uma planta muito bonita e tem, como o C Mocho referiu umas particularidades um pouco irritantes. Ou nascem cheias de vida ou parece que definham. Tive-as num aqua de 120 e cresceram em altura cerca de 15 cm e faziam moitas muito densas e lançam runners. 

 

Agradeço o comentário, Arlindo. Não concordo com a opinião mas aceito-a, como é óbvio. As pedras estão todas coladas, neste momento, e não lhes vou mexer. Espero que o avançar do tempo o faça mudar de ideia. Abraço.

Link to post
Share on other sites
há 15 horas, Arlindo disse:

Já usei lava rock e acho que a sua aplicação só consegue ser satisfatória quando não é a figura principal...

Há casos e casos (e também há mãos)...

 

Edited by Tozé Nunes
Editar link video
Link to post
Share on other sites
há 3 minutos, C Mocho disse:

Há casos e casos (e também há mãos)...

https://www.youtube.com/watch?v=ad0pwwt17KU

 

Vês a Blyxa no resultado final? Era este tipo de situação que eu referia. Não tanto como o J. F efetuou dando ênfase visual às plantas e configuração que projetou. 

As aplicações que eu vi a lava stone ser usada era para conferir altura, relevos em aquários de maior dimensão mas, não é a figura principal pois, com o amadurimento do aquário/ plantas ela é tapada pela vegetação por não ser muito apelativa do ponto de vista estético. Não sei se me expliquei bem.. 

Link to post
Share on other sites

Vejo sim, mas vejo também que este é apenas o arranque de um aquário.

Estou convencido que com o amadurecimento desta montagem o José Carlos vai querer adicionar mais umas coisas (não sei é se ele conseguirá parar, pois está cheio de gás... ;)).

Eu gosto imenso de Blixas e acho que são umas plantas muito gratas. Com boa luz e CO2 desenvolvem-se que é uma maravilha, aliás, os tons subtilmente avermelhados/alaranjados que ela apresenta com uma luz porreirinha, dão um toque requintado a uma montagem onde os verdes imperam.

A lava stone é muito boa para o suporte de uma montagem, e aí concordo contigo, com o tempo ela terá tendência para ir perdendo o seu destaque dando lugar a mais plantas... Mas esta montagem ainda está a arrancar e nós teremos entretanto oportunidade de ver o José Carlos experimentar muita coisa até se cansar e tentar fazer outra coisa diferente. Eu acho que promete vir a ficar interessante!... É claro que partindo do mesmo ponto cada um de nós caminharia na sua direção, mas não há certos nem errados, há apenas caminhos.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Ora boas,

 

Tendo estado algo ausente do fórum nos ultimos dias, não vi estes ultimos desenvolvimentos do teu aqua... pena não teres colocado uma foto frontal para ver como ficou o aspecto após a plantação das novas plantas.

 

Também já tive um caso de um pote de montecarlo que veio com "mau aspecto" e reclamei junto da loja que me devolveram o €, se calhar deverias ter feito o mesmo ou eles que te enviassem um planta nova.

 

O principal no meio disto tudo é tirarmos prazer do hobby e por isso, no final, tu é que tens de gostar de olhar para o teu aqua, pois tu é que olhas para ele todos os dias.

 

Como não me consigo controlar, deixo-te uma ideia/sugestão para colocar nas rochas em vez do musgo, a hygrophila pinnatifida, que ao ver como dita planta crescia no meu aqua, lembrei-me logo de ti. É uma planta que ia ficar a matar nas tuas rochas. Da forma que ela se propaga e lança runners por todo o lado, com um ou dois potes, daqui a dois meses com boa luz e fertilização, as tuas rochas iam ficar espetaculares e contrastavam impecavelmente com o teu tapete e plantas verdes no substrato.

 

Fico à espera para ver uma foto frontal da evolução do aqua.

 

Abraço

Link to post
Share on other sites
On 10/11/2020 at 12:15 AM, C Mocho said:

Eu gosto imenso de Blixas e acho que são umas plantas muito gratas. Com boa luz e CO2 desenvolvem-se que é uma maravilha, aliás, os tons subtilmente avermelhados/alaranjados que ela apresenta com uma luz porreirinha, dão um toque requintado a uma montagem onde os verdes imperam.

A Blyxa desenvolve mais rapidamente que a S. Repens, Mocho? Tinha noção que seria ao contrário, mas contrariamente ao que estava à espera, admito, os pés que plantei parecem realmente estar um bocadito maiores, ou pelo menos com melhor aspecto.

Link to post
Share on other sites
10 hours ago, Diogo81 said:

Tendo estado algo ausente do fórum nos ultimos dias, não vi estes ultimos desenvolvimentos do teu aqua... pena não teres colocado uma foto frontal para ver como ficou o aspecto após a plantação das novas plantas.

Realmente podia ter tirado uma fotografia do aquário depois de ter plantado estas últimas espécies, mas a Blyxa ficou plantada atrás das duas rochas maiores, e ainda não se veria numa imagem frontal. Para além disso, a Monte Carlo está com muito mau aspecto. Tantas mudanças de aquário sem a deixar estabelecer-se correctamente deixaram-na um pouco debilitada, e estou com algum receio do que lhe possa acontecer. De qualquer maneira, a Monte Carlo é uma planta resistente, e espero que recupere. Entretanto tenho que deixar de molhar as mãos tantas vezes, para ver se a natureza segue o seu curso. Já sei como sou, e caso não encontre mais nada com que me ocupar, qualquer dia estou outra vez a alterar o hardscape 🙂 , por isso decidi não mexer mais no aquário durante algum tempo e vou dedicar-me a melhorar um bocadinho o armário onde ele está colocado. Também foi feito por mim, e durante o confinamento passou de ser uma estrutura aberta para fechada, com os materiais que tinha por casa:

 

tqwS9XI.jpg

hW6q3SK.jpg

 

Na primeira imagem já tinha começado a por os painéis laterais, mas acho que dá para ter uma ideia do que era o antes. Eu até o preferia aberto, mas precisava de espaço para arrumar todo o material e, resolvi colocar uma prateleira horizontal a meio do armário, deixando apenas um espaço para o filtro do lado direito:

 

dC4JUhB.jpg

 

Como agora estou a pensar abandonar o método DIY de CO2, vou precisar de um espaço igual para a garrafa pressurizada, e estou a estudar uma maneira de o fazer sem estragar muito o que está feito. Nos próximos dias vai ser essa a minha ocupação.

 

11 hours ago, Diogo81 said:

Como não me consigo controlar, deixo-te uma ideia/sugestão para colocar nas rochas em vez do musgo, a hygrophila pinnatifida, que ao ver como dita planta crescia no meu aqua, lembrei-me logo de ti. É uma planta que ia ficar a matar nas tuas rochas. Da forma que ela se propaga e lança runners por todo o lado, com um ou dois potes, daqui a dois meses com boa luz e fertilização, as tuas rochas iam ficar espetaculares e contrastavam impecavelmente com o teu tapete e plantas verdes no substrato.

Também já pensei na Hygrophila Pinnatifida. Há exemplos muito porreiros da utilização da mesma. Mas, a cobrir as rochas, continuo mais inclinado para a Riccardia. Mais cedo ou mais tarde deve aparecer no mercado, e nessa altura decido se quero ou não utilizar.

 

Mais uma vez, agradeço todas as dicas. Se não fosses tu não tinha descoberto a Blyxa 😉 . Abraço.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Boas José Carlos

Não sei se dá,mas podias cortar um pouco da prateleira do lado direito do móvel de forma a caber a garrafa de co2 de futuro,ficava junto ao filtro,isto é só uma ideia.

Saudações 

Link to post
Share on other sites

Boas,

 

sim senhor, belo trabalho de carpintaria... eu não me arriscava a construir um móvel para o aquário, pois muito provavelmente acabava tudo no chão 🥴

 

Concordo com o Álvaro, podias aumentar um pouco o buraco que já fizeste na prateleira e dessa forma cabia não só a tubagens do filtro, como a garrafa de CO2, por pelo que dá a perceber, o filtro cabe todo debaixo da prateleira, só precisas mesmo de espaço para passar as tubagens.

 

Em relação ao cobrir as rochas, tens que ter em atenção uma coisa, pelo que estou a ver o musgo riccardia leva o seu tempo a desenvolver, e é um investimento financeiro avultado face à possibilidade da pinnatifida que é mais barata e propaga que nem uma louca.

 

Abraço

 

 

 

 

Link to post
Share on other sites

Só mais uma nota, essas fotos já são antigas, pois o hardscape é o antigo... para quando fotos actualizadas do aqua????

 

 

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Alvaro Silva said:

Não sei se dá,mas podias cortar um pouco da prateleira do lado direito do móvel de forma a caber a garrafa de co2 de futuro,ficava junto ao filtro,isto é só uma ideia.

 

1 hour ago, Diogo81 said:

Concordo com o Álvaro, podias aumentar um pouco o buraco que já fizeste na prateleira e dessa forma cabia não só a tubagens do filtro, como a garrafa de CO2.

 

Sim, a ideia passa por aí, mas já que estou com a mão na massa vou tentar alargar esse corte na prateleira, de modo que a garrafa de CO2 fique ao centro, e vou tentar fazer mais uma prateleira do lado esquerdo para guardar as tesouras e as pinças. Ou colocar, pelo menos, uns ganchos. Também tenho que trocar uns painéis que são em aglomerado e não foram bem pintados. Noutro dia fechei mal o filtro, a parte de baixo inundou e o aglomerado inchou. Não afecta a rigidez do armário mas fica feio. Obrigado pelas dicas 😉 .

 

1 hour ago, Diogo81 said:

Em relação ao cobrir as rochas, tens que ter em atenção uma coisa, pelo que estou a ver o musgo riccardia leva o seu tempo a desenvolver, e é um investimento financeiro avultado face à possibilidade da pinnatifida que é mais barata e propaga que nem uma louca.

Eu sei, mas sempre quis experimentar o Riccardia, e acho que estas rochas seriam perfeitas para isso. 

 

1 hour ago, Diogo81 said:

Só mais uma nota, essas fotos já são antigas, pois o hardscape é o antigo... para quando fotos actualizadas do aqua????

Já escrevi em cima. Eheh. Quando a Monte Carlo recuperar e as Blyxas começarem a espreitar por detrás das rochas.

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.