Arlindo

Membro
  • Posts

    869
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    8
  • Country

    Portugal

Everything posted by Arlindo

  1. Boa tarde J. Carlos, Acho que nunca tive essa planta pelo que não sei se esse encaracolamento das folhas é normal. Aquilo que li não é assertivo, i. é, pode ocorrer por variadíssimas razões: aptação, no caso de ser uma planta nova, alteração de ph, temperatura, água, deficiência ou excesso de algum nutriente (cálcio, potássio, magnésio, etc.). Como é difícil identificar, de forma clara a causa, sugiro que não stresses e deixa correr. Cumprimentos. Arlindo
  2. Como a Vera referiu, estes são os básicos, não existe necessidade de teste de CO2, fe, cloro, etc. E pouco adianta "inventar"... Explico: Se tens água com ph 7,4, por exemplo, é queres baixar o Ph, podes colocar solo tipo Amazónia, aumentares o co2, pedras decorativas neutras, troncos que acidifiquem a água mas... a água que colocares vai ter sempre um gh, kh elevado e consequentemente um ph elevado ou oscilante, em função da percentagem de troca de água que façam. Não sei se explico bem. A minha água tem mais ou menos esse valor e consigo andar entre os 6,8 e os 7 ph. O pior a fazer, na minha opinião e experiência pessoal, é utilizar químicos, tipo kh - ou kh+. Porque são difíceis de ajustar e quando fores medir... poderás ter muito menos ou a mais do que desejas...podendo existir muita flutuação de ph, kh e gh. Passando aos Nitratos (no3) , essencialmente, com espécies como Discus e alguns camarões, quem se dedica à criação usa RO, para manter a água com ph baixo, kh 0 ou perto desse valor e gh baixo . Por isso é que utilizam cálcio e magnésio para nutrir os bichos e para encontrarem o valor de kh e gh que os seres vivos necessitam. E, para além disso, para reproduzirem e aqui entra um parâmetro importante: Nitratos. Quem tem discus é camarões sabe que nitratos pode ser igual a menos reprodução, doença e fatidicamente morte. Daí as constantes trocas de água, para tentar zerar os nitratos. Nos plantados, nitratos qb é igual a plantado e o estarem a zero é sinal que tens de colocar mais nitratos. Um plantado devora nitratos, claro depende do plantado, eheheh. O importante, é perceber a relação e não inventar. Pelo exemplo que falei acima, a água já tem magnésio, cálcio, etc, portanto, dosear com estes vai levar a um ph, kh e gh mais elevado, com muitas vezes malefícios para as plantas e restantes seres vivos. Desculpa, ocupar o teu tópico....como te disse não tenho tido pachorra. Não tenho Co2 desde final de Dezembro, mais ou menos altura que deixei de fertilizar. Mas o meu solo é de Agosto,estava bem saturado e coloquei pastilhas por Janeiro. Quanto a mudas de água , não faço desde essa altura (só acrescento a que evapora). A luz é a que conheces (pensei aumentar por causa de fechar mais o tapete e obter vermelhos mais proeminentes que quase não tenho) Estive para colocar fotos do estado atual para veres... está um mato a todos os níveis 😂😂😂 o tapete perdeu-se quase todo porque tenho Fetos, musgo plantas de caule a fazerem sombra. Não consegui colocar foto devido ao tamanho Estou no trabalho e pronto.... à excepção da bucephalandra aquilo que falamos mantém-se. 👍 Para finalizar, não estou a seguir nenhuma corrente de, ter aquário sem trocar de água, sem co2, etc.... é mesmo preguiça. Não tive nenhum morto e tenho bastantes peixes (pequenos) .. os valores atuais que tenho não sei (tenho testes mas também não faço análises desde Janeiro...) mas, acredito estar tudo bem. Boa sorte. ... Consegui... as fotos da preguiça...
  3. Viva J. Carlos, Acho que teste de CO2 é diferente do teste de kh. No entanto, sem saberes exatamente o valor que tens de Kh , pelo Ph podes ter uma ideia aproximada. Podes ver pela tabela.
  4. Pessoalmente, não desgosto do resultado das Blyxas. No entanto, estão grandes demais. Se as cortares, acho que te vais arrepender. Já colocaste hipóteses à atual situação. A primeira seria tirares a planta mãe e ficares com os rebentos mais pequenos. Ou, poderás substituir a Blyxa por outra planta: acicularis mini, LILAEOPSIS brasiliensis, etc. Acho que já tinha comentado que, na minha opinião, a Blyxa é uma planta que deve ser usada em aquários de tamanho igual ou superior a 120 cm porque para além do tamanho em altura que pode ser muito grande, também pode ser evasiva. Penso que é uma planta para um apontamento e que tem de ser controlada pelas razões atrás enunciadas. Boa sorte com isso. 👌👌👌
  5. Olá J.Carlos, A instalação dos termostátos externos devem ser utilizados, na vertical, no outflow. Nunca o fiz de maneira diferente. Tive um hydor a funcionar num 120 p sem qualquer problema. Instalei-o no 80 p, mas por falta de espaço ele tinha o tubo muito curto, e estava sempre a ligar e desligar o termostáto de forma irritante. Não sei se por este motivo ou se estragou desliguei-o. Não tenho de momento termostáto s nos Aquas. Está um frio do caneco para mexer na água. Por esse motivo, não faço podas vai para 2 meses.... Wild thing 😂😂😂😂 Boa aquariofilia.
  6. Uma foto do estado wild... Estou para fazer muda de água vai quase para um mês!?! Vai ter de levar uma tesourada e limpeza, acompanhada por uma troca de água.
  7. Olá boa tarde, Penso que Proaquarium é Paulo Vieira é a mesma coisa. É de facto, parece ter alguma variedade e preços algo convidativos. Acho que no total tem 3 lojas na região norte.
  8. Partilho da mesma opinião do Alvaro. A única coisa que teria feito diferente era ter elevado mais o solo. Quanto à composição e fundo gosto muito ; vais ter muito trabalho com a tesoura, no seguimento do que já foi dito.
  9. Eu acho que sim... Nunca li nada na net sobre isso, só sobre fake rocks DIY, com cimento, esferovite e afins.
  10. Não... Viste a cor original quando fiz a montagem.? Eram de um cinza rato. Só uma (a mais pequena) é que tinha algo de branco. Não parecia do mesmo tipo mas, como a cor era igual trouxe. Eu vi a descrição mas, todas elas, à excepção da que referi, não tinham qualquer laivo branco. Vou ser sincero.... isto parece pedras, com também já havia referido, fabricadas. E com este lote.... algo correu mal. Parecem pedras tipo cristalizadas cobertas com uma espécie de barro.... Não vou dizer que é culpa da loja mas foi um barrete. De qualquer forma, já me habituei a elas, ao seu amarelo e branco. Mas preferia a cor delas, no momento que as comprei.
  11. Ora, sem mais desenvolvimentos, a não ser pequenos pontos de bbas espahlados pelo hardscape e algumas plantas. Aqui ficam algumas fotos. O pormenor da folha nova, num tom vermelho / acastanhado que, acontece durante o crescimento de novas folhas. Outras fotos do aquário antes da poda e troca de água.
  12. Tem atenção aos materiais a utilizar por causa do aquecimento. Existem perfis no Leroy que podes utilizar para fazer a moldura. O melhor seria em metal / alumínio. Há uns anos utilizei pvc, de cor preta, para fazer uma moldura para um fundo DIY exterior em pvc para uma composição que efectuei de rochas em esferovite. Atualmente, tenho pvc nos dois aquários porque tem tampas (por causa do gato), para deslizar os vidros. Eles são de cor branca. Já me lembrei de passar no Leroy para comprar em preto porque não gosto em branco... mas sou mais um afetado pela perguicite, até me inconformar.... Ahahhh Podes ver as fotos (desculpa a qualidade mas acabei de acordar). É só para teres uma ideia. A única ferramenta que precisas para além de uma boa cola é (eu tenho por aí mas também se compra no chinês) um "aparelho" para efetuares o corte nos cantos em esquadria. Boas manualidades 👌👌👌
  13. Tens uns truques que podes fazer mas, terias de cortar um pouco mais para ficares mais ou menos com a altura do corte atual.... Não, não estou a falar da poda invertida nem tão pouco divertida mas da poda"entre molhos" (sim... Estou eu a inventar... 🤣🤣😂😂👌👌) Eu sei é que, tal como eu... não sei se te vais dar ao trabalho. Resulta com plantas de caule. Quanto a ser saudável é questionável mas, como a parte de baixo destas tende a apodrecer, chega a um ponto que tens de as replantar de novo. Fica aqui um vídeo.. Também já vi a equipa da Green Aqua utilizar este método.
  14. Cinza, claro... 😂😂😂😂😂 Ora aí está uma questão que me deixa com interrogações e que fico hesitante sobre qual será a melhor escolha. Tenho um aquário com fundo claro mas, não está no fundo demasiado preenchido e se bem que gosto, às vezes parece-me que reflecte muita luz e ar um pouco artificial. Por outro lado, tenho outro com fundo preto, que tem inúmeras vantagens (disfarça melhor algas no vidro, fios pretos dos equipamentos, etc) mas que confere pouca luz e evidência muito o recorte das plantas o que, poderá dar um ar um pouco escuro e carregado ao aquário. Sugiro que dês uma vista de olhos na net em fotos de aquários, semelhantes ao que queres levar à cabo e decide. Pelo que tenho visto a maioria tem escolhido o branco para conferir um ponto de fuga com luz. Tens gráficas/ empresas que trabalham na área da publicidade que têm vinil autocolante e que o vendem é cortam na hora. É muito mais caro que o que encontras no Chinês e, para além do branco é preto também tem azul. A gama de cores usualmente é limitada para o uso que fazemos na aquariofilia. Tenho ideia que a partir do vinil branco também podem imprimir por cima e efetuar qualquer cor com um degradé, no entanto está última opção deve ter um preço absurdo. Para o meu aquário de 80, vinil preto, paguei cerca de 10 euros!
  15. ... descontentamento pelo rumo das pedras... supostamente, são "Frodo Stone" mas estão a ser uma desilusão. Comprei-as num tom cinza rato e elas estão num tom amarelo. Pior... é que estás pedras que, parecem um exclusivo da Ada, estão a ficar descascadas. A primeira foi a que eu vi aparecimento de algum branco e é a que está mais branco, sendo que isto está a acontecer às outras e temo que também possa a acontecer às outras, em que não tinham branco nenhum e que, agora já apresentam sinais. Tenho o Ph na ordem dos 6,4/ 6,5 mas, também já tive outras pedras sem nunca ter visto nada assim. Parece que estas pedras levaram um pequeno banho que, está a desaparecer. Antes Depois
  16. Bem, se bem que se afastou do meu esboço inicial, a minha ideia no 80p era ir para a Crenata com apontamentos de acicularis e Eleocharis Parvula, um apontamento de Fetos nos troncos e musgo nos troncos, muito musgo. Aliás, a escolha do meu fundo preto recaída sobre uma escolha dramática em que tinha pensado em troncos cobertos de musgo e tudo o resto que referi... Verde é preto e as sombras dentro do aquário. Acabei, por sugestão de uma pessoa, comprar um tronco que me tramou todo o layout. Mas, francamente, posso dizer-te que o uso de musgo é muito trabalhoso...Como poderão existir pessoas a ler e a querer gritar comigo porque têm tufos de musgos (como eu também já tive) que têm musgo este cresce sem fazerem nada e que não dá trabalho nenhum... é verdade para eles. Mas se o quiseres manter são, sim são (o musgo, tal como as plantas vai apodrece do por baixo, ficando sucessivamente fraco.) tens de o manter sobre a tesoura. Então, tem de existir um trabalho de poda. Assim como um jardineiro que corta e dá forma aos arbustos. Principalmente na altura de podar tornar-se trabalhoso não tanto pelo corte em si mas pela aspiração do que foi cortado. Mesmo com o filtro desligado o musgo espalha-se por todo o lado. Depois... de pensares que está tudo aspirado... não está, e no próprio dia verificas que está ali, acolá e, no outro dia e depois e depois... No entanto, dependendo de onde se encontram no layout e do seu estado conferem uma beleza diferente daquelas que encontramos nas plantas. Em relação ao teu layout, tu próprio disseste, anteriormente e muito bem, que qualquer coisa menos bem a nível de colocação de hardscape já não irias mudar e que estavas a divertir-te e enriquecer com algumas plantas e experiências de ferts. Aquilo que mostra-tes e escreveste agora espelha o que já tinhas dito anteriormente... Por isso não me vou repetir muito . Apenas referir que gosto do teu trabalho. Estás satisfeito e quando isso deixar de acontecer (esperamos em breve) vais partir para outro layout.
  17. há 1 hora, JoseCarlosMarques disse: Sem dúvida alguma!!! Falta saber se ele me confere essa honra! Bem, já estamos a chegar a parte de, como alguém disse, começar a retabilizar os esboços 🤣🤣🤣🤣 Brincadeirinha, são esboços modestos que, como já referi, dão-me prazer fazê-los. É não o faço com outra intenção, sem ser o prazer de desenhar e expor diversa imagens / sugestões às vossas ideias.
  18. Noutro taqua enhi neritinas, mas confesso que não gosto dos ovos que elas colocam. Têm a vantagem de não reproduzir. As pomace as penso que têm um melhor desempenho mas reproduzem em Aqua doce. Tenho noutro aquário uma Praga de caracóis oriundos de um vaso qualquer (que não o 1,2 grow) tive de arranjar uma Helena. Quando os caracóis acabarem... Tenho de pensar colocar esta neste Aqua ou todas as neritinas😂😂 De qualquer forma, para já não quero colocar caracóis de maior porte porque os camarões, otto e corydora anã têm tratado de levantar de forma regular um ou outro pé da crenata.
  19. Obrigado Diogo. Faço os desenhos por gosto. E não me importo de o fazer a quem tem muita vontade de melhorar e investe muito tempo neste hobby, como é o caso do José Carlos. De resto, se pensares em criar novo layout, terei muito gosto em te ajudar através dos meus esboços , depois de teres a ideia do que queres fazer, plantas e hardscape em mente. O teu aquário (para uma primeira tentativa) ao nível da flora está fenomenal. Quanto ao tronco sabes a minha opinião 😂👍.
  20. Olá Diogo, Até ao momento, nunca tive nenhum surto de algas, a não a presença de algumas bbas. Estas, há quem diga que se devem ou à insuficiente circulação de água ou ao seu excesso. Já as tive em zonas em pouca circulação de água e actualmente, tenho algumas em folhas de plantas que estão expostas a muita circulação. O porquê de elas aparecerem não sei explicar. Respondendo à tua questão. Nada deve ser estritamente rígido e neste hobby, muitas vezes mudamos de marca de um produto, de luz, de rotinas na esperança de ter melhores resultados. A tua questão tem a ver com um pressuposto, principalmente, utilizando o esquema de fertilização do EI, em que utilizas valores elevados de, essencialmente, macros e que a troca de água vai fazer um reset ou, retirar algum valor que esteja em excesso na água. Existem várias discussões entre a utilização desta sobrecarga não provocar algas, realizando troca semanal e que uma utilização de níveis menores de fertilização poder levar a um aparecimento de algas. Não existe uma verdade absoluta e o método que utilizas pode dar bons resultados e eu se utilizar o mesmo que tu posso ter piores porque, cada caso é um caso. Podemos ter um aquário do mesmo tamanho, e a tua água da rede ser mais pobre em nutrientes do que a minha, ou tu teres mais massa vegetal do que eu e o que tu colocas é suficiente e, o que eu coloco é em demasiado, provocando algas, ou a luz, etc. Ainda sou do tempo em que não se usava dispensador (bem dita invenção) e que parecia um enfermeiro, todos os dias com uma seringa a despejar ferts para dentro do aquário. Também comprava sais porque utilizava o EI. mas, passava a vida a podar plantas. Usando uma analogia com a comida. Se tiveres fome e não comeres, podes sentir - te mal, se comeres apenas aquilo que necessitas ficas satisfeito mas, se tiveres muita fome e a comida estiver a saber bem, podes comer em demasia e passares do satisfeito a cheio e até acabares por dizer que estás tão cheio que não te consegues mexer e, pouco tempodepois teres de tomar água com gás porque e ficas-te indisposto. Muito longe de ter a experiência de muitos experts que temos neste meio. Decidi, após muitos anos de ter estado parado, abandonar o EI, não por ele me ter causado dissabores mas sim porque prefiro utilizar uma fertilização menor para não ter que estar sempre a podar plantas e também a jogar dinheiro fora. Mas isto vale o que vale é cada um deve fazer aquilo que lhe traz bons resultados. Passo a explicar o porquê das trocas de 15 em 15 dias. Na primeira semana utilizo água de rede que traz micros e no meu caso também nitratos e fosfatos. Então, nesta semana utilizo só k e Fe. Na segunda semana fertilizo com nitratos e fosfatos e K e esqueci-me de dizer é importante, utilizo também nesta semana micros na Segunda e na Quarta Feira. No Domingo ou na Segunda Feira seguinte, reinicio o esquema. Ou seja, tenho uma pequena mas constante presença de nitratos e fosfatos com a introdução da água de rede na primeira semana e um pouco mais com a fertilização na segunda. À excepção do dia da troca de água e às vezes no Domingo não fertizo com K. De resto este macro nutriente coloco diariamente. O ferro coloco apenas na primeira semana. Em relação às pedras, estão com um limosinho porque nunca as escove. Esta pedras estão a ser um verdadeiro barrete. Dei uma pipa de massa por elas; comprei - as como Frodo Stone, num tom rato que, se transformou num amarelo e parece que estão a descascar apresentando um tom branco por baixo semelhante à cristal (calcário). "É como se tivesse colocado barro preto não cozido que tem um tom cinza rato e agora com a água, luz e CO2, essa capa esteja a desaparecer. Não digo que é culpa da loja. Em relação aos caracóis Clinton... no início queria resistir a colocar qualquer animal que me pode-se levantar as plantas utilizadas para tapete... sim queria mas, não resisti e comprei camarões Amano, Otto e Corydoras anãs. Se me arrependi.. ahh... bem queria alguns elementos para comerem alguns verdinhos que possam indesejavelmente nascer mas, caracóis só se conseguir fechar o tapete de crenata.
  21. .... sim, já me lembrei de colocar as plantas de fundo à frente e as de tapete atrás porque, atrás tenho, de ambos os lados, o solo elevado 15 cm... 🤣🤣🤣🤣
  22. Estou a utilizar, mais ou menos, com esquema do FAAO, pelas razões que expliquei atrás. Faço troca de água de 15 em 15 dias Então, na 1 semana que faço a troca, como a minha água, para além dos micros, contém macros, por exemplo nitratos, fertilizo apenas com Fe (3x por semana) e K todos os dias, durante 6 dias. Na 2 semana coloco 3 x N e P Na 3 semana , troca de água e repito o processo. Nota: O k utilizo 6 x por semana, todas as semanas(faço um dia de jejum de ferts no 7 dia no dia da troca de água. No outro dia assustei-me com os nitratos porque o frasco é da mesma marca. O que eu fiz nesse dia em que efectuei a leitura foi colocar nitrato a pensar que era potássio e nesse dia ainda coloquei mais 1 ml(utilizei um pouco mais do dobro da relação que costumo). Contém publicidade paga (isto era um tópico para mangas em que esta referência aparece com frequência em sites estrangeiros de aquariofilia...) O que estou a usar: NPK (em frascos com cada substância individual e não 3 em 1) Marca Equo Evolution - a substituir o k pelo k (Aqqua Rebel) Micro Seachem Flourish - a substituir pelo Profito (Easy Life) Fe Seachem Carbon (não me lembro) - a substituir pelo Easy Carb(Easy Life)
  23. Não,não tenho plantas high tech... Se eu tivesse esta calha num aquário de 35 cm de altura, provavelmente, não tinha esta dificuldade porque a calha tinha intensidade para chegar ao fundo e fazer as plantas de tapete se espalharem e crescerem com mais velocidade pelo fundo. É por isso que se fores ver uma calha a uma loja é te disserem que... para umas anubias, musgos e Fetos ela dá... ela poderá ser fraquinha para plantas que necessitam de mais intensidade de luz. Poderá ser, por não ter os watts suficientes, por estes não produzirem intensidade suficiente que, se perde desde o Led, gradualmente até ao fundo. No meu caso, já descrevi, atrás, a altura total desta situação, pelo que quando digo que é falta de luz não é aquela que explode aos meus olhos (e que a minha mulher se queixa ser muito forte), é a falta de intensidade em chegar ao fundo.
  24. Obrigado. A questão é que o arranque / crescimento de algumas não aconteceu. Pelo que penso que é falta de luz. E as vezes existe algum mal entendido. A luz pode ofuscar mas, por exemplo, não penetra mais de 30 cm e se tiveres 45 cm de altura é mais 10 cm de suspensão da calha, que é o meu caso, não se torna suficiente para produzir saudavelmente o crescimento das plantas de tapete.