• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Sign in to follow this  
JocaAlex

Ajuda!!! Cryptocorynes são tóxicas??

Recommended Posts

Boas noites caros confrades.

 

Alguém sabe se as cryptos são tóxicas quando podadas ou arrancadas??

É que há uns dias estive a desbastar algumas cryptos do meu aqua principal, arranquei muitas folhas dos exemplares maiores e inclusivamente desenrraízei algumas que haviam brotado junto aos vidros. O que acontece é que subitamente, os meus camarões começaram a morrer!!

Os Amanos nem os vejo, tinha 4 enormes já com uns 2 anos que não encontro em lado nenhum e os meus Red Fire estão a aparecer mortos e os que se mantêm estão apáticos e sem reação.

No dia em que fiz o desbaste também aproveitei para limpar o filtro e troquei 40 litros de água, mas isso é algo que faço de tempos a tempos e nunca me deparei com problemas. Estou farto de puxar pela cabeça e não consigo encontrar outra explicação que não seja algum tipo de toxina que as cryptos possam estar a libertar...

Este setup tem mais de 5 anos e desde o início que coloquei as crypto. O problema é que atualmente a tendência é que me ocupem o aquário todo e de vez em quando arranco uma ou duas mas nunca notei algo parecido.

Outro indício que notei estranho é que encontrei 3 posturas de caracóis nos vidros, coisa que em tantos anos nunca tinha visto, será que estão eles também a evitar as plantas?

 

O que poderei fazer?

Acabei de fazer uma TPA de 66 litros para tentar minimizar o problema, no imediato os camarões estão pelo menos a mexer as pinças, algo que nem faziam, mas para um volume de 250L, caso seja uma toxina, talvez não seja suficiente para debelar o problema.

 

Alguém tem alguma informação sobre o assunto??

Desde já obrigado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Será que libertaste algum substrato fértil para a coluna de água?

Mas também teria de ser uma quantidade relevante, além disso não sendo novo não iria libertar muita amonia ou algo prejudicial.

Tens hipotese de testar os nitratos?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Será que libertaste algum substrato fértil para a coluna de água?

Mas também teria de ser uma quantidade relevante, além disso não sendo novo não iria libertar muita amonia ou algo prejudicial.

Tens hipotese de testar os nitratos?

 

Levantei um pouco quando arranquei algumas plantas completas, mas nada de exagero. O que acontece é que talvez muitas raízes ficaram mortas debaixo do substrato, o que pode aumentar os nitratos de forma brusca, mesmo assim acho estranho pois com filtro e matérias ciclados há tanto tempo e mesmo com o substrato mais que ciclado e inerte, certamente não seria por aí...

O substrato é o Flora Base da Red Sea, misturado com Manado e sílica, assim como as resistências de fundo que por sinal nem estão ligadas (tenho duas instaladas), será que se as ligar acelera a decomposição das raízes mortas?

Estou pelos cabelos com isto, estou a ver os camarões extintos em poucos dias se não resolver o problema, continuam a morrer!!! :unsure:

Não uso testes, os únicos que alguma vez utilizei foram do PH e das durezas mas já há muitos anos que não me baseio em testes, confio sempre nas TPA´s e no meu instinto, daí eu supor que seja das cryptos...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estive a ver fotos mais antigas e encontrei fotos com o meu filho ao lado deste aqua e posso corrigir, este aqua tem pelo menos 7 anos de setup.

Vou colocar aqui algumas fotos para mostrar o desenvolvimento das cryptos desde aí para cá...

 

Há cerca de 7 anos:

 

fEsyDq.jpg

 

9zwIFF.jpg

 

 

Há umas semanas, antes do desbaste:

 

7W6TGF.jpg

 

Como está neste momento:

 

213APs.jpg

  • Upvote 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tenho estado a pesquisar e parece que é essa a razão, as cryptocorynes são tóxicas para os camarões...

 

Tanto as crypto, como as anúbias e os microsorums, libertam ácido oxálico quando cortadas e os camarões são extremamente sensíveis a esse composto.

Alguém dispõe de mais informação ou sabe o que poderei fazer para resolver a situação?

 

Estou a ver a vida a andar pra trás... :computer003:

Share this post


Link to post
Share on other sites

não te posso ajudar mas gostava de te agradecer. não sabia que as cryptos e anubias eram toxicas para camarões quando podadase por isso tenho de te agradecer.

 

será que uma enorme tpa nao te resolveria o problema? tipo 80% adicionados muito devagar, num sistema gota-a-gota para que a fauna não sofresse com isso. Adicionando o seachem prime para remoção de metais pesados. achas que te poderia ajudar?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muitos dizem que isso é um mito, Tom barr por exemplo. Os camarões são sensíveis a variações bruscas, com certeza libertaste poluentes para a coluna de água quando desenraizaste as plantas. O facto de teres bactérias não impede que uma libertação repentina de amónia intoxique a fauna. Eu tenho anubias e cryptocoryne com camarões e a poda nunca alterou nada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

não te posso ajudar mas gostava de te agradecer. não sabia que as cryptos e anubias eram toxicas para camarões quando podadase por isso tenho de te agradecer.

 

será que uma enorme tpa nao te resolveria o problema? tipo 80% adicionados muito devagar, num sistema gota-a-gota para que a fauna não sofresse com isso. Adicionando o seachem prime para remoção de metais pesados. achas que te poderia ajudar?

 

Eu tb não sabia, apenas com pesquisa consegui encontrar alguns relatos, no entanto é um assunto controverso e nada consensual, há muitos que afirmam que sim, outros atestam que nunca se depararam com problemas... não sei, apenas posso dizer que me aconteceu e ainda não tenho certezas, apenas essa suspeita.

Em conversa com o nosso companheiro brunofasoares, ele ventilou a hipótese de também poder ser de outra das plantas em que também intervi e que nem consigo identificar, pela opinião dele poderá ser uma Echinodorus, tenho-a há anos e nunca deu problemas também, mas continuo sem saber o que me passou por cima... :unsure:

Eu fiz uma TPA de 60% e outra de 40% após isso, as mortes continuam. Poderei colocar carvão ativado no filtro tb, mas receio que ainda vá deixar as plantas mais débeis.

 

Muitos dizem que isso é um mito, Tom barr por exemplo. Os camarões são sensíveis a variações bruscas, com certeza libertaste poluentes para a coluna de água quando desenraizaste as plantas. O facto de teres bactérias não impede que uma libertação repentina de amónia intoxique a fauna. Eu tenho anubias e cryptocoryne com camarões e a poda nunca alterou nada.

 

Pois, talvez seja, talvez não... tal como os bivalves e a banana mostera, são comestíveis e deliciosos, mas são extremamente tóxicos em determinadas alturas...

Também considerei essa questão do substrato, mas este setup tem 7 anos, amónia é pouco provável que seja a causa. O que foi eu não sei, o que sei é que mesmo após ter transferido os camarões de aqua, estou neste momento a assistir a um deles a dar as últimas, o que só pode significar envenenamento ou doença. Como não introduzi nada recentemente leva-me a crer que apenas possa ser envenenamento.

Sempre tive cryptos, anúbias e microsorum (as espécies ventiladas como tóxicas) e também nunca tive qualquer problema, até agora...

Edited by JocaAlex

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha lá, porque é que não comes uma para experimentar? 😮

  • Downvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha lá, porque é que não comes uma para experimentar?

 

LOL

Share this post


Link to post
Share on other sites

Antes da crypto invadir o espaço estava mesmo espectacular.

Sinceramente tenho sempre anúbias nos aquários de camarões, corto-as lá dentro e nunca notei problemas. Não quer dizer que não tenham existido. No entanto parece-me que pode ter sido mesmo um pico de amónia. Mesmo que sejam tóxicas não foi só por isso que houve tantas perdas. É a minha opinião.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Com sete anos o mais provável é teres libertado algo que estava preso no substrato. 

So tens os camarões a morrer? Ou os peixes também parecem afectados? Pode ser simplesmente old tank syndrome. E comum em aquários mais velhos e costume acontecer de repente. 

Outra ideia que me vem à cabeça e de que a água que adicionaste ter algo que fosse tóxico aos camarões. Eu há uns anos aconteceu-me algo semelhante, Perdi os peixes e camarões todos logo  após uma TPA e poda. 

Andei as voltas sem saber porque é no fim vim a descobrir que a razão e que eu tinha usado água da torneira e nessa manhã a Thames water tinha adicionados químicos para tratar a água. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ao puxar as raízes podes ter libertado bolsas de metano, produzidas pela digestão anaeróbica de matéria orgânica, para a agua! Deves proceder a pequenas mudanças de agua diariamente ao mesmo tempo que monitorizas os valores de amónia e nitratos. E vai pensando em fazer nova montagem, sete anos é muito tempo!

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Obrigado a todos pela vossa opinião e ajuda, o fórum tem estado em atualização e pensei que este tópico já nem fosse existir...

 Até hoje não imagino o que possa ter acontecido, as suspeitas são muitas, mas na altura não efetuei testes e desde logo comecei a tomar medidas drásticas, o que levou a que perdesse o rasto dos acontecimentos. As principais suspeitas recaem sobre três hipóteses principais: 1. ou a toxicidade das plantas efetivamente, uma vez que fiz uma poda radical e arranquei vários exemplares, pelo que o envenenamento poderia ter sido causado quer pelos caules quer pelas raízes; 2. ou, como o Tozé disse, ao ter remexido no substrato ter libertado quantidades elevadas de metano; 3. ou, a que com o tempo mais me intrigou, ter sido uma acumulação tóxica de fertilizantes, nomeadamente cobre. Eu sempre fiz fertilização com macros e com micros, mas sendo o cobre um metal pesado e verificando as bulas ele está presente em todos os fertilizantes, poderá ter-se acumulado até níveis críticos e, uma vez atingido o limite tóxico, os efeitos tornaram-se irreversíveis. Esta é hoje a teoria que mais me deixou a remoer.

 Como eu na hora apenas quis salvar os animais, fiz tpa´s de imediato e em grandes quantidades, sem ter efetuado quaisquer testes, a minha suspeita imediata foram as plantas e o que fiz foi mudar o máximo de volume de cada vez pelo máximo de vezes, sem sucesso... Utilizei água da torneira sim, mas tb água de Sintra que sempre foi a que havia utilizado. A água da torneira sempre repousada pelo mínimo de 24h e tratada com Prime ou Nutrafin aquaplus, pelo que a cloramina não deverá ter sido a gota.

 Eu não tenho peixes para poder atestar os efeitos e apenas os camarões sofreram baixas, já que os caracóis se mantiveram incólumes e não notei que fossem afetados. Por aí talvez um indício de que o cobre possa ter estado na origem deste acontecimento, já que os camarões são muito mais sensíveis a ele. Não sei se porventura um pico de amónia ou de metano teria os mesmos efeitos nos caracóis.

 Neste momento mantenho o aquário sem qualquer camarão, por mais pura que a água possa parecer, por mais garantias que os testes possam dar... a memória ainda não desvaneceu e o receio de lá colocar camarões é muito grande, pelo que os mantenho em outros dois aquários, estando este apenas com plantas e caracóis, à espera de ser reconfigurado.

 Mais uma vez, obrigado a todos pela vossa ajuda e por manterem este tópico.

 Abraços.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sign in to follow this