José Prada

Moderador GERAL
  • Content Count

    1,109
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    8
  • Country

    Portugal

José Prada last won the day on May 13

José Prada had the most liked content!

Community Reputation

270 :)

About José Prada

  • Rank
    Membro Entusiasta
  • Birthday 05/18/1975

Contact Methods

  • Website URL
    http://olhares.aeiou.pt/microchip

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Sintra (Lisboa)
  • Localização
    Algueirão - Sintra

Recent Profile Visitors

1,937 profile views
  1. José Prada

    Onde posso encontrar?

    Boas, Os helena são efectivamente predadores e comem outros caracóis, mesmo de dimensões consideravelmente maiores. Não conheço nenhum caso em que tenham atacado peixes saudáveis. Existem algumas opiniões contraditórias em relação a camarões. Há que defenda que os helenas conseguem matar mesmo camarões saudáveis. Pessoalmente, acho que para um camarão não conseguir fugir de um caracol, não pode estar bem de saúde! 😁
  2. José Prada

    Tambem quero os camones aqui em casa !

    Boas, A menos que estejas a pensar em fazer um plantado a sério com fertilização e CO2, acho que não vale a pena investir numa calha XPTO. E isso de simular o amanhecer e o anoitecer é mariquice... não tem grande vantagem. Quanto ao problema dos nitritos... podes ir reduzindo a frequência das TPA's conforme a situação vai estabilizando. E vai controlando também os nitratos.
  3. José Prada

    Tambem quero os camones aqui em casa !

    As bombas de ar têm a sua utilidade. São utilizadas nos filtros de esponja, são utilizadas nas maternidades (onde não há a agitação do filtro) e são utilizadas, em caso de problemas, para criar uma agitação extra na superfície, só para dar alguns exemplos. As bolhas em si não fazem grande oxigenação, as trocas gasosas ocorrem quando as bolhas rebentam à superfície e agitam a água. Em situação normal, não é necessário bomba de ar no aquário, já que o filtro, se bem instalado, faz essa agitação melhor que a bomba de ar. Tudo depende da loja que a vende... e da forma que o vendedor explica o seu funcionamento e a necessidade de a utilizar. É um bocado como esse Twinstar Yotta+ que estás a utilizar. Faz algum efeito? Sim. É necessário? Não, nem sequer faz os milagres que muitas vezes são anunciados. Há que perceber muito bem o que faz cada equipamento para saber a real necessidade de os utilizar.
  4. José Prada

    Tambem quero os camones aqui em casa !

    Boas, Isso é sinal que não iniciaste o ciclo convenientemente. O que é que queres dizer com "o aquário tinha feito o ciclo"? Provavelmente o ciclo do azoto em aquários é das coisas menos compreendidas na aquariofilia. Aconselho-te a ler um bocado sobre isso, mas cuidado que há muita desinformação. Aqui vai o meu entendimento sobre a matéria: Primeiro, não gosto quando dizem que "já fiz o ciclo ao aquário". O ciclo não é uma coisa que se faça uma única vez. O aquário tem de "estar em ciclo" constantemente, no início apenas "iniciamos" o ciclo. Também se ouve muito "deixei o aquário sem peixes um mês a fazer o ciclo". Até podia deixar um ano... se não houver uma fonte de alimento estável para as bactérias, a colónia não vai aumentar por obra e graça do Espírito Santo! Deixar o aquário sem peixes pelo menos um semana é um procedimento que deve ser feito, mas por uma questão de estabilização dos materiais colocados no aquário. Pedras, troncos, substratos activos... tudo isso pode libertar algumas substâncias quando são colocados na água a primeira vez. "Adicionei bactérias e deixei o aquário sem peixes a ciclar"... Mais um desperdício de dinheiro. As bactérias são seres vivos e precisam de alimento. Na embalagem estão num estado dormente mas ao serem adicionadas no aquário, se não tiverem alimento morrem e em nada contribuem para iniciar o ciclo. O "ciclo" é basicamente isto: existe uma colónia de bactérias que tem o tamanho proporcional à existência de amónia e nitritos no aquário (muito reduzida em aquários novos). Aumenta a amónia no aquário (normalmente por adição de habitantes)... a colónia de bactérias que processam a amónia aumenta proporcionalmente. Estas bactérias produzem nitritos o que faz com que a colónia de bactérias que processa os nitritos também aumente proporcionalmente. Desta feita aumentam os nitratos. Estes, infelizmente, têm de ser retirados pelas TPA's (ou consumidos pelas plantas, mas isso já é outra história). Sempre que colocas um peixe novo, este processo repete-se. Assim como, sempre que retiras um peixe, o processo repete-se mas ao contrário... a colónia de bactérias diminui. Imagina isto: um aquário recém montado com uma colónia de bactérias quase inexistente. Colocas lá 10 peixes. Cada peixe produz x de amónia por dia, no total 10x de amónia por dia. Com a presença de amónia a colónia começa a multiplicar-se. Mas para conseguir processar essa amónia toda, vai precisar de 10 dias... e nesse tempo todo os níveis de amónia atingem um valor tóxico e os peixes morrem todos. Se adicionares só um peixe a produção de amónia é só 1x por dia... a colónia de bactérias só precisa de 2 dias para se "ajustar" à nova quantidade de amónia produzida. Nesse tempo a quantidade de amónia não chega a ser tóxica e o peixe continua feliz em contente. Depois deste processo, se adicionares mais 1 peixe, a produção de amónia vai duplicar. A colónia de bactérias também vai duplicar (mais 2 dias). Depois adicionas 2 peixes. Mais uma vez, duplica... mais 2 dias. Depois 4 peixes. Duplica a amónia, 2 dias para as bactérias ajustarem. E por aí adiante. (atenção que os valores são apenas para perceberes a ideia... não são reais) Se o aquário estiver equilibrado com 100 peixes e adicionares mais 10, não vai fazer grande diferença porque a colónia de bactérias só precisa aumentar 0,1x. Se tiveres um aquário equilibrado com 1 peixe e adicionares mais 10, a colónia de bactérias vai ter de aumentar 10x e provavelmente os habitantes morrem antes disso. A adição de comida também é um factor importante. Toda a comida que fica por comer acaba por se decompor e aumentar amónia. Se o aquário não estiver bem estabilizado, pode ser um problema. A maior parte dos aquariofilistas adicionam comida a mais. Por regra, é dar a quantidade de comida que os animais consigam comer num espaço de 1 ou 2 minutos. E só uma vez por dia chega perfeitamente. Não estou a falar de circulação... essa parece estar bem. Estou a falar de agitação da superfície... e não tens (só mesmo a causada pela bomba de ar). Ainda por cima com o aquário tapado. Precisas de agitação da superfície que é o que faz as trocas gasosas e oxigena a água. A bomba de ar, ao contrário do que grande parte das pessoas pensa, não oxigena a água. É a agitação da superfície causada pelas bolhas de ar que faz a oxigenação. Se a saída do filtro estiver bem colocada, não precisas de bomba de ar, a própria circulação de água à superfície faz "ondas" e oxigena a água. Procura vídeos ou fotos de aquários com lily pipe e vais ver que a colocação é sempre junto à superfície. Quanto à situação em concreto, neste momento, aconselho-te a fazer TPA's diárias para aí de uns 10% e muito lentamente, até estabilizar os nitritos. Se arranjares umas bactérias para adicionar, nestes casos dão jeito para aumentar a colónia rapidamente. Força com isso.
  5. Boas, Possível? Sim. Fácil? Não. Aconselhado para um iniciante? Definitivamente não. É tudo uma questão do que pretendes com esse aquário. Como peça de decoração é giro... umas plantas, um camarão ou dois que não se reproduzam, eventualmente uma ou outra cria de guppy que se vão retirando conforme vão crescendo. Ainda assim parece-me uma peça de elevada manutenção, já que é extremamente difícil equilibrar os parâmetros de um aquário tão pequeno... mudas de água de pequenas dimensões e muito frequentes (principalmente com a quantidade de comida que ele coloca no vídeo), limpeza frequente, podas frequentes, etc. Como aquário de criação de camarões, de certeza que não serve. Os neocaridina vão sobrelotar o aquário na primeira desova. Além disso... porquê cross-breed? Se o fizeres, passado poucas gerações vão regredir todos para a variante "wild". E mesmo que tal não acontecesse, para conseguires novos apuramentos irias precisar de bem mais do que um aquário de 1l! 😉
  6. José Prada

    Tambem quero os camones aqui em casa !

    Boas, O que é que é "normal"? Que testes é que fizeste e que valores deram? Pode ser também um problema de oxigenação da água, as neritinas gostam de água bem oxigenada. Como está a circulação no aquário? Existe boa agitação da superfície da água? Pelas fotos parece-me que o lily pipe está demasiado dentro de água (é suposto estar quase à superfície, se não mesmo ligeiramente de fora para provocar agitação de superfície).
  7. José Prada

    Tambem quero os camones aqui em casa !

    Boas, Lamento mas a maternidade não é solução a longo prazo. Acredita que, provavelmente, todos aqui já passamos por essa fase de querer ter tudo num só aquário (eu sei que já passei e de vez em quando a tentação ainda volta). Mas simplesmente não resulta. Acho que devias escolher entre ter um comunitário ou ter um aquário de camarões. Não é que não possas ter camarões no comunitário, mas nesse caso devias limitar-te a espécies maiores (por exemplo os amano) ou bastante proliferas e permissivas em termos de parâmetros (como é o caso dos red cherry). Caridinas como o King Kong, como já disse anteriormente, é outra história. E não falo só das crias serem comidas... há também a qualidade da água que depressa se vai deteriorar (para os parâmetros estritos dos caridina) com esses peixes todos. Fica aqui a minha opinião.
  8. José Prada

    Tambem quero os camones aqui em casa !

    Boas, Começo por dizer que acho que o aquário ficou engraçado. Na minha opinião, compraste material perfeitamente desnecessário, nomeadamente bomba de ar, feeder, skimmer, twinstar, acondicionadores, mala de testes (a maior parte raramente vais usar)... mas isso é só a minha opinião. Quanto à madeira vuka (também conhecida com cholla), também tenho numa dos aquários e comprei cá. Se procurares pelas lojas da especialidade (inclusive nos patrocinadores do forum), de certo encontras sem necessidade de encomendar da Alemanha. Em relação à fauna... bem aqui já temos alguns problemas. Tens peixes que não são compatíveis com camarões, nomeadamente os Rasbora Harlequim e os Neons. Não devem fazer mal aos adultos, mas as crias, vão comê-las sempre que tiverem hipótese. Os blue dream, sendo neocaridinas, provavelmente vão conseguir reproduzir, mesmo muitas crias comidas, mas é uma coisa que tens de ter em conta. Já os yellow king kong é uma história completamente diferente. Só a manutenção da espécie já requer parâmetros e estabilidade mais cuidada... mantê-los com predadores não seria a minha opção. Boa sorte com isso.
  9. José Prada

    Ajuda com colónia de lagostins

    Boas, Pode usar a área de classificados do forum para esse efeito. (https://www.aquariofilia.net/forum/classifieds/). Já agora, qual é a espécie dos lagostins? Não é comum sobreviverem muitos em aquários pequenos, acabam por se matar uns aos outros. Que tal umas fotos?
  10. José Prada

    Camarões em Aquario para consumo

    Boas, Não me parece que consigas esse tipo de informação por aqui. Para além de esta ser uma área dedicada a camarões de água doce, acho que não se faz criação de camarões para comer num aquário de sala... mas posso estar enganado.
  11. José Prada

    Como eliminar caracóis indesejados?

    Boas, Os caracóis só se tornam uma praga caso haja abundância de comida. Podes começar por aí... reduzir a comida que dás aos peixes. Os caracóis são óptimos a limpar os restos de comida que os peixes não aproveitam. Se houver comida em excesso no aquário e não tiveres ninguém para fazer a limpeza, podes ficar com problemas na qualidade da água. Já agora... estamos a falar de que caracóis e em que quantidade? E qual é o aquário? Caso tenhas mesmo muitos caracóis, podes usar armadilhas para os retirar. Ou podes colocar uma folha de alface à noite, de manhã está cheia deles e são fáceis de retirar. A introdução de predadores já não é tão aconselhável, uma vez que podem não ser compatíveis com o aquário ou restante fauna. Ainda assim, a introdução de um caracol helena é sempre uma solução, desde que bem ponderada. A utilização de químicos deve ser evitada a todo o custo.
  12. José Prada

    Reproducao camaroes ciclo directo

    Boas André, Sim, também já tive red cherries num comunitário com escalares e eles reproduziam que nem coelhos! 😁 Depende muito de caso para caso. O meu alerta foi no sentido em que na pergunta é referido que os red cherries são comida viva num comunitário... e nesse sentido, as crias de qualquer camarão também têm grande probabilidade de o ser.
  13. José Prada

    Reproducao camaroes ciclo directo

    Boas, Assim de repente, estou a lembrar-me dos Macrobrachium jelskii. De qualquer forma, se os red cherries são comida viva, qualquer cria de camarão, por maior que seja, também vai ser.
  14. José Prada

    Helenas e outros caracois!

    Boas, Eu optaria por despistar primeiro a questão da luz, já que foi a única coisa que alteraste. Em vez de reduzir o período de iluminação, experimenta levantar a calha. Ao aumentares a distância entre a luz e a coluna da água estás a reduzir a intensidade de luz que chega às plantas. É melhor reduzir a intensidade (que é o que eventualmente estará a causar problemas) do que o tempo de iluminação que me parece bastante normal (7h/8h). Ainda assim, umas fotografias dava jeito. E uns testes de nitratos e fosfatos, caso tenhas. E já agora... TPA's de que quantidade e com que frequência? Não posso deixar de comentar isto... 20ml de vinagre?! Eu prefiro o meu peixe com limão... mas é quando vai para a grelha! O manado é inerte... o quartzo rosa também é inerte... a madeira baixa-te o pH... Ou o teu teste de pH não está correcto, ou a tua água de reposição já tem um pH de 9. O que estás a fazer com a injecção de vinagre é apenas criar oscilações de pH (e adicionar outros compostos orgânicos) que são mais prejudiciais do que deixar o pH elevado mas estável.
  15. José Prada

    Helenas e outros caracois!

    Boas, Por muito que eu ache que os caracóis, os camarões e os otocinclus são uma óptima equipa de limpeza (por vários motivos e não só pelas algas)... parece-me que devia começar pelo princípio. Estamos a falar de que aquário? Dimensões, equipamentos, fauna, flora, ciclos de luz, rotinas de manutenção, há quanto tempo está montado, parâmetros da água... esse tipo de coisas. Depois, quais são as algas em concreto e o estágio de desenvolvimento das mesmas? Estão a começar a aparecer agora ou já estão espalhadas pelo aquário todo? Umas fotos do aquário em geral e do problema em específico ajudam. Todos estes factores vão influenciar naquilo que podemos propor como solução. Sem essa informação estamos todos aqui apenas a dar palpites. Quando se trata de algas, é sempre melhor resolver a origem do problema do que tentar eliminar os efeitos.