Leaderboard

  1. Bruno R. Carvalho

    • Points

      8

    • Posts

      774


  2. joao.macarrony

    • Points

      7

    • Posts

      218


  3. Tozé Nunes

    Tozé Nunes

    Administrador


    • Points

      6

    • Posts

      7,192


  4. JoãogaFernandes

    • Points

      5

    • Posts

      600


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 11/06/2021 in all areas

  1. Betta dennisyongi São uns pequenos anabantideos com cerca de 3 a 4 cm, originários da província de Aceh, a noroeste de Sumatra, de riachos de baixa altitude, com água levemente ácida ( 5,0-7,0) e rica em taninos, podendo por vezes ser encontrados também em zonas de águas claras, nestas zonas a água costuma ter uma temperatura entre 20 a 27C, pelo que não precisam de temperaturas tão altas como outros bettas. Gostam de zonas com bastante vegetação, onde passam grande parte do tempo, e onde os alevins se escondem também de predadores. Em aquário ( por exemplo 40x30x30 é uma boa medida para um casal ou trio inicial), gostam de ter locais com bastante vegetação, onde se esconder, e onde o macho quando está de boca fica durante alguns dias, para se proteger de possíveis predadores, e ficar longe da fêmea que vai insistentemente tentar voltar a criar, pelo que é aconselhável ter 2 ou mais machos para cada fêmea, ao contrário dos bettas mais comuns. Pode se colocar algumas folhas (amieiro, carvalho, cattapa, etc) no aquário que além de darem um toque mais natural, fornecem também refugio e alimento para os alevins. Os adultos alimentam-se sem problema de flocos ou granulado, mas se possível, preferem alimentos vivos ou congelados, o ideal é ir variando o mais possível. A luz, sem ser por causa das plantas não é muito importante, uma vez que eles preferem locais de sombra, no entanto se bem habituados ao aquário eles vão ser bem activos e raramente tímidos. A filtragem, se existir, pode se basear num filtro de esponja, no meu caso não uso nenhum, vou fazendo trocas de água. Os meus neste momento mantenho em aquário mono-espécie, mas já mantive uma colónia, juntamente com rasboras, Yunnanilus cruxiatus, Badis sp, sem qualquer problema, apenas não vi juvenis nesse tempo. Quando ocorre o acasalamento, tal como noutros bettas, o macho abraça a fêmea, que depois liberta os ovos, após o acasalamento, macho apanha e guarda-os na boca, por aproximadamente 10 a 17 dias, após os quais o macho liberta os alevins já completamente formados e a nadar livremente, podem ser deixados junto dos pais , alguns podem ser comidos mas são poucos. São uns pequenos anabantideos com cerca de 3 a 4 cm, originários da província de Aceh, a noroeste de Sumatra, de riachos de baixa altitude, com água levemente ácida ( 5,0-7,0) e rica em taninos, podendo por vezes ser encontrados também em zonas de águas claras, nestas zonas a água costuma ter uma temperatura entre 20 a 27C, pelo que não precisam de temperaturas tão altas como outros bettas. Gostam de zonas com bastante vegetação, onde passam grande parte do tempo, e onde os alevins se escondem também de predadores. Em aquário ( por exemplo 40x30x30 é uma boa medida para um casal ou trio inicial), gostam de ter locais com bastante vegetação, onde se esconder, e onde o macho quando está de boca fica durante alguns dias, para se proteger de possíveis predadores, e ficar longe da fêmea que vai insistentemente tentar voltar a criar, pelo que é aconselhável ter 2 ou mais machos para cada fêmea, ao contrário dos bettas mais comuns. Pode se colocar algumas folhas (amieiro, carvalho, cattapa, etc) no aquário que além de darem um toque mais natural, fornecem também refugio e alimento para os alevins. Os adultos alimentam-se sem problema de flocos ou granulado, mas se possível, preferem alimentos vivos ou congelados, o ideal é ir variando o mais possível. A luz, sem ser por causa das plantas não é muito importante, uma vez que eles preferem locais de sombra, no entanto se bem habituados ao aquário eles vão ser bem activos e raramente tímidos. A filtragem, se existir, pode se basear num filtro de esponja, no meu caso não uso nenhum, vou fazendo trocas de água. Os meus neste momento mantenho em aquário mono-espécie, mas já mantive uma colónia, juntamente com rasboras, Yunnanilus cruxiatus, Badis sp, sem qualquer problema, apenas não vi juvenis nesse tempo. Quando ocorre o acasalamento, tal como noutros bettas, o macho abraça a fêmea, que depois liberta os ovos, após o acasalamento, macho apanha e guarda-os na boca, por aproximadamente 10 a 17 dias, após os quais o macho liberta os alevins já completamente formados e a nadar livremente, podem ser deixados junto dos pais , alguns podem ser comidos mas são poucos. Fêmea jovem! Juvenil! Macho de boca Acasalamento! Cumprimentos!!
    3 points
  2. Blá, Blá, Blá... Teresa Neal a dormir no sofá. Cianobacterias Algas verdes. Blackout. Cagada. Junta tudo e manda fora. Fim. Está feito o resumo da vida aquática do Tozé. Água? Veste os calções e atira-te a Fernandaires, em Novembro. Aí ao menos não feres a vista a ninguem. Tivesse eu partido o canto desse aquário em vez do meu, e tenho impressão que esse aquário tinha sofrido menos. Serrenho, da próxima manda-lhe um caixote com xisto lá dentro, e diz-lhe para ele meter na sala ao lado dos outros aquários. Ele nem vai notar a diferença entre o caixote e os outros aquários. Ps: onde anda o Mendanha? Mendanha, o Serrenho chamou Benfas ao Benfica. Fica para ti a resposta a tal heresia. Malta, saiam deste post rapidamente, é tempo perdido. O aquário actualmente é igual à parte de trás do meu Electrolux. Minto. É igual à parte de trás do meu Electrolux, depois de cair 8 andares pelo vão de escada. Um abraço a todos, principalmente ao Serrenho que não merecia que o seu extraordinário aquário ficasse entregue a um troglodita que não sabe para que servem os talheres...
    2 points
  3. Atualização. Mudança completa de visual há 3 semanas
    2 points
  4. Porque deixei de ter que lutar tanto contra as algas? Simples, experiência, acho eu. Não vou dizer que nunca tenho algas, seria mentira, e neste post já mostrei que as tenho, a diferença é que no passado quando elas apareciam eu não sabia o que fazer, agora graças a anos de tentativa e erro, tenho uma boa ideia do que fazer assim que aparecem. Métodos que resultam para mim. Com os anos também aprendi a ser mais paciente, não entro em pânico ao primeiro sinal de algas, prova é que este problema de algas já era esperado e eu tenho resolvido o problema com tempo e paciência. A maioria do pessoal mal vê uma alga, começa a mexer na luz, CO2, fertilização sem qualquer método, hoje mudam isto, amanhã aquilo, sem pensarem no que andam a fazer e no fim sem darem tempo para observar os efeitos do que andam a fazer no aquário. Eu era culpado deste erro, durante anos fiz parte dessa maioria, na minha constante luta contra as algas eu acabava por causar mais algas porque o aquário nunca estabilizava. Paciência foi talvez a melhor arma que aprendi para controlar estes problemas, além disso acho que simplesmente aprendi como as coisas funcionam no aquário, manter um bom balanço entre luz,CO2 e fertilização. Aprendi que fertilização é super importante, mas ao mesmo tempo abandonei o método do estimative index em favor de regimes de fertilização mais limitados. Porque fiz isto? O extimative index fica bastante barato com o uso dos sais, a premissa do método é que doseamos em excesso para evitar que as plantas tenham falta de qualquer nutriente, e usamos TPA semanal para repor o balanço de nutrientes ao remover o excesso que as plantas não usaram. Ora neste método as plantas crescem que se fartam, saudáveis, mas além da trabalheira que dá andar sempre a podar, esse excesso de nutrientes também proporciona o crescimento de algas. Exemplo no extimative index tinha que andar sempre a limpar as rochas e madeiras, porque ficavam cobertas de algas, isto era um ritual semanal, as plantas estavam bonitas mas tinha que limpar o hardscape constantemente. Usando doses mais pequenas, deixei de ter esse problema. Passei a usar cápsulas debaixo do substrato para fornecer nutrientes as plantas e apenas usar fertilização líquida para complementar. Não inventei nada disto, aliás aprendi muito disto nos workshops do Filipe Oliveira, o certo é que, sai mais caro usar fertilizantes comerciais, mas não tenho paciência para andar a calcular doses de sais a misturar e já expliquei acima alguns dos pontos fracos do extimative index. Passei a usar controladores em todas as minhas calhas, reduzo a potência das calhas nas primeiras semanas e uso não mais que 6 horas de luz e a médida que o aquário estabilizar vou aumentado a potência ou a duração dependendo da necessidade. Aprendi a configurar melhor a circulação da água no aquário para maximizar a absorção do CO2 e nutrientes pelas plantas, tanto pela colocação das Lilly pipes e usando filtros recomendados para aquários muito maiores que os meus. Especialmente tendo em conta que tenho montado hardscapes que não facilitam em nada a circulação, uma alternativa é criar os layouts de forma a não serem tão restritivos no que se refere a circulação, ou no caso de alguns layouts que criei tentar maximizar a circulação tendo em contra o design do layout. Ou seja um melhor conhecimento da interação entre luz, CO2 um maior controlo dos nutrientes e circulacão de água ajudou bastante a reduzir os problemas de algas. Outra coisa que faço é que embora me custe mais caro, eu na montagem planto os meus aquários com o máximo de plantas que lá conseguir colocar, quanto mais plantas, mais elas vão consumir nutrientes, mais chances de evitar as algas no início. E o certo é que tive um caso enorme de melt na primeira semana, e tive algas, mas o problema resolveu-se e as plantas de momento já cobrem quase todo o aquário pouco mais de um mês depois. Se tivesse usado poucos potes provavelmente nada teria sobrevivido ao melt e as algas teriam causado ainda mais estragos. Passei a correr os meus aquários a 23 graus, quanto mais alta a temperatura mais chances de algas, e os peixes que uso não necessitam de temperaturas mais elevadas. São detalhes que fazem parte do método que criei para mim, que aprendi através do método de tentativa e erro na luta contra os inúmeros problemas de algas que enfrentei ao longo dos anos, sim no passado tive problemas de algas monumentais, cheguei a pensar desistir várias vezes, mas também aprendi muita coisa em fóruns, vídeos e workshops com pessoal que tinha mais experiência que eu. E fui adaptando o que aprendi para criar o meu método, temos aqui membros mais experientes, e se queres aprender recomendo os vídeos do Filipe Oliveira e da green aqua e o site do The 2HR Aquarist do Dennis Wong. E não penses que nunca tenho algas, aliás quem diz que nunca têm mente, todos nós temos algas, e só uma questão de aprendermos o que fazer quando elas aparecem. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
    2 points
  5. Obrigado Vasco. Sim agora é cuidar deixar envelhecer e ir mantendo. Hoje fiz TPA, mais um update, continua a crescer bem, as algas já quase que se foram, tenho feito doses diárias de Excel, é um tratamento que já fiz noutros projectos e resulta, as algas aos poucos vão morrendo e com uma boa equipa de limpeza desaparecem. Ainda há algumas nos musgos no lado direito na traseira, mas hoje fiz remoção manual e com o tratamento já não deve levar muito a passar a fase das diatomaceas filamentosas. Hoje fiz TPA, uma aspiração mais cuidada para remover detritos acumulados, e adicionei alguma areia e areão de várias granulometrias para tentar deixar os caminhos mais definidos, na montagem não fui tão detalhado pois queria dar tempo as plantas para crescerem antes de detalhar melhor as zonas de areia, especialmente atrás. Podei o musgo flame, as rotala wallichi e a eleocharis acicularis. Adicionei algumas buces para preencher algumas áreas que não tinham ficado bem definidas na montagem inicial. O aquário actualmente leva TPA semanal, tirando isso leva fertilização e pouco mais. O único percalço a anunciar foi que infelizmente parti o difusor de CO2 novo, ainda me lembro quando apareceram os difusores de acrílico, o seu ponto principal de venda era que não se partiam como os de vidro. Eu já perdi a conta a quantos difusores da Neo parti, acho que até se partem mais facilmente que o vidro. Hoje foi mesmo descuido, ainda dá para usar, mas quando puder compro outro. Que fazer, bem vindo ao aquascaping, onde partimos difusores e Lilly pipes uns atrás dos outros mas continuamos a comprar mais porque gostamos de os ver dentro do aquário. Em termos de vivos, adicionei 15 boraras urophtalmoides ( já tinha lá 5), 10 ottocinclus, 10 amanos, 5 caracóis clithon corona, 5 neritinas puligera, 5 neritina juttingae. Tirando isso finalmente desmontei o 45P e passei para este uma quantidade considerável de camarões de várias espécies, não sei ao todo quantos. Não tenho intenções de adicionar mais nada e o Betta a Susana já vendeu. Agora fica aqui a foto do aquário hoje após a manutenção, depois adiciono algumas com mais detalhes. Espero que gostem Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
    2 points
  6. Chegado o Agosto e por mais tpas que fizesse e limpasse as cianos acumuladas a coisa não melhorava! Mais uma semana ausente de vacaciones e isto no regresso!!! Foi aí que decidi fazer um blackout total durante 5 dias! Para quem não sabe o que isso significa, retirei a iluminação, tapei o aquário por completo com panos de flanela pretos e deixei o filtro ligado. Não vale espreitar!!! E foi assim que, ao final da semana, de coração apertado retirei os panos temendo que as plantas tivessem todas morrido por falta de luz! E surpresa, surpresa, não só se mantiam verdinhas como a maledita tinha desaparecido por completo (ou pelo menos não estava visível)! Finalmente, já em Setembro dei uma poda geral para incentivar o crescimento e para melhorar a circulação e evitar pontos de retenção de algas: Mais umas semanas e finalmente saiu da marquise e entrou para a sala. Para isso contribuiu o fim do 45p do desafio que ocupava uma das duas vagas permitidas pela troika! 😆 E entrada dos primeiros habitantes, dois magníficos neocaridina davidi red cherry ♥️
    2 points
  7. Boas SantoNuno Essas Anubias deviam estar atadas ou coladas a uma rocha,pois enterradas acabam por morrer,coloca mais plantas,ainda pode levar mais,só faz é bem. Saudações
    1 point
  8. Boa tarde a todos, O meu nome é Rui sou de Carcavelos e estou na aquariofilia apenas há 6 anos, Neste momento tenho um aquario de 150/50/60 com ciclideos centro americanos, que são os meus peixes preferidos. Tenho um de 150/45/55 plantado modo selvagem com alguns ovoviviparos e um de 60/30/40 com um casal de apistogramas Obrigado a todos
    1 point
  9. Olá malta. Como já tinha referido noutro tópico (Link), decidi voltar à aquariofilia, mais em concreto ao Aquascaping. Embora tenha tido um aquário comunitário com algumas plantas de baixa manutenção e hardscape básico, decidi aventurar-me no Aquascaping, para poder tirar maior proveito do hobby. Sendo assim, vou começar por um Nano de 27L, espero que gostem da montagem, espero ter tempo para vos manter actualizados. Neste momento tenho 2 disposições dos troncos que ainda não decidi, as tochas ainda podem mexer dependendo da posição dos troncos (e ainda vou reforçar a quantidade de substrato). Setup 1 - Nome do Aquário Nano 27L 2 - Data da montagem Meados de Novembro de 2021 3 - Dimensões do aquário 30x30x30cm (27L) 4 - Equipamentos Instalados Filtro Eheim 2211 (Classic 150) Termostato Eheim Thermopreset 150 Iluminação/Foto-período 2 x Amtra LED 10.5W cada Sistema de CO2 Sistema TMC de 0,7 Kg Skimmer Por colocar Skimmer da Eheim 5 - Substratos & decorações Substrato fértil Tropica Aquarium Soil Decorações (pedras, troncos, etc) Pedras Oho (Dragon stone) Troncos Redmoor Drift Wood (pelo menos parece) 6 - Fertilização Ainda por decidir 7 - Fauna Ainda por decidir, no entanto estou inclinado para Caridina Crystal Red, "Celestial Pearl Danios", Otocinclus e em principio é tudo. 8 - Plantas Ainda por decidir, no entanto o intuito seria: Tapete de HC "Cuba" (prefiro ao "Monte Carlo" pela folha mais pequena) Alguns detalhes de Alternanthera reineckii "mini", Pogostemon Helferi e Anubias e Bucephalandra Background: Rotala Rotundifolia, Green e "Hra" e/ou Ludwigia inclinata 'Cuba' ou Pantanal Musgos, ainda por decidir quais, mas pelo menos alguns nos troncos. 9 - Observações N.A. 10 - Fotos Ideia 1 Ideia 2 Caso tenham alguma preferência na disposição dos troncos digam, ainda posso mudar algumas rochas dependendo dos troncos, e ainda vou colocar mais pormenores caso acha necessário. A primeira imagem até cria um bom ponto focal, no entanto como a parte de trás estaria coberta de plantas, não seria bem um bom ponto de foco. Abraço!
    1 point
  10. Bem, devia ser uma caracoleta, para se acordar com o som! Eu acho que se todos os peixes decidissem saltar, eu não acordaria.. Piadas à parte, deve ter sido mesmo uma variedade de situações, é mesmo assim. Abraço! Enviado do meu HD1913 através do Tapatalk
    1 point
  11. agradecido por poder estar aqui. chamo-me esteves e estou á disposição, dentro das minhas modestas possibilidades . obrigado.
    1 point
  12. Boa tarde a todos, É com muito entusiasmo que regresso a estas bandas, agora com um nano! Ainda se encontra em fase primordial de montagem. O arranque será quando regressar de férias daqui a 3 semanas, para acompanhar de perto a ciclagem. Setup 1 - Nome do Aquário Cryptcandle 2 - Data da montagem Fim de Setembro 3 - Dimensões do aquário 35x25x23cm (20L) 4 - Equipamentos Instalados Filtro Fluval C2 Termostato Ainda sem (nem sei se terá necessário uma vez que a divisão é quente) Iluminação/Foto-período Twinstar 30B (emprestada por um amigo que não usa. Se não for suficiente, penso comprar uma 300c) Sistema de CO2 Ainda sem 5 - Substratos & decorações Substrato fértil JBL Pro Scape Plant Soil Decorações (pedras, troncos, etc) O que está nas fotos abaixo é de uma antiga montagem. Já não me recordo do nome. Estava muito na moda algures em 2013 7 - Fauna Camarões terá certamente. Peixes ainda não pensei sobre o assunto. 8 - Plantas Eleocharis acicularis mini ou Eleocharis sp. mini (não sei qual das duas é mais fácil de manter Anúbias mana mini ???? 10 - Fotos Recebi algum material e decidi começar a interter-me com alguns layouts. Não nego a possibilidade de adquirir mais/diferentes tipos de rocha. Estou recetivo a dicas no Layout! 🙂 Abraço!
    1 point
  13. obrigado pelo link. Já aprendi bastante coisa hoje! E, espero continuar a aprender!
    1 point
  14. Uma loja talvez fosse o melhor. Eles provavelmente aceitam de volta. Mas vai dando umas voltas no fórum, lendo, aprendendo, participando e vais ver que em pouco vais andar a magicar em algo melhor.
    1 point
  15. Olá Brunocosta, bem-vindo(a) ao fórum! Brunocosta juntou-se à nossa comunidade no dia 11/29/21. Ver membro
    1 point
  16. An de mais obrigado pela ajuda. Ainda ando em fase de arrumações cá por casa. Só quando acabar é que vou ter a certeza de que aquário poderei adquirir. Mal tenha coloco aqui mais informações e dúvidas.
    1 point
  17. Olá pessoal boa noite! Durante os primeiros dias o aquário pouco mudou. Introduzi temporariamente o skimmer porque o aquário infelizmente não possui nenhuma agitação na superfície e acumulava-se grandes quantidades de CO2 na superfície. Queria ver se arranjava um skimmer na entrada de água do filtro, porque este é demasiado grande e potente. A HC Cuba aguenta-se, foi mal plantada de início e derreteram muitas folhas. Noto algum crescimento, por isso pode ser que corra bem. As restantes plantas parecem estar a crescer bem. E relação a algas, já começam a aparecer, como seria de esperar. Espero esta semana conseguir arranjar amanos, otocinclus e caracóis para ajudarem na limpeza. Tenho feita mudanças de água de 50% a cada três dias, o pH anda muito baixo, pelos 6,4 e no fim do ciclo de CO2, é capaz de descer ligeiramente abaixo de 6. Deixo em baixo imagens do aquário, ainda tenciono mudar o musgo, porque continuo a não gostar (nem sequer o coloquei bem).
    1 point
  18. Partilho um artigo (este artigo não é cientifico, porém cita vários artigos científicos e testes) sobre a toxicidade dos Nitratos e o impacto dos mesmos nos nossos peixes. Ao que parece perpetuamos ideias de valores segundo os quais começamos a sentir impacto da qualidade da água nos habitantes do nossos aquários e parece que os estudos científicos provam o contrário. Assim como, os valores dos testes em laboratório não correspondem aos dos nossos testes havendo assim uma discrepância enorme. Este artigo só não refere algo que sempre senti, e acho que todos também. O facto de 200ppm de Nitratos (segundo o documento) não ser prejudicial para os peixes, existe um aumento enorme de algas no aquário. Acho que este documento seria algo de interessante para debate. Acho que todos deveríamos ler e tirar conclusões. https://aquariumscience.org/index.php/5-4-1-nitrate-in-depth/ Boas leituras. Abraço
    1 point
  19. Amigo... Se pensas manter Carassius auratus, necessitas de um aquário bem maior e uma filtragem bastante eficiente. http://www.tropicalimport.com.br/artigos/kinguios-conheca-antes-de-montar-um-aquario/ Podes ler nesse link as condições adequadas e necessárias para manter essa espécie nas melhores condições. Para um aquário de, por exemplo, 60 litros e espécies de temperaturas sub tropicais, sugeria antes Tanichthys albonubes (Neons chinês), dânios zebra e vá lá, um pequeno cardume de corydoras, por exemplo, paleatus. Poderão haver outras possibilidades a considerar também para temperaturas tropicais, como por exemplo, tetras ou ciclideos anões. Para um aquário de 30 litros, podes considerar um betta, pequenos tetras ou rasboras, ou então killies ou camarões. Recomendo uma pesquisa cuidada antes de decidires o que vais manter e cá estamos para ajudar na melhor escolha.
    1 point
  20. Foi exactamente isso, era o que havia na loja. Disseram que o "Christmass moss" apendas prendia às rochas, não aos troncos, daí não ter sido sugerido. Caso me farte deste vou ver o Ricardia. Sim vou estar atento às plantas, na verdade nem todas as que queria comprei, no background nem queria wallichii por ser exigente, mas acabei por comprar na mesma. Vou perder um bocadinho de tempo nisso. Obrigado! Obrigado! Sim eu soube disso em relação à Cuba, não me importo de aparar mais vezes o tapete. Mas pronto, é também uma experiência, se correr mal com Cuba no pior dos casos mudo para Monte Carlo. Abraço e obrigado a todos
    1 point
  21. Hoje saíram os resultados do Aga 2021 e tivemos 9 participações lusas nas mais diversas categorias como destaque para o 1 lugar do Luís Cardoso na categoria 28/55L com o Through The Canyon. Na categoria 80~162L tivemos a Vera Santos "On the way to hope" e o Pedro Mendanha Dias Diablo - E Pluribus Unum O Luís Cardoso também participou na categoria 162~220L "Infinity" acompanhado pelo Ricardo Martins "Through the Valley" . Nos aquários com mais de 320L novamente com a participação do Luis Cardoso "The light out of shadows" desta vez acompanhado pelo Nuno Matos "Crystal Creek". Nos Biotopos tivemos o Pedro Mendanha Dias "Small stream margin, Brahmaputra River drainage, India" e novamente nos Paludarium Pedro Mendanha Dias "Jungle'ungle" A todos o nosso obrigado e parabéns pela vossa participação.
    1 point
  22. Boas Bruno Bem vindo ao Fórum. Espero que ao descobrires este Fórum que continues sempre cá a vir. Sim para 22 litros esta a ficar já muito cheio,e se os Guppys começarem a ter filhos,então vai rebentar pelas costuras. Sobre a temperatura podes baixar para 25 graus que não faz mal nenhum,o filtro que tens é externo ou interno? Saudações
    1 point
  23. Neritinas pulligera são máquinas a limpar e a botar ovos pelo aquário todo.
    1 point
  24. Eheh opá ando aqui com muito trabalho e está me a trocar as ideias todas 🙂
    1 point
  25. @JoseCarlosMarques é ótimo!ele tem que se entreter com algo😅 além do Benfas se não rebenta, e sem dúvida está bem entregue.
    1 point
  26. Ahahah eu sei, foi só para iluminar mas conseguir mexer no hardscape na mesma, foi só para desenrascar!
    1 point
  27. Respondido por mensagem. O segundo Otto da encomenda na dita loja no domingo ha noite já estava morto, digo que foi o que veio na encomenda porque tinha 5 impecáveis vieram dois e foram dois ha vida, os outros continuam saudáveis assim como os cardinais e as rasboras, só os escalares é que ficaram com os sintomas acima, entretanto hoje já estão mais despertos, não com o mesmo apetite voraz mas já comeram, agora estou lixado que os dois maiores parecem estar a formar casal e estão a cascar nos outros, já não bastavam estar debilitados sei lá com o que... Ficam umas fotos do tropica e das Rasbora Espei, desculpem a qualidade, não me parecem as espei que queria mas gostei da vida que vieram dar ao aquário, em relação ao tropica o que acham que deva fazer? ainda esta em condições usar? de não tenho viagem marcada para Oliveira de Azeméis, mas ainda tenho um 20L sem vivos com algumas podas e plantas montado onde talvez o posso gastar.
    1 point
  28. Para crescer saudável precisa de boa luz, substrato fértil e CO2. Não é só um fertilizante que resolve as necessidades das plantas.... 😉 Antes de comprar plantas e peixes, devemos sempre pesquisar as suas exigências para ter algum sucesso e adequar o que compramos aos equipamentos e materiais que temos no aquário.
    1 point
  29. Eu também tinha, e tinha muitos comentários de pessoal a queixar que tinham perdido peixes, camarões e plantas. A maioria pessoal que não estava a fazer como deve ser, o meu problema é que quando fiz o vídeo ainda não sabia tudo o que sei hoje sobre o uso. Então no vídeo eu fiz de maneira que hoje não faria. Usei demais, usei o método dos americanos de pulverizar. Basicamente usei o método que aprendi com o Dave do canal ADUaquascaping. E ele pulverizava aquilo por todo o lado, até me pergunto hoje como raio ele não matava as plantas todas. Mas água oxigenada tem esse problema, se não for bem feito dá buraco. Tive um gajo que me culpou que perdeu os peixes e plantas todos, eu no vídeo recomendei 3%, o gajo foi comprar 30% e depois a culpa era minha. 30% é industrial, 3% é food grade. Tem tudo a ver. Por isso hoje em dia quando falo de água oxigenada, meto os prós e contras e recomendo antes o Excel. Ja agora bom vídeo, é basicamente isso, bastante eficiente para as BBA. Mais rápido que o Excel. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
    1 point
  30. 10 ml. Resulta, sem resultados adversos para as plantas e vivos. No passado, naquela montanha de xisto usei água oxigenada, mas havendo Excel prefiro, embora seja mais caro. Claro que na montanha, o problema de algas era muito mais grave, e além das diatomaceas tinha cianobactérias, na altura resultou também, mas aí chegou ao desespero, cheguei a usar 80 ml diários de água oxigenada, mas aquilo limpou as algas todas em menos de uma semana e salvou-me o layout. Existe um vídeo do cinescaper onde ele em desespero fez um tratamento maluco assim e resultou, não é algo que recomende excepto em casos de desespero em que mais nada resulta. Mas doses mais pequenas diariamente resulta para controlar problemas menos graves. Existe também o método 1-2 punch também para casos de desespero, onde se faz dose elevada de água oxigenada e excel ao mesmo tempo, nunca usei pessoalmente, opto sempre por um ou outro. As diatomaceas filamentosas crescem bastante rápido, mesmo com equipa de limpeza a alga cresce mais rápido do eles conseguem comer, remoção manual ajuda bastante, mas é difícil remover tudo especialmente de musgos e tapetes, ou seja aquilo volta bastante rápido, a ideia é usar o Excel para atacar as algas e dar chance aos vivos de removerem o resto. Com o passar do tratamento começa a ser visível que a medida que eles limpam os restos da alga ela já não volta, é que está alga é mesmo chata enquanto houver restos ela volta sempre, e bastante rápido, o Excel é só a minha maneira de abrandar a coisa para nao deixa-las tomar conta do layout. Neste caso, em uma semana a alga praticamente desapareceu, apenas tenho uns spots onde ainda há uns restos, mas já não deve faltar muito para desaparecer de vez. Remocao manual, Excel e uma boa equipa de limpeza é a minha maneira de resolver este problema. Sem equipa de limpeza tem que se usar doses mais altas de Excel, e sem Excel a equipa de limpeza sozinha não consegue resolver o problema, remoção manual é um must, especialmente nas fases iniciais do problema, senão quando derem conta o aquário está todo coberto com esta alga. P.s atenção ao tal vídeo do cinescaper, se alguém decidir pesquisar, ele usou água oxigenada super concentrada a 33%, eu estava desesperado na montanha de xisto mas não sou maluco e apesar de ter usado doses elevadas, usei água oxigenada normal. Não recomendo o uso de água oxigenada concentrada, pois conheci bastantes casos de idiotas no UK que o fizeram com efeitos catastróficos. E sinceramente se tiverem acesso a Excel, é mais seguro. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
    1 point
  31. Apenas para informar que depois de uns minutos offline, temos instalada nova versão do fórum. Obrigado! JB
    1 point
  32. Quem? 🤦‍♂️ Spoilers? 💁‍♂️ Bem, continuando a "estória" uns dias depois da entrada dos 2 camarones, transitaram os restantes habitantes do nano para este Iwagumi! Destaque para as 3 neritina pulligera que não param! 20211028_224023.mp4 A acompanhar no team limpeza temos ainda caridinas japonicas, caridina tiger red, ottocinclus afinis e uns magníficos caridina PRL, oferta do @Nuno M.
    1 point
  33. Podes colocar o setup completo do que tens aí? O Manado é um substrato pobre em nutrientes. Além disso é muito leve o que não ajuda a suster as plantas. Para já isso não é grande problema mas mais tarde se tiveres fauna que remexa no fundo vais ter problemas. É normal as plantas perderem algumas folhas na transição do seu estado emerso para imerso. Ainda para mais num sistema biológico que está ainda a estabelecer-se. Devias alisar mais o solo para evitar zonas mais fundas onde a "porcaria" tem tendência a ficar. Em relação á disposição da entrada e saída de agua do filtro, devias ter ambos colocados numa das laterais para que a circulação de agua se faça por igual por todo o aquário. E podes encher mais o aquário, basta deixar 1 a 2 dedos livres 😁
    1 point
  34. Estou aqui no fórum para isso, senhor doutor!
    1 point
  35. Este aquário já merece uma ficha técnica em condições, não?
    1 point
  36. Só tinha essas fotos "gerais" 💁‍♂️ Quanto ao planalto, faz parte do layout original do "criador" @Filipe Serrenho! Eu acho que a inspiração veio daqui:
    1 point
  37. Hoje fiz manutenção, TPA, removi manualmente o máximo de algas que consegui. As plantas estão a recuperar. Hoje adicionei mais algum musgo nas árvores e aproveitei que estou a desmontar um 45p que aqui andava esquecido e usei a Monte Carlo desse aquário para replantar áreas onde a Monte Carlo tinha sofrido melt. Fica aqui foto do aquário Estou bastante contente com a evolução,. Fase do melt já foi, algas estão por aí mas hoje já comecei a dosear Excel e com tempo elas desaparecem e já não voltam. As plantas começam a crescer. Para um aquário de 4 semanas as coisas começam a ficar no bom caminho. Em termos de fauna por agora tudo que lá está veio do 45P que estou a desmontar, tenho uns micro rasboras ( boraras urophtalmoides), gosto bastante deles neste aquário mas tenho poucos, por isso vou mandar vir mais, temos caracóis ( neritinas puligera) e (neritinas zebra), temos camarões de várias espécies ( neocaridinas Davidi blue dream, Davidi orange, Davidi Yellow, Davidi red fire e Davidi green), também tenho uns amanos, todos eles já vieram do 45P, tenho também alguns ottos. Tenho 2 pseudomugil Gertrudes, mas isso são dois peixes que a Susana deixou esquecidos no 45P, em princípio serão para remover pois prefiro ter um cardume apenas dos boraras. Tenho também um Betta halfmoon placate blue marble que foi adicionado hoje, mas este não é meu, é da Susana e só deve ficar aqui temporariamente. Se bem que eu tou a começar a gostar de ver o peixe a explorar o layout. Ainda tem algas, diatomaceas filamentosas, mas isso como disse é só esperar e elas vão embora. O layout começa a ganhar forma, que acham? Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
    1 point
  38. 1 point
  39. 1 point
  40. 1 point
  41. Mais uma alteração ao lado esquerdo do aquário. É o lado que me tem dado mais trabalho a manter alguma planta. E também mexi um pouco ao meio. Adicionei um pouco de Rotala Macranda. Enviado do meu Redmi Note 9S através do Tapatalk
    1 point
  42. Também foi acrescentada alguma fauna, 20 Paracheirodon axelrodi 6 Celestichthys Margaritatus
    1 point
  43. Muitos parabéns, ficou espectacular mesmo! !
    1 point
  44. Alteração da rocha da esquerda e "levantamento" da rocha da direita.
    1 point
  45. Boa tarde. Venho apresentar-vos um projecto que nasceu este ano. Surge com o intuito de ajudar e promover o nosso hobby, neste caso na vertente de aquascaping. Desta forma surge a primeira edição do CPA - Concurso Português de Aquascaping REGULAMENTO 1 – INSCRIÇÃO A inscrição deverá ser realizada para o email cpaqsc@gmail.com com: - Informação pessoal (Nome, email, morada), - Informação do aquário ( nome da obra, dimensões, equipamento, flora e fauna) - Fotografia (Frontal, sem equipamentos e com tamanho até 5MB) A inscrição é gratuita e destinada a Portugueses residentes em Portugal, e cidadãos estrangeiros residentes em Portugal à mais de 6 meses (necessário comprovativo de morada). Cada participante poderá submeter 1 aquário. O período de inscrição da edição 2021 vai de 1 Outubro a 30 Novembro de 2021. Não serão aceitas inscrições enviadas após a a data final. 2 – FOTOGRAFIA 2.1 – INDICAÇÕES A inscrição deverá conter integralmente as seguintes exigências em relação as fotografias digitais: Obrigatoriamente uma fotografia frontal onde seja possível visualizar TODO o aquário, preferencialmente sem equipamentos no interior do aquário. O tamanho do ficheiro não poderá exceder o 5MB por fotografia. O devido enquadramento das fotos e recorte de objetos externos ao aquário para melhor apresentação aos juízes será de responsabilidade do participante. As fotos devem ser submetidas sem nome, assinatura ou qualquer marca que identifique o autor ou sua origem, sob pena de desclassificação da inscrição. Fotos em baixa resolução, que dificultem o julgamento podem desclassificar o aquário automaticamente uma vez que a foto é o único meio de avaliação. Efeitos de editores de imagens são permitidos, desde que não modifiquem o teor verdadeiro da foto. Ajustes de foco, brilho, saturação e nível de cores serão tolerados se usados com moderação. Modificações estruturais à fotografia, tais como adição ou subtração de elementos, alterações profundas da imagem, entre outras, não são permitidas. Nos casos em que se detetem tais alterações a obra em causa será desclassificada. 2.2 – CONTRAPROVA DE INSCRIÇÃO Em cado de dúvidas a organização pode pedir a foto original para tirar dúvidas, assim como fotografias adicionais. A não apresentação de contraprova resulta na desclassificação da inscrição. 3 – DIREITOS DE USO Ao submeter um aquário no CPA está automaticamente a ceder os direito de imagem da fotografia para efeitos de marketing e futuras publicações alusivas ao concurso. Os autores das obras serão sempre identificados. 4 – AVALIAÇÃO DOS TRABALHOS 4.1 – CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Estão definidos os seguintes critérios de avaliação das inscrições submetidas: CRITÉRIO ARTÍSTICO – TOTAL 50 PONTOS Impressão Geral – Aspecto geral e primeiro impacto visual da montagem. Originalidade, representatividade da natureza na disposição e apresentação dos elementos do layout, hardscape e dificuldades de execução do layout. Critério Artístico / Estético. (1 a 50 pontos). CRITÉRIOS TÉCNICOS – TOTAL 50 PONTOS - Seleção e posicionamento das Plantas – Adequação da flora utilizada na execução do layout, posicionamento, moitas, técnica de poda, contrastes de cor/sombra/luz na composição, texturas, formas, etc. (1 a 20 pontos). - Seleção e posicionamento de Hardscape – Adequação do material de hardscape utilizado na execução do layout. Posicionamento, harmonia, composição técnica, contrastes, texturas, força dos elementos, limpeza e atmosfera natural das formas. (1 a 10 pontos). - Harmonia entre a Fauna e o layout – Fauna saudável e de acordo com o layout, dimensões do aquário e demais materiais usados em sua manutenção. (1 a 10 pontos). - Qualidade da foto, nitidez, foco, exposição, contraste, etc. na realização da foto. (1 a 10 pontos). Cada aquário poderá receber no máximo 100 pontos. 4.2 - JURI Os trabalhos serão apresentados a um júri composto por aquascapers experientes em concursos internacionais e no universo do aquascaping. Serão apresentados posteriormente em cada edição. 4.3 – DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS Os resultado serão divulgados na pagina oficial do concurso no final do mês de Dezembro. 5 – CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES Este concurso foi criado com o intuito de incentivar a participação e melhorar a qualidade dos trabalhos nacionais em concurso da especialidade. A organização deseja a todos os participantes boa sorte. Caso tenham dúvidas ou sugestões podem enviar as mesmas por MP ou por email. Cumprimentos A administração do CPA
    1 point
  46. Deixa-me adivinhar... o comum caso do aquário de 60L com 6 peixes dourados, acertei? Se acertei, não tens um problema, tens pelo menos 6 problemas! Cada peixe dourado precisa de pelo menos 80L de água para crescer saudável e ter espaço para nadar. Se for o peixe dourado comum e não uma variedade das mais pequenas (as ais pequenas geralmente são vendidas como sendo Orandas) precisam de 120L! Isto aliado ao facto de teres um filtro interno que não deve ser grande coisa, dá algas! Outra coisa que não foi mencionada - o Ciclo do Azoto - é importante aprender pelo menos as bases do que é e como funciona para manter aquários com peixes. Mesmo adicionando bactérias, 1 semana sem as "alimentar não é suficiente para o ciclo ficar completo em condições de receber peixes. Pelo contrário, as algas vão crescer em qualquer corpo de água aberto e com alguma luz. As plantas combatem as algas ao consumir os mesmos nutrientes consumidos por elas. Como já foi dito, água verde não é problema para os peixes. Já o que causa a água verde, não estando identificado e num aquário novo, pode vir a trazer bastantes problemas.
    1 point
  47. Boa noite,o meu nome é Helder tenho 37 anos e sou natural da Nazaré,iniciei este hobby em Agosto de 2020 .Em Agosto a Avó do meu filho decidiu oferecer lhe um peixe dourado num "Vaso" lol e a partir dai foi sempre a somar 🤣.Iniciei me num aquário de 15lt,rapidamente adquiri um de 60 lt e um de 125lt os quais tenho até os dias de hoje,mantenho o "dourado" prisioneiro no de 15lt (sim eu sei que pelo menos 100 litros ele merecia mas breve vai para um lago),e tenho os dois comunitários,dos quais o de 125lt tem apenas mês e meio.
    1 point
  48. Boa tarde, chamo-me Antonio e vivo no norte de Espanha, nas Asturias. já estou registado neste forum desde 2007 mas já há muito que não venho cá. Já tive um aquario de água doce e outro de água salgada, mas estive muitos anos sem nenhum. agora decidimos aqui em casa em voltar a este mundo que me encanta. Espero poder ajudar em algum caso e de pedir ajuda nas minhas duvidas mais dificeis.
    1 point
  49. Boa Noite sou o Carlos e estou em Belas. Já tive este hobby nos anos 80, mas voltou novamente e estou no escuro ( voltar a aprender) comprei algum equipamento e estou na fase de montagem do mesmo, mas ainda não decidi o peixe a minha intenção seria uma unica especie agua doce tropical ( tetra diamante ou nematobrycon palmeri, aphyocharax anisitsi) e alguns camarões... mas estou receptivo a sugestões. Setup - Aquário de água doce: 1 - Nome do Aquário - Ada p60 2 - Data da montagem- está em fase montagem 3 - Dimensões do aquário - 60x30x36 .1 - Volumes bruto e útil- 60 L 4 - Equipamentos Instalados 4.1 - Filtro - Ada Super Jet Filter es-300 Lily Type 4.2 - Termostato- Externo Hydor 200W 4.3 - Iluminação/Foto-período- Chihiros vivid 2 / 7horas 4.4 - Sistema de CO2- sim Ada Highgrade 4.5 - Outro equipamentos adicionais twinstar M5 / skimmer Vuppa2/ difusor Ada e conta bolhas Ada 5 - Substratos & decorações 5.1 - Substrato fértil- sim 5.2 - Substrato inerte-não 5.3 - Decorações (pedras, troncos, etc)- Rocha Seiryu Stone obrigado pela Atenção
    1 point
  50. Boas, Mais umas fotos: Cumps.
    1 point