Compatibilidade com parachromis loisellei


Recommended Posts

Quais os ciclídeos americanos mais compatíveis/ aconselhados para manter com um parachromis loisellei?

Quando me refiro a americanos refiro-me obviamente a ciclídeos de medio ou grande porte...

Agradeço todas as vossas opiniões.

Obrigado

Filipe

 

 

Link to post
Share on other sites

Contudo já tinha visto esse site.

Gostaria de saber exemplo de peixes:

É compativel com :

Ciclideo boca de fogo

Jack dempsey

Texas blue

Acará severo

Peixe jóia

Aequidens pulcher

Óscar

Disco

???

Link to post
Share on other sites

Boa noite Felipe, o estares a abrir vários tópicos, gera uma grande confusão, porque a informação fica toda dispersa, não se percebe nada. Que tal abrires um tópico com o teu aquário, umas fotos, e colocares as questões todas de uma vez? É mais fácil para os membros te ajudarem, e se por ventura não houver resposta é porque não sabem. 

Nunca tive parachromis, há que fazer uma pesquisa. 

 

Link to post
Share on other sites

Pelo que estive a pesquisar agora, trata-se de um Ciclideo centro americano, que atinge dimensões de 25cm a 40cm, predador. 

https://www.aquainfo.org/parachromis-loisellei/

 

Tenho a impressão que estás a cair no erro de comprar os peixes, sem antes te informares as compatibilidades dos mesmos, isso vai acabar por te trazer dissabores sem necessidade. Com a informação que há hoje na Internet, sabendo distinguir o certo do errado, porque também há informação deficiente, conseguirás tirar algumas dúvidas. 

Link to post
Share on other sites

Obrigado pela informação!

 

 

Mas é óbvio que eu me informei antes de comprar o peixe. Não vi o peixe na loja e comprei por impulso, porque eu não faço esse tipo de coisas.

É óbvio que sei que se trata de um ciclídeo americano, e sabia que era um parachromis. A senhora da loja não me sabia era dizer se era um friedrichsthalli ou um loisellei. Pelo que me disseram é um loisellei e , de facto, depois de observar as fotos desse peixe na net, cheguei a essa conclusão.

A senhora da loja também me informou sobre a alimentação dele, que é igual à de qualquer ciclídeo. No início, ele estava tímido e não se alimentava. Mas desde quinta feira que se alimenta bastante e com uma grande voracidade. A agressividade com o severo já parou. Quando o introduzi no aquário, o acará severo é que o desafiou e perder, ficando danificado. Agora o severo já recuperou e está bem, sem qualquer dano físico, e já se alimenta muito bem. Como disse a agressividade já parou e o parachromis já se comporta bem. Vale lembrar que o parachromis e o acará severo eram de uma pessoa que se quis desfazer do aquário, colocando os à venda na loja. Estes dois peixes já estavam juntos no aquário da pessoa que os vendeu à loja. Eu é que comprei primeiro o severo e depois o parachromis.

 

Os peixes que tenho com ele são, maioritariamente ciclídeos centro americanos, como o jack dempsey, o boca de fogo, o texas blue e o aequidens pulcher).

O acará severo, como já estava junto com o parachromis , pensei que não houvesse qualquer problema. E nao houve, na minha opinião foi só um ajuste de contas.

Até agora nem toca nos outros habitantes do aquário que são bastantes pois o aquario tem 340L e um filtro potente.

 

Deixo aqui então a minha fauna completa:

1 acará severo ( heros efasciatus)

1 parachromis loisellei

1 aequidens pulcher

1 cilídeo boca de fogo ( thorichthys meeki)

1 jack dempsey ( rocio otofasciata)

1 óscar( astronotus ocellatus)

1 texas blue ( herichthys carpintis)

1 ciclídeo jóia ( hemichromis bimaculatus)

1 disco ( symphysodon aequifasciatus)

1 escalar ( pterophyllum scalare)

1 ancistrus sp

1 hypancistrus inspector

1 platydora costatus

 

 

On 31/10/2020 at 23:57, Vera Santos disse:

Pelo que estive a pesquisar agora, trata-se de um Ciclideo centro americano, que atinge dimensões de 25cm a 40cm, predador. 

https://www.aquainfo.org/parachromis-loisellei/

 

Tenho a impressão que estás a cair no erro de comprar os peixes, sem antes te informares as compatibilidades dos mesmos, isso vai acabar por te trazer dissabores sem necessidade. Com a informação que há hoje na Internet, sabendo distinguir o certo do errado, porque também há informação deficiente, conseguirás tirar algumas dúvidas. 

Tenho a certeza que li algures que dificilmente estes peixes ultrapassam os 25cm.

Se tivesse 40cm era maior do que o parachromis managuensis que chega no máximo a 35cm.

 

Link to post
Share on other sites

Encontrei isto na net:

Nome científico: Parachromis loisellei
Nome comum: Guapote Amarelo
Tipo: Peixe de água doce
Família: Cichlidae
Zona de origem: América Central
Origem: honduras, nicarágua, panamá,
Comprimento máximo: 25 cm

 

Diz que o comprimento máximo é 25cm.

 

Boa noite,

Infelizmente ainda não estou 100% certo se o parachromis que eu tenho é o loisellei...

Vou pôr aqui mais uma foto para me ajudarem na identificação.

 

large.IMG_20201101_233827.jpglarge.IMG_20201027_215405.jpglarge.IMG_20201027_215317.jpglarge.IMG_20201027_215400.jpg

 

Estas fotos já são com ele bem ambientado!

E como ele me parece diferente das primeiras fotos que tirei dele venho aqui perguntar se será mesmo um parachromis loisellei ou não?

Link to post
Share on other sites

Alguém me consegue dar uma ajudinha?

 

Nestas fotos já dá para ver melhor a cor natural dele.

É mesmo um loisellei ou será um friedrichsthalli?

Link to post
Share on other sites

Bom dia, pedi-te para colocares aqui o setup do aquário, não o fizeste.

Suponho que seja de 120cm, ora isso dá para teres dois óscares adultos, só como exemplo.

Os peixes vão crescer, em principio, porque com a salganhada de ciclideos que aí tens, tenho sérias dúvidas que alguns cheguem a durar muito tempo. Quando são pequenos a coisa vai indo, depois que crescerem por serem territoriais, a coisa vai ficar preta, se é que me entendes.

Pergunta, viverias, num quarto de 9m2 uma vida inteira? Se calhar não duravas muito, sobrevivias, não vivias.

Para se ter um aquário de ciclideos convém não misturar centro americanos com sul americanos, e como estás bem informado, não preciso explicar porquê. Existem pessoas que como diz o ditado "ver para crer". Como estás aqui a pedir opinião, é a minha que te estou a dar, às vezes não se aprende nada com pancadinhas nas costas, peço desculpa pela sinceridade.

Discus e escalares, era o que podias ter nesse aquário, um pequeno cardume, sim só assim se disfruta o comportamento deles, não é ter um de cada.

Portanto, se perguntas por compatibilidade, os peixes que tens, alguns são nenhuma.

Aquário sobrepopulado é o que tens.

Quanto à identificação, já pedi a um amigo para te ajudar, vamos ver se é possível.

Cumprimentos. 

Link to post
Share on other sites

Ok obrigado 

 

Diga me por favor então com quais dos peixes que eu tenho é que devo ficar. 

 

Eu quero ficar com :

O parachromis porque ele vem comer à minha mão tem 20cm

O Acará severo tem 15cm já é muito grande e tenho pena de me desfazer dele

A platydora pelo que vejo não é problema e tem 20cm

 

 

Quais dos que eu tenho também, se é que alguns, é que eu poderia deixar com estes 3?

Link to post
Share on other sites

Bem, isto vai aqui uma salgalhada. 

Então dizes que não compras peixes por impulso e pesquisas antes e tal. Depois apresentas uma lista de peixes onde tens no minimo duas espécies de cardume que em nada têm a ver com o biotipo, como o discu e o escalar. 

Quanto ao parachromis, não conheço o aquário nem as especificações do mesmo, mas estes meninos requerem aquários de pelo menos 500L. Ele já é agressivo e territorial, quando tens Parachromis loisellei em um aquário que não é grande o suficiente, ele fica ainda mais agressivo.  Primeiro é aconselhado ter casal. É aconselhável comprar 6 peixes jovens e depois de um tempo, um casal se forma, aí é manter esse casal e os outros peixes devem ser removidos.  Deves ter o aquário com  muitas pedras, troncos e raízes que formem cavernas e esconderijos. Um layout funcional é 50% do sucesso. Gostam de pouca luz e podes manter com outros ciclídeos do mesmo porte e do mesmo biótipo e loricarideos, DESDE QUE, cumpras com tudo o que referi antes. 

  • Like 3
Link to post
Share on other sites
há 6 horas, JP França disse:

Bem, isto vai aqui uma salgalhada. 

Então dizes que não compras peixes por impulso e pesquisas antes e tal. Depois apresentas uma lista de peixes onde tens no minimo duas espécies de cardume que em nada têm a ver com o biotipo, como o discu e o escalar. 

Quanto ao parachromis, não conheço o aquário nem as especificações do mesmo, mas estes meninos requerem aquários de pelo menos 500L. Ele já é agressivo e territorial, quando tens Parachromis loisellei em um aquário que não é grande o suficiente, ele fica ainda mais agressivo.  Primeiro é aconselhado ter casal. É aconselhável comprar 6 peixes jovens e depois de um tempo, um casal se forma, aí é manter esse casal e os outros peixes devem ser removidos.  Deves ter o aquário com  muitas pedras, troncos e raízes que formem cavernas e esconderijos. Um layout funcional é 50% do sucesso. Gostam de pouca luz e podes manter com outros ciclídeos do mesmo porte e do mesmo biótipo e loricarideos, DESDE QUE, cumpras com tudo o que referi antes. 

Ok, obrigado. O meu aquário é de 340L e o peixe que tenho tem 20cm. Quais são os cilídeos do mesmo biótopo?

O aquário tem dois troncos grandes e vários mais pequenos.

Link to post
Share on other sites

Já agora, sabes me dizer se o peixe que tenho é um parachromis loisellei ou um friedrichthalli?

 

Link to post
Share on other sites

Estou no serviço mas vou tentar resumir.
Primeiro vou esclarecer uma gafe. Eu continuei a referir P. Loisellei por ser um nome comum, mas devia ter corrigido antes. Até porque estás com essa dúvida, mas essa espécie não existe mais. Foram reclassificados como Parachromis friedrichsthalii. Enquanto os antigos friedrichsthalii passaram a P. Multifasciatus.
Logo respondendo directamente à tua questão é um Parachromis friedrichsthalii (antigo Loisellei).

Quanto às espécies da América Central é só pesquisares um pouco. Mas pegando na tua lista:

-parachromis loisellei (Parachromis friedrichsthalii).
-aequidens pulcher (Andinoacara Pulcher) America Central e Sul.
-cilídeo boca de fogo ( thorichthys meeki)
-jack dempsey ( rocio otofasciata)
-texas blue ( herichthys carpintis)

É melhor pesquisar cada uma delas porque têm necessidades específicas.
Layout tem que ter bastantes esconderijos para que isto resulte.


Enviado do meu VKY-L09 através do Tapatalk

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Já conheço mas obrigado na mesma porque serve para relembrar um bocadinho sobre a espécie😜

Link to post
Share on other sites

O meu objetivo neste aquário era montar um aquário de cilídeos em geral, não apenas dos centro americanos. Eu queria ter um aquário com ciclídeos americanos, daí eu ter adquirido também o acará severo, que é um dos meus preferidos, o óscar, o disco e o escalar.

Link to post
Share on other sites
há 4 minutos, Flaips disse:

Já conheço mas obrigado na mesma porque serve para relembrar um bocadinho sobre a espécie

 

Não é só sobre "a espécie", é sobre várias espécies de ciclídeos, de acordo com a sua distribuição geográfica, necessidades, compatibilidades, tamanho mínimo do aquário, alimentação, reprodução, etc., etc...

Link to post
Share on other sites

Os peixes de fundo que são o hypancistrus, o ancistrus e a platydora são também sul americanos.

Link to post
Share on other sites
há 3 minutos, C Mocho disse:

 

Não é só sobre "a espécie", é sobre várias espécies de ciclídeos, de acordo com a sua distribuição geográfica, necessidades, compatibilidades, tamanho mínimo do aquário, alimentação, reprodução, etc., etc...

Exato! E até penso que esse é o melhor site sobre os parachromis friedrichthalli.

Infelizmente este peixe não é muito comum entre os aquaristas e não há assim tanta informação  na net sobre ele.

Link to post
Share on other sites

Só uma coisa a acrescentar:

Como o cilídeo joia é africano, eu troquei-o na loja por outro peixe americano que já tinha visto muitas vezes em biótopos com discos, escalares e óscares.

Troquei por um ituí cavalo!

Link to post
Share on other sites