Vera Santos

Moderador GERAL
  • Posts

    3,938
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    109
  • Country

    Portugal

Everything posted by Vera Santos

  1. Boas, qualquer Viviparo se reproduz com facilidade, já que de 28 em 28 dias estão a nascer alevins. Daí que o rácio deve ser de um macho para 3 fêmeas, em condições ideais ou até mais, dependendo do que queremos para o nosso aquário.... Se ainda vamos colocar as fêmeas na maternidade para salvar alevins pior.... Para te aconselhar, não destes, dados suficientes do aquário..... É fazer copy paste para aqui, para te puderem ajudar com mais facilidade...
  2. Olá, não vejo problema de ter ampularias com qualquer tipo de peixe, são caracóis, não fazem mal nenhum.
  3. Faz um ano que o paludário está montado, tinha aqui deixado um vídeo mas enganei-me no vídeo fica aqui então o certo gravado à dias. vera_basilio_santos_20050303_reel_2749036478341722415_2072183372_1_2749036478341722415_2072183372.mp4
  4. Boas, o paludário é mais complicado mas também se consegue fazer, eu optei por fazer um com plantas terrestres na patente imersa, e na submersa aquáticas, nas na verdade debaixo de água, aquilo parece um depósito de anubias, já não sei onde as meter, vai tudo para lá 😅😬 Olha vai dando noticias, de como está. É verdade conta como foi com a encomenda da calha, teve que parar na alfândega, pagaste alguma taxa adicional ou já vinha com o IVA incluído?
  5. Boas que maravilha😍😍😍, adorei, decidi que me vinhas fazer companhia aqui para o meu cantinho, sinto-me sozinha.... 😂😂 Na verdade pode-se considerar que é um pseudo wabikusa, mas está muito bonito. Fiquei um bocado confusa foi com a descrição que fizeste, vê lá os litros e as dimensões sendo um cilindro.... 😉
  6. Olá Quanto ao aquário como é mono espécie não há problema quanto ao tamanho. Quanto à escolha de rocha é que não foi a melhor escolha, isso parece rocha para salgados..... Tu aí podias usar basalto, seixos rolados ou alguma rocha apanhada até na natureza mas sem esse relevo que essa apresenta. Foi-te aconselhada por alguém?? Os multies são sempre bonitos e interessantes de se ver, belas fotos.
  7. Boas, Bruno então novidades??
  8. Boas, aqui fica um vídeo de um segundo terrário montado aqui em casa.
  9. Pois acredito, mas não sinto realmente barulho nenhum no OASE, não tinha conhecimento disso. 😉 Á cerca dos JBL, tenho dois Eprofi 901 a trabalhar à 12 anos, e um 701 à 10 anos, nada a dizer dos 3....😉 Tenho um Eheim dos classicos, 1213 igual ao 2213, deve ter para cima de 20 anos. Tenho um Eheim arrumado, o pro 4 600+. Para mim qq um dos Eheim é difícil de ferrar, nada tem a ver com os JBL e OASE. Fluval nunca tive nenhum, são excelentes mas não tenho experiência. 😉
  10. Com o outro 2213 é suficiente... Trabalhando sózinho é insuficiente. Mas é um bom filtro, considerando preço qualidade em novo. 😉
  11. Boas, Não tenho ruido no meu Oase.... É tão silencioso como o Eheim e o Jbl.... Algo de errado aí, me parece.... 🤔
  12. Estou muito satisfeita com o Oase, é um descanso, antes tinha a trabalhar um Eheim 4 600T num 184L.
  13. Boas, para 200L acho que deves ter pelo menos um filtro que faça 5x o volume do aquário. Acho um pouco curto. Falas em aquário comunitário, mas não dizes que peixes tens se é plantado ou não, que tipo de peixes são? Quanto à marca é boa, facilidade de arranjar peças é muito boa. Se eu escolhia essa marca não.... Preço qualidade sempre preferi, JBL, até mesmo pela fácil manutenção. Com a evolução dos filtros no mercado, existem marcas recentes excelentes, uma delas neste momento, a melhor entre todas OASE, para mim claro! (com ou sem termostato) Bom Ano
  14. Já agora também pode ajudar E para puderem ajudar melhor
  15. Olá, Vitor pois está tudo errado. Mas ainda bem que tens alguma noção, que não estam em condições.... 2 kinguios num aquário de 30 litros é impensável, provavelmente com um filtro interno, não sei que não especificas. Sem ciclo do azoto feito muito menos, óbvio que deve ter sido um pico de amónia. Não consigo ver a foto do peixe para te ajudar melhor. Publicar fotos no fórum : https://www.aquariofilia.net/forum/topic/259587-como-criar-álbuns-usar-fotos-editar-álbuns/ Lê que é interessante :
  16. Eu não disse para usares PU para elevar, é pontualmente.... Qualquer desde que não muito grande, horticultura vais e compras.
  17. Quanto a usar PU, podes usar com a finalidade de colar rochas, troncos, suster pontualmente substrato em alguns pontos. Apenas para elevar a montagem não uso, não justifica. No Magma usei, o PU não deu qualquer problema, susteve o substrato, na parte da caverna, usei para colar rocha vulcânica. E consegui quase na totalidade limpar a rocha vulcânica do Pu, para reutilizar. Boas festas 😉🎄🎅
  18. Link Neolamprologus Longior Luagala http://www.tanganyika.si/TanganjikaByLocations/Luagala Point/slides/Neolamprologus longior 'Luagala Point'.html
  19. Ora aí está uma coisa que não gosto nada, porquê não abrir um tópico de cada aquário.... Só por se ser preguiçoso disse, Aka João Cardoso!!!! Santa paciência 😢😢😢🙄🙄🙄 Uma pessoa perde-se completamente!!!
  20. Para crescer saudável precisa de boa luz, substrato fértil e CO2. Não é só um fertilizante que resolve as necessidades das plantas.... 😉 Antes de comprar plantas e peixes, devemos sempre pesquisar as suas exigências para ter algum sucesso e adequar o que compramos aos equipamentos e materiais que temos no aquário.
  21. Biophytum Sensitivum Localização e luz - 🔸 Um local indireto e brilhante é o melhor para este espécime, já que ambientes sombreados podem levar a mofo no solo e crescimento lento. Embora o risco de queimadura de sol seja alto em locais ensolarados, um local que ofereça até uma hora de luz solar matinal ou noturna é aceitável, desde que a amostra seja mantida úmida. Nunca coloque esta planta sob a luz do sol o dia todo devido ao risco de declínio da folhagem e morte da planta. Água - 🔸🔸🔸 É melhor manter pequenas árvores em solo úmido de forma confiável, pois níveis de umidade inconsistentes podem resultar em crescimento atrofiado e infeliz. Deixe o terço superior do composto secar entre as águas no período de crescimento, reduzindo ainda mais no outono e no inverno. Os sintomas de rega insuficiente incluem uma perda repentina de folhagem mais velha, folhagem amarelada ou crocante e crescimento atrofiado, enquanto os sintomas de rega excessiva incluem caule enfraquecido ou podre, nenhum novo crescimento, folhas inferiores amareladas e eventual morte da planta. Clique aqui para saber mais sobre a podridão da raiz e como resolvê-la! Umidade - 🔸 Crie uma bandeja de umidade para fornecer um ambiente úmido e estável para sua planta. Se a saturação ao redor for muito baixa ou o calor muito alto, as pontas das folhas podem começar a dourar e enrolar, especialmente sob a luz solar direta. Mangue suavemente a folhagem de vez em quando para hidratar as folhas e manter o nível de poeira baixo. Fertilização - 🔸 🔸 Alimente a cada quatro águas durante o período de cultivo e a cada seis no outono e inverno, usando um fertilizante rotulado como 'planta de casa' . Nunca aplique um produto 'Pronto a Usar' no solo sem primeiro regar, pois pode queimar as raízes e deixar as folhas amareladas. Como as pequenas árvores duram apenas um ou dois anos, a fertilização regular é a chave para uma folhagem mais duradoura, bem como uma saúde melhor e uma folhagem mais verde. Propagação por sementes (Moderado) - Mergulhe as sementes em água morna por cerca de 24 horas em um local escuro, de preferência em cima de um radiador em funcionamento. Da mesma forma, polvilhe as sementes sobre o composto úmido rotulado como 'planta de casa', resistindo à tentação de compactá-lo. Manter o solo uniformemente úmido e permitir que o excesso de água escorra livremente da base do pote para evitar condições de alagamento. O local ideal para uma germinação bem-sucedida é em um ambiente claro e indireto com temperaturas acima de 18 ℃ (64 ℉) com aquecimento de fundo. Mantenha a panela em um saco transparente para fornecer um nível estável de umidade, junto com a umidade do solo por mais tempo. A germinação pode levar até dois meses, portanto, não descarte nenhuma semente malsucedida até que esse limite seja ultrapassado. Remova o saco quando as mudas produzirem sua segunda folha e, em seguida, divida-as em seus próprios vasos de 7 cm. Flores Como as Pequenas Árvores são classificadas como anuais, elas florescem prontamente a partir do final do verão. A flor individual durará vários dias, com o show geral durando várias semanas. Eles são conhecidos por serem polinizados com bastante facilidade, então verifique se há sementes em desenvolvimento para semear na primavera seguinte (foto abaixo). VID_211400320_115526_960.mp4 https://www.ukhouseplants.com/plants/biophytum-sensitivum-little-trees
  22. Masdevallia pachyura Masdevallia pachyura é encontrada em florestas úmidas de montanha em altitudes de 1000 a 3000 metros no Equador e no Peru. Luz: Gosta de boa luz, mas não de luz direta. 17.000 - 22.000 lux é uma boa quantidade de luz. Cerca de 70-90% de sombra é recomendada no verão e 25% de sombra ao sol no inverno. Ela florescerá melhor se receber bastante luz e as folhas são verdes claras ao invés de verdes escuras quando em sombra forte. Temperatura: O Masdevallia é cultivada em condições de crescimento de 10 ° C a 20 ° C. Idealmente, no inverno, eles gostam de um mínimo de 10 ° C e um máximo de 13 ° C. No verão, a faixa ideal é de 13 a 20 ° C. A temperatura não deve exceder 25 ° C e temperaturas consistentemente acima de 30 ° C enfraquecem as plantas e podem cair suas folhas. Garanta uma diferença dia / noite de 6-12 ° C para ajudar na formação da flor. Umidade: Esta orquídea prefere alta umidade no verão perto de 75-80% e pode precisar de um umidificador durante o verão. Mantenha a circulação de ar o tempo todo para evitar que a água permaneça nas folhas, pois isso aumentará a mancha foliar. Substrato, mídia de crescimento e repotting: Eles preferem um meio continuamente úmido. Musgo esfagno picado misturado com lascas de poliestireno. Outros usam uma mistura de casca de pinheiro, poliestireno e perlita grosseira. Recomenda-se uma mistura de 5 partes de casca, 5 partes de perlita e 1 parte fibrosa, não fina, de turfa. Suas raízes são pequenas e numerosas e encherão vasos muito rapidamente quando estiverem crescendo bem. Os vasos mais profundos são geralmente usados e as plantas são colocadas em vasos para que não sejam divididas em tubos de 5 cm, vasos de 7 a 10 cm ou de 12 a 15 cm, dependendo do tamanho. Dividir as plantas durante o outono ou primavera a cada dois anos ou quando forem suficientemente grandes. É melhor, replantar quando as plantas estão prestes a enraizar para minimizar a perturbação. Enormes touceiras devem ser divididas, pois um número considerável de espécies tende a apodrecer completamente nas partes mais antigas da touceira. Não enterre a base das plantas. O envasamento duplo é benéfico para manter as raízes das plantas frescas. Rega: Não tolera condições de seca e deve ser mantida úmida, mas não encharcada. Suas raízes devem secar ligeiramente entre as regas. Em climas quentes, eles precisam de rega diária, mas na primavera e no outono, a rega semanal deve ser suficiente. Regar de manhã para que as folhas estejam secas ao meio-dia. As plantas devem receber água da chuva ou água destilada ou uma fonte de água muito pura. É preferível proporcionar um ambiente úmido do que manter as raízes muito úmidas, pois podem apodrecer.
  23. MASDEVALLIA PACHYURA ORCHID PLANT CARE AND CULTURE Cultural information should only be used as a guide, and should be to be adapted to suit you. Your physical location; where you grow your plants, how much time you have to devote to their care, and many other factors, will need to be taken into account. Only then can you decide on the cultural methods that best suit you and your plants. Light: Masdevallia pachyura like good light, but not direct light. 17000 - 22000 lux is a good amount of light. About 70-90% shade is recommended in summer and 25% shade to full sun in winter. It will flower better if receive plenty of light and leaves are pale green rather than dark green when in heavy shade. Temperature: The Broad-Tailed Masdevallia are grown in cool to cold growing conditions from 10°C to 20°C. Ideally in winter they like a minimum of 10°C in and a maximum of 13°C. In summer the optimum range is 13 to 20°C. The temperature should not exceed 25°C and temperatures consistently above 30°C will weaken the plants and they may drop their leaves. Ensure 6-12°C day/night difference to aid flower formation. Humidity: This orchid prefer high humidity in summer near 75-80% and may need a humidifier over summer. Keep air circulation at all times to prevent water staying on leaves as this will encourage leaf spot. Substrate, growing media and repotting: Masdevallia pachyura can be grown in basket or net pots. They can also be grown in pots or mounted. They prefer a continuously damp medium. Some growers use chopped sphagnum moss mixed with polystyrene chips. Others use a pine bark, polystyrene and coarse perlite mix. A mix of 5 parts bark, 5 parts perlite and 1 part fibrous, not fine, peat moss is recommended. Their roots are small and many and will fill pots very quickly when growing well. Deeper pots are generally used and plants are potted out from being divided into 5cm tubes, 7-10cm pots or 12-15cm pots depending on size. Repot or divide the plants during the autumn or spring every two years or when they are sufficiently large enough. It is best, as with most plants, to repot when the plants are about to root to minimize disturbance. Huge clumps must be divided as a considerable number of species tend to completely rot from the oldest parts of the clump. Do not bury the base of the plants. Double potting is beneficial to keep the plant roots cool. Watering: The Broad-Tailed Masdevallia will not tolerate dry conditions and should be kept moist but not soggy. Their roots must be able to dry out slightly between waterings. In hot weather they need daily watering but in spring and autumn weekly watering should suffice. Water in the morning so leaves can be dry by midday. The plants should be provided with rain water or distilled water or a very pure water source. It is preferable to provide a humid environment than keeping roots too wet as they are prone to rotting. Fertilizer: Masdevallia pachyura are generally active throughout the year although growth may be slower in winter. Use a balanced fertiliser at 1/4 strength throughout the year; feed at every third or fourth watering. If in doubt do not feed. These plants do not like salt so roots will easily turn brown if over fed. If plants need a boost then a dilute foliar feed can be applied. Higher feeding schedules can be used if the grower masters their culture perfectly well. Do not use lime or dolomite lime. Anoectochilus formosanus Lindas folhas manchadas com uma parte inferior rosa acobreada! Uma ótima planta para adicionar à coleção ou à exibição do seu terrário. Estas plantas têm folhas mais grossas e são muito robustas graças à sua genética poliplóide. Esta espécie floresce nos meses de primavera, verão ou outono, produzindo um espinho alto de 8-12 "com flores brancas de formato exclusivo. Nativa de Taiwan, esta espécie prefere condições de sombra. Regue quando a mistura de envasamento estiver quase seca para manter a umidade. saturação. Fertilize levemente ao crescer em musgo esfagno (uma vez a cada três regas no máximo) e mais frequentemente em mistura de casca.
  24. "Para quem quiser preparar um biótipo Malawi ou Tanganyika de uma população específica, este site do Gregor Bauer é excelente. http://tanganyika.si/ http://malawi.si/