Fluval Edge 23l - 1º aquário


EdiMC

Recommended Posts

Olá malta... Ora bem, estou com um possível problema... Os níveis de Amónia subiram recentemente... Não percebo porquê...

Os de Nh2 estão a subir (expectável), o pH desceu ligeiramente...

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Dá tempo ao tempo o importante é não teres animais no aquário durante este período, os nitritos estão a subir é bom é sinal que já tens uma colónia de bactérias nitrificantes agora é deixar as bactérias levarem os valores de amonía e nitritos a zero.

Enviado do meu RNE-L21 através do Tapatalk

  • Like 1

Aquários Ativos: Tanganyika Tank  

Link to comment
Share on other sites

Sim, não estou com muita pressa... Ou pelo menos não tão com tanta pressa que queira já lá por peixes 🙂

Outra pergunta para queijinho:
O que se vê nas folhas das anubias é normal?
Não é sujidade no vidro! 😄

aae3b167918f3c0937a22e75b27fc2d0.jpg

cb4a208aac8022bccaefb62e7e4bf85b.jpg

 

Edited by EdiMC
Link to comment
Share on other sites

Link to comment
Share on other sites

São mesmo... Entretanto sacudi um pouco as plantas para ver se aquilo se destacava e agora anda tudo em suspensão... E muitos já voltaram a pousar nos mesmos sítios... O que me leva a pensar que o filtro não é, realmente grande coisa...

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Esse filtro tem regulação de caudal? Penso que não, mas verifica. Além disso, verifica se tem alguma esponja ou perlon... isso é que vai prender essas pequenas partículas.

Link to comment
Share on other sites

Tem as duas coisas.

Está praticamente a ciclar há um mês...

Já pensei agitar outra vez as plantas e aspirar, aproveitando para fazer a primeira TPA e limpar o filtro...

Mas entretanto os níveis de Amónia começaram a subir como tinha dito (se bem que me parece que já estão a descer outra vez - tenho os testes de fita da SERA e parece-me que a coloração está a ficar mais clara de teste pra teste)...

Depois com aquela indecisão em relação ao termostato ainda não o comprei porque entretanto rebentou o Covid e então está a atrasar-me um pouco o processo...

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

há 19 horas, EdiMC disse:

São mesmo... Entretanto sacodi um pouco as plantas para ver se aquilo se destacava e agora anda tudo em suspensão... E muitos já voltaram a pousar nos mesmos sítios... O que me leva a pensar que o filtro não é, realmente grande coisa...

 

O filtro dos Fluval Edge é um AquaClear 20, se não estou em erro, é um bom filtro. No meu Edge de 46L troquei o rotor pelo rotor do modelo acima (AquaClear 30) para ter mais fluxo, adicionei mais um saquinho de cerâmicas e nunca tive problemas.

O Edge, com todas as suas limitações, foi o aquário que mais gostei de ter até hoje...

large_edge.png

Projetos antigos:

Link to comment
Share on other sites

Esses testes de fita não são muito confiáveis, os reagentes líquidos são melhores.

Como é que está a circulação da água nos cantos do aquário?

João esse aquário estava muito bom, mas esse já é mais tipo cubo acredito que a circulação desse aquário fosse melhor do que a de um 23L.

Aquários Ativos: Tanganyika Tank  

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

O filtro dos Fluval Edge é um AquaClear 20, se não estou em erro, é um bom filtro. No meu Edge de 46L troquei o rotor pelo rotor do modelo acima (AquaClear 30) para ter mais fluxo, adicionei mais um saquinho de cerâmicas e nunca tive problemas.

O Edge, com todas as suas limitações, foi o aquário que mais gostei de ter até hoje...

large_edge.png.fc854482d865959de5b4056e595b175b.png

 

Sim, segundo sei e me recordo de ler é o AC20.

Os Edge enquanto peças decorativas são um regalo para a vista! Mesmo só com as anubias lá dentro é difícil de não ficar parado a olhar eheh

 

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Esses testes de fita não são muito confiáveis, os reagentes líquidos são melhores.

Como é que está a circulação da água nos cantos do aquário?

João esse aquário estava muito bom, mas esse já é mais tipo cubo acredito que a circulação desse aquário fosse melhor do que a de um 23L.

Sim, também sei da menor fiabilidade dos testes de fita mas era o que havia aqui na zona... O plano era depois comprar uns com reagente liquido, mas o raio do corona estragou-me os planos todos (tenho evitado mandar coisas de fora desde que isto surgiu)...

Penso que nos cantos até terá uma circulação ok porque uma das anubias mais pequenas está num dos cantos e abana, o que dá a entender que a água está a circular...

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

há 16 minutos, Brunomcc2000 disse:

João esse aquário estava muito bom, mas esse já é mais tipo cubo acredito que a circulação desse aquário fosse melhor do que a de um 23L.

Sendo exactamente o mesmo filtro para o dobro do tamanho, duvido, especialmente estando tão densamente plantado. Além disso tinha outros problemas que o mais pequeno não tem, como por exemplo o in-flow não chegar nem a meio do aquário (dá para ver na foto). Com poucas plantas cira um fluxo circular que chega aos cantinhos.

 

há 37 minutos, EdiMC disse:

Está praticamente a ciclar há um mês...

Já pensei agitar outra vez as plantas e aspirar, aproveitando para fazer a primeira TPA e limpar o filtro...

Mas entretanto os níveis de Amónia começaram a subir como tinha dito (se bem que me parece que já estão a descer outra vez - tenho os testes de fita da SERA e parece-me que a coloração está a ficar mais clara de teste pra teste)...

Cada aquário tem uma biologia própria, por muita experiência que se tenha.

A quantidade e qualidade da comida, a temperatura, plantas, luz, volume de água, tudo isto vai ter influência directa ou indirecta no ciclo do azoto. O importante é ter paciência e ir testando a àgua para ver a sua evolução.

Limpar o filtro nesta altura seria um erro, vais perturbar o ciclo do azoto.

Testes de fita só uso mesmo se não houver mais nada disponível, como é o teu caso. Mas mesmo com os testes líquidos, só os uso para ver se há algum problema, sem olhar muito para os números.

Edited by João Cardoso (Kadoxu)
  • Like 1

Projetos antigos:

Link to comment
Share on other sites

há 59 minutos, EdiMC disse:

Penso que nos cantos até terá uma circulação ok porque uma das anubias mais pequenas está num dos cantos e abana, o que dá a entender que a água está a circular...

Se a anúbia abana é porque há circulação, sendo assim o meu conselho é não fazer nada, até porque isso não está a prejudicar nada no aquário, quando tiver o ciclo pronto logo dás umas aspiradela a tudo e limpas o filtro que isso deve passar por enquanto deixa andar.

  • Like 1

Aquários Ativos: Tanganyika Tank  

Link to comment
Share on other sites

Vais fazer a primeira TPA? Eu acho que devias estar já a fazer, mesmo durante a cilcagem, e mesmo que demore mais tempo a ciclar. E sim, vai aspirando o que poderes porque se acumular muito vai ser mais dificil remover.

Não limpes o filtro por agora, vais perturbar a colonização das bactérias que se estão a desenvolver. Dá tempo ao filtro e faz antes TPA´s. Eu faria TPA´s semanais de 50%. No meu plantado de 100 litros fazia sempre de 50% na ciclagem e 2 meses depois já estava a fazer TPA´s semanais de 70%.

Edited by brunofasoares
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Cada aquário tem uma biologia própria, por muita experiência que se tenha.

A quantidade e qualidade da comida, a temperatura, plantas, luz, volume de água, tudo isto vai ter influência directa ou indirecta no ciclo do azoto. O importante é ter paciência e ir testando a àgua para ver a sua evolução.

Limpar o filtro nesta altura seria um erro, vais perturbar o ciclo do azoto.

Testes de fita só uso mesmo se não houver mais nada disponível, como é o teu caso. Mas mesmo com os testes líquidos, só os uso para ver se há algum problema, sem olhar muito para os números.

 

Se há coisa boa que veio com o Covid foi não ter a possibilidade de colocar peixes no aquário eheh por mais vontade que tenha, a prudência recomenda estar quieto, por isso, vou aproveitar para deixar correr as coisas com muuuuuita calma! Lol

Sim, a ideia dos testes de fita era mesmo essa: tendo a noção da menor fiabilidade, ter uma ideia muito geral de como o processo está a decorrer.

 

Em breve vou colocar o tronco que já está pronto e estava a pensar retirar a água mas devolvê-la ao aquário. Aproveito para aspirar e fazer a TPA? Ou mantenho o plano original?

 

Quando falam em lavar o filtro, estão a referir-se a lavar o perlon, filtro de carvão e matéria filtrante? Mas não é aí que vão crescer as bactérias nitrificantes?

 

Desculpem as perguntas de noob.........

 

Link to comment
Share on other sites

As bactérias instalam-se em todas as superfícies, mas principalmente nas cerâmicas que deves ter no filtro(certo?)

Enviado do meu RNE-L21 através do Tapatalk

Aquários Ativos: Tanganyika Tank  

Link to comment
Share on other sites

As bactérias instalam-se em todas as superfícies, mas principalmente nas cerâmicas que deves ter no filtro(certo?)

Enviado do meu RNE-L21 através do Tapatalk


Sim, no filtro tenho o perlon, saco com carvão, cerâmicas (de baixo para cima)
Link to comment
Share on other sites

há 53 minutos, EdiMC disse:
há 2 horas, Brunomcc2000 disse:
As bactérias instalam-se em todas as superfícies, mas principalmente nas cerâmicas que deves ter no filtro(certo?)

Enviado do meu RNE-L21 através do Tapatalk

 

Sim, no filtro tenho o perlon, saco com carvão, cerâmicas (de baixo para cima)

O carvão não é necessário, eu só aconselho se quiseres remover medicação ou toxinas da água.

O perlon (estou à pouco tempo em Portugal e ainda não percebi muito bem o que isso é) se for macio tipo algodão, não aconselho a ter por baixo das cerâmicas, a não ser que arranjes maneira para não ficar esmagado e compactado. Se for aquela esponja branca original do filtro, tudo bem.

Projetos antigos:

Link to comment
Share on other sites

há 3 horas, EdiMC disse:

Quando falam em lavar o filtro, estão a referir-se a lavar o perlon, filtro de carvão e matéria filtrante? Mas não é aí que vão crescer as bactérias nitrificantes?

Sim, é aí que maior parte das bactérias nitrificantes se vão alojar e sim, isso lava-se de tempos a tempos.

O perlon, se for lã filtrante convém trocar sempre que possível, se for tipo esponja troca-se quando já não der para lavar bem ou se já não mantiver a forma original.

Manter as cerâmicas relativamente limpas também é importante (e sempre com água retirada do aquário). Com os poros cheios de porcaria, as cerâmicas ficam com menos superfície disponível, e por consequência, com menos bactérias. De tempos a tempos também convém trocar parte das cerâmicas pela mesma razão, tipo 1 ou 2 vezes por ano.

Outra coisa também importante é tirar o rotor do filtro para limpar de vez em quando para manter o motor a funcionar sem esforço.

Mas para já eu não fazia mais que uma TPA de 10 a 20% por semana. Quando adicionares peixes, aí sim, é importante começar por fazer bastantes TPAs (diárias até) e ir reduzindo para dar tempo ao filtro de se adaptar.

Edited by João Cardoso (Kadoxu)

Projetos antigos:

Link to comment
Share on other sites

há 1 hora, João Cardoso (Kadoxu) disse:

O carvão não é necessário, eu só aconselho se quiseres remover medicação ou toxinas da água.

O perlon (estou à pouco tempo em Portugal e ainda não percebi muito bem o que isso é) se for macio tipo algodão, não aconselho a ter por baixo das cerâmicas, a não ser que arranjes maneira para não ficar esmagado e compactado. Se for aquela esponja branca original do filtro, tudo bem.

Sim, é esponja.

Coloquei pela ordem sugerida:

49677657151_b36bd2f68e_o.png

há 1 hora, João Cardoso (Kadoxu) disse:

Sim, é aí que maior parte das bactérias nitrificantes se vão alojar e sim, isso lava-se de tempos a tempos.

O perlon, se for lã filtrante convém trocar sempre que possível, se for tipo esponja troca-se quando já não der para lavar bem ou se já não mantiver a forma original.

Manter as cerâmicas relativamente limpas também é importante (e sempre com água retirada do aquário). Com os poros cheios de porcaria, as cerâmicas ficam com menos superfície disponível, e por consequência, com menos bactérias. De tempos a tempos também convém trocar parte das cerâmicas pela mesma razão, tipo 1 ou 2 vezes por ano.

Outra coisa também importante é tirar o rotor do filtro para limpar de vez em quando para manter o motor a funcionar sem esforço.

Mas para já eu não fazia mais que uma TPA de 10 a 20% por semana. Quando adicionares peixes, aí sim, é importante começar por fazer bastantes TPAs (diárias até) e ir reduzindo para dar tempo ao filtro de se adaptar.

É mesmo esponja. 

Faz sentido a questão dos poros das cerâmicas, obrigado!

O rotor até já tive de o desmontar porque era algo ruidoso e estava a dar comigo em maluco! Serviu para aprender eheh ainda não o desmontei outra vez para aplicar um pouquinho de vaselina, mas vou fazê-lo (está melhor, mas acho que ainda pode ficar mais silencioso - quando coloco a tampa produz uma vibração chata... pode ser que lubrificando deixe de fazer

Link to comment
Share on other sites

há 15 horas, EdiMC disse:

Coloquei pela ordem sugerida

A ordem ideal de filtragem é sempre: 

  1. Mecânica
  2. Biológica
  3. Química

Portanto o carbono devia estar por cima. Neste caso, eles sugerem o carvão no meio, porque está também a ser usado para manter as cerâmicas mais limpas, mas acaba por inutilizar o carvão muito depressa.

A minha sugestão é trocar o saquinho de carvão por mais um de cerâmicas.

  • Like 1

Projetos antigos:

Link to comment
Share on other sites

Trocar o saco de carvão por outro ou remover mesmo e colocar mais outro de cerâmicas?

Neste momento está tudo mais ou menos na mesma...
Registo com agrado que tem crescido nova folhagem nas Anubias!

Entretanto desisti de colocar o tronco que tenho, no aquário.
Depois de o ter passado várias vezes por água a ferver e o ter quase 30 dias submerso em água com sal, coloquei-o novamente num balde com água limpa e a água continua a ficar acastanhada...
Vou ter de pensar noutra alternativa.

 

Depois de ter visto o video do Aquarium Co-op, realmente fico sem perceber o porquê das marcas anunciarem a maior "sensibilidade" dos termostatos quase como o "Holy Grail" do aquarismo... com um range tão pequeno, vai estar sempre a disparar (sendo que os ciclos ON/OFF são o que torram o material mais depressa).

A questão que se levanta é: como evitar isto?

Apenas se consegue com material externo (controlador)?

Do género: a temperatura desejada é 27ºC, mas só quando a temperatura da água chegar aos 24ºC é que ele dispara... ou há termómetros menos sensíveis?  

Isto porque na minha perspectiva (bare with me 'cause I'm a noob!!! 😄 ), o facto de termos a muito temperatura muito constante não simula o que acontece na natureza, onde há variações diárias e os peixes não morrem... não seria melhor tentar recriar estas condições ao invés de ter uma temperatura sempre constante? Claro, dentro de uma amplitude que seja confortável para os animais... isto sou eu a pensar... se calhar estou a dizer uma grande barbaridade...

Edited by EdiMC
Link to comment
Share on other sites

EdiMC podes meter o tronco essa água castanha faz bem aos peixes e para além disso se não gostas da aparência isso com o tempo deixa de aparecer não te preocupes.

Enviado do meu RNE-L21 através do Tapatalk

Aquários Ativos: Tanganyika Tank  

Link to comment
Share on other sites

há 20 horas, EdiMC disse:

Trocar o saco de carvão por outro ou remover mesmo e colocar mais outro de cerâmicas?

Substituir o carvão por cerâmicas.

 

há 20 horas, EdiMC disse:

Entretanto desisti de colocar o tronco que tenho, no aquário.
Depois de o ter passado várias vezes por água a ferver e o ter quase 30 dias submerso em água com sal, coloquei-o novamente num balde com água limpa e a água continua a ficar acastanhada...
Vou ter de pensar noutra alternativa.

Como o @Brunomcc2000 já disse, isso até é bom para os peixes. Se não gostas da côr com que a água fica, o produto mais eficaz para tirar isso é  o Purigen. Um saquinho pequeno no filtro por cima das cerâmicas e pronto.

 

há 20 horas, EdiMC disse:

Depois de ter visto o video do Aquarium Co-op, realmente fico sem perceber o porquê das marcas anunciarem a maior "sensibilidade" dos termostatos quase como o "Holy Grail" do aquarismo... com um range tão pequeno, vai estar sempre a disparar (sendo que os ciclos ON/OFF são o que torram o material mais depressa).

A questão que se levanta é: como evitar isto?

Apenas se consegue com material externo (controlador)?

Do género: a temperatura desejada é 27ºC, mas só quando a temperatura da água chegar aos 24ºC é que ele dispara... ou há termómetros menos sensíveis?  

Isto porque na minha perspectiva (bare with me 'cause I'm a noob!!! 😄 ), o facto de termos a muito temperatura muito constante não simula o que acontece na natureza, onde há variações diárias e os peixes não morrem... não seria melhor tentar recriar estas condições ao invés de ter uma temperatura sempre constante? Claro, dentro de uma amplitude que seja confortável para os animais... isto sou eu a pensar... se calhar estou a dizer uma grande barbaridade...

O ideal para os peixes é o termostáto não fazer variações bruscas de temperatura da água. Regra geral, não convém muito ter diferenças de mais do que 1ºC ou 2ºC numa hora, por exemplo.

Dependendo do tipo de rio/mar/oceano de que se fala, as temperaturas podem nem variar muito durante o dia, mas variar a mais longo prazo com as estações do ano.

A questão que eu já tenho dito por aqui e que ele tenta explicar no vídeo, é que o termostáto deve ser bem dimensionado para o aquário para funcionar bem, mas o mínimo de vezes possível por dia.

Por exemplo, (isto não são números correctos, são apenas exemplos) um termostato de 300W demora algumas horas a aumentar a água de um aquário de 400L de 25 para 26ºC. Se utilizares o mesmo termostáto para um aquário de 20L, ele faz isso em apenas alguns minutos.

Ou seja, o mesmo termostato num aquário mais pequeno vai funcionar muitas mais vezes, e por sua vez (em princípio) dar o berro mais cedo.

 

Agora complicando mais um bocadinho...

No entanto, para se dimensionar bem um termostáto para um aquário, é preciso alguma experiência e saber algumas coisas, como por exemplo: 

  • Volume de água
  • temperatura ambiente e flutuação de temperatura (dia/noite, verão/inverno, etc)
  • etc...

Exemplo, o mesmo termostáto de 300W em 2 aquários com o mesmo volume, também vai funcionar mais vezes ao longo do dia se a temperatura ambiente for mais baixa.

 

Para descomplicar...

Como tudo o que há de complicado, tenta-se arranjar uma regra geral que dê para a maioria das pessoas que não percebem (e maior parte das vezes nem precisam de saber) estes detalhes. Daí vem a regra que se costuma ouvir falar de 1W por Litro.

 

Resumindo muito básicamente, o ideal é ter um termostáto que tenha uma sensibilidade grande, mas que demore algum tempo a aquecer a água de volta para a temperatura desejada.

Edited by João Cardoso (Kadoxu)

Projetos antigos:

Link to comment
Share on other sites

 @João Cardoso (Kadoxu) - Obrigado pelas dicas e explicações!

Entretanto liguei para a Aquaeden e estive um pouco à conversa e já comprei o termostato (Eheim Thermocontrol E50 e um tronco de Jungle Wood).

A ver se isto começa a ganhar caminho

 

Edit:

large.20200401_215523.jpg

Ora já coloquei o termostato e o tronco! 

😄

Edited by EdiMC
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Este tópico tem mais de 6 meses de antiguidade... Se fizer sentido, por favor considere criar um novo tópico em vez de reactivar este. Obrigado!

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.