João Cardoso (Kadoxu)

.Membro Ausente
  • Content Count

    381
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    9
  • Country

    Portugal

João Cardoso (Kadoxu) last won the day on March 24

João Cardoso (Kadoxu) had the most liked content!

Community Reputation

102 :)

About João Cardoso (Kadoxu)

  • Rank
    Hiper Membro Júnior
  • Birthday 05/24/1986

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Torres Novas (Santarém)
  • Localização
    Torres Novas

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Pode tirar água da torneira para um copo e testar o Ph da água do copo logo a seguir e novamente depois de umas horas para ver se há diferença. A dureza (GH) da água no aquário mantém-se constante?
  2. Existem vários á venda por aí. Da Eheim e da Fluval pelo menos sei que há. Já fiz uma coisa no género e não gostei muito do resultado.
  3. Depende do que quer fazer. O essencial é Nitratos (NO3), Nitritos (NO2), Amónia (NH3/4) e PH.
  4. Que testes usa para conseguir saber Nh3 e Nh4 em separado? Nitratos menos de 50 quer dizer o quê? Entre 30 e 50? Ou pode querer dizer que tem 10?
  5. Deve ter substrato ou pedras ou alguma coisa que estão a fazer subir o ph. Aconselho a deixar os buffers. Mais vale um Ph mais alto e constante do que variações dessas.
  6. Substituir o carvão por cerâmicas. Como o @Brunomcc2000 já disse, isso até é bom para os peixes. Se não gostas da côr com que a água fica, o produto mais eficaz para tirar isso é o Purigen. Um saquinho pequeno no filtro por cima das cerâmicas e pronto. O ideal para os peixes é o termostáto não fazer variações bruscas de temperatura da água. Regra geral, não convém muito ter diferenças de mais do que 1ºC ou 2ºC numa hora, por exemplo. Dependendo do tipo de rio/mar/oceano de que se fala, as temperaturas podem nem variar muito durante o dia, mas variar a mais longo prazo com as estações do ano. A questão que eu já tenho dito por aqui e que ele tenta explicar no vídeo, é que o termostáto deve ser bem dimensionado para o aquário para funcionar bem, mas o mínimo de vezes possível por dia. Por exemplo, (isto não são números correctos, são apenas exemplos) um termostato de 300W demora algumas horas a aumentar a água de um aquário de 400L de 25 para 26ºC. Se utilizares o mesmo termostáto para um aquário de 20L, ele faz isso em apenas alguns minutos. Ou seja, o mesmo termostato num aquário mais pequeno vai funcionar muitas mais vezes, e por sua vez (em princípio) dar o berro mais cedo. Agora complicando mais um bocadinho... No entanto, para se dimensionar bem um termostáto para um aquário, é preciso alguma experiência e saber algumas coisas, como por exemplo: Volume de água temperatura ambiente e flutuação de temperatura (dia/noite, verão/inverno, etc) etc... Exemplo, o mesmo termostáto de 300W em 2 aquários com o mesmo volume, também vai funcionar mais vezes ao longo do dia se a temperatura ambiente for mais baixa. Para descomplicar... Como tudo o que há de complicado, tenta-se arranjar uma regra geral que dê para a maioria das pessoas que não percebem (e maior parte das vezes nem precisam de saber) estes detalhes. Daí vem a regra que se costuma ouvir falar de 1W por Litro. Resumindo muito básicamente, o ideal é ter um termostáto que tenha uma sensibilidade grande, mas que demore algum tempo a aquecer a água de volta para a temperatura desejada.
  7. É difícil dizer alguma coisa com tão pouca informação. Sem saber como estão os parâmetros da água e sem fotos seria simplesmente mandar bitaites. Podes dar uma olhadela neste tópico e ver se encontras alguma coisa:
  8. Não tem que pedir desculpa, infelizmente há muitas lojas a aconselhar mal os clientes. Se conseguiu manter 2 peixes desses num aquário de 22L, também lhe digo que, ou teve mesmo muita sorte, ou anda a fazer um trabalho relativamente bom de manutenção do aquário. De qualquer maneira, aconselhamos a pesquisar sempre online e tirar dúvidas por aqui antes de ir à loja. Ainda há muitas lojas a funcionar com entregas ao domicílio, e se a sua loja o aconselhou dessa forma, aconselhava-a vivamente a procurar outra loja, seja ela online ou física. Todos os aquários que comprei novos, comprei online e nunca tive problemas. Por enquanto, aumente o volume e a frequência com que faz as TPAs, tendo cuidado para não alterar muito repentinamente a temperatura da água do aquário. Se por acaso tiver um alguidar ou um recipiente grande (que aguente estar cheio de água) e que nunca tenha usado com produtos de limpeza, pode mudar o peixe para lá temporáriamente, desde que continue a utilizar o mesmo filtro e com a mesma matéria filtrante para não perder as bactérias benéficas e quebrar o ciclo do azoto.
  9. Sistemas de ATU (auto top-up) ou ATO (auto top-off). Normalmente são mais utilizados para aquários de àgua salgada, onde é importante manter os níveis de salinidade constantes. Em Portugal parece que não se utiliza muito, e em lojas online ainda só encontrei um da TMC, mas se fores por exemplo ao site da Amazon encontras muita coisa: https://www.amazon.co.uk/s?k=auto+top+up&ref=nb_sb_noss_1 No Youtube também encontras muitos projectos DIY fáceis de fazer.
  10. Tinha 2 Kinguios há 4 anos num aquário temporário de 22L... percebi bem? Se for esse o caso, tem muita sorte de ainda ter um deles vivo. Um kinguio comum precisa de no mínimo dos mínimos 80L a 100L de água, enquanto que as variedades mais pequenas (Oranda) precisam de pelo menos 60L a 80L. Tentar ignorar este facto só traz problemas aos peixes e dimunui enormemente a sua esperança de vida. Com 4 anos, um kinguio comum devia já ter mais de 25cm, se tivesse crescido em boas condições. 22L é bom para um Betta e pouco mais. Enquanto não arranja um aquário maior devia fazer uma TPA de 30 a 50% todos os dias! As propriedades da água medem-se com testes, há lojas que fazem os testes se levar a água, ou também pode comprar os kits de teste em qualquer loja de aquariofilia. Na minha opinião, os testes absolutamente essenciais são Amónia (NH3/4), Nitritos (NO2), Nitratos(NO3) e Ph.
  11. É precisa muito mais informação para poder-mos dar palpites que tenham algum sentido. Lê este tópico e partilha a informação necessária.
  12. Olá Diana, Se só há um peixe afectado, é sempre melhor fazer o tratamento isolado ao peixe para não stressar os outros com a medicação de que não precisam. Seja montando um aquário/recipiente de quarentena ou tratando com vários banhos num recipiente fora do aquário durante alguns minutos/horas consoante o tratamento em causa. Devia criar um tópico com fotos e mais detalhes para que a possam ajudar melhor. Ás vezes por falta de experiência escapa-nos um detalhe importante. Também muito importante - para corydoras não deve utilizar tratamento com sal.
  13. Um pequeno update... Já só falta comprar pedra! Mas não sei se não tenho aqui um problema de logística... porque não sei se tenho sítio para ter aqui a pedra, ou sequer se me conseguem entregar a pedra aqui em casa. Isto estava a andar muito lentamente entre mudanças e obras em casa... e agora que estamos em isolamento é hora de pôr mãos à obra. Fase 1 - Cortar ervas Fase 2 - Deitar lixo fora e retirar placas de cimento do chão A próxima fase será partir os canteiros e ver se arranjo protecções para enterrar para poder começar a plantar bambu à volta do jardim.
  14. Bem... este projecto levou uma reviravolta... vou deixar aqui um testamento para compensar 1 mês e meio de actualizações! 😅 Comprei 20 Tetras Cardinais e morreram todos em menos de 5 dias (eu que tinha dito que nunca mais comprava Neons nem Cardinais, pus o pé na poça outra vez). Na altura não percebi o que se estava a passar com eles e não fui a tempo de salvar nenhum. Os peixes apareciam sem a barbatana caudal e com a parte da cauda como que em carne viva. Passadas algumas horas morriam. Pensei que estariam a ficar presos na entrada do filtro, ou se haveria algum tipo de habitante que tivesse vindo com a madeira e que os tivesse a atacar... os parâmetros da água estavam normais, a temperatura estava um pouco mais alta do que o desejado (29ºC, em vez dos 28ºC que queria para os Discus). Baixei para os 28ºC e fiz tratamento com API Melafix e Pimafix para ver se alguma coisa melhorava. Nada... ou a medicação não fez nada, ou iniciei-a demasiado tarde para conseguir salvar um peixe que fosse. Portanto, desisti da ideia dos Discus, pelo menos para já. Não queria gastar umas centenas de € em peixes sem saber o que se tinha passado ali primeiro. Era tempo de investigar... No meio disto tudo, acabei por aproveitar uma promoção e comprar um Fluval 407 para substituir o 406 (não aconteceu nada, mas gosto sempre de ter um filtro igual de reserva para quando dá m€r**). Para minha surpresa (boa) a tubagem do 407 é preta e fica muito melhor dentro do aquário! 😁 Também já alterei os tubos de ar para tubos pretos para não se notar tanto. Para investigar, deixei passar 1 semana, baixei a temperatura para 23ºC (por suspeitar que era alguma bactéria que estava a causar isto e assim reduzia o ritmo de propagação para ter mais tempo para reagir), e tinha ali 2 orandas pequenas para pôr num lago pequeno no jardim e meti-as neste aquário. Passado uma semana ainda estava tudo bem e encomendei 40 Tanichthys albonubes (também são peixes que quero ter no lago). Mais uns dias e nada... comprei mais uns peixes, a pensar que já não ia voltar a acontecer nada, e pumba! Comecei a ver sinais (menos graves) do mesmo que tinha acontecido aos Tetras. Adicionei Sal (o mínimo que eu achei que podia ajudar sem matar as plantas todas) e tratei durante 3 dias com Esha 2000 e Esha Gastrobac. Uma coisa que aprendi, e talvez seja a causa de a primeira medicação que fiz não ter dado resultado, é que com água mole (a minha sai com GH quase a zero da torneira, tenho que usar fragmentos de coral para subir isto um bocadito) tem que se utilizar uma dose mais forte da medicação. Tive que usar o dobro do recomendado. Infelizmente perdi 2 peixes nesta segunda ronda, mas tudo o resto está agora bem de saúde e já comecei a mover alguns para o mini lago do jardim.
  15. O problema mais provável para esse tipo de algas, na minha experiência, é haver pouco fluxo de água no aquário. E precisas de um filtro melhor, que esses filtros internos nunca são grande coisa. O verdete, como dizes, nas pedras é normal... mais caracóis e/ou camarões podem ajudar a manter isso menos verde. 5 caracóis para um aquário desse tamanho, não dão conta do recado. O que estás a usar para fazer os testes à água? Com que frequência fazes a limpeza do filtro?