Projeto Outono


Recommended Posts

  • Replies 245
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Após sucessivos adiamentos no iniciar dum projeto de água salgada devido a variadíssimos fatores, cansei-me de olhar para o magnífico mono que tinha no corredor e lancei-me num projeto low tech de águ

Evoluções recentes:   A - Aquascaping:   Sendo o meu atual aquascaping na prática inexistente, fui à procura de troncos.   Encontrei um com excelente aspeto mas receio que seja grande de mais pa

Obrigado pelos comentários.   Ora vamos a pontos de situação:   Uma fêmea de Apistogramma desovou pela quinquagésima sétima vez e a de Dicrossus perdeu a desova dela.   Isto com os cardinais não

  • 4 weeks later...
  • 1 month later...

Após alguns meses de ausência, vinha aqui dar nota que o sistema continua bem e sem baixas (embora tenha um peixe lápis claramente doente).

 

As desovas são mais espaçadas devido ao facto de não estar a fornecer tanta comida viva e de ter baixado a temperatura para 24 graus. A isto somam-se TPAs menos frequentes. A vida pessoal não permite mais. :)

 

Aqui vai uma foto do macho de Apistogramma cf. pertensis tirada hoje em atitude de proteção de território.

 

lZeazNU.jpg?1

Edited by Nuno Prazeres
  • Upvote 1
Link to post
Share on other sites

Nuno até que e enfim, estava a ver que não davas notícias! Folgo em ter novidades.

Grande exemplar e grande foto. Muito bonito mesmo!

Então e o nanastomus, estás a fazer algum tratamento à parte?

Link to post
Share on other sites

Nuno até que e enfim, estava a ver que não davas notícias! Folgo em ter novidades.

Grande exemplar e grande foto. Muito bonito mesmo!

Então e o nanastomus, estás a fazer algum tratamento à parte?

 

Obrigado. O Nannostomus morreu como previa. Em cerca de 10 meses é a segunda baixa em 51 peixes (a outra foi um cardinal). Não me posso queixar.

 

Quanto à foto não fui eu que tirei. Foi uma amiga que tem infinitamente mais jeito para a coisa do que eu.

Link to post
Share on other sites

Ainda bem que o "TEU" ecossistema resultou em cheio. Mais uma vez friso a importância deste post e que na minha opinião deveria estar nos fixos pela experiência em si. Enfim já descrevi anteriormente e não me quero estar a repetir.

Excelente exemplar e uma visão detalhada do solo do teu aqua. Pena que não tenhas tempo porque sem dúvida ias conseguir manter o biofilme (também não deve ter sido baratinho, nem para manter). Essa cultura de vivos é mesmo um "savoir faire", fica para a posteridade.

Se não te importasses gostaria de ver uma foto geral para este post ficar em grande.

 

Bruno Soares

Link to post
Share on other sites

Se dúvida um aquário muito bonito.

Apesar de gostar de aquários com água sem qualquer tom, também gosto muito de os ver como o teu. Dá um aspecto muito natural.

 

É um pouco como a diferença entre a luz fluorescente e a incandescente. A última transmite uma certa "magia" que a primeira não consegue.

Quem não tem saudade dos eléctricos com luz incandescente ? :)

 

Cumps,

 

José

Edited by Bringer
Link to post
Share on other sites

Obrigado pelas mensagens.

 

Quanto à foto geral vou tentar tirar hoje porque o melhor que arranjo parece uma foto de telemóvel de há 10 anos.

 

Este macho beneficiou muito de comer exclusivamente daphnia e larva de mosquito meses e meses a fio. Noto que as cores reagem muito a esse fator. Quando as culturas estão fracas e tenho que dar artemia congelada eles ficam mais mortiços.

 

Quanto à iluminação, uso uma calha feita por mim e, como tem leds brancos, azuis e vermelhos cada um deles com o seu canal e alimentação, tenho alguma capacidade para fazer aquilo parecer iluminação florescente (puxo pelos brancos e azuis e tiro os vermelhos) ou então incandescente (menos força nos brancos, elimino os azuis e carrego ao máximo nos vermelhos).

 

Entretanto, cá vai um par de fotos.

 

Macho e fêmea de Apistogramma cf. pertensis (recentemente tive a identificação da espécie "certificada" pelo Sr. Mike Wize no fórum respetivo).

 

A foto do macho é feliz porque ilustra bastante bem o efeito que procurei neste projeto: transmitir um aspeto tão natural que uma fotografia de detalhe do aquário, ainda que inclua uma área significativa, pode passar por tirada na natureza (as duas folhas de carvalho é que estragam tudo, mas as outras até enganam bem - a tipologia das folhas é um detalhe que infelizmente me escapou).

 

3zwCTKF.jpg?1

 

 

 

 

v8DjILN.jpg

Edited by Nuno Prazeres
  • Upvote 2
Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...

Valeram as 3 horas que usei a ler todo este post ... cansado mas muito mais informado e espantado com a beleza natural do aquário !! sempre retiraste os cardinais ? com que fauna é que o aquário está de momento ?

 

Muito giro e muito obrigado por este post, sem duvida para seguir e se possível mais fotos que fiquei curioso de como está agora !!

Link to post
Share on other sites

Boas, já há um bom tempo que tenho seguido este tópico e tenho dizer-te está algo de fantástico, parabéns realmente conseguirmos proporcionar aos nossos peixes um ecossistema praticamente igual ao que é o deles devia ser realmente o que todos nós deveríamos realmente tentar fazer. Os teus dicrossus filamentosus compraste-os onde? Ando à procura de uns quantos para mim e não tenho tido sucesso.

Link to post
Share on other sites

Boas egas, sei que a pergunta não era para mim , mas lembro me de ver no site do aquOporto , é uma questão de veres e perguntares! ;)

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

Boas, Nuno. Novidades? O pessoal anda à espera da geral que ficou prometida e de atualizações! Diz-me uma coisa, por favor. Como fazes para dar as dáfnias aos apistos? Eu uso uma rede para as apanhar, mas não me parece eficiente...

Abraço

Link to post
Share on other sites
  • 3 months later...

Boas,

 

Também estou com curiosidade em saber da evolução desse aquário, faz a vontade à malta colocando pelo menos uma fotozita! :)

 

Cumps,

Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...

Após algum tempo de ausência vinha aqui mostrar como vai o sistema,

 

Finalmente os Apistogramma cf. pertensis conseguiram aprender a controlar os cardinais e daí resultou uma postura até agora com sucesso. As imagens (fraquinhas como de costume) falam por si.

 

Dia 21 de junho:

 

 

A questão chave era simples, Será que o ambiente criado permite por si só fornecer alimento em quantidade e qualidade suficiente para alimentar os alevins sem intervenção exterior?

 

Até agora a resposta foi satisfatória.Mais uma vez as imagens demonstram-no.Em apenas 6 dias o crescimento foi bastante bom.

 

Nunca reproduzi esta espécie pelo que não tenho termo de comparação mas duvido que com artemia chegasse a algo muito melhor.

 

Dia 27 de junho:

 

 

Logo veremos onde isto irá parar mas aguardo com alguma ansiedade o momento em que os alevins consigam começar a comer daphinas pequenas.

 

Nessa altura diria que ficou demonstrado que este sistema provavelmente têm mesmo as características necessárias e suficientes para a sustentação e crescimento de ciclídeos anões que vivam em ambientes semelhantes,

 

 

  • Upvote 1
Link to post
Share on other sites

Boa noite, Nuno!



Esses apistos estão com umas cores fantásticas, completamente deslumbrantes. E muitos parabéns por teres(ou terem) finalmente conseguido uma postura com sucesso! Agora é esperar que cresçam e se desenvolvam. Tivesse eu espaço, pedia-te já para me guardares uns, hahahah e os dicrossus, que fizeste com eles?

​ Ficou a faltar a geral!



​Abraço

​Edit: reparei agora que os Dicrossus aparecem no segundo vídeo. A geral, oh Nuno!

Edited by HugoHeisenberg
Link to post
Share on other sites

Obrigado!

 

Os alevins continuam a crescer bem. Sobrou uma boa dezena deles. Infelizmente não tenho comida que não daphnia e larva de mosquito viva. Nesta altura o que se aplicaria seriam uns microvermes para lhes dar um complemento.

 

Tenho algum receio que as folhas não gerem alimento na quantidade ou qualidade suficiente. O que queria provar está provado.

Link to post
Share on other sites

Não tivesse a minha cultura ido abaixo e só agora a dar sinais de recuperar, oferecia-te uma cultura de arranque...

 

Talvez com outro tipo de filtragem (os filtros de esponja, como falaste há uns meses) existissem microorganismos suficientes para isso... O que achas? O projeto é para continuar, não é?

Link to post
Share on other sites
Este tópico tem mais de 6 meses de antiguidade... Se fizer sentido, por favor considere criar um novo tópico em vez de reactivar este. Obrigado!

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.