Flow


JoseCarlosMarques

Recommended Posts

1 hour ago, André Calvário said:

Pelo que pareces dar a entender foi a mudança da luz que criou o desequilíbrio. Essa é das que tem dimmer e dá para regular intensidade ou só consegues controlar o número de horas ligada? 

Se for sempre a mesma intensidade faz todo sentido aumentar o CO2. Agora não sei é se será uma boa solução rodares dois parâmetros ao mesmo tempo. Não seria mais adequado mudar um (tempo de luz ou injecção de CO2) e esperar uns dias para perceber a resposta? Senão depois se calhar na realidade o que acontece é que ficas sem perceber o que solucionou o problema.

Não seria melhor manter o nível de fertilização por hora a ver se as mudanças que operaste resolvem os problemas? É que mesmo como tu dizes as outras plantas mais exigentes podem sofrer com esse corte de nutrientes não?

Sou apenas um aprendiz comparativamente a muitos que vejo e sigo no fórum e que se calhar te vão ajudar definitivamente na solução do teu problema só estou mais a colocar questões que propriamente a ajudar.

Abraço e força aí para acabar com as algas!

Olá André. Podes colocar questões à vontade 🙂 . O facto de ser questionado faz-me pensar numa resposta e consequentemente naquilo que devo ou não fazer. Eu não alterei a Fertilização... continua igual. Aumentei os níveis de CO2, sim, mas muito ligeiramente. Tenho o Drop Checker que me permite ir controlando os níveis do gás no aquário, e não deixo que passem daquilo que é aceitável. Já a iluminação, dá para regular a intensidade e dá para regular o número de horas, mas como a calha é nova, e não tendo eu um medidor de intensidade ou de PAR (que é o que realmente interessa), é uma questão de tentativa/erro. A minha antiga calha no máximo tinha muita luz... esta, trabalhando a metade da intensidade, pode ter mais PAR. Ou seja... aos meus olhos pode parecer que tenho menos luz, mas tenho luz com mais qualidade... aquela que faz as plantas crescerem. Daí ter reduzido a intensidade mas também o número de horas. No fundo dei um passo atrás, e a partir daqui vou aumentando até ver o que o meu sistema (aquário, luz, filtro, CO2, fauna, flora, etc.) aguenta. Isso controlo pelo crescimento das plantas e o aparecimento (esperemos que não) de algas.

Link to comment
Share on other sites

Compreendo o que dizes da luz e também o conceito do PAR.

Ainda assim li já não consigo referenciar bem onde que na calha com dimmer podes começar sempre com 50% e depois aumentar progressivamente p exemplo ao fim de uns dias em função da resposta que vais tendo nas plantas. Só estava a tentar perceber porque então tu aí mudaste duas variáveis (número de horas de luz e intensidade da mesma) e não estava a compreender se era isso que devia ser feito ou não...

Sim a fertilização entendi que mantiveste e tendo em conta que estás a fazer mais tpas para mim faz sentido o que estás a fazer.

Assim sendo e pelo que percebo ainda bate mais certo o que deve acontecer é teres PAR mais elevado nesta iluminação que na anterior e daí o problema que se criou com as algas.

Um abraço e boa sorte aí

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

7 hours ago, André Calvário said:

Compreendo o que dizes da luz e também o conceito do PAR.

Ainda assim li já não consigo referenciar bem onde que na calha com dimmer podes começar sempre com 50% e depois aumentar progressivamente p exemplo ao fim de uns dias em função da resposta que vais tendo nas plantas. Só estava a tentar perceber porque então tu aí mudaste duas variáveis (número de horas de luz e intensidade da mesma) e não estava a compreender se era isso que devia ser feito ou não...

Sim a fertilização entendi que mantiveste e tendo em conta que estás a fazer mais tpas para mim faz sentido o que estás a fazer.

Assim sendo e pelo que percebo ainda bate mais certo o que deve acontecer é teres PAR mais elevado nesta iluminação que na anterior e daí o problema que se criou com as algas.

Um abraço e boa sorte aí

Obrigado André. Um abraço.

Outra coisa que me lembrei, e que vou começar a fazer, é a Eletrólise da Água. Tenho que comprar materiais para fazer um aparelho novo, porque o que fiz há 2 anos já deu o que tinha a dar. Podes ver aqui: https://www.aquariofilia.net/forum/topic/261106-eletrólise-da-água/. Não me perguntes como isso funciona porque já procurei informação em todo o lado e não consegui ainda perceber. Mas há muitos aquariofilistas de renome a usar, e a Twinstar (que foi a marca a introduzir os aparelhos no hobby) afirma que ajuda a controlar as algas e a clarificar a água. A segunda parte é verdade... mesmo com esse aparelho que fiz em casa, era bem visível. O desaparecimento das algas não sei, mas nesta altura do campeonato, vou por a carne toda no grelhador.

Link to comment
Share on other sites

On 8/13/2022 at 10:33 PM, JoseCarlosMarques said:

Outra coisa que me lembrei, e que vou começar a fazer, é a Eletrólise da Água. Tenho que comprar materiais para fazer um aparelho novo, porque o que fiz há 2 anos já deu o que tinha a dar. Podes ver aqui: https://www.aquariofilia.net/forum/topic/261106-eletrólise-da-água/. Não me perguntes como isso funciona porque já procurei informação em todo o lado e não consegui ainda perceber. Mas há muitos aquariofilistas de renome a usar, e a Twinstar (que foi a marca a introduzir os aparelhos no hobby) afirma que ajuda a controlar as algas e a clarificar a água. A segunda parte é verdade... mesmo com esse aparelho que fiz em casa, era bem visível. O desaparecimento das algas não sei, mas nesta altura do campeonato, vou por a carne toda no grelhador.

Bem... fiz o aparelho de eletrólise direitinho (como tinha feito o anterior) mas a coisa não funcionou. Testei-o numa bacia e estava a deixar-me a água toda amarela. Acho que me enganei no material da rede que comprei. Paciência! Vou continuar a recuperação do aquário sem ele. Pode ser que a coisa vá ao lugar, e numa próxima actualização já vos traga melhores notícias.

Link to comment
Share on other sites

Bom dia então novidades tens conseguido eliminar as algas? Será que não há um comedor de algas específico que ajude neste contexto? Sei que por exemplo o siamês é usado pontualmente e parece ser para o tipo de algas que tens...

Torna se é bastante grande e depois podes ter que o devolver à loja ou qualquer coisa do gênero...

Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, André Calvário said:

Bom dia então novidades tens conseguido eliminar as algas? Será que não há um comedor de algas específico que ajude neste contexto? Sei que por exemplo o siamês é usado pontualmente e parece ser para o tipo de algas que tens...

Torna se é bastante grande e depois podes ter que o devolver à loja ou qualquer coisa do gênero...

Olá André. Ainda vejo algas, sim, mas espero que sejam aquelas que me tenham passado na última limpeza. Quando encontro algum foco, tento retira-lo, mas não é fácil. É preciso um olhar muito atento. Desde que não comecem a aparecer nos sítios onde as plantas estão saudáveis, já fico contente. É sinal de alguma melhoria. Mas isto são batalhas que duram muito tempo... 

  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Eu pensava que as coisas iam melhorar, mas têm piorado a olhos vistos. Com o aparecimento das Algas Filamentosas (podem ver imagens das mesmas mais atrás, neste tópico), fiz uma limpeza geral a todo o equipamento, aumentei a quantidade de CO2 que estava a introduzir no tanque, reduzi a intensidade e o tempo da minha calha e fiz uma poda drástica em todas as plantas para ver se conseguia remover as algas do aquário. Comecei também a fazer mudanças de água (50%) diárias, e sempre que via mais alguma planta com algas, tentava removê-la. O aparecimento das algas surgiu depois de ter trocado de calha para uma com um espectro mais adequado ao crescimento das plantas, e esperava que, com o adaptação e o crescimento das mesmas, as algas fossem desaparecendo. Estava errado. Continuam a aparecer por todo o lado, e agora noto outro tipo de alga, que espero que não seja a Cianobactéria que pensava já ter erradicado da minha montagem:

large.IMG_1290.JPG

large.IMG_1295.JPG

 

Aqueles mais experientes aqui no fórum, podem por favor ajudar-me a tentar perceber o que está a acontecer, e como poderei combater isto tudo? @Alvaro Silva... @Carlos André... outra pessoa qualquer...

Começo a ficar desesperado com tanta coisa a correr mal.

 

Entretanto, e como infelizmente o COVID me resolveu fazer uma visita... fiquei com tempo a mais e resolvi avançar mesmo para a construção de um novo aparelho de Eletrólise da Água. Podem vê-lo em funcionamento aqui: https://www.aquariofilia.net/forum/topic/261106-eletrólise-da-água/?do=findComment&comment=1443969.

 

Com isto tudo, a minha rotina neste momento é a seguinte: de manhã faço 20 minutos de eletrólise. O CO2 liga às 10H30 (2 bolhas por segundo), às 13H00 liga a luz (40%) e nessa altura faço a fertilização - 5ml de Tropica Specialized e meia tampa de Seachem Excel (as doses recomendadas pelo fabricante). De dois em dois dias faço uma mudança de 50% da água. Desisti de limpar as algas filamentosas, porque estava sempre a remover plantas. Também deixei de limpar as algas verdes normais que se vão acumulando nas pedras... isto porque também já me questionei se as mesmas podem ter alguma influência no que está a acontecer... são rochas seiryu, e ouvi dizer que podem aumentar a dureza da água. Com algas em cima delas, a libertação de qualquer elemento tornar-se-à mais difícil... imagino eu.

 

Desde já agradeço a todos os que me possam ajudar. Um abraço.

Edited by JoseCarlosMarques
Link to comment
Share on other sites

Que chatice.

Chegaste a analisar a questão da dureza da água?

De facto não se percebe de onde vem o desequilíbrio porque já fizeste o possível por controlar o aparecimento de mais algas e ao mesmo tempo de as erradicar. Será que a fertilização está a ser demasiada para o nível de desenvolvimento das plantas? Mesmo com as trocas diárias?

Espero que alguém te consiga dar aí uma boa ajuda força aí.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Boa noite José Carlos 

Tens aqui um video que talvez te possa ajudar,eu penso que sim,é veres com atenção que ele explica muito bem,ora vê.

Abraços

  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites

42 minutes ago, Alvaro Silva said:

Boa noite José Carlos 

Tens aqui um video que talvez te possa ajudar,eu penso que sim,é veres com atenção que ele explica muito bem,ora vê.

Muito obrigado Álvaro. Vou vê-lo com muita atenção. Um grande abraço.

 

Plantas flutuantes e menos fertilizante. Tenho que tentar... já estou por tudo.

Edited by JoseCarlosMarques
  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites

boas envia lá um resumo do teu setup actual

Flora e fauna

se nao tiveres adiciona caracolada, recordo-me que já tinhas ottos e amanos .... 

os resultados de uns testes á agua 3 a 4 horas depois da tpa e outros testes imediatamente antes da tpa

procura tb o resultado de análise da agua da tua rede isto caso uses água da rede

processo e ciclo de fertilização quando fertilizas (qtas horas antes da luz acender) e o quê Micro e Macros tipo tabela semanal

agora sugeria-te fazeres uma mudança de cada vez se nao nao percebes o que era .... mas antes de qualquer coisa era importante saberes se é excesso de nutrientes ou não.

uma boa maneira de saberes se tens excesso de nutrientes é se em caso de doseares macros e micros alternados no dia de micro ja deverias ter um limite inferior de macros (analisas antes de doseares os micros) ... lembraste de num dos meus posts eu dizer que no dia seguinte ao primeiro doseamento de macros as plantas já tinham chupado td é isto que tens que perceber se aconteçe ou não no teu caso ..... pois se tiveres uma acumulação excessiva de fosfatos ou nitratos já foste ....

essa cena de luz a mais ... nao compro ... o meu é shallow 35cm de altura e já esta sempre a 100% desde o inicio de Junho é é um TS III 1200SA ... mas tem um denso plano de Rotalas que são umas xhupadoras de nutrientes 😄

 

O que li desse fertilizante ...

  • Contains nitrogen and phosphor for fast-growing and demanding plants
  • Also contains iron, magnesium and vital micro nutrients
  • Suitable for aquariums with many and fast-growing plants

... mas não se sabe ao certo o que contem

depois vem esta menção ...

"However note that if algae growth starts, Specialised Nutrition will promote this growth."

"Specialised Nutrition contains nitrogen (N) and phosphorus (P). Dosage must therefore be adapted to plant absorption rates, to avoid undesirable algae growth. Where signs of algae growth develop, reduce the dosage by 50% and increase water changing frequency by 50%. Changing the water not only reduces the concentration of nutrients in the water, but also removes algae spores, remnants and other accumulated elements from the aquarium water."

Link to comment
Share on other sites

On 8/21/2022 at 11:13 PM, Carlos André said:

boas envia lá um resumo do teu setup actual

Flora e fauna

se nao tiveres adiciona caracolada, recordo-me que já tinhas ottos e amanos .... 

os resultados de uns testes á agua 3 a 4 horas depois da tpa e outros testes imediatamente antes da tpa

procura tb o resultado de análise da agua da tua rede isto caso uses água da rede

processo e ciclo de fertilização quando fertilizas (qtas horas antes da luz acender) e o quê Micro e Macros tipo tabela semanal

agora sugeria-te fazeres uma mudança de cada vez se nao nao percebes o que era .... mas antes de qualquer coisa era importante saberes se é excesso de nutrientes ou não.

uma boa maneira de saberes se tens excesso de nutrientes é se em caso de doseares macros e micros alternados no dia de micro ja deverias ter um limite inferior de macros (analisas antes de doseares os micros) ... lembraste de num dos meus posts eu dizer que no dia seguinte ao primeiro doseamento de macros as plantas já tinham chupado td é isto que tens que perceber se aconteçe ou não no teu caso ..... pois se tiveres uma acumulação excessiva de fosfatos ou nitratos já foste ....

essa cena de luz a mais ... nao compro ... o meu é shallow 35cm de altura e já esta sempre a 100% desde o inicio de Junho é é um TS III 1200SA ... mas tem um denso plano de Rotalas que são umas xhupadoras de nutrientes 😄

 

O que li desse fertilizante ...

  • Contains nitrogen and phosphor for fast-growing and demanding plants
  • Also contains iron, magnesium and vital micro nutrients
  • Suitable for aquariums with many and fast-growing plants

... mas não se sabe ao certo o que contem

depois vem esta menção ...

"However note that if algae growth starts, Specialised Nutrition will promote this growth."

"Specialised Nutrition contains nitrogen (N) and phosphorus (P). Dosage must therefore be adapted to plant absorption rates, to avoid undesirable algae growth. Where signs of algae growth develop, reduce the dosage by 50% and increase water changing frequency by 50%. Changing the water not only reduces the concentration of nutrients in the water, but also removes algae spores, remnants and other accumulated elements from the aquarium water."

Olá Carlos.

Antes de mais, agradeço toda a atenção que deste a este assunto. Eu não tenho testes em casa... nunca tive. Mas nos últimos dias tenho lido muito sobre o que poderá estar na causa do meu problema maior (o das algas filamentosas) e julgo ter chegado a uma conclusão. Eu andava a fazer mudanças de água sem aspirar o meu tapete. Ontem usei o sifão e a quantidade de porcaria que de lá tirei era impressionante. Pensava que os Amano e os Oto que tenho (ainda não acrescentei mais vivos) não fossem capazes de criar uma massa biológica tão grande, mas comecei a ter muitos caracóis daqueles pequenitos, que aparecem como praga, e isso fez o click. A partir de agora vou ter mais cuidado, quando fizer as mudanças de água (que estou a fazer de dois em dois dias), para ver se consigo limpar melhor a carpete.

O que dizes em relação ao Specialized também faz muito sentido... acho que andava a fertilizar demais, e mesmo com as mudanças de água talvez andasse a colocar dentro do tanque mais nutrientes do que as minhas plantas precisam. Eu não tenho nenhuma planta de crescimento rápido... são todas rasteirinhas (Monte Carlo, Glossostigma, Brasiliensis, Eleocharis Mini e Sagittaria)... elas podem ir buscar nutrientes ao substrato. Daí ter passado a metade da fertilização que andava a fazer, e passei para o Premium, que não tem Nitrogenio nem Fósforo.

Outra coisa que fiz foi reduzir a intensidade da luz, e ando a tentar comprar Salvinia, para ver se regulo melhor a quantidade de nutrientes e Amónia na água. Tirando isso, vou ver se ainda hoje compro um conjunto de testes, para ver como estão as coisas, e entretanto ponho aqui os resultados. Há algum valor que me aconselhes a estar mais atento?

17 hours ago, Sofia Correia said:

Tás com azar 😪

Da minha pouca experiência parecem cianobactérias...mas eu sou uma leiga nisto.

Quão negativo era parares durante uns tempos com a fertilização ou/e fazeres um blackout?...

Não queria fazer um blackout porque tenho medo da reacção das minhas plantas. Pode ser uma opção para futuro, mas julgo que tenho, primeiro, que as deixar crescer mais um bocadinho mais fortes.

Link to comment
Share on other sites

A tua nova montagem foi com substrato novo ou da montagem antiga? Porque se o substrato é novo não tens necessidade de andar já a fazer fertilização liquida, ainda mais com plantas de crescimento lento. 

Link to comment
Share on other sites

9 minutes ago, Alex P said:

A tua nova montagem foi com substrato novo ou da montagem antiga? Porque se o substrato é novo não tens necessidade de andar já a fazer fertilização liquida, ainda mais com plantas de crescimento lento. 

Foi feita com substrato novo, sim. Achas que devia parar com a fertilização? Eu andava a fertilizar uma bombada de Specialized por dia. Agora passei a uma bombada de Premium de dois em dois dias.

Link to comment
Share on other sites

1 minute ago, JoseCarlosMarques said:

Foi feita com substrato novo, sim. Achas que devia parar com a fertilização? Eu andava a fertilizar uma bombada de Specialized por dia. Agora passei a uma bombada de Premium de dois em dois dias.

A mim sempre me disseram que com o substrato novo só devia começar a fertilizar passados, no minimo, 6 meses. 

Vale o que vale, mas eu sempre segui essa regra e nunca tive grandes problemas com algas.

Link to comment
Share on other sites

5 minutes ago, Alex P said:

A mim sempre me disseram que com o substrato novo só devia começar a fertilizar passados, no minimo, 6 meses. 

Vale o que vale, mas eu sempre segui essa regra e nunca tive grandes problemas com algas.

Já pensei em fazer isso, mas tenho medo da reação das plantas, agora que estão habituadas ao fertilizante. Entretanto também vou receber flutuantes... se tiver fertilizante a mais, elas devem ajudar a tratar do excesso de nutrientes...

Link to comment
Share on other sites

José Carlos as plantas não estão habituadas, ou têm nutrientes suficientes ou não têm para se alimentar 😅

Como provavelmente tens nutrientes a mais na coluna de água aparecem as algas.

 

Link to comment
Share on other sites

2 hours ago, Alex P said:

José Carlos as plantas não estão habituadas, ou têm nutrientes suficientes ou não têm para se alimentar 😅

Como provavelmente tens nutrientes a mais na coluna de água aparecem as algas.

Tenho que pensar em deixar de fertilizar, então. Vou esperar duas semanas e se as algas persistirem, será o próximo passo. Ainda hoje, também, espero que cheguem as flutuantes, para me ajudar com o problema, e um conjunto de testes para ver os parâmetros da água. Obrigado pela dica, Alex. Grande abraço.

Link to comment
Share on other sites

Do pouco que sei e vou lendo as algas tanto surgem por excesso de fertilização como por defeito de fertilizante. 

A malta entendida fertiliza desde o primeiro dia que faz o aquário. Pelo menos é o que dizem...! O que me parece de facto o problema é que como não tens as plantas ditas de crescimento rapido o nível que estavas a fertilizar talvez seja excessivo ou até possas nem fertilizar de facto. Há quem ponha plantas de caule de inicio apenas para evitar esse boom de algas e depois até as retira.

A tua opção pela tropica teve a ver com o que? Tens bons resultados anteriores? Estou a colocar esta questão porque de facto é um mundo quer de opções que de opiniões a fertilização...

Link to comment
Share on other sites

19 hours ago, André Calvário said:

Do pouco que sei e vou lendo as algas tanto surgem por excesso de fertilização como por defeito de fertilizante. 

A malta entendida fertiliza desde o primeiro dia que faz o aquário. Pelo menos é o que dizem...! O que me parece de facto o problema é que como não tens as plantas ditas de crescimento rapido o nível que estavas a fertilizar talvez seja excessivo ou até possas nem fertilizar de facto. Há quem ponha plantas de caule de inicio apenas para evitar esse boom de algas e depois até as retira.

A tua opção pela tropica teve a ver com o que? Tens bons resultados anteriores? Estou a colocar esta questão porque de facto é um mundo quer de opções que de opiniões a fertilização...

Tens razão em tudo o que dizes. Como já disse atrás, eu acho que o meu problema foi subestimar a carga biológica que Amanos e Otos podiam introduzir no aquário. Devia ter começado a pensar nisso no momento em que começaram a aparecer os caracóis (geralmente são sinal de que há "comida" a mais no aquário). Ora, com a luz nova a coisa já lá estavam adormecidas as algas e boom... deu no que deu. Isto porque não andava a fazer limpeza do substrato como deve ser. Já fiz duas TPA's, nos últimos 3 dias, e a quantidade de porcaria que tirei do substrato foi mesmo muita. Agora é ir mantendo. Parece que até já tenho menos caracóis. O plano é introduzir as flutuantes, para retirar algum excesso de nutrientes da água, e já comecei a fertilizar menos. Também passei do Specialized para o Premium, que não tem Nitrogenio nem Fósforo, mas pondero deixar de usar esse também durante algum tempo.

Basicamente optei pelos produtos da Tropica porque foi o que me aconselharam em loja quando os comprei a primeira vez. O Specialized é adequado para aquários com mais plantas e menos peixes. O outro ao contrário. Isto porque, com muitos peixes, a carga biológica dos mesmos já contém o tal Nitrogénio e Fósforo, e deixas de ter que fertilizar esses dois produtos. Claro que o ideal seria usar água RO e depois adicionar os fertilizantes individualmente. Ou então usar água da torneira, comprar os diferentes fertilizantes em pó, e chegar a uma dosagem que sirva o teu aquário, tentando sempre controlar com testes se a coisa vai bem ou mal. Mas isso é um campeonato completamente à parte, e eu nunca tirei grandes notas a química. Estou à espera que chegue hoje um kit de testes para ir controlando a qualidade da água, mas muito sinceramente não espero usa-lo muitas vezes. Não gosto. Prefiro estar atento aos sinais dentro do tanque (e que grande sinal, eu estou a receber!!! está tudo descontrolado) e tentar regular as coisas com produtos naturais e mudanças de água.

Link to comment
Share on other sites

há 6 horas, JoseCarlosMarques disse:

Ora, com a luz nova a coisa já lá estavam adormecidas as algas e boom... deu no que deu.

Eu avisei... 🙄

Projetos antigos:

Link to comment
Share on other sites

45 minutes ago, João Cardoso (Kadoxu) said:

Eu avisei... 🙄

Que mau João!!! Eu teria que mudar de luz mais cedo ou mais tarde. A velocidade de crescimento das plantas aumentou bastante com esta nova calha. E com a outra não estava a ter um crescimento minimamente "decente". Com dois meses de água dentro do tanque, nem 0,5 cm tinha ainda na altura de Monte Carlo.

Em vez de criticares, podias ajudar a resolver o problema 😉 ...

Link to comment
Share on other sites

há 8 horas, JoseCarlosMarques disse:

Tens razão em tudo o que dizes. Como já disse atrás, eu acho que o meu problema foi subestimar a carga biológica que Amanos e Otos podiam introduzir no aquário. Devia ter começado a pensar nisso no momento em que começaram a aparecer os caracóis (geralmente são sinal de que há "comida" a mais no aquário). Ora, com a luz nova a coisa já lá estavam adormecidas as algas e boom... deu no que deu. Isto porque não andava a fazer limpeza do substrato como deve ser. Já fiz duas TPA's, nos últimos 3 dias, e a quantidade de porcaria que tirei do substrato foi mesmo muita. Agora é ir mantendo. Parece que até já tenho menos caracóis. O plano é introduzir as flutuantes, para retirar algum excesso de nutrientes da água, e já comecei a fertilizar menos. Também passei do Specialized para o Premium, que não tem Nitrogenio nem Fósforo, mas pondero deixar de usar esse também durante algum tempo.

Basicamente optei pelos produtos da Tropica porque foi o que me aconselharam em loja quando os comprei a primeira vez. O Specialized é adequado para aquários com mais plantas e menos peixes. O outro ao contrário. Isto porque, com muitos peixes, a carga biológica dos mesmos já contém o tal Nitrogénio e Fósforo, e deixas de ter que fertilizar esses dois produtos. Claro que o ideal seria usar água RO e depois adicionar os fertilizantes individualmente. Ou então usar água da torneira, comprar os diferentes fertilizantes em pó, e chegar a uma dosagem que sirva o teu aquário, tentando sempre controlar com testes se a coisa vai bem ou mal. Mas isso é um campeonato completamente à parte, e eu nunca tirei grandes notas a química. Estou à espera que chegue hoje um kit de testes para ir controlando a qualidade da água, mas muito sinceramente não espero usa-lo muitas vezes. Não gosto. Prefiro estar atento aos sinais dentro do tanque (e que grande sinal, eu estou a receber!!! está tudo descontrolado) e tentar regular as coisas com produtos naturais e mudanças de água.

Sim. Há que haver um meio termo entre o ideal e o que se consegue fazer.

Eu ainda não me decidi a esse nível. Ando a ler e a pensar como vou fazer. 

A vantagem de fazer a fertilização composta e que podes isolar e no final até ter menos complicações mas na realidade é preciso andar sempre mais em cima da água e dominar mais as coisas. 

Os all in One mais facilmente desencadeiam problemas de água porque estás a dosear tudo ao mesmo tempo e provavelmente em demasia porque eles podem considerar os densamente plantados com plantas que consumam mais nutrientes o que por exemplo tendo só tapete também é algo um bocado discutível talvez...

Link to comment
Share on other sites

3 hours ago, André Calvário said:

Os all in One mais facilmente desencadeiam problemas de água porque estás a dosear tudo ao mesmo tempo e provavelmente em demasia porque eles podem considerar os densamente plantados com plantas que consumam mais nutrientes o que por exemplo tendo só tapete também é algo um bocado discutível talvez...

Sim. Julgo ter falhado nessa interpretação. Apesar de ter um tapete, não o posso considerar um aquário densamente plantado. Devia ter usado Premium desde o inicio. Mas aprendi. Não volto a cometer o mesmo erro. De qualquer forma, continuo a preferir os All in One. Para mim fazem mais sentido.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.