Móvel 90x40x90


Recommended Posts

Alguns de vocês vão estranhar o tempo que demorei a concluir este projeto, mas há uma boa razão para isso e eu vou tentar explica-la. As coisas começaram a ser planeadas entre Abril e Maio passados... nessa altura o meu aquário começou a dar mostras de um substrato esgotado, e como já andava com ideias de substituir o meu antigo móvel (também ele construído por mim, e já sem grandes hipóteses de ser melhorado), aproveitei a oportunidade e planeei as coisas da seguinte forma: primeiro construía o móvel, depois esvaziava o aquário, a seguir trocava de substrato e pelo caminho ainda arranjava maneira de reformular o hardscape. Perfeito!

O meu conhecimento em Carpintaria é básico e as ferramentas que tenho por casa não são tantas quanto isso, mas na minha cabeça o importante era planear bem as coisas e tinha a certeza que, procurando bem, iria encontrar na Internet um modelo que servisse as minhas necessidades e que eu pudesse recriar com relativa facilidade. Enquanto isso a fauna esperava dentro do aquário, que foi praticamente colocado em “stand by”, com limpezas de filtro básicas, reposição de água evaporada, baixa luz, alimentação diária e pouco mais. Continua assim até aos dias de hoje.

Não demorou muito até a escolha recair num design estilo ADA por fora, mas com algumas alterações por dentro – fruto da habituação que vinha do meu móvel anterior. Decidi também optar por fazer uma coisa mais permanente e mais resistente, e como era meu intuito vir um dia a trocar o 80x30x40 por um 90x40x40, foram estas últimas medidas que usei para arrancar com o projeto numa visita à Maxmat, onde as madeiras foram todas cortadas à medida. Por esta altura lembro-me de andar com uma dor muscular nas costas, e de ter pedido à minha namorada para me ajudar com o transporte, mas a coisa não parecia grave e quando cheguei a casa meti mãos à obra e consegui num instante chegar à estrutura básica.

 

large_001.JPG

 

Não era bem isto que tinha... apenas as traves de dentro, sem o revestimento e sem os "L's" nos cantos (que lhe dão muito mais estabilidade), mas julgo que dá para perceber. A este ponto demorei depois uns 2 meses a chegar, e vou então explicar-vos porquê.

A tal dor nas costas foi-se intensificando, alastrou-se a braços e pernas e chegou o dia em que não consegui sequer sair da cama sem ajuda. Tinha ido a um primeiro médico de Clínica Geral, que me deu umas pomadas e me mandou fazer umas análises (tudo estava bem, segundo ele), e nessa altura já tinha passado para outro médico que me receitou exames mais específicos e me pré-diagnosticou uma doença auto-imune: DERMATOMIOSITE. Um palavrão de todo o tamanho que basicamente representa uma doença auto-inflamatória que ataca todos os músculos do corpo como bem lhe apetece. Hoje acordo com dores nas pernas, amanhã nos braços, depois na lombar... sempre sem avisar onde vai atacar a seguir e com que intensidade. Claro que a construção do móvel ficou para segundo plano, como ficou o aquário (que entretanto pensei desmontar), o emprego, os amigos, as saídas de casa... a minha vida passou a fazer-se quase entre a cama, o sofá e os hospitais privados onde deixei uma bela pipa de massa (valeu-me o seguro de saúde que tinha... só posso imaginar aquilo por que passam os pobres coitados que precisam e não têm dinheiro para procurar médicos fora do SNS).

O próximo passo passava por ser admitido num hospital central, porque a partir desse pré-diagnóstico teria que fazer exames mais complicados para confirmar a doença e começar a ser medicado correctamente com coisas estranhas que só existem nos hospitais públicos. E enquanto esperava por isso olhei para o móvel e fiz dele uma espécie de objectivo que tinha a todo o custo que superar. Podia até nem acabá-lo (na altura não sabia mesmo o que me ia acontecer), mas tinha que tentar, por mim e pelas pessoas que se mantiveram ao meu lado desde que tudo isto começou.

Houveram dias em que consegui apertar 2 parafusos... outros em que consegui apertar 20... dias em que consegui revestir mais um lado do móvel... dias em que não consegui fazer mesmo nada. Mas a coisa ia andando, como eu, e lá para finais de Agosto, com uma mudança na medicação, as dores acalmaram bastante e eu consegui voltar a fazer coisas que já não fazia há bastante tempo. Nessa altura, também a construção do móvel avançou bastante.

 

large_002.JPG

large_003.JPG

large_004.JPG

large_005.JPG

large_006.JPG

large_007.JPG

 

Passou pela fase que mostrava a primeira imagem, depois incluí a barra de cima, montei-lhe umas prateleiras, fiz os buracos para passar os tubos e cabos elétricos, ainda lhe adicionei uma prateleira meia escondida (para guardar aquelas coisas que uso menos) e pus massa em todos os parafusos.

Fui finalmente chamado para ser internado no Hospital de São João, onde passei duas semanas a fazer exames que não desejo ao meu pior inimigo, e deixei o móvel a "secar" num pátio exterior coberto. Voltei para casa com a confirmação da Dermatomiosite e de Lúpus. A Lúpus é muito semelhante à Dermatomiosite, mas ataca as articulações. As duas juntas fazem portanto um belo par. Claro que podem existir outras complicações, mas prefiro não menciona-las... as doenças estavam diagnosticadas e era tempo de me restabelecer.

Voltando novamente ao móvel, não foi muito agradável aquilo que encontrei.

 

large_008.JPG

large_009.JPG

 

Um dos cantos apanhou alguma humidade e o revestimento inchou, mas como por dentro a coisa ainda me parecia bem, arranjei maneira de o lixar até a medida anterior, e não pensei mais nisso. Estava a recuperar de duas semanas terríveis e não ia deixar que aquilo me abrandasse o andamento.

 

large_010.JPG

large_011.JPG

large_012.JPG

 

Cortei portas à medida, lixei toda a massa em excesso e dei-lhe a primeira mão de primário.

 

large_013.JPG

large_014.JPG

large_015.JPG

large_016.JPG

 

A maneira como montei o móvel não me permitia usar aquelas dobradiças mais recentes, mas fiz uma pesquisa rápida na Internet e, para que as dobradiças tradicionais não ficassem inteiramente visíveis, encontrei esta solução. Elas ficam embutidas na porta (como nas imagens do meio), e o resultado é muito subtil (como nesta imagem final).

Verdade seja dita que entre tapar os buracos com massa e esta última fotografia, muitas vezes tive que lixar este móvel. E se por fora a coisa até se faz de forma relativamente fácil, por dentro, com prateleiras já montadas e todos aqueles cantos e recantos já não posso dizer o mesmo. Foram semanas a lixar, dar primário, lixar, dar a segunda mão de primário, lixar, pôr massa no que não ficou direito, lixar, dar mais uma camada de primário, lixar com água para alisar... eu sei lá quantas vezes lixei cada canto deste móvel. Só sei que cheguei a um ponto em que já estava farto de encher a casa de pó, e então chegou a altura de começar finalmente a pintar.

 

large_018.jpg

large_019.jpg

 

Pensei em optar pela cor branca, mas o preto fosco esconde muito melhor as imperfeições. Eheh.

Depois foi só encaixar pormenores.

 

large_020.jpg

large_021.jpg

 

A colocação das portas com as dobradiças que mostrei atrás, já também pintadas.

 

large_022.jpg

 

Fechaduras magnéticas.

 

large_023.jpg

large_024.jpg

 

Aqueles Passa-Fios que se usam nas secretárias, e que encaixaram perfeitamente nos buracos que tinha feito nas laterais do móvel (ajudam a que o roçar das mangueiras não danifiquem a madeira).

 

large_025.jpg

 

A tal prateleira escondida, que tinha tirado para lixar o móvel e resolvi coloca-la novamente apenas depois de a pintar.

 

large_027.jpg

large_033.jpg

large_028.jpg

large_032.jpg

large_029.jpg

 

E o início da colocação dos apetrechos... ganchos nas portas, extensão elétrica presa numa das traves do móvel, panos de limpeza de vidros (um deles vai ser trocado por uma toalha... foi só para a fotografia), e tapetes para não estragar a pintura. Sim... depois de tanto trabalho, não vou riscar a pintura!

 

large_031.jpg

large_030.jpg

 

Portas fechadas e projeto concluído - sete longos meses depois.

 

Devem ter reparado que pelo meio de todo este relato parei de falar tanto das minhas limitações, certo? Eu também senti o mesmo enquanto caminhava para a conclusão do móvel. É estranho... por um lado as dores continuam presentes (até porque a medicação ainda não está acertada), mas consegui quase voltar à minha vida normal e já não me queixo tanto de nada. Não quero com isto dizer que foi a construção do móvel que me ajudou na recuperação física, mas a verdade é que a mesma me ajudou a distrair-me da doença, porque significou um objectivo a que me propus (entre outros) e que fui vendo evoluir pela persistência que lhe apliquei. No fundo acabou por ser uma personificação dos meus últimos meses... as duvidas entre sair ou ficar na cama; entre avançar ou não perante as dificuldades; entre tomar ou não decisões mais difíceis; entre baixar os braços ou continuar a fazer o que gosto. Porque a capacidade de fazer as coisas continua cá... só as faço mais devagar.

 

Acabei por falar mais da experiência por que estou a passar do que propriamente da construção do móvel. Peço desculpa por isso. Concluí uma jornada, e quis mesmo partilha-la convosco... a Aquariofilia pode ser muito técnica, sim, mas também pode fazer parte destas histórias paralelas e ajudar-nos a avançar.

Prometo que responderei a todas as dúvidas que tenham sobre cada fase e cada escolha que fiz durante a construção do móvel. Em relação à doença julgo não ter mais nada a dizer. E por agora não vos chateio mais 🙂 .

Edited by JoseCarlosMarques
  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Bem... podes vir tu cá a casa em vez do @Luis Rebelo montar-me um móvel! (pelo menos enquanto ele não acaba o móvel dele para eu comparar os acabamentos!) 😂

Sem dúvida dos melhores DIY (senão o melhor) que já vi em termos de aspeto final. Normalmente têm uma estrutura boa, mas os acabamentos não são grande coisa. O teu valeu bem a pena o tempo de espera! 😉

Eu pessoalmente faria apenas duas alterações, uma em termos de estrutura, especialmente com todos os reforços que aí tens, para me dar mais flexibilidade e espaço para o filtro/sump, que era não ter aquela barra horizontal a meio do lado direito, e outra em termos estéticos, era fazer as portas à altura do móvel, mas isso já são é uma questão de gosto pessoal.

As melhoras... Lúpus é coisa de Dr. House e se é bom de pôr num programa de TV, não é moleza de certeza! 💪

Projetos antigos:

Link to comment
Share on other sites

Obrigado pelas palavras, @João Cardoso (Kadoxu). Fiquei todo babado.

Realmente o acabamento do móvel foi o que mais trabalho me deu, mas foi uma coisa que optei por tentar fazer bem para não cair no erro de ter um móvel funcional que depois acabasse por parecer amador. Para isso já tinha o outro.

Em relação às tuas sugestões... não tirei essa tal barra do lado direito porque medi o filtro e ele entra perfeitamente pela abertura que ali está. Se um dia o trocar por um filtro maior, só tenho que tirar os dois parafusos que a seguram.

As portas à altura do móvel chegaram a ser uma hipótese, mas têm um inconveniente... ou saem fora do plano do aquário, ou o aquário fica sem suporte no sitio onde elas encaixam. Desta forma, todo o aquário tem suporte, e o plano do vidro é o mesmo do das portas. Não sei se me fiz entender.

Edited by JoseCarlosMarques
Link to comment
Share on other sites

há 12 minutos, JoseCarlosMarques disse:

não tirei essa tal barra do lado direito porque medi o filtro e ele entra perfeitamente pela abertura que ali está. Se um dia o trocar por um filtro maior, só tenho que tirar os dois parafusos que a seguram.

Boa!

há 12 minutos, JoseCarlosMarques disse:

As portas à altura do móvel chegaram a ser uma hipótese, mas têm um inconveniente... ou saem fora do plano do aquário, ou o aquário fica sem suporte no sitio onde elas encaixam. Desta forma, todo o aquário tem suporte, e o plano do vidro é o mesmo do das portas. Não sei se me fiz entender.

Percebi. Normalmente o que vejo fazerem nesses casos, é o tampo do móvel ficar um pouco mais saído para cobrir a grossura das portas. Este desenho é do Juwel Rio, para ver se me consigo fazer entender melhor:

fg_Scribble_rio125(1)-l.jpg

(neste móvel o tampo sai para os lados e para a frente, mas eu só estou a falar de sair só para a frente)

Projetos antigos:

Link to comment
Share on other sites

3 minutes ago, João Cardoso (Kadoxu) said:

Normalmente o que vejo fazerem nesses casos, é o tampo do móvel ficar um pouco mais saído para cobrir a grossura das portas.

Percebo, mas não gosto 🙂 . Prefiro a opção que tomei... parece-me mais simples.

De qualquer forma, o cliente é que manda... se estiveres disposto a pagar...

Link to comment
Share on other sites

há 9 minutos, JoseCarlosMarques disse:

Percebo, mas não gosto 🙂 . Prefiro a opção que tomei... parece-me mais simples.

Claro... como disse é uma questão de gosto pessoal.

há 10 minutos, JoseCarlosMarques disse:

De qualquer forma, o cliente é que manda... se estiveres disposto a pagar...

Pagar?!! Pensava que éramos amigos! 😂😂😂

Projetos antigos:

Link to comment
Share on other sites

25 minutes ago, João Cardoso (Kadoxu) said:

Pagar?!! Pensava que éramos amigos! 😂😂😂

Claro que somos amigos! Pagas só as despesas 😉 . E juntas o teu testemunho às fotografias, no final, para eu começar a montar um portfólio.

Link to comment
Share on other sites

On 16/12/2021 at 13:41, JoseCarlosMarques disse:

Acabei por falar mais da experiência por que estou a passar do que propriamente da construção do móvel. Peço desculpa por isso. Concluí uma jornada, e quis mesmo partilha-la convosco... a Aquariofilia pode ser muito técnica, sim, mas também pode fazer parte destas histórias paralelas e ajudar-nos a avançar.

Não tens nada que pedir desculpa! Obrigado nós por partilhares connosco o teu diy que está excelente, diga-se e desejar que continue a correr bem  e as melhoras! 

Em relação ao projecto, eu adicionava aí iluminação dentro do aquário. Basta uma tira de leds.

Abraço e boas festas!

Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, Tozé Nunes said:

Em relação ao projecto, eu adicionava aí iluminação dentro do aquário. Basta uma tira de leds.

Eu tenho uns projetores Flood guardados e, acredites ou não, até fui à Loja China comprar um interruptor preto para ficar disfarçado no interior do móvel. As prateleiras na esquerda não vão até ao fundo do móvel, para permitir passar mangueiras e assim, portanto bastava um projetor no lado direito e outro no esquerdo. Foi a minha namorada que me convenceu a não por luz… diz que não vale a pena o trabalho, e verdade seja dita que, no móvel anterior, nunca senti necessidade. 
Agora deixaste-me com a pulga atrás da orelha…

 

Obg pelas tuas palavras. Boas festas!!!

Edited by JoseCarlosMarques
Link to comment
Share on other sites

9 hours ago, Tozé Nunes said:

Eu sei como é... e agora na altura do Natal até se arranjava mais barato nas Casa China, com as decorações de época que eles estão a vender. A questão é mesmo colocar ou não, e estou inclinado para não o fazer por não ter essa necessidade. De qualquer forma, a fazer-lo, usaria os LED's que já tenho em casa. 

Link to comment
Share on other sites

7 hours ago, RodolfoProvenzano said:

Vi no Instagram a foto do projeto final! Parabens…muito caprichoso. Ficou lindo 

No Instagram!?!?!? Mas eu não pus nada no Instagram. Podes indicar-me o link do sitio onde viste a fotografia?

Link to comment
Share on other sites

4 hours ago, RodolfoProvenzano said:

Boa! Nem sabia que o Fórum tinha Instagram. O meu obrigado pela partilha, a quem quer que tenha lá colocado a imagem. Eheh.

E Obg. Rodolfo, pelo anterior comentário.

Link to comment
Share on other sites

há 10 minutos, JoseCarlosMarques disse:

Nem sabia que o Fórum tinha Instagram

Tem Instagram, página oficial no Facebook e canal de YouTube! 😉

 

Link to comment
Share on other sites

Basta ir ao topo do site que estão lá os links para as redes sociais onde o fórum tem conta:

Screenshot_20211219-140046_Chrome.jpg

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites