NGE

Reprodução de laetacara dorsigera

Recommended Posts

Reprodução (tentativa) de laetacara dorsigera

 

 

 

 

Editado por NGE
  • Votar + 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

É um breve video, que demonstra a interacção de diferentes espécies de peixes.
Desde corydoras paleatus, white cloud e os lindos ciclideos anões laetacara dorsigera.
Mostra também o desenvolvimento dos False water garden of babylonia.

  • Votar + 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Bons vídeos, gostei de ver.

Chegaste a conseguir que os alevins vingassem??

Enviado do meu U FEEL LITE através de Tapatalk

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Olá Vera.

Da primeira vez não. Mas vou ver se é na próxima.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

 

  • Gosto 1
  • Votar + 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Uma pequena selva. Demorou a crescer +/- 7 meses, apenas com luz das 2 janelas. 
Das quais apenas tem 1 hora de luz directa. Mas agora é de mais.  :mrgreen: 

 

 

 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Os laetacara dorsigera sempre reproduziram ?
Gosto bastante da tua selva e as plantas estão saudáveis.
Como se dão eles com os guppys?
Por acaso so ver estes teus guppys deu-me uma certa saudade de os manter, mas não está nos meus planos a longo prazo.

Enviado do meu VKY-L09 através do Tapatalk

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Boas, Vera. Mês a mês põe ovos.
Não conseguem passar de alevins. Existe predadores (guppys, corys) e até o próprio equipamento do filtro tem impedido que levem até ao fim o desenvolvimento da fase juvenil. Por outro lado, quando são guppys a ter alevins, são os laetacara dorsigera a serem predadores.
Plantas sem co2 e com luz natural. São fortes, mas tem um crescimento lento..
 

 

 

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Olá boa tarde,

 

Eu tenho um suposto casal de laetacara dorsigera, mas começo a ficar desconfiado que são os dois do mesmo sexo. 

Podes-me dizer quais as principais diferenças entre o macho e a fêmea? 

 

Obrigado,

Pedro Dias

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Pedro, começo por pedir desculpas. 
Não vou ser capaz de te ajudar, são peixes muito semelhantes e no inicio não sabia quem era quem.
Só após, que a fêmea parou de crescer e o macho continuou o crescimento é que fiquei a saber. A morfologia dos dois para mim é muito semelhante.
Consegui 2 casais, mas adquiri um grupo deles. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 1 hora, NGE disse:

Pedro, começo por pedir desculpas. 
Não vou ser capaz de te ajudar, são peixes muito semelhantes e no inicio não sabia quem era quem.
Só após, que a fêmea parou de crescer e o macho continuou o crescimento é que fiquei a saber. A morfologia dos dois para mim é muito semelhante.
Consegui 2 casais, mas adquiri um grupo deles. 

Eu tenho o mesmo problema que o Pedro, tenho dois L. Dorsigera e não sei se são casal ou não, seria boa ideia juntar mais dois para ver se formavam algum casal? Tenho um aquário de 120 litros com um tronco grande, muito musgo de java, sagitária subulatta, e outras que não sei o nome, com um cardume com cerca de 10 guppies que não aumenta devido à predação a que são sujeitos. Não sei se será demasiado 4 L. Dorsigeras em 120 litros e provavelmente teria de me livrar dos outros logo que um casal se formasse.(devido a alguma agressividade). Podem-me ajudar?

Obrigado.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Pois na loja onde as comprei disseram ter quase a certeza que era um casal, mas enquanto os Nannacara anomala electric blue já se reproduziram várias vezes, os Laetacara dorsigera mostram-se bastante indiferentes um ao outro.

há 20 minutos, tpt disse:

Eu tenho o mesmo problema que o Pedro, tenho dois L. Dorsigera e não sei se são casal ou não, seria boa ideia juntar mais dois para ver se formavam algum casal? Tenho um aquário de 120 litros com um tronco grande, muito musgo de java, sagitária subulatta, e outras que não sei o nome, com um cardume com cerca de 10 guppies que não aumenta devido à predação a que são sujeitos. Não sei se será demasiado 4 L. Dorsigeras em 120 litros e provavelmente teria de me livrar dos outros logo que um casal se formasse.(devido a alguma agressividade). Podem-me ajudar?

Obrigado.

Em 120 L penso que quatro não são demais. Se estivesses mais perto, e quisesses até te vendia as minhas por um preço simpático :D

Neste os Nannacara são os meninos dos meus olhos!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Boas Tpt. 
Um grupo convive bem. Até formarem casais.
Depois de o casal formado e se existir outro macho. Vai se ver um macho a defender a fêmea e o outro atentar cortejar a fêmea.
Não existe guerras de "boca na boca", apenas corridas. (falo do meu caso)
O que mais interessa nestes peixes é a área do aquário. Pois eles frequentam a zona do substrato e raramente sobem até ao topo da coluna de agua.
Eu em 200l tenho um casal de laetacara dorsigera e um jovem casal de apistogramma. 
Adiciona plantas altas, como cabomba (precisa de luz média), sagittaria subulata, etc... Se conseguires zonas bem plantadas, os guppys safam-se muito bem. Alevins de guppys são caçados por quase todos os peixes (até a mãe)

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Pedro os Ivanacara Adoketa tem um feitiozinho parecido com os Nannacara Anomala electric blue.
Quando atingirem certo tamanho, vão mordiscar tudo onde metam os dentes. Cautela.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

O meu macho Nannacara já tem uns 10 cm e, pelo que tenho encontrado na pouca bibliografia que há sobre a espécie, penso que não deve crescer muito mais.

Até agora são peixes extremamente tranquilos e pacíficos. Excepção feita no período de acasalamento e quando estão a defender os seus filhotes. Mas isso penso que é um comportamento comum a todas as espécies de ciclídeos.

Na loja onde os comprei aconselharam-me exactamente por ser uma espécie bastante calma, adequada para viver em comunidade. E até agora não posso dizer o contrário.

Os três sobreviventes do primeiro acasalamento do meu casal de Nannacara estão num aquário só com guppys e vivem em perfeita harmonia. Só gostam de "brincar" entre eles. Mas também ainda só têm 2 meses e meio, e medem uns 2 cm, por isso pode ser que ainda haja chatices no futuro. Espero que não!

 

Mas tens Nannacara? Os teus não são assim tranquilos?

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Os Ivanacara Adoketa, já fizeram parte do género Nanacara, até há poucos anos atrás (2006).
O meu casal era selvagem e teria outras liberdades e ideologias sobre o que é comida.
Considero que sejam predadores de emboscada.

Editado por NGE

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 18 horas, NGE disse:

Os Ivanacara Adoketa, já fizeram parte do género Nanacara, até há poucos anos atrás (2006).
O meu casal era selvagem e teria outras liberdades e ideologias sobre o que é comida.
Considero que sejam predadores de emboscada.

Ah então deve ser por isso que têm uma diferença comportamental tão grande. Os meus não têm nada de selvagem. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Para teres a noção. uma vez tirei uma fêmea guppy com 5.5/6cm dentro do aquário. 
Num lado, estava com marcas interiores de sangue espalhado pela barriga. Do outro lado via uma marca circular semelhante a uma marca feita por dentes. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Fogo. Que violência.

Espero que os meus continuem tranquilos e bem comportados.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Mais um pequeno video do comunitário de 200L.
Neste video pode-se ver o crescimento dos ciclideos e reprodução.

 

 

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Tempo de vida do fórum


Data de criação do fórum: March 16, 2003 00:00:00