Sign in to follow this  
André Silvestre

Phoenix

Recommended Posts

Não me querendo meter na reposta do André, mas já metendo, o Nível ideal será de 18cm, por isso, 1 cm a mais não creio que seja preocupante.

 

abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas André

Andando um pouco ausente do forum,mas que agora ja começa a a haver um pouco mais,dou-te realmente os meus parabens por essa pequena maravilha e evoluçao que lhe tens dado,desde os plantados e agora a agua salgada ,tens tido muito bons projectos e levas a sério coisa que eu aprecio muito pois os seres vivos mereçem esse nosso respeito.

Gosto do layout muito simples e com traços de plantado,tens boas espeçies e esta tudo muito bem balanceado.Estive a ler o topico desde o inicio todo seguido...hehehehe e realmente dou-te os meus parabens André....Força com isso

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas,

 

Ricardo, já vi o teu Blog.

Grande bizarma de aquário!

Muito espaço para a coralada e para os peixes nadarem.

Quando maturar vai ficar muito bom.

 

É verdade. Tenciono iniciar a Purist Line da ELOS que é mais um método probiótico para redução de nutrientes.

Está para breve. Possivelmente daqui por um mês para dar tempo ao sistema de equilibrar mais um pouco com a introdução do escumador e os restantes corais que ainda faltam colocar. O material já tenho ( Zeolites e Integradores biológicos aka bactérias e respectiva nutrição).

 

Em relação ao escumador e sem querer passar a ideia de que se trata de um produto milagroso ( que não é), posso adiantar que tem vindo a clarear a água de dia-para-dia, a coloração nalguns corais parace estar cada vez mais agradável mas a principal mudança é a grande extensão de pólipos à qual não estava habituado, principalmente na millepora salmão e Acropora verde. Corais que não extendiam pólipos de dia ( Acropora válida, Acropora staghorn azul, Acropora millepora roxa de pontas azuis, Acropora echinata) começam já a fazê-lo, apesar de ainda não ser na totalidade. Hoje introduzi uma Acropora toda castanha ( já teve um azul muito bonito) para ver até que ponto ganha a cor antiga. Vai ser interessante observá-la nos próximos meses...

 

Como é que te estás a sair com o Vodka? Iniciaste o método desde o início do aquário? Já notas alterações nos corais?

Tenho acompanhado o tópico do Sunnyx no RC ( sei que tu também) e ele está a ter resultados muito bons com esse método. Os corais estão muito bonitos.

 

CHINA, como disse o João, essa altura de água está boa. A ATB recomenda entre 17cm e 20cm de água.

 

Paulo, obrigado. Tiro-te o chapéu pela paciência de leres o tópico desde o início. Grande dose que levaste.

Tenho falhdo contigo. Ando há que tempos para te ligar mas tenho-me esquecido...

Ver se o faço esta semana sem falta.

 

 

Abraço,

André

Share this post


Link to post
Share on other sites
Como é que te estás a sair com o Vodka? Iniciaste o método desde o início do aquário? Já notas alterações nos corais?

Tenho acompanhado o tópico do Sunnyx no RC ( sei que tu também) e ele está a ter resultados muito bons com esse método. Os corais estão muito bonitos.

 

Iniciei o doseamento de Vodka desde que coloquei água no aquário, alterações nas cores dos corais ainda não notei porque apenas comecei a introduzir corais em Fevereiro, mas em termos de parâmetros analíticos estou muito contente, tenho de forma persistente NO3 a 0,2ppm e PO4 0ppm com os testes da salifert, praticamente desde o início da montagem, pelo que nunca tive nenhum boom de algas e só limpo os vidros aí uma vez por semana com o limpador magnético.

Sou da opinião que a Vodka ajuda imenso na maturação dum aquário novo. A longo prazo confesso que tenho algum receio em estar a criar um sistema "viciado" ou a envenenar lentamente o aquário, apesar das TPA's. Cumpri escrupulosamente a dosagem e em nenhum momento tive o aquário "branco", tipo leitoso, como já vi em alguns fóruns pessoal a queixar-se.

 

Em breve, quando o aquário fizer 20 semanas, vou fazer um post no blog sobre a minha experiência e com os dados dos testes em formato de excel desde o inicio da montagem.

 

Adoro o aquário do Sunnyx e gosto muito da maneira como ele aborda o hobby. Reparaste que ele tinha um aquário muito maior, até foi aquário do mês no RC, e agora montou um mais pequeno porque acha mais adequado para a disponibilidade que tem.

Ao longo destes anos conheci excelentes aquariófilos, que com o aparecimento dos fóruns e a fácil troca de conhecimentos que daí adveio, deram um salto muito grande, cometeram "loucuras", montaram sistemas muito difíceis de gerir dado o tempo que tinham para dispensar para os aquários e acabaram por desistir. Pessoas que tinham aquários desde miúdos e que agora nem um pequeno de 60L têm, não sentem "pica" em montar um aquário de 100/200 ou 300L porque acham muito pequeno. Um aquário pequeno pode ser igualmente brilhante.

Eu acho que tu, até pela tua experiência nos plantados, concordas comigo, não é?

Este aquário tem o potencial de dar esse exemplo para muita gente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas

 

O sunny reflecte um pouco o novo aquarista. Pensa em controlo e sustentabilidade e partilho muito das suas crenças.

Contudo todo este novo processo de filtragem por bactérias vive um pouco no escuro, podendo mesmo ser considerado fantasioso ainda.

Um estudo na universidade de são francisco revelam que as supostas bactérias encontradas no zeobak eram inexistentes e que toda a composição era baseada em glicose. Fazer uma selecção de bactérias e maximiza-las com uma fonte de carbono faz pleno sentido mas ainda não me convencem totalmente.

No meu caso pessoal utilizei como fonte de bactérias o biodigest, em que se encontra SUPOSTAMENTE bactérias desnitrificantes (nitrosomas, nitrobacter) e aparentemente são eficazes nesse aspecto, contudo no meu entender o nitrato não é o problema nos sistemas mas sim o fosfato e para esse a acção bacteriana é limitada.

 

Acredito mais numa politica de racionalização de imputs de fosfato nas diferentes formas (alimentação, redução da carga de peixes, melhoria da filtragem/fonte de água doce) e o uso periódico de uma mídia de fosfato tenha melhores resultados no controlo dos nutrientes, sem nunca esquecer circulação/escumador.

 

André parece-me que entraste com o pé certo e realmente tens sido criterioso nas escolhas que tens feito, considera sempre as adições que faças (peixes/corais) e tem em conta todas as condicionantes como a proveniência dos corais e o número de peixes. Eu mesmo tenho tido problemas a cerca de 5 meses com predadores de corais e pessoalmente gosto de alertar toda a gente pois foi e é para mim a coisa mais chata que enfrentei nos aquários.

 

Tens um aquário que revela bom gosto e com óptimas potencialidades, parabéns

 

Cumprimentos,

N.Pena

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ricardo, isso são boas notícias. É dar mais algum tempo aos corais para se ambientarem às condições do aquário. Outros factores podem ter influência sobre a cor dos corais como ORP, circulação, elementos traço, etc. Vai ser interessante ler sobre a tua experiência neste campo. No fundo, penso que também é isso que faz falta. Fugir-se um bocado ao tradicional e enveredar-se por outros métodos na manutenção de aquários de recife, sempre com troca de impressões e partilha de experiências. Sabemos que há várias maneiras de manter corais e no entanto, conheço muitos poucos aquários que passaram a fasquia do um ano e meio de vida, quer por um acumular de situações provenientes de montagens mal feitas desde o início, quer por falta de tempo, falta de vontade para gerirem grandes sistemas como dizes e bem. No meu caso, nunca tive oportunidade de ter grandes aquários ( vontade não faltou) mas repensando essa hipótese com todos os prós e contras, seria algo inviável para o tempo que tenho. Prefiro ter um aquário pequeno que dê para explorar e desenvolver os conhecimentos que vou adquirindo e que possa, dentro da minha disponibilidade, dar-lhe diáriamente toda a atenção necessária. Logo, concordo em absoluto contigo.

 

Na minha opinião, cada aquariofilista deve enveredar pelo método que lhe parece mais cómodo, permitindo sustentabilidade do aquário a longo prazo ( que penso ser esse o grande objectivo da maior parte dos aquariofilistas). Vejo neste tipo de métodos ( probióticos) uma grande oportunidade de concretizar este objectivo, quer pela finalidade do mesmo ( redução de nutrientes através do desenvolvimento bacteriano e consequente exportação via excumador e TPAs), quer pelo tempo que tem de ser dedicado ao aquário para este funcionar, quer ainda pela observação e consequente aprendizagem do comportamento dos corais consoante aquilo que se adiciona. Sabemos que a maior parte dos aquariofilistas opta pelo método mais tradicional na manutenção dos aquários ( refúgios, reactores de Cálcio, reactores de Kalk, ocasionalmente TPAs) mas penso que a longo prazo torna-se enganador porque as pessoas caiem no desleixo pensando que o sistema se encontra praticamente auto-sustentável, as TPAs podem ser negligenciadas durante mais tempo, mal se olha ( não se perde tempo a observar como estes estão) para os corais quando se chega a casa, abusa-se na alimentação dos peixes de modo a compensar a ausência de atenção dada ao aquário e, para mim, estes e muitos mais são factores que contribuem para o insucesso do aquário a longo prazo.

 

Em relação ao viciar o sistema a longo prazo pela selecção de bactérias, confesso que não é algo que tenha dado muita importância mas compreendo a tua preocupação. No entanto, vejo essa selecção como mais um factor a testar e partilhar na sustentabilidade do aquário e dos corais. Não há bela sem senão e sem experimentação, não há desenvolvimento. É preciso é estar-se disposto a perder para se poder ganhar e é por isso que poucos decidem enveredar por este caminho. Não os censuro, obviamente.

 

Nelson, obrigado. Tenho estado ao corrente da situação pela qual estás a passar com os teus corais. Confesso que não queria estar no teu lugar e por isso agradeço as tuas sugestões e avisos. A verdade é que também já experienciei um pouco dos parasitas de corais ( nada em larga escala como tu, felizmente) e não pensei duas vezes: os corais foram para o lixo! Claro que eram apenas corais pequenos, nada como grandes colónias e portanto foi-me mais fácil tomar essa decisão. No entanto, antes de irem fora, tive a curiosidade de saber que parasitas eram, quais os sinais apresentados pelos corais, como teriam aparecido, como se poderiam tratar, etc. Foi bom porque passei a conhecer alguns dos perigos de se comprar corais de cultura marinha e portanto, hoje em dia, já penso duas vezes antes de levar um coral para casa. Por mais bonito que seja ( e há realmente corais lindissimos que provêm deste meio), deixo-o na loja durante pelo menos 1 mês, observando a extensão de pólipos, libertação de muco, perdas de tecido, marcas de mordidas, etc. Pode até ficar todo castanho mas se vir que não se passa nada, então sou capaz de o trazer ( como foi o caso desta última Acropora). Ainda assim, é um risco. Tenciono mandar fazer um aquáriozito de quarentena para corais para evitar esse tipo de problemas a longo prazo.

 

O sunny reflecte um pouco o novo aquarista. Pensa em controlo e sustentabilidade e partilho muito das suas crenças.

 

Penso que resumiste muito bem o ideal de manter um aquário de recife nos tempos que correm e revejo-me igualmente nessa ideologia.

Sem experimentação não há conhecimento e sem conhecimento não há como levantar a fasquia mais além.

 

A tua opinião sobre o controle de Nitratos e Fosfatos faz sentido. Confesso que não sei qual a Flora bacteriana presente nos Integradores da Purist Line mas estes foram desenvolvidos para fazerem nitrificação, desnitrificação e consumo de Fosfatos. Quem experimentou obteve muitos bons resultados mas não há uma discriminação ou um estudo mais aprofundado se realmente há Flora bacteriana a consumir Fosfatos ou se os aquariofilistas adoptam as medidas que indicaste aliadas à utilização dos produtos.

 

Mais uma vez, obrigado a ambos pela vossa participação sobre este tema. Por cá, há muito pouca gente que considera os métodos probióticos como algo válido e que vale a pena discutir abertamente nos Fóruns. Há muita teoria sobre o assunto e de certa forma é abordado como tabu ou algo artificial que se julga limitar a potenciar as cores dos corais, quando é muito mais que isso...

 

 

Abraço,

André

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

 

Mais uma actualização.

 

SPS

 

Picture325.jpg

 

Picture324.jpg

 

Picture334.jpg

 

Picture336.jpg

 

Picture335.jpg

 

Picture333.jpg

 

Picture326.jpg

 

Picture328.jpg

 

Picture331.jpg

 

Picture332.jpg

 

Zoanthus

 

Picture327.jpg

 

Picture330.jpg

 

Picture329.jpg

 

E, para os dias quentes que se avizinham, arranjei um módulo de 4 ventoínhas controladas pelo CPU do Aquatronica.

Ainda não sei até quanto é que elas vão conseguir arrefecer a água mas se me conseguirem manter a temperatura abaixo dos 27ºC, já me dou por satisfeito.

 

Módulo

CalhadeFans1.jpg

 

Botão On/Off e entrada para o transformador

CalhadeFans2.jpg

 

Apoios reguláveis para encaixe no vidro

CalhadeFans3.jpg

 

 

Abraço,

André

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esses corais quando crescerem vão ficar brutais.

 

Muito engraçado esse sistema das ventoínhas. Espera-se um Verão com muito calor, já se tem que começar a pensar em como arrefecer a água.

 

 

Abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas,

 

 

esses corais estão mesmo fantásticos, com cores impecáveis. Hás-de por uma foto do aqua.

 

Que lâmpadas tens neste momento? Estou para trocar as minhas e ainda não sei bem que combinação de temperaturas usar. Não gosto da cor que tenho neste momento. Está com um aspecto bastante amarelado e o aquário fica sem cor...

 

Já começaste a utilizar o método Purist Line da Elos? Vai postando sobre isso quando começares para podermos acompanhar :character0050:

 

Abraço

Hugo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Xiiiiii Andre o coral da 1ª foto parte me todo.... É lindo....

Os outros tambem claro.

Como ta o escumador? ja tiras poias de caca? :character0050:

 

;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

André

 

muito bons estes frags.

 

olha e que tal o escumador, está a bombar? qual a altura a que tens as bolhas dentro do escumador?

 

abraço

Edited by CHINA

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

 

Ricardo, vamos ver se serve. O módulo tem boa pinta e depois de montado, mal se dá por ele. Resta saber se faz aquilo que quero...

 

Hugo, hei-de tirar uma geral sim. Está agendada para Domingo ou Segunda, depois da TPA e respectiva manutenção.

A configuração de lâmpadas que tenho é, de frente para trás:

 

- KZ New Generation 14K

- Aqua Science Blue 22K

- KZ Coral Light 10K

- Giesemann Power Chrome Actinic + 22K

- KZ Fiji Purple

- KZ Coral Light 10K

- Aqua Science Blue 22K

- KZ New Generation 14K

 

Aquilo que posso dizer em relação à coloração do aquário é que está com um ligeiro tom azulado, à volta de 14K. Para o meu gosto, está perfeito. QUem viu ao vivo e se pronunciou, também gostou. Nas fotos, o sensor da máquina capta mais azul do que na verdade existe, pelo que estas têm de ser sempre corrigidas nesse aspecto. Ainda não iniciei a Purist Line. Estou à espera que o aquário amadureça mais um pouco, ter a certeza que o escumador já está bem rodado, que os corais introduzidos já estão bem aclimatizados aos parâmetros da água, etc. Vou iniciar no início de Junho. O aquário faz 6 meses nessa altura. Não te preocupes que tenciono relatar os métodos e resultados desde o início.

 

Anthony, o primeiro coral é um dos meus favoritos. É uma Acropora echinata.

O escumador está a trabalhar muito bem e isso tem-se vindo a reflectir na qualidade da água e por conseguinte, nos corais. Há ainda dois corais que estão com alguma dificuldade em expandir os pólipos ( histrix de pólipos azuis e millepora roxa de pontas azuis) mas penso que é uma questão de tempo pois tenho notado ligeiras mudanças nesse aspecto.

 

Pedro, o escumador, como já disse, está a fazer um excelente trabalho. Estou muito contente com ele. Já o elevei 4cm e notei uma mudança positiva na consistência das bolhas. Estão mais finas, mais coesas. Deixo umas fotos dele a trabalhar, antes de o ter elevado.

 

2h depois de limpar o copo

SiccePSK3.jpg

 

SiccePSK1.jpg

 

SiccePSK2.jpg

 

Entretanto, através do João, o Anton da ATB fez-me chegar uma outra bomba para experimentar no meu escumador que, segundo ele, ainda está em fase de testes e que é suposto ser um alternativa, pelo menos, à PSK mas pode ser que o João apareça por aqui para dar mais pormenores nesse sentido.

 

Caudalímetro

Caudalmetro.jpg

 

Nova Mini Airstar com a pinwheel grande e uma camada de mesh

 

MiniAirstar1.jpg

 

MiniAirstar3.jpg

 

MiniAirstar2.jpg

 

MiniAirstar4.jpg

 

MiniAirstar5.jpg

 

MiniAirstar6.jpg

 

Já montei a New Jet e agora é esperar que aquilo comece a bombar como deve ser. Para já, o que posso dizer é que é tão silenciosa quanto a PSK e parece debitar mais ar dentro do escumador. Logo tiro fotos do escumador a trabalhar com ela e faço o teste do ar para tentar confirmar isso.

 

 

Abraço,

André

Share this post


Link to post
Share on other sites

boas

 

a que altura está de momento o escumador 18? ou 18-4?

 

onde arranjas-te o Caudalímetro?

 

essa newjet é superior a PSK e a 1250 com mesh? a 1250 não faz barulho é impressionante!

 

a ver se combinamos e passo ai para ver isso ao vivo. ok?

 

essa Acropora echinata é brutal.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas Pedro,

 

O escumador estava em 21cm de coluna de água.

Agora encontra-se a 17cm e é assim que irá ficar para máxima optimização.

 

Tenho tentado encontrar o ponto de equilíbrio na escumação e, onde tenho tido melhores resultados é numa escumação intermédia ( não tão seca nem tão molhada), em que a interface entre a espuma e a água dentro do escumador encontra-se ao mesmo nível que o início do pescoço. No teu caso, como a Eheim faz uma espuma muito mais fina por causa da mesh, o teu ponto de equilíbrio será provavelmente mais perto da base do copo, caso contrário faz-te uma escumação muito seca. No final, tudo depende do teu gosto e de como achas que deve ser feita a escumação no teu aquário.

 

O caudalímetro comprei na ReefQuest também.

 

Em relação à New Jet, não é tanto o facto de ser melhor que a PSK ou a Eheim, pelo menos em termos de eficiência. O Anton faz os escumadores a pensar no equilíbrio entre bomba e corpo do escumador, pelo que as bombas já testadas e comercializadas ( PSK e Eheim) são, à partida, ela por ela no objectivo de alcançar o tal equilíbrio. Daí a necessidade de serem modificadas para se poder compensar as falhas originais. A ideia por trás da New Jet é compensar as falhas da PSK que por ser uma bomba low cost, tem de ser alterada em três componentes para ter a fiabilidade, silêncio, baixo consumo e alta rendimento que a ATB quer para os seus escumadores. Além disso, a PSK na Europa, por usar 220V, vem com o cabo mais fino ( não tem fio terra) e a junção no corpo da bomba é mais susceptível de partir. O rendimento também parece ser mais baixo que nos States.

 

Quando quiseres cá dar um salto, estás à vontade. É combinarmos.

 

 

Abraço,

André

Edited by André Silvestre

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas tardes

Parabens pelo excelente aquario que tens :P

Tenho acompanhado o teu topico e tem sido uma grande inspiração para o nanoreef que montei.

Abraços

Paulo Rocha

Share this post


Link to post
Share on other sites

Está muito bom mesmo, e isso com esse escumador deve ter pernas para andar bem...

mesmmo que abuses na comida...

:character0050:

 

estive a ver o modelo acima desse (tamanho), o small na casa do João e é fantástico...pena ser carote...

 

Estou tentado em comprar um mesmo que o meu diy esteja por enquanto a dar conta do recado.

 

essa acropora a tua favorita, passou a ser a minha favorita também...muito bonita.

 

parabéns...

 

uma pergunta, tenho esse debitometro igualzinho ao teu, e no meu diy faz 550 l hora/ar não sei sinceramente se dista muito do que a bomba faz sem debitometro ou seja se os valorees anunciados para as sbombas srespeitam o debitometro....

Edited by António Vitor

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

 

Paulo, obrigado.

Não conhecia o teu aquário. Cliquei na tua assinatura e fui ter ao tópico.

Gostei do que vi. Acho que fizeste um bom trabalho com o hardscape. Nem parece um aquário tão pequeno. Bom trabalho.

 

António, obrigado.

Mesmo com o escumador, tenho continuado com o mesmo regime de alimentação ( à base de algas e granulados/flocos, sempre em quantidades rapidamente ingeridas pelos peixes), embora acredite que já possa abusar mais um pouco, tal como dizes.

Para já, apenas aumentei a alimentação dos corais com Zooplankton para 2x por semana.

 

De facto, o ATB small é uma pequena bomba de escumação.

É um pouco puxado em termos de preço por causa da bomba que o alimenta mas, sinceramente, acho que é dinheiro muito bem gasto. Como já o viste ao vivo, sabes do que falo. ;)

 

A tua dúvida é a mesma que a minha em relação ao caudalímetro. Por exemplo, em fotos e videos de outros escumadores iguais ao meu, tenho visto que os caudalímetros usados acusam, normalmente, entre 650L/h e 700L/h na PSK. No entanto, nesta última bomba que estou a testar ( New Jet) e que é suposta substituir a PSK, o caudalímetro, com a saída da água toda aberta ( nível de água mais baixo dentro do escumador, logo, menos resistência à entrada de ar) debita entre 500L/h e 600L/h. Isto fica um pouco aquém daquilo que é aconselhado para este escumador. No entanto, a escumação continua a ser muito boa. Segunda feira volto a trocar para a PSK e faço os mesmo testes, agora que o escumador já está mais elevado, de modo a tentar verificar se o caudal de ar é igualmente inferior ao que se pretende.

 

Também há a hipótese da performance das bombas estar relacionada com a voltagem usada na sua alimentação, já que tenho constatado estes valores elevados apenas em escumadores americanos ou então do facto deste caudalímetro ser demasiado largo na câmara de ar. Os caudalímetros que tenho visto, parecem ter a câmara mais estreita, criando mais resistência ao ar.

 

Qualquer que seja o resultado, ainda tenho uma terceira hipótese que tenho de experimentar que é trocar as pinwheel, colocando a grande na PSK ( esta trás a pinwheel pequena de origem) e ver a quantidade de ar que a bomba puxa. Segundo os americas, a diferença é considerável.

 

Pinwheel pequena

Picture199.jpg

 

Pinwheel grande

MiniAirstar6.jpg

 

Primeiro dia ( saída da água 100% aberta):

 

NewJet1-1.jpg

 

NewJet2-1.jpg

 

NewJet4-1.jpg

 

NewJet5.jpg

 

Quatro dias depois ( saída da água 50% aberta):

 

NewJet6.jpg

 

NewJet7.jpg

 

NewJet8.jpg

 

Como já disse e apesar dos valores de ar não baterem certo com outros escumadores, o escumador continua a escumar muito bem, ainda que tenha apenas 4 peixes.

Regulei o nível da água dentro do escumador para que haja uma coluna compacta de espuma de 18cm antes desta cair dentro do copo, fazendo-me uma escumação intermédia. Mais novidades dentro de dias.

 

 

Abraço,

André

Edited by André Silvestre

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas André

 

pois mais uma vez depois de ver estas tuas fotos acho que não consigo atingir esses niveis de escumação, não me perguntes porque que não sei, será da bomba? já tentei com o nivél mais acima, mais abaixo e nada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

 

Gosto muito dos zoanthus verdes que arranjaste, bem como os outros frag's novos. Estás a ficar com peças fenomenais.

 

No meu outro aquário consegui manter sempre a temperatura do aqua a menos 29ºC com as ventoinhas. O aquário estava numa divisão bastante quente da casa e junto a uma janela que não podia ficar fechada. Por vezes a temperatura ambiente chegava aos 30-32ºC, aí era mais complicado.

 

A tua combinação de lâmpadas está muito boa. Que tal as lâmpadas da Aqua science e as da Korallenzucht? Já tiveste oportunidade de comparar com as da ATI?

 

Cada vez sinto mais curiosidade em ver esse escumador ao vivo! Tem muita pinta.

 

Um abraço,

Edited by Ricardo Pinto

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

 

Pedro, como assim estes níveis de escumação?

Como é que é a formação da espuma no teu escumador?

Como é a consistência e aspecto do escumado que é colectado no copo?

Não arranjas umas fotos?

 

Ricardo, obrigado. No que toca a SPS, já só entram dois frags de Montipora para colocar no lado direito mas tenho interesse em aumentar a colecção de Zoanthus e Acanthastreas. Ainda tenho algum espaço para esse tipo de corais nas zonas inferiores da rocha.

 

Em relação à temperatura, este aquário também está junto a uma janela que posso fechar durante o Verão se o calor apertar. Não queria chegar a temperaturas tão altas ( 29ºC). Queria ver se, no máximo, a temperatura ficava abaixo dos 27.5ºC naqueles dias de torra. Se conseguir manter abaixo de 27ºC durante a maior parte dos dias de Verão, maravilha.

 

Ainda não tive oportunidade de usar as ATI mas em relação às KZ e AS posso dizer que gosto do espectro que produzem e da fluorescência que provocam nos corais, principalmente quando tenho apenas as azuis e a Fiji Purple ligadas. Vermelhos, roxos, azuis, verdes, são tudo cores altamente evidenciadas por estas lâmpadas. Em termos de crescimentos, só recentemente é que os SPS estão a dar aquele pulo que é considerável por isso ainda não me posso pronunciar grande coisa no que toca ao PAR que as lâmpadas emitem, apesar de já haver testes feitos no RC nesse sentido, dando favoritismo às KZ. As AS têm vindo a ganhar popularidade pelo facto de serem das poucas lâmpadas T5 com 5 bandas de fósforo, permitindo estabilidade no rendimento das lâmpadas à temperatura máxima a que chegam durante as horas em que estão ligadas.

 

Deixo mais umas fotos da coralada:

 

Picture339.jpg

 

Picture340.jpg

 

Picture341.jpg

 

Picture337.jpg

 

Picture342.jpg

 

A aquisição mais recente que quando recuperar a cor, vai ficar com um azul ciano muito bonito.

 

Picture343.jpg

 

 

A evolução de alguns:

 

Evoluo-Digitatalaranja.jpg

 

Evoluo-Milleporasalmo.jpg

 

Evoluo-Milleporaroxadepontasazuis.jpg

 

 

Abraço,

André

Share this post


Link to post
Share on other sites

boas

 

fantastico trabalho André , grande topico, bem estruturado, optimas imagens e com informaçao muito boa.

 

houje perdi-me por estas bandas hehehe

 

continua o bom trabalho e vai actualizando tambem as aguas doces :-D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bons crescimentos e sem perdas de cor... boa! Em frag's tão pequenos às vezes não é fácil a adaptação nos primeiros meses.

 

Ainda estás só com Kalk ou já começaste a adicionar bicarbonato de sódio ou cloreto de cálcio?

 

Um abraço,

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas

 

não sei o que este homem faz que os corais estão com optimo aspecto banana rock

 

acho que finalmente acertei com o nivel do escumador, depois da troca de mails subi um pouco a espuma no copo do escumador, ( ficou praticamente ao nivel da base do copo) e ai começou a escumar mais. deve ser do efeito de ter mesh na bomba pois pelo que tenho visto em fotos o nivel é sempre mais abaixo.

 

abraço

 

Pedro Pedroso

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

 

Tiago, obrigado. Realmente, andas um pouco perdido mas é sempre bom mudar de salinidades de vez em quando.

Água doce cá em casa agora só na torneira ou no garrafão. Nos aquários, é só salgada.

O plantado já o desmontei para dar lugar a outra coisa mais... salgada.

No fim, é a ordem natural das coisas.

 

Ricardo, obrigado. De facto, no início houve frags que teimaram em não se dar e mesmo hoje, ainda tenho uma millepora verde que ainda se está a adaptar, apesar de já a ter há 3 semanas ( está a mudar de cor e ainda tem alguma retracção de pólipos). Já é a terceira muda e é um dos meus corais preferidos quando faz o prato característico. Felizmente que o amigo LR tem uma colónia grande e tem sido um reforço excepcional. God bless him. Acho que foi no teu tópico de venda dos Lumenarcs que vi que ias mudar a iluminação exclusivamente para T5. Já tens alguma coisa em mente?

 

Já desactivei o reactor de kalk há 2 meses. Desde então que tenho usado o Balling Light. Neste momento estou a adicionar Cloreto de Cálcio-dihidratado, Cloreto de Magnésio-hexahidratado, Sulfato de Magnésio-heptahidratado e Bicarbonato de Sódio. Na última regulação estiquei-me um pouco no Cálcio ( o teste acusou entre 450 e 500) mas, neste momento, está estável nos 450. Faço as TPAs semanais de 30L para reduzir o desiquilíbrio iónico e manter a salinidade estável ( 1024) mas estou a pensar alargar o período das TPAs para 15 dias e ver como o sistema se comporta. De um modo geral, os corais parecem-me bem e a crescer normalmente.

 

Pedro, porreiro. É apenas uma questão de afinação consoante a bomba que se tem. Como a tua é apenas de mesh, as bolhas são mais finas e compactas, tendo o nível de água dentro do escumador estar mais perto da terminação do copo.

 

Em relação às cores, não me posso queixar, apesar de haver corais que gostaria de ver mais coloridos. Não descurando outro factores, acho que a progressiva redução da carga orgânica com as TPAs/escumação e a própria iluminação têm contribuindo bastante para isso. Pelo menos são os que consigo quantificar/ter maior percepção.

 

Geral:

 

Picture349.jpg

 

 

Abraço,

André

Share this post


Link to post
Share on other sites
Este tópico tem mais de 6 meses de antiguidade... Se fizer sentido, por favor considere criar um novo tópico em vez de reactivar este. Obrigado!

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this