David Cabete

Membro
  • Posts

    3,110
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Portugal

Everything posted by David Cabete

  1. Boas Qualquer boa loja de aquariofilia tem dessas bombas Eheim para venda! Caudais variam dos 300 aos 3400 litros hora. Elevação de água dos 1,7 aos 10 metros. De certo que deve haver alguma que te satisfaça. Cumps.
  2. Boas Tenta colocar um destes filtros, no cabo de alimentação do termostato, da TV, do receptor de TDT e no cabo que transmite a imagem do receptor para o TV. Envia-me os teus dados que eu faço-te chegar isso por correio. Cumps.
  3. Boas No caso do pessoal que tem discus, e filtros de esponja, hás-de reparar que não têm mais nada dentro do aquário! Discus, filtro de esponja, aquecedor e cone de desova. Estão assim exclusivamente para criação! Fazem Tpa´s diariamente, daí não necessitarem de outro tipo de filtragem. Pessoalmente detesto esse tipo de aquários. Manter um casal de Discus num cubículo com água, apenas com o intuito da reprodução, e respectivo lucro? Isso não é aquariofilia! É negócio, puro e simples. Mas esta é a minha opinião, e tenho de respeitar a opinião dos outros, assim como eles têm que respeitar a minha. Também se pode utilizar esse tipo de filtro, de esponja, em pequenos aquários de alevins, peixes ou camarões. Pouco caudal, mas uma filtragem delicada. Claro está que as Tpa´s num aquário com esse tipo de filtro terão de ser efectuadas com maior frequência. Cumps.
  4. Ó João, isso é muito grande! Há uns tempos atrás montei algo mais pequeno! Ideia luminosa não ?
  5. Boas l.f. - Os meus agradecimentos pelas palavras de apreço. Só não ajudo mais porque não posso... o tempo nem sempre chega para tudo! Não fales de mim ao teu sogro, fala antes do Fórum e dos Membros que dele fazem parte. O Fórum somos todos nós, e a nós cabe fazer dele o que ele é. boa ventura josé - a velha técnica do secador de cabelo! No meu caso foi mesmo uma pistola de ar quente, mas o primeiro também serve perfeitamente. Como a parte de cima normalmente é borracha, ou plástico, se lhe dermos um ligeiro aquecimento, fica mais maleável. Com alguma paciência e cuidado, vai-se puxando até que se separe do tubo de vidro. Alguns têm uma espécie de resina que serve de cola, e com o calor ela dá de si. Mas é preciso ter sempre muito cuidado ao retirar a parte de cima, não vá o tubo partir-se-nos nas mãos. Entretanto descobri como se partiu o meu tubo de vidro! Tenho por casa dois gatos, e um deles anda sempre a fazer bosta, para não dizer uma palavra começada por "m". Tudo o que está à pata de semear é para brincar e/ou deitar ao chão. Fui dar com ele a "brincar" com o aquecedor, a dar patadas de um lado para o outro. Ainda bem que este tópico serviu para alguma coisa! Menos um aquecedor descalibrado! Cumps.
  6. Boas Bom dia de madrugada . "Aconselhei" Jäger porque com escreveu o Quo: "jager aka eheim". E como referi numa resposta minha, mais abaixo: ".../...e aqueles que me conhecem, quer pessoalmente ou apenas de me "ler" no monitor, já sabem qual é a minha resposta: Eheim!.../...". Ando a ponderar a hipótese de lhes pedir patrocínio, pela publicidade que lhes tenho feito. Os Jäger podem ser realmente um pouco maiores, ou mais volumosos, mas não é assim tanto. Primeiro estranha-se, depois entranha-se! Já tive dois aquecedores da Fluval/Hagen, e ambos entregaram a alma ao criador. Um deixou de aquecer, outro não parava de aquecer. E foram os únicos dois que comprei, sem ser da Jäger, e ambos estão arrumados aqui por casa algures, a ocupar espaço. Actualmente, nas boas marcas, o controle da temperatura e claro está o respectivo controle do ligar/desligar do aquecedor, é feito electronicamente. O que aconteceu ao teu colega: "placas tinham "colado" (nem sei muito bem o que isso quer dizer)", hoje em dia já não se põe em causa. Podes ver aqui uma explicação detalhada do que são essas ditas "placas". A precisão de um aquecedor, no meu entender, é a capacidade deste manter a temperatura da água coincidentes com a apresentada num termómetro, com a a regulada no próprio aquecedor. A isso dá-se o nome de "calibração de um aquecedor", vulgarmente chamado de termostato. Neste caso, os Jäger são facilmente calibrados pelo utilizador. Podes consultar no mesmo tópico que te indiquei acima, numa resposta mais abaixo, como se efectua essa dita calibração. Tenho mais marcas de aquecedores cá por casa, que "sobraram" da altura em que ainda não tinha aberto os olhos para o que é bom ( Jäger/Eheim ) , e nenhum deles dá para calibrar, excepto aquele que está documentado no tópico que te indiquei acima. ( Não quero de modo algum retirar o prestigio/qualidade às outras marcas de aquecedores, porque não tenho nenhum interesse nisso, mas mais uma vez estou plenamente satisfeito com os aquecedores da Jäger que tenho cá por casa. Assim de repente, acho que são uns oito ao todo. ) Hoje em dia é uma realidade, ou pelo menos devia ser! A segurança dos aquecedores é muito melhor do que há uns anos atrás. No caso de ficarem a aquecer "a seco", ou por qualquer motivo esse controle não actuar, e para aqueles que dispõe de controle electrónico, desligam o fornecimento de corrente à resistência, evitando assim a sua avaria. Isso acontece quando se atingem os 32ºC sensivelmente, se não estou em erro. Sei que li isso algures, mas não tenho dados concretos para poder comprovar. Voltando ao caso do meu Fluval que tenho avariado, não experimentei se ele desligava por segurança térmica ou não! Fui a tempo de verificar que a temperatura apenas estava elevada demais, por volta dos 29ºC, e que não desligava. Simplesmente retirei-o de serviço. Também acho "apelativo" ter um ecrã digital a indicar a temperatura e as "luzinhas" a indicar o estado de funcionamento do aquecedor,mas uma coisa é certa: quanto mais "gadgets" pior! Não esquecer que o aquecedor é uma peça que está sujeita a uma temperatura interna elevada para o bom funcionamento dos componentes electrónicos! E quanto mais componentes,mais será o seu aquecimento e hipótese de avarias. No caos dos aquecedores, quanto mais simples melhor! Uma simples lâmpada/led indicativo do seu estado é o suficiente. Nada melhor que o hobby partilhado por toda a família. Cá por casa, "peguei" o bichinho dos aquários à Maria desde que ela deciciu aturar-me, e agora ela é pior que eu! Em qualquer canto mete um aquário. Nas crianças, e sempre disse isso, é uma forma inteligente de lhes incutirmos responsabilidade e respeito pela natureza. Além disso é uma forma de os "obrigar" a estudar com gosto! Sim, estudar! Na aquariofilia é preciso saber matemática, química, física, biologia e línguas! Muita já me arrependi eu de ter estado distraído, ou menos atento, nestas aulas, no meu tempo de estudante... A minha reacção quando vi pela primeira vez uma foto dum "bicho" desses: Que trambolho!! Pode ser bom, pode ser preciso, pode ser fiável, mas é feio como tudo! Quando o tive nas mãos, ( atenção aos pensamentos menos próprios ), ainda fiquei mais assustado: as fotografias fazem milagres! O tradicional, redondo e comprido é o melhor. Desempenha o seu serviço e não dá azo a comentários do estilo: " É pá! Tens um coiso esquisito! " ( Atenção de novo aos sorrisos marotos! Não estou a referir-me a isso!" ). Agora acho que vou dormir, que já não estou a dizer coisa com coisa. Mas antes vou fazer umas Tpa´s nos aquários cá de casa. Cumps.
  7. Boas Estamos aqui para nos ajudar mutuamente. De onde tiraste a impressão de que gosto de Eheim ? Em relação ao aquecedor, só tenho uma sugestão: Jager! Cumps.
  8. Boas Sem dúvida um óptimo começo. Os meus sinceros parabéns! Praticamente já te responderam às perguntas que colocas-te, mas mais virão. De certeza! Só vou dar o meu contributo em relação à filtragem, e aqueles que me conhecem, quer pessoalmente ou apenas de me "ler" no monitor, já sabem qual é a minha resposta: Eheim! Estou mais que satisfeito com os que tenho, e não são assim tão poucos! Doze no total, desde a série Classic, Ecco, e Pro. Para um aquário deve-se utilizar o filtro que melhor se adequa ao tipo de fauna que temos, ou desejamos. A regra das 5 vezes a capacidade do aquário é muito relativa! Tudo depende da carga biológica que ele tem que suportar. Uma das minhas "regras" é: quanto mais melhor, não caindo no exagero. Mas há excepções! Exemplo: tenho um aquário de apenas 200Lts, com 2 filtros 2217 e um 2229. Total de circulação de água, segundo o fabricante: cerca de 3000Lts/hora. Muito acima do é "recomendado". Motivo? É um aquário com Cíclideos Africanos! No caso do teu aquário, ficas bem servido com um Eheim ecco pro 120 - 2032, para aquários desde 60 a 130Lts. Vantagem desta série: baixo consumo energético! São realmente muito poupadinhos! Qualquer filtro da Eheim é fácil de ferrar, e extremamente silencioso. A série ecco pro mal se ouve! Tenho um no meu quarto, e sei que está a funcionar porque vejo o movimento da água na superfície. É praticamente inaudível! Limpeza ou manutenção: rápida e simples, desde que estejam equipados com torneiras. Acessórios? Os sufientes. Peças de reposição: encontram-se sempre, mas não vais precisar de praticamente nenhuma. Sei onde estão dois filtros Eheim a funcionar há mais de 15 anos, sem um único problema! Isso quer dizer alguma coisa. Não quero de modo algum dizer que as outras marcas não "prestem", mas Eheim é Eheim! Sei que alguém vai discordar de mim, mas é a minha opinião, e cada um tem direito à sua. Agora queremos é ver esse projecto ir para a frente! Cumps.
  9. Boas Assim depressa e de repente encontrei 30: Lista Cumps.
  10. Boas Como o prometido é devido: Afinal não sou só eu que me queixo com falta de t€mpo,,, A tampa terá que ser bem isolada, devido às humidades normais no aquário. Material utilizar: mdf hidrófogo ou contraplacado marítimo. Este último é muito mais resistente. As dobradiças num ápice vão ficar com vestígios de ferrugem devido às humidades, a não ser que consigas comprar dobradiças em aço inox 316. E mesmo assim! Com o passar do tempo vai ser cada vez mais difícil abrir a tampa, devido à oxidação das dobradiças. O recorte de 1,5 cm é boa ideia, mas se calhar vais ter de colocar um fio de silicone, de modo a prender a moldura ao vidro do aquário. Ao abrir, e devido ao peso da tampa, vai ter tendência de levantar a moldura na parte da frente, isto se não for colada. Tens também de contar com o espaço que a tampa ocupa depois de aberta. Segundo o desenho são 20cm. Esse é o espaço, com mais uns centímetros, que tens de deixar de folga do vidro de trás até à parede, para quando a abrires não teres de a estar sempre a segurar. Podes colocar os balastros dentro da tampa, desde que fiquem muito bem isolados electricamente! Isso vai ser um quebra cabeças... Se colocares por fora terás de passar quatro cabos com três condutores cada, se a ligação for a mesma que te indiquei no outro tópico. São ao todo 12 fios! Parece difícil mas não é assim tão mau. Essa secção de perfil aguenta perfeitamente, desde que as soldaduras sejam bem feitas. Para seres "melhor atendido" entra em contacto com o Membro António Violante. Estruturas de ferro é com ele. E como vais fixar o acrílico à estrutura? Colado? Com parafusos? Pode ser que te fique barato, mas no final é capaz de compensar forrar com madeira mesmo. Podes ver aqui. Neste caso a estrutura é em madeira, mas serve de exemplo. E quando começas a colocar isso em prática ? Cumps.
  11. Boas Vou ler com calma, para depois enumerar todos os erros . Logo mais para a noite deves ter o relatório completo da minha análise. Cumps.
  12. Boas Logo vi que andava por aí uma "confusão eléctrica". Só não explico aquilo que eu não sei, e mesmo assim vou à procura de respostas. Mais redução de trabalho só se ficar a dormir o dia inteiro! Aumento de salário ao patrão? Se eu soubesse quem é! O subsidio de desemprego não vai sofrer aumentos tão cedo... Entre afazeres pessoais e procura do tal patrão, arranja-se sempre um tempo para dar uma ajuda a quem precisa. O saber não ocupa lugar, e transmitir conhecimentos nunca fica mal a ninguém.
  13. Boas Mestre só se for de obras, e ainda não tirei o doutoramento na IBM, ( Introdução aos Baldes de Massa ). O tempo disponível também não é o desejado, por essa razão as resposta não são dadas com a brevidade desejada. O problema de colocar o temporizador entre o balastro e a lâmpada não se prendo com o facto de ele, balastro, aquecer! Estamos a falar de tensões e frequências diferentes. Se assim fosse, para que serviria o balastro? Ligava-se a lâmpada directamente à tomada! Aqui tinhas outro problema: a lâmpada tem quatro pólos para serem ligados, nas tomadas há só dois! Isto ignorando o fio terra. Balastros duplos funcionam com duas lâmpadas. Sempre! Se uma falhar, o balastro corta a corrente para a outra. A ligação é sempre feita em série, e como o próprio nome indica, se um dos elementos da série falhar, esta deixa de ser uma série, para ser um circuito aberto. Logo deixa de funcionar. Pegando na imagem abaixo: que é um esquema de ligação de um balastro duplo a duas lâmpadas, e fazendo uma ligeira edição para que se entenda o quero dizer quando falo em série: Podes imaginar o trajecto da corrente à saída do balastro para as lâmpadas. Sai do pino 1 para o pino 1 da lâmpada, fio azul, e volta do pino 2 da lâmpada para o pino 2 do balastro. Sai do pino 3 do balastro para o pino 3 da mesma lâmpada, fio amarelo, e sai do pino 4 dessa lâmpada para o pino 4 da segunda lâmpada. Desta sai do pino 3 da lâmpada para o pino 4 do balastro. Em seguido sai do pino 5 do balastro para o pino 1 da 2ª lâmpada, fio vermelho. Retorna do pino 2 da 2ª lâmpada para o pino 6 do balastro. Depois repete-se o ciclo. Agora interrompe um dos fios!, por exemplo um dos azuis! A corrente já não passa. A isto chama-se uma ligação em série. Por esta razão disse que não podias colocar o temporizador entre o balastro e a lâmpada. Nota: na realidade não é bem assim que se passa, porque estamos a falar de corrente alterna, e não corrente contínua. Mas para perceber o que é uma série, pode-se dizer que a corrente segue de "x" para "y". Se pretendes 4 lâmpadas, podes optar por dois balastros duplos. Acendes duas a duas. Agora se quiseres acender uma a uma, terás mesmo de ir para quatro balastros simples. Qualquer dúvida apita. Posso demorar a responder, mas respondo. Cumps.
  14. Boas Que grande confusão que para aqui vai!! Temporizador entre o balastro e as lâmpadas? Nem pensar... Controlar independentemente duas lâmpadas com um balastro duplo? Pior ainda... A solução que tens, e pelo que me pude aperceber é a seguinte: Compras dois balastros simples, duas lâmpadas e respectivos suportes e dois temporizadores. Ligas cada lâmpada ao seu próprio balastro, e ligas cada conjunto ao seu respectivo temporizador. Só assim consegues controlar as lâmpadas independentemente. Agora o sitio onde colocar os balastros: Ou colocas dentro da tampa, ficando estes sujeitos a humidade, e passas dois cabos com três fios cada, ( fase, neutro e terra) dos temporizadores, um para cada conjunto lâmpada/balastro Ou colocas os balastros fora da tampa, resguardados da humidade, e passas dois cabos com quatro fios cada um, para so suportes das lâmpadas. Qualquer dúvida apita. Cumps.
  15. Boas Sim, metes para o lado do símbolo do relógio. O outro é quando queremos ligar as luzes, sem que esteja no período que seleccionaste para estarem ligadas. "Passa" por cima do relógio temporizador e liga as luzes. Cumps.
  16. Boas Pelo que me apercebi, deves ter um interruptor num dos lados do temporizador. Esse botão tem duas posições. Deves ter na posição errada! Uma das posições é um bypass ao temporizador, ou seja, está sempre ligado. A outra posição passa pelo temporizador, ligando/desligando o que está ligado a ele, conforme a posição das patilhas. Cumps.
  17. Boas Regra geral os condensadores dos secadores de roupa são em alumínio. Mas o que o Vitor Franco est´s mais que correcto. Essa água está contaminada com produtos químicos. Cumps.
  18. Parte II - "A recuperação do termostato" Como o prometido é "devidro", e antes que se parta, cá vão as fotos: - Os vários componentes do termostato. - A razão pela qual o termostato não aquecia. uma das extremidades da resistência soltou-se do seu respectivo terminal. Na foto já com terminais novos. - Resistência colocada dentro do tubo de vidro exterior. - Ligações feitas, já quase tudo montado. - Com o auxílio de um lubrificante, a borracha de vedação entra facilmente. - Apenas falta colocar a "rodinha" que permite regular a temperatura. Antes disso há necessidade de calibrar o termostato. Como? Simples! Coloca-se o termostato dentro de um recipiente com água fria, saída da torneira. Deixa-se repousar por uma hora, de modo a que o termostato fique à mesma temperatura que a água. Liga-se o termostato à corrente, e com o auxílio de um termómetro vai-se vigiando a temperatura. Quando a luz avisadora apagar, verifica-se a que temperatura está a água. Se não estiver dentro da escala da "rodinha", neste caso entre os 16ºC e os 32ºC, ajusta-se, de modo a que fique dentro destes valores. Quando isso acontecer, colocar a rodinha indicadora da temperatura, fazendo coincidir com o valor lido no termómetro. Em seguida aparafusar a "rodinha", e finalizar a montagem do termostato. Seguem as fotos: - Recipiente para o teste. Nota: Qualquer semelhança com esta jarra e a que estava na minha sala com flores é pura coincidência... - Água fria colocada no recipiente. Nota: A jarra que estava na sala com flores continua lá, portanto não pode ser esta... - Início do teste. Termómetro e termostato ligado à corrente. Agora é esperar até que a água aqueça. Nota: As flores que estão na jarra na sala têm uma disposição diferente! Devem ter sido os gatos que andaram lá a mexer! São umas pestes estes gatos.... Aqui começaram os problemas! Logo que o termostato foi ligado à corrente, começaram a surgir uma bolhas de ar a sair da parte de baixo do vidro, que iam subindo pela água. Ainda pensei que tivesse modificado o termostato de tal modo que agora também desempenhava a função de bomba de ar! Uns segundos a reflectir no assunto, e a ver as bolhas a subir, e desliguei o termostato. Vamos lá ver o que aconteceu! - Vestígios de água no interior do termostato! Este já era... - Uma pequena fissura na base do vidro do termostato! Pensamento imediato: "Aqui há gato!". Não foi preciso pensar muito. Cá por casa há dois! Está resolvido o mistério. De qualquer modo serve a intenção, e espero que este post possa contribuir para algo. Cumps. Nota: A jarra utilizada neste teste, além de não ser a mesma que está na sala, não sofreu qualquer tipo de atentado à sua integridade física.
  19. Boas Não vou comentar o tópico, mas vou comentar esta última foto. Que diferença tem esta que postei, da que tens no teu post? Nesta não se vê bem? Diferença entre uma e outra: A "minha" tem 576x768 pixels. A tua tem 3648x2736 pixels ... Estás a pensar em mandar imprimir a foto no tamanho A2??? A "minha" ocupa no servidor 72,3Kb. A tua ocupa 2,50MB ... São só 2,43MB de desperdício e a "minha" ócupa menos 97,18% que a tua!!! No espaço que ocupa a tua, podes colocar 34,5 fotos iguais à "minha" ... E vês o que interessa na mesma!!! No inicio deste sub Fórum, "DIY's" está um anúncio, ou tópico, com o título: " ><> ><> LER ANTES DE COLOCAR NOVAS MENSAGENS <>< <><". Se lá está é por alguma razão... Este "aviso", ou melhor comentário, serve para todos... Cumps.
  20. Boas Já tem a ferrugem limpa, e amanhã já fica de novo a trabalhar. O antigo proprietário não cuidava muito bem daquilo... Depois vou ter a honra, o prazer e a pouca vergonha de o entregar ao respectivo dono! Uma destas noites quando for tomar café aí abaixo com vocês . Cumps.
  21. Boas Os agradecimentos da gerência. Agora vou buscar as botas galochas, De tanto me babar está quase um metro de altura de líquidos aqui na sala . Agora só falta mesmo arranjar o termostato e "rectificar" o pequenino erro que está no vídeo .
  22. Boas Eu respondia mas depois tinha que me sancionar a mim próprio por desrespeito à boa educação . Um fórum serve mesmo para isso Troca de conhecimentos Ajuda mútua Exposição de ideias Cada um "dá" aquilo que pode
  23. Boas Os aquecedores da "Treta" até pode ser que nem estejam a aquecer. O da Jager só não está calibrado. Podes calibrá-lo sem problema nenhum. Está explicado no manual como se faz. Nos modelos "antigos": Nos modelos mais recentes: Depois desta operação feita, o Reajuste, a temperatura indicada na rodinha é igual à temperatura real. Pode haver um grau de diferença, tanto para cima como para baixo, mas isso é perfeitamente aceitável. Cumps.