Luís Fortunato

Membro Veterano
  • Posts

    6,479
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1
  • Country

    Portugal

Everything posted by Luís Fortunato

  1. Boa tarde. Não sou a pessoa mais experiente com Axolotls, mas no verão, mesmo as temperaturas subindo para valores de 28~29º C, desde que seja por poucas semanas, eles aguentam bem... Nessa altura, deves é tomar mais cuidado com as condições biológicas do aquário, pois maior temperatura vai significar um maior metabolismo por parte do animal, logo mais amónia, e também menos Oxigénio. Atenção que é uma espécie protegida pela convenção CITES. Quando o comprares, faz questão que te passem o número CITES dele. Mesmo que tenha sido criado em cativeiro... e espero bem que seja, porque no habitat natural, tanto quanto saiba, já estão praticamente extintos. Espero ter ajudado. Cumprimentos Luís Fortunato
  2. Olá novamente José. Quando falas que todas têm controladores, que permitem programar diversos tipos de ondulação, referes-te apenas às bombas da TMC, ou também às da Jecod? Já agora, se não é indiscrição, quanto é que pagaste pelas bombas de circulação? Se quiseres, envia-me essa informação por MP. Cumprimentos Luís Fortunato
  3. Olá Ivo. Antes de mais, para te podermos ajudar e sugerir equipamento, convém que nos digas que tipo de corais e peixes é que desejas manter no aquário. É que pensar em equipamento para um aquário, seja ele de água doce ou salgada, baseando-nos somente nas dimensões do mesmo, não adianta de nada... é que dependendo do que queiras manter, para um aquário desses tanto podes gastar uns 750€, como podes pagar à volta de 2500€. Por isso, quando dizes que tens um orçamento de 270€... isso é para quê? Para algum equipamento em específico? Ou para a totalidade do equipamento? É que se for para o equipamento todo, então vais ter que poupar mais algum... porque 270€, compras o escumador (e não vai ser nada de jeito) e eventualmente o termostato. E ainda te ficam a faltar: - Bomba de retorno (à volta de 70~80€) - Bombas de circulação (desde uns 50€ até uns 400€, dependendo do que queiras) - Iluminação (aqui é um mundo... podes gastar uns 200€, mas é basicamente só para veres os peixes, ou então até uns 2000€ se quiseres algo já à séria) E depois ainda tens aquele tipo de equipamento que podes pensar que é facultativo, mas que na realidade fazem toda a diferença a nível de estabilidade do aquário, tipo o osmorregulador/controlador de nível (mais uns 50€, pelo menos). Por isso, como podes ver... água salgada não é a vertente mais barata do hobby da aquariofilia. Também não precisas de vender um rim para teres um aquário de água salgada em casa... mas se estavas a pensar em valores de 270€, então tens de te informar melhor :/ Cumprimentos Luís Fortunato
  4. Boa noite. Aparentemente, o equipamento que pretendes colocar parece-me ser bom... resta apenas saber se o que vais pagar pelo material, se não consegues arranjar de outras marcas, com a mesma ou melhor qualidade, e mais barato. Por exemplo, tenho a ideia que a nível dos escumadores, que a Deltec é igual, ou mesmo melhor que os da TMC, e para equipamento equiparável/mesma gama, a Deltec é mais barata. As bombas de retorno e de circulação... eu creio que são da Jecod. Não te ficará mais barato se as comprares dessa marca? Falta só perguntar-te uma coisa em relação a equipamento... Iluminação? O que estás a pensar colocar? Já vem com as AquaIllumination? Se sim, quais modelos? Eu iria para a AI Hydra52 HD, ou se quiseres melhor dispersão de luz, usaria duas Hydra26, mas ficam-te mais caras que uma Hydra52. Cumprimentos Luís Fortunato
  5. Olá. Só para te "acalmar" um pouco... essee líquido vermelho não é mercúrio, mas sim querosene/álcool corado. Mercúrio tem uma cor metálica "normal" prateada. Hoje em dia os únicos termómetros de mercúrio que se podem utilizar são os para laboratório. Já nem para uso hospitalar os podes usar. Em relação às esferas, sim são de chumbo e fizeste bem em as aspirar. Apesar de ser um metal pesado e potencialmente perigoso, não te preocupes que para te causarem problemas no aquário teriam de ter ficado dentro de água bastantes meses... Cumprimentos Luís Fortunato
  6. Olá. 1) Eu recomendaria fazeres duas furações de pelo menos 40mm. O retorno, qualquer coisa acima dos 22mm é suficiente. Obviamente, que tudo isto vai sempre depender da bomba de retorno que uses. Se usares pura e simplesmente, uma bomba que te faça 2000 l/h, e isto na horizontal... na realidade vais ter um caudal real muito mais baixo, tipo 500 l/h. E para isso, se calhar um furo de 32mm para escoamento, seria suficiente. Mas dadas as dimensões do aquário, eu recomendaria sempre o que já disse: 2x40mm e apenas 1x22 ou maior para o retorno. 2) Vai depender sempre do que queiras ter na sump. Se for o essencial: filterbags, escumador, termostatos e bomba de retorno, até é demais... não precisas dessa altura toda. A maior parte dos escumadores funciona com alturas de água entre os 20 e os 25 cm. Daí que uma sump com 35~40 cm de altura de vidro seja mais do que suficiente. Obviamente que podes sempre trabalhar com mais altura de água, e elevares o escumador. Vais ganhar volume no sistema. Mas dado o tamanho do display (aquário de cima), teres mais 50 ou 100 litros de sistema, se calhar não vale a pena. E não te esqueças de duas coisas importantes... quanto maior a altura de um aquário, por norma, mais espesso deve ser o vidro; e quanto mais alto for a sump, mais dificuldade terás para fazer a sua manutenção, e eventualmente retirar equipamento lá de dentro (já vi umas, que precisavas de ser um ás do tetris para tirar o escumador de lá de dentro :) ) 3) Em relação ao resto do material para as tubagens, o que posso recomendar é uma casa de pvc's. Na Amadora tens a Eurotubo. Se não tiverem, podes sempre encomendar... convém é que saibas bem o que queres. Não te esqueças que grande parte dessas casas não chama às peças os mesmos nomes que nós lhes chamamos. Mais longe, mas que se eles não tiverem, dificilmente mais alguém terá, é a asc (http://www.asc.pt/asc/poliresine.html). Em relação à coluna seca, deves pedir a quem te construir o aquário, que te a cole logo. Depois podes tu fazer o pente para a coluna seca com um pedaço de PVC onde farás a furação facilmente. Mas por norma, quem te fizer o aquário, também te faz/vende toda a tubagem para pores o sistema a funcionar. Cumprimentos Luís Fortunato
  7. Olá Tozé. O Twinstar e o drop-checker estão o mais baixos possível, para receberem o mínimo de luz, e consequentemente, ganharem menos algas greenspot :) Quanto a fazerem sombra ao tapete, é praticamente desprezável a luz que roubam. O musgo estava a roubar muita mais. Abraço Luís Fortunato
  8. Boa noite. Há já algum tempo que não colocava aqui nada... Hoje foi dia de poda (à grande!!), e ficam então com uma fotografia apenas de como ficou :) O musgo já estava muito grande, e a roubar o protagonismo ao tronco. Por isso deixei só uns farrapos, que daqui a uns meses, hão de estar com o mesmo tamanho :) Cumprimentos Luís Fortunato
  9. Olá novamente. Se estivermos a falar de Sabella sp. e os vulgares espirógrafos (pequenos e totalmente brancos), não serão considerados pragas. Atenção que para mim, praga é algo prejudicial para o aquário e/ou os seus habitantes. As pragas mais comuns, serão as algas, e por exemplo, as Aiptasia. Agora... há muita gente que gosta de chamar “pragas” a seres vivos que não fazem mal nenhum aos nossos peixes/corais, pura e simplesmente por se reproduzirem em catadupa, e eventualmente se tornarem inestéticos e/ou ocuparem espaço dos nossos corais. Um caso bastante conhecido, são as Xenia. Mas não é por aí que se lhe deva chamar pragas. Obviamente que se não as formos recolhendo de ao pé de alguns corais, eventualmente elas evitam que esses mesmos corais se propaguem, e que eventualmente até possam matá-los por falta de luz, ou mesmo guerra química. Agora, em relação a espirógrafos e ofiuros, nunca vi nenhum aquário, nem sequer li ou ouvi relatos que pudessem ser considerados “pragas malignas”. Cumprimentos Luís Fortunato
  10. Olá novamente. Certo... mas a esse tipo de animais, chama-se detritívoros. Espécies filtradoras, são as que conseguem retirar nutrientes directamente da coluna de água (os mais conhecidos são os corais, esponjas e as macro-algas), ou então os que se conseguem alimentar de pequenos organismos da coluna de água, como o plankton (corais também, amêijoas, poliquetas são os mais conhecidos). Cumprimentos Luís Fortunato
  11. Olá PauloPedros. Os ofiuros não são animais filtradores. Ele “aparecem-te” no filtro, porque eles gostam de sítios bastante confinados, para se refugiarem de eventuais predadores (peixes grandes, anjos, borboletas, etc...). Eu sei que não tens esses peixes... nem deves, mas se olhares com atenção, também deverás ter bastantes refugiados no meio da rocha viva. Não te preocupes com isso. Só te posso é recomendar que continues a fazer a limpeza das bombas, para evitar que eles possam morrer lá dentro, e eventualmente entupam ou mesmo danifiquem as bombas. Se à noite apontares uma lanterna à rocha, deverás vê-los muito mais facilmente. Cumprimentos Luís Fortunato
  12. Olá. Ermitas não vai fazer grande coisa a essas algas. Parecem-me ser diatomáceas... normalíssimas de aparecer num aquário recente. Principalmente se começaste com rocha morta. Não te querendo desmoralizar, ainda vais passar por mais tipos de algas: verdes filamentosas, cianos e/ou dinoflagelados. Só acho que não devias ter a rocha assim tão espalhada ao nível do "chão". Aproveita agora que ainda não tens muitos corais, para fazeres construções com elas. Deves é escová-las bem, nas zonas que queres unir antes de usares qualquer tipo de cola, porque senão, a cola não vai aderir à rocha, mas sim às algas, ou outro qualquer filme biológico que se forme à superfície da rocha. O ideal será escovar as rochas num recipiente com água retirada do aquário. Água essa que irás deitar fora depois, obviamente. Não te esqueças também, que quando usas epoxi para colar, sejam corais ou rocha, deves sempre limpar o escumador previamente, pois eles ficam desregulados. Espero ter ajudado. Cumprimentos Luís Fortunato
  13. Aqui seguem duas fotografias... feitas com o telemóvel :) Considerações... a precisar de uma valente poda!!! Cumprimentos Luís Fortunato
  14. Ainda tenho de as colocar no frio :) A ver se este fim de semana sai alguma coisa. Abraço Luís Fortunato
  15. Obrigado :) Cumprimentos Luís Fortunato
  16. Olá malta. Deixo só uma de perfil... para não dizerem que nunca mais actualizei isto :) Cumprimentos Luís Fortunato
  17. Boa tarde. Em relação à Scalare, do que tenho visto feito por eles, não tenho qualquer tipo de queixa. Podem é não ser os mais baratos... O aquário ter furos e coluna, significa que te orçamentaram o aquário para poderes trabalhar com uma sump por baixo do aquário. Ganhas em quê? Mais espaço para os peixes e corais, e facilidade nas manutenções, que podem praticamente ser só feitas a nível da sump. Por norma, fura-se o aquário em baixo, e faz-se uma coluna-seca com um pente, para no caso de faltar a electricidade, o mesmo não esvaziar completamente. Um dos outros motivos, é conseguires minimizar o ruído da água a cair para sump. Se fosse simplesmente um tubo, iria fazer bastante mais barulho. Dizes que vais trabalhar com um escumador na parte detrás do aquário... podes ser mais específico? Já sabes que escumador é que vais colocar? É que se vais ter uma sump por baixo do aquário, mais vale esqueceres esse tipo de escumador hang-on, e trabalhares com um escumador interno (normal) que por norma são bem mais eficientes. Em relação à iluminação, o mais importante são os corais. Eles é que vão ditar o que deve utilizar a nível de tipo e potência de luz. Se dizes que tão cedo não vais dedicar-te aos corais, o que te posso então recomendar, é que uses o mínimo de luz possível. Acho que podes perfeitamente utilizar uma calha de 90cm com pés extensíveis. E isso encontras facilmente na net. A nível de cor, escolhe qualquer coisa entre os 10000 e os 15000 Kelvin. A potência, o mais baixo possível... também para evitares algas. Se forem fluorescentes, algo entre os 40~60 Watt é mais do que suficiente. Cumprimentos Luís Fortunato
  18. Boa tarde. A primeira planta, não é aquática... aguenta uns tempos submersa, mas não indefinidamente. Agora não me vem o nome à cabeça... só me consigo lembrar da Hemigraphis colorata, que também é um dos maiores bestsellers de plantas não aquáticas... para aquário :/ Edit: a mim parece-me ser uma Fittonia... e basta procurares no Google, para veres que é uma planta de interior, e não aquática. Em relação à suposta "eleocharis"... ela estava submersa? Ou apenas à beira da água? É que a maior parte das Eleocharis que a gente encontra em Portugal, apesar de habitarem zonas de humidades elevadas, não são aquáticas. Quanto muito são palustres (simplificando, raízes dentro de água, e folhagem fora de água). Cumprimentos Luís Fortunato
  19. Olá. Em relação às Xenia, isso ou são variações de parâmetros da água, nomeadamente, temperatura, ou então, algum bicharoco a passear de pé em pé. E sinceramente, estou mais inclinado para a segunda hipótese, pois se a causa fossem as variações de parâmetros, todas as Xenias se ressentiriam. Cumprimentos Luís Fortunato
  20. Olá novamente. Continuamos sem saber qual o tamanho do aquário que queres montar, e muito menos quais os equipamentos... o único que descreveste com detalhe foi o filtro da Boyu. Que na realidade não é isso que queres. Uma coisa é um filtro interno, outra é uma bomba de circulação. Sê mais concreto. Cumprimentos Luís Fortunato
  21. Olá de novo. Rapaz... tens de perceber uma coisa importante. Aqui ninguém tem obrigação de responder aos outros. Aliás, se não respondem aquilo que queres, não tens de reagir assim... Ainda para mais, a dares pontos negativos aos posts... Enfim... Mas que mais é que queres que façam? Queres que te digam marcas?!? Para quê? Achas que é dizermos o que para nós são as melhores marcas de equipamento para aquários tropicais vai ajudar alguma coisa? Nada... Eu já te deixei uma data de links com tópicos sobre aquários da nossa costa. Já te deste ao trabalho de os ler? Já tiraste conclusões em relação aos equipamentos, técnicas e tamanhos de aquários utilizados? Aparentemente, não... caso contrário não estarias sempre a fazer as mesmas perguntas. Se o teu sonho é teres um aquário da nossa costa e não queres ter trabalho a investigar sobre isso, se calhar o melhor é ires a uma loja e pedires que te orçamentem isso... mas depois não te assustes com preços, ou pior, se te impingirem coisas que não precises. Tens de perceber que aqui no Fórum, ninguém sabe tudo. E se não respondem aquilo que queres, mas sim com mais perguntas, se calhar é para teu bem... e igualmente para o bem dos animais. Por isso, e mais uma vez, vai ler... não faças perguntas à espera que te apresentem resultados, pura e simplesmente. O que está escrito na minha assinatura não está lá há dois dias... Mas há uns bons 8 anos... Por alguma razão será. Os fóruns são excelentes face a outros meios de partilha de informação, tipo o facebook, onde tudo é bastante volátil. Tu podes perguntar o que quiseres em grupos de FB... mas será que passado um mês consegues ainda ter acesso à informação? Se calhar até podes... mas não é fácil. Por isso, e mais uma vez, vai pesquisar... Tens de perceber que uma pergunta pertinente é questionares-nos qual escumador é melhor: um Deltec 1456 ou um Bubble Magus G7? E não fazeres o que estás a fazer, que é: que marcas são boas? Isso não tem resposta!!! A gente nem sabe que tamanho de aquário queres manter... Cumprimentos Luís Fortunato
  22. E este aquário? Ainda existe? Ou já o desmontaste?
  23. Actualiza lá o tópico... há 25 dias que não pões aqui nada
  24. Olá. Antes de mais, bem vindo ao Fórum. Em relação às tuas dúvidas, realmente um aquário de água salgada da nossa costa não é muito comum, no entanto, não signifique que não se consiga fazer. Primeiro de tudo, tens de perceber que há certos equipamentos e técnicas essenciais para a manutenção de ambientes aquáticos em cativeiro. O mais importante de todos, será o efeito de diluição. Qualquer aquário que seja, mesmo o tanque central do Oceanário de Lisboa, é um infinitésimo daquilo que é a natureza. Daí que seja quase que obrigatório, "proteger" o nosso aquário de tudo o que advém de trabalharmos com sistemas fechados e de volumes pequenos. Bem... mas vamos lá tentar despachar isto, que é como quem diz, explicar-te sucintamente o que necessitas para manter um aquário de água salgada, seja ele da nossa costa, ou tropical: - Volume de água: aqui é fácil, quanto maior, melhor. Não só tens mais espaço para os peixes e demais animais nadarem e crescerem, como o efeito de diluição é maior, e logo, o aquário tornar-se-á mais estável. O grande senão, é que quanto maior o aquário, mais caro se torna. - Equipamento essencial: há muita gente que não usa A ou B, e prefere usar C ou D, ou trocar mais água, ou ter menos peixes, ou evitar certas espécies... mas na minha opinião, há certos equipamentos que são essenciais: 1) Iluminação. Aqui é um mundo. Podes ter desde a coisa mais fraquinha que serve só para veres os peixes, como podes optar por iluminação bastante forte e específica para manter certos tipos de corais. Para o caso do aquário da nossa costa, recomendo-te usares luzes fracas com temperaturas de cor a rondar os 10000 Kelvin e optares por corais mais fáceis como anémonas. 2) Circulação. Tudo bem que vais optar por espécies inter-tidais, mas não deves descurar esta parte. Recomendo-te usares uma circulação, de pelo menos 10x o volume do aquário. 3) Escumação. Este é dos factores que mais gente descura. Gostam muito de usar "desculpas" como: não tenho grandes corais, só tenho peixes resistentes, dou pouca comida, isso vai lá só com trocas de água, etc... Para mim, a escumação é das partes do equipamento mais importantes para um bom sucesso do aquário. Com isto também não quero dizer que ou compras logo um escumador de 1000€, ou não vai funcionar. Dependendo do aquário, tens escumadores desde 100€, e estou a falar de preços de material novo. Se conseguires comprar em 2ª mão em bom estado, os preços então caiem por aí abaixo. 4) Temperatura: Aqui é o grande busilis da questão... Apesar de haver muita gente a manter cabozes, camarões, às vezes até nudibrânquios e lebres do mar em aquários com temperaturas acima dos 15º C, não quer isso dizer que seja o ideal para eles. Até podem sobreviver durante anos... mas será que é o ideal para eles? Não se esqueçam que lá por os animais ficarem horas a temperaturas acima dos 30º C, não quer dizer que fiquem lá eternamente. No teu caso, o ideal seria tentares manter o aquário enter os 17 e os 20º C. No verão vai ser complicado :/ 5) Osmorregulação: Este é daqueles que a maior parte, principalmente ao início, gosta de descurar um pouco. "Ah, e tal... isso eu reponho todos os dias". Tudo bem... e quando quiseres ir de fim de semana? Ou de férias? Compreendo que ao início, estar a investir num osmorregulador, para fazer uma tarefa tão simples, possa parecer um gasto desnecessário. Mas 99% das pessoas após colocarem o sistema a funcionar, e verem que a única coisa com que têm de se preocupar é manter o depósito com água... te vão dizer o mesmo: "um osmorregulador vale todos os cêntimos que paguei por ele. É um descanso". No teu caos, podes pensar: "mas eles nas poças, à medida que a água vai evaporando, a salinidade aumenta". Certo... mas nós temos várias marés por dia, e também ninguém te garante que os animais que ficaram nas poças nesta maré baixa, sejam exactamente os mesmo que irão ficar na próxima... A salinidade não é tão importante em relação aos peixes... mas já com os invertebrados, recomendo-te em pensares a médio/longo prazo em teres uma solução automatizada para o controlo da salinidade. - Aditivos: Aqui, acho que devias pura e simplesmente cingir-te às trocas de água (de preferência com água do mar) e a alimentares os animais. - Trocas de água: Neste capítulo, vai depender muito... de muitos factores!! Basicamente, de tudo o que te escrevi em cima: Da quantidade e tipo de animais no aquário, do equipamento, etc... Para teres uma noção, o que te recomendaria, seria trocares a água numa base de 15~20% semanais. Mas esse é um capítulo, que eu costumo mais dizer: "não se ensina, aprende-se..." E a nível do básico... acho que já te expliquei o essencial. A partir daqui, tens de ser tu a "queimar pestanas", que é como quem diz... tens de pesquisar por ti próprio. Lê muito, não leias só uma coisa e penses que é a verdade absoluta. Não sabes... pergunta. Mesmo que te respondam "não", ou "não sei". Em aquarioiflia, mais vale levares uma nega e não fazeres, do que inventares e correr mal... Bem... a única coisa que te queria só dizer, é que deves pesquisar mais. Dizes que procuraste e só encontraste a falar sobre aquários tropicais. Eu em menos de 1 minuto encontrei diversos tópicos aqui no Fórum, sobre aquários da nossa costa: Infelizmente, muitas das imagens têm os links quebrados, mas ainda consegues retirar muita informação. Espero ter ajudado. Cumprimentos Luís Fortunato
  25. Olá Ismael. Obrigado... mas a culpa é essencialmente da máquina e da objectiva :P Em relação aos camarões, os Carbon, como não poderia deixar de ser, reproduzem-se que nem coelhos. Em relação aos CBS, esses é que ainda não vi nada... Mas eles também são poucos (4 ou 5) e até à data, ainda não vi nenhuma fêmea ovada. Mas eu continuo a trocar a água à bruta e a fertilizar do mesmo modo, e não tenho tido quaisquer problemas. A ver se lá para Setembro introduzo mais uns quantos CBS's para ter massa crítica :) Cumprimentos Luís Fortunato