Sign in to follow this  
Fernando Leite

Roteiro Português de locais Uteis para Aquariofilia

Recommended Posts

Vivas a todos ! Bem o tema da semana foi sugerido pelo Tomás e como me pareceu uma ideia bastante engraçada foi logo aceite ! 8)8)8)

Passo a explicar:

 

O tema desta semana refere-se aos locais e zonas do nosso Portugal onde se possam ir buscar à Mãe Natureza tudo o que seja util para usarmos nos nossos aquarios incluindo ornamentos, comida viva,etc...

 

Pretendemos por isso com este debate fazer um Roteiro Nacional de Norte a Sul do pais (incluindo as ilhas :D ) de habitat´s uteis para a aquariofilia.

 

Então é o seguinte:

 

:wink: Nome do Local (localização exata no pais) :multi:

 

;) O que se pode apanhar ( troncos, pedras, artémia, sei lá tudo o do que se lembrem !!! ) :multi:

 

:D Se possivél juntar fotos de quem já lá esteve e imagens do que apanhou. :multi:

 

:D Combinar possiveis encontros ou visitas a esses locais :multi:

 

Entusiasmados ?

 

Bora lá fazer o roteiro então ( se ficar uma coisa 5 estrelas podemos torna-lo inamovivel por tempo indeterminado :wink: )

 

Bom... E agora só falta como é claro anunciar oficialmente o tema :lol::lol::lol:

 

Debate desta semana é:

 

"Roteiro português sobre locais utéis para a aquariofilia - Tomás Mendes"

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ok posso começar por uma descoberta recente

 

Ontem andava a "caiaquar" pelo Zêzere, entre a Barragem, de Castelo de Bode e Constança e em todo o troço encontravam-se Cabombas (não eram Myryophyllum) a florir e às carradas.

 

Local: Rio Zêzere

Espécie: Cabomba sp.

 

Deixo já agora outro para os Açorianos

 

Local: Lagoa das Sete Cidades

Espécies: Egeria sp. e Junco (bom para lagos)

 

Local: Lagoa Azul (Sintra)

Espécies: Potamogeton sp., Egeria sp, Myryophyllum sp.

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olás,

 

Então cá vai a minha pequenina contribuição...espero que não me estraguem o "paraíso". :)

 

Nome do Local: Palácio de Queluz

 

O que se pode apanhar: Dáfnias grandes e gordas (e as bixezas habituais que estão junto), (G a m b u s i a s) [b][color="#FF0000"] Espécie inserida no DL 565/99.[/color] [url="http://http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showannouncement=6"]Lista de espécies cuja venda é proibida em Portugal[/url][/b] e (A z o l a) [b][color="#FF0000"] Espécie inserida no DL 565/99.[/color] [url="http://http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showannouncement=6"]Lista de espécies cuja venda é proibida em Portugal[/url][/b] - lentilha-de-água.

 

Combinar possiveis encontros ou visitas a esses locais: Todos os Domingos e feriados, de manhã ou antes das 14:00 -> bilhete gratuito ;)

 

Uma pequena amostra:

Pic_2151_4.jpg

 

Nome do Local: Barragem do Rio da Mula (Sintra)

 

O que se pode apanhar: Areão de rio, vermelho, e Ameijoas de água doce (quando a barragem está vazia).

 

Nome do local: Lagoas perto da base aérea de Sintra (recta da "Granja":?:, ao lado da CERCITOP)

 

O que se pode apanhar: Artémias de água doce enormes (muito raras, só as vi uma vez), peixes grandes (percas-sol, achigãs...), Nenúfares e bastantes espécies de plantas aquáticas. Também havia camarões, mas acho que acabaram...

 

 

Cumps,

Nuno Reis

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas...

 

E eu a pensar que era um assunto discreto, aparece o meu nome por todo o lado :P .

 

Local: Praia das Avencas (Situa-se na Parede entre a praia da Parede e a de S. Pedro)

 

O que se pode apanhar: Calhaus com fartura (sem precisar de ir ao banho), várias espécies "salgadas" - listagem: http://students.fct.unl.pt/users/ghb10213/zoologia/ desta e doutras praias.

 

Fotos de visitas (realizadas pela escola FLG):

 

- http://www.esflg.edu.pt/olhar_terra_busca_...otos_saida1.htm RECOMENDO

- http://www.esflg.edu.pt/olhar_terra_busca_...otos_saida2.htm

- http://www.esflg.edu.pt/olhar_terra_busca_...otos_saida3.htm

 

Combinar visitas? Quantos são, eu preferia às lagoas de sintra mas se quiserem ir a este local, sou dos primeiros a inscrever-me :P .

 

E como nem tudo gira à volta da aquariofilia, se lá forem dêem um mergulho que a praia vale a pena! avencas.jpg

 

 

Um abraço

 

 

Anexo:

 

"RECOLHER SERES VIVOS... MAS COM PRECAUÇÃO!

 

A melhor altura para explorar uma praia é um pouco antes da maré baixa (esta pode ser determinada através de uma tabela de marés ou pela consulta da maioria dos jornais diários) . Numa praia rochosa é necessária muita atenção para encontrar representantes de todos os seres vivos que se pretende observar. Para além de reconhecer os animais agarrados à superfície da rocha (cracas, lapas, mexilhões, etc.), examina cuidadosamente as fendas e os buracos, onde poderás encontrar burriés, búzios, anémonas e caranguejos. Se existirem pequenas rochas soltas, vira-as para observar anémonas, caranguejos e cracas, mas no fim, torna a colocá-las no sítio pois os animais que se encontram debaixo delas, escolheram, deliberadamente, a sua parte inferior, uma vez que necessitam de abrigo e protecção.

Observa também as poças com atenção, elas albergam numerosas algas e formas de vida livre como pequenos camarões e peixes.

A reacção imediata de alguém que encontra algo de interessante é a de apanhar e levar para casa para melhor poder observar. Sempre que possível este comportamento deve ser evitado(...). Muito embora a maioria das espécies seja relativamente abundante, algumas são raras e, porque podem levar vários anos a atingir a maturidade sexual ou porque têm estações de reprodução restritas, podem ser particularmente vulneráveis a uma recolha exagerada. Se tiveres que recolher exemplares, tenta recolher o menor número possível. Pode ser tentador recolher organismos que à primeira vista parecem ser abundantes, mas na realidade, este pode não ser o caso e por isso deve ter-se o máximo cuidado.(...)

Se pretenderes recolher os exemplares, procura não afectar os organismos. Evita o sobreaquecimento dos recipientes onde os colocas, mantendo-os em poças de forma a que a temperatura não suba muito. Não os feches enquanto decorre a prospecção, mas apenas quando tiveres de os transportar. Junta água suficiente para que os organismos fiquem cobertos ou para que possam nadar livremente. Leva apenas os animais se estiveres certo de que os consegues manter vivos. Depois de os examinares coloca-os novamente no mesmo local de onde os removeste ou, caso seja impossível, procura um local com características semelhantes.

 

 

Adaptado de “Fauna e Flora do Litoral” de Campbell, A.

"

Share this post


Link to post
Share on other sites

Local: Lagoa de Santo André/Alentejo

 

O que se pode apanhar: Hydrocotyle sp.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Local: Serra de Sintra

 

O que se pode apanhar: Rochas e troncos para decorar o aquário, Musgos e fetos para o terrário.

 

Precauções: Para quem não conhece bem o local, mas conhecer bem, é conhecer bem mesmo, não aconselho a ir muito além das fronteiras da estrada, sob pena de se perder ou poder caír em algum sitio desconhecido.

 

Respeitem a Serra que é de todos nós, não exagerem nas quantidades que trazem, especialmente de musgos e fetos.

 

Fiquem bem!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas

 

Local -»Rio Vouga

O que se apanha lá -»montes de xisto quer à beira da estrada que é paralela ao rio quer na margem do mesmo.

 

P.S.: Estou a adorar este tópico! :wink:

 

Cumprimentos

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas...

 

Pessoal já que isto está a aderir pouco, que tal uma visita de campo? :P. Proponho lagoas de sintra ou local para recolha de espécies "com sal" (apesar de preferir a primeira...). Quanto são, e local que preferem?

 

Vá lá pessoal, para eu não ficar mal, este foi o tema que sugeri e até agora tem menos 5 vezes as mensagens dos outros :wink: . LoL..

 

Um abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas...

Vou explorar o Rio Douro (Gaia) e ver o que se pode encontrar por aqui... Assim q possivel eu conto tudo :wink:

Continuem... Este é o melhor topico de todos...

 

Parabens TOMAS !!!!!!!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Local: Lisboa, lago do campo grande.

 

Chancitos entre outras coisas :wink:

 

Tiago

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viva ! Embora não vá para ja contribuir com nada para o post a nivel de sugerir locais queria no entanto deixar uma pergunta em relação aos troncos que podemos apanhar por ai.

 

Eles devem ter algum tratamento especial antes de ir para o aquario, quero dizer algum tratamento extra a fazer em relação ao que fazemos aos que compramos nas lojas (ferver, deixar de mohlo, etc). ?

 

E já agora pode-se apanhar troncos quaisquer ? É que eu vivo perto de matas que têm na maior parte pinheiros e eu até podia-me aventurar-me a ir apanhar alguns troncos ou ramos mas não sei se vou fazer asneira !

Share this post


Link to post
Share on other sites

Salinas de Aveiro

 

Na visita que algum do pessoal aqui do forum fez a Aveiro para apanhar artémia :lol: pescaram-se alguns camarões e uns "guppys", um deles está no meu aquário. É muito bonito e adaptou-se muito bem à água doce :wink:

 

cumps

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem o André já disse tudo sobre a Serra de Sintra, inclusivé a advertência de quem optar por este local.

 

Respondendo à tua pergunta Fernando, o tratamento extra é o mesmo mas com mais freqência antes de colocares no aquário ( para os limpares/esterelizares bem). No entanto posso-te dizer o seguinte:

 

- apanha os troncos do chão e os mais secos possíveis que encontrares pois vão-te facilitar em muito a vida

 

- aconselho-te mesmo os pinheiros, pois os eucaliptos são muito resinosos e não "confio" neles

 

- por mais que os trates, quando os colocares no aquário eles vão fungar

 

- não stresses com os fungos. Dá tempo ao tempo, faz as TPA´s do costume ou até com mais frequência e nessas mesmas TPA´s aspira os fungos o melhor que puderes com a mangueira

 

- arranja ou Otocinclus ou o comum Pleco para te facilitar a limpeza. Estes peixes são grandes apreciadores da matéria que sai dos troncos. Isso não lhes faz mal e numa noite ficas espantado com o que limparam.

 

Os troncos que tenho vieram todos da Serra de Sintra e sempre me dei bem com eles.

 

André

Share this post


Link to post
Share on other sites
- aconselho-te mesmo os pinheiros, pois os eucaliptos são muito resinosos e não "confio" neles

 

Não concordo contigo... O pinho é muito mais resinoso que o eucalipto ...

 

:wink:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olás... Pois eu quando comprei os troncos para o meu aquario de 350 Litros tive também o cuidado de os deixar de molho uma semana e depois escová-los bem. No dia em que foram para o aquario ainda levaram com agua do chuveiro bem quente. Resultado passado uns 3 dias os troncos fungaram bowdownbowdown#cool .

 

Tive então de os retirar de novo (na altura ainda não podia por ottocinclos pois o aqua estava a ciclar) e fiz uma operação radical. enchi uma panela de agua, pus no fogão e esperei que a agua fervesse. Então com muita pachorrinha fui mergulhando as varias partes dos troncos na agua fervida. No mesmo dia voltei a po-los no aquario e nunca mais apareceram fungos (entretanto meti os ottocinclos que realmente são espetaculares :shock: )

 

Quanto aos troncos das matas pois na verdade o que mais se vê pelas minhas bandas são pinheiros e eucaliptos e o que me metia mais medo de os usar era de facto a resina :wink::lol: Além de que é necessário tirar a "casca" e mandar umas machadadas para aquilo ganhar uma forma engraçada. Vou experimentar e apanhar alguns e depois ponho fotos.

 

As fotos da salina que o João referiu podem ser vistas aqui:

 

http://www.aquariofilia.net/forum/viewtopi...pic.php?t=20296

 

Podias João também mostrar ai uma fotita do peixe que apanhas-te. bowdown

 

 

Lembrei-me agora também de sitos porreiros para apanhar pedras para um aquario Malawi e não só que são as praias de falésia quer no Litoral Alentejano (praia da Zambujeira do Mar) quer no ALgarve (praia da Quarteira) pois lembro-me de ver por lá montes de calhaus grandes, medios e pequenos muita fixes para por no aquario.

 

A erosão molda as pedras de maneira bastante engraçada e ficaria bonito num aquario tipo Malawi... digo eu... :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas...

 

Tenho vários troncos de sobreiro:

 

Deixo 2 semanas de molho (isto não é necessário mas se não se fizer, a água vai ficar amarela, o que não é prejudicial mas pode tornar-se algo feio)

 

Escovo bem

 

Nunca me fungaram.

 

Já que ninguém se chega à frente, sugiro uma visita às lagoas de Sintra no próximo fim-de-semana. Talvez Sábado antes do almoço. Que dizem? Querem este local, querem este dia e horário?

 

Um abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

As raizes de videira teem umas formas espectaculares, tenho uma ha mais de 3 anos no meu comunitario.

Devia de ter guardado mais quando o meu tio arrancou as videiras :cry:

 

se alguem souber um sitio onde estejam a arrancar ou podar as vinhas avisem :lol:

Share this post


Link to post
Share on other sites

oix!

aqui para os lados de castelo Branco podem-se encontrar diversas plantas, entre as quais a que o domingos leitão citou (penso eu, uma vez que não estava com ele em constancia) e outra que me parece ludwigia (não dev ser, mas eu não percebo muito de plantas), troncos de todas as formas, feitios e tamanhos, peixes ((P e r c a - s o l) [b][color="#FF0000"] Espécie inserida no DL 565/99.[/color] [url="http://http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showannouncement=6"]Lista de espécies cuja venda é proibida em Portugal[/url][/b], achigas, (G a m b u s i a s) [b][color="#FF0000"] Espécie inserida no DL 565/99.[/color] [url="http://http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showannouncement=6"]Lista de espécies cuja venda é proibida em Portugal[/url][/b]), cagados, etc, etc, ja que esta zona é bastante rica em rios (tejo, ocreza, etc) podem-se tambem apanhar lagostins (vermelhos) e caracois. ha ainda muita fauna que não consegui identificar.

 

belo topico

abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hotrodder,

 

Vou aí muitas vezes. Há uns anos lembro-me da minha avó apanhar lagostins e os assar :wink: . Mas este ano fui ao local do crime e não encontrei nem um mas sim tudo poluído. Podias indicar-me localidades exactas?

 

Um abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

oix!

os lagostins podes apanhar na zona do ocreza a caminho das sarzedas(o ano passado apanhei uma femea com crias),,ou então na barragem da marateca, aí são aos pontapés, pelo menos o ano passado eram. se um dia quiseres vir dar uma volta por aqui (ja que explorar caminhos não deve ser o forte das pessoas da zona) diz qualquer coisa (o mesmo serve para os outros :wink: )

ah!os Bm´s estão em crescimento

 

 

 

abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

A minha contribuição.... não recolhi esta especie mas tive a oportunidade de ver.

 

Local: Lagoas perto da base aérea de Sintra (junto a CERCITOP)

 

Espécies: Lagostins de água doce.

 

Também vi duas cobrinhas aquáticas se alguem desejar.... cobrinhas verdadeiras, eram finas, mas são dquelas que gostam de agua... (cobras mesmo) nada de kuhlies.... LOL :roll:

 

As outras especies que já vi foram descritas.. quanto a localização é logo a primeira à direita, a da esquerda (ambas junto a estrada) está vedada, mas tem muitos peixes e uma tartaruga tb pude ver...

 

Infelizmente já não há camarões!

Share this post


Link to post
Share on other sites

tambem tenho verdemãs (isco para o achigã :roll: ), são optimos limpa fundos um pouco timidas mas assim que ponho comida no aquario la veem elas, ja as tenho ha quase 3 anos e estão bem, cresceram, mas nada por ai alem, gosto muito delas mas infelizmente o riacho onde as apanhei secou :?

 

Se alguem souber aqui na zona de sintra ou mesmo na margem sul onde se pode apanhar eu agradecia.

 

vou tentar por as que tenho a temperatura ambiente e com areia no solo a ver se se reproduzem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

boas,

 

Local: Rio Douro perto da Régua

 

Espécie: Ceratophyllum demersum, muito grandes (0.50-1m)

 

se alguém conhecer mais alguma coisa aqui para o norte dá jeito :D

cumps

Share this post


Link to post
Share on other sites

ois!

hoje fiz varias coisas que não devia

 

1º baldei-me as aulas para ir passear

2º fui passear sozinho para o meio do mato (isto nunca se faz)

3º não disse a ninguem onde ia (isto muito menos)

4º recolhi flora aquatica de um ribeiro (isto é proibido)

5º esqueci-me de levar a maquina fotografica :twisted::arrow::arrow:

 

 

mas agora que o mal ja esta feito, isto foi o que eu colhi (se alguem identificar agradeço

 

algum genero de echinodorus, tinha uma haste com flor (e tem)

 

IMAG0080.jpg

 

parece-me se ludwigia, alguem me consegue confirmar ou corrigir?

IMAG0079.jpg

 

esta ainda vou confirmar no aquahobby, acho que esta la

IMAG0082.jpg

 

esta vinha agarrada à echinodorus, pareceu-me riccia e por isso trouxe, mas não é, observei com mais atenção, porque faz aquele emaranhado como a riccia, mas as folhas não são bifurcada, são direitas

IMAG0084.jpg

 

esta penso ser a que o Domingos Leitão viu em Constância, tem 3 folhas diferentes(sim, é a mesma planta)

 

esta que parece a da cabomba (submersa)

IMAG0088.jpg

 

esta tambem submersa (alias aqui estão 2)

IMAG0092.jpg

 

e esta emersa

IMAG0094.jpg

 

desculpem a qualidade, mas maquinas digitais :roll::lol:

muitas funções para gajos limitados

 

abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na jardim Amalia, que fica no cimo do Parque Eduardo Setimo, mesmo ao cimo da feira do livro...tem um parte com o que me parece ser echinodorus e outras que não consegui identificar...pena não se poder apanhar...mas fica o passeio para quem lá quiser ir visitar.

 

 

E nada de estragar o jardim :wink:

 

Outra colheitas é a zona do Oeste que fica bem perto de Lisboa e que na altura de seguinte á colheita da uva costumam ser arrancadas algumas videiras...se pedirem os donos dão e fazem trocos para o aqua lindos.

Quase todos os meus vieram dai.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sign in to follow this