jacjac

.Membro Ausente
  • Content Count

    310
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Portugal

Community Reputation

19 :)

About jacjac

  • Rank
    Hiper Membro Júnior
  • Birthday 07/11/1992

Contact Methods

  • MSN
    joaoafonsocunha@hotmail.com
  • Mail
    joaoafonsocunha@hotmail.com

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Lisboa (Lisboa)
  • Localização
    Massamá
  1. jacjac

    jacjac

  2. Isso aparece quando dás comida a mais ou filtragem inadequada. Se for o que eu estou a pensar, peixes pequenos comem esses vermes.
  3. Quando trocares a água não uses água diretamente da torneira. Ou usas um condicionador ou deixas a água repousar 24h.
  4. Obrigado pelos comentários. Se fosse hoje a montagem, fazia umas alterações ao hardscape... Aliás, estou na dúvida se não faço esta alteração ou monto um aquário novo, daqui a uns tempos. É que ainda é uma alteração considerável e acho que é mais fácil montar tudo de raiz do que andar a alterar. Realmente está uma selva, e difícil de controlar... ando sempre a podar.
  5. Boas, Há quanto tempo está o aquário montado? Pela foto não dá para perceber grande coisa. A minha sugestão é tentares descobrir o que está em falta (ou excesso) no teu aquário, seja fertilização, luz ou CO2. E uma vez, que não tens Co2 pressurizado, usares a luz como fator limitante, em vez de qualquer um dos outros nutrientes. Faz testes. De qualquer das maneiras, uma vez que só tens valisneias, podias retirar o Co2 caseiro (que tem muitas oscilações que não são boas) e provavelmente fertilizar só com micros é suficientes. Aumenta nas TPA's para tentar remover a maior parte das algas. Aumenta a circulação no aquário e tenta plantar mais e mais denso.
  6. Boas, O aquecedor está atrás do tronco. Eu também não percebo nada de aquascaping... é o meu primeiro aquário plantado. Quanto aos troncos... é possível que chamem demasiado atenção.Mas eu gosto de hardscape que se veja. Como ja disse, se este não fosse o meu primeiro aquário provavelmente teria optado por algo mais wild, o que iria enconder mais os troncos. Mudanças para o futuro... Agora é ver como este desenvolve .png' alt=':biggn:'>
  7. Baixa o ph (de forma gradual e "natural" aka sem químicos). Aponta para os 6.5. Os escalares preferem e como bonus a amónia é muito menos tóxica.
  8. Boas, Aqui vai uma actualização: Mudei ligeiramente o lado direito... rodasaquarium, a ideia é mesmo por uma planta mais robusta, mas ainda não sei qual. Por enquanto está com hemianthus micrathemoides à frente, e rotala rotundifolia atrás. Ambas podadas esta semana. A unida que não foi podada foi a myriophilum tuberculatum e está do tamanho que se vê. Continua a faltar acrescentar as anubias nana/petit, mas em época de exames, todo o tempo é pouco. Aguardo críticas!
  9. Boas, Já tive algumas algumas espécies de apistos e, pelo menos os mais comuns, não considero uma espécie difícil de manter ao reproduzir. As informações estão na net sobre a maior parte das espécies, é uma questão de reproduzir os parâmetros e ter peixes de qualidade. Para mim o maior problema no que toca aos apistos é a falta de espaço e tempo que requerem. Actualmente só tenho um casal de Apistogramma Panduro, e tenho uns juvenis filhos do casal. A reprodução é simplesmente ter um casal (que não se matem de preferencia), um tanque bem estruturado e durezas baixas, e ir baixando o ph. Esta parte não dá trabalho quase nenhum. O problema é os alevinos.. Não que seja dificil, mas tens de fazer artémia ou outra comida identica durante uns 3 meses. E isto varia de especie para especie; os que tenho atualmente acham-se finos e recusam flocos. Já os pais são manhosos para os comer... Claro que com um bocado de treino vai lá, mas ainda assim perdes muito tempo. Mas estas chatices é que dão piada as coisas.. quando vés que "fizeste crescer" um peixe com 1mm, até uns 3-4cm cheio de cor. Os preços andam nos 15-30€ para as espécies mais comuns(preço casal). Se fores para peixes mais raros os valores sobem...
  10. Como já foi dito e usa a técnica do sabão. Ou então tens produtos próprios para detectar fugas, não muito caros. http://www.plantedtank.net/forums/showthread.php?t=137245#post1390286 Este tópico também tem maneiras de testar fugas. Para mim foi bastante útil para ter a certeza que não tinha fugas entre a botija e o regulador.
  11. Boas, Inicialmente a minha ideia era fazer algo mais selvagens.. mas como não tenho muita experiência no que toca a plantas resolvi optar para algo mais "tradicional" e um layout com mais cor. Mas já tenho ideias para uma futura mudança (futura porque agora quero ver como isto desenvolve). Echinodorus talvez só as que têm folha mais pequena.. porque as outras são muito grandes para o tamanho do aquário. A zona que gosto menos no aquário é o lado direito, na zona atrás do tronco.. a transição com a Hemianthus micranthemoides acho que não é a melhor. E a Myriophyllum tuberculatum ocupa muito espaço para a zona que é. Não dá para ter mais que 3-4 pés.
  12. Duas semanas depois está assim: Está a ficar com algumas algas, mas as plantas parecem estar todas a crescer.
  13. Boas, Isso são anubias e pela foto não dá para perceber, mas não deves enterrar o rizoma no substrato. Boa sorte
  14. Eu não usava um filtro mochila num aquário com esse tamanho. Vais ter circulação em metade do aquário e na outra metade parado.