tat

.Membro
  • Content Count

    866
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Portugal

Everything posted by tat

  1. Olá Miguel, Parabéns pelo post, está bastante interessante. No entanto surgiu-me uma questão. Defendes que uma das medidas a adoptar para evitar algas, é a mudança frequente de aguas. Compreendo perfeitamente, basicamente pretende-se fazer um "reset" dos nutrientes, evitando fertilização excessiva. Mas por outro lado, apontas também que as variações constantes de CO2, contribuem em muito para a proliferação de algas. É aqui que surgem as minhas maiores duvidas, pois parecem-me dois factores contraditórios, num aquario low tech. Num aquario sem injecção de CO2, as TPAs, vão induzir um spike de CO2, precisamente contribuindo para as algas. Pelo menos é o que diz Tom Barr: Qual a tua experiencia com aquarios low-tech? Qual o regime de fertilização e TPAs que segues? Cumprimentos
  2. A bem dizer, tu acabaste por te corrigir a ti próprio, começaste por indicar que era um "peixe inofensivo", para a seguir já o classificar como "moderadamente pacíficos". Também posso ter escolhido mal as palavras, ao classifica-lo como extremamente agressivo. Seja como fôr, fiquei a conhecer uma nova especie de peixe, agradeço-te por isso. Mesmo se nesta fase, não o venha adquirir para evitar qualquer risco de conflito, fica na short-list para futura aquisição. Cumprimentos e boa semana
  3. E sabias que se pesquisares por 'pope francis is a alien', encontras 848,000 resultados? Ainda há mais gente a achar que o Papa é um alien, do que a acharem que os guppies são agressivos... É pá, respondeste de uma forma agressiva, e arrogante, nem vale a pena continuar. Boa semana para ti.
  4. Obrigado! Kribensis está fora de hipotese, acho que nao se adaptariam ao estilo do meu aquario, que é tipo sul-americano. Escalares é uma alternativa interessante, se bem que receio que a sua convivencia com os discos que aqui habitam, poderia nao ser a melhor. Não, nunca tive. Baseio a minha opinião no que li na net. Por vezes corre tudo ás mil maravilhas e é um peixe muito pacifico, outras vezes é um verdadeiro demonio. Os peixes têm a sua personalidade, e por tu aparentemente teres tido sorte, não quer dizer que outros a tenham. Podes conferir alguns dos testemunhos Fonte: http://tinyurl.com/gkr6tr8 Obrigado pela ajuda de qualquer forma.
  5. Não é que seja inestético. No entanto torna-se chato andar todas as semanas andar a remover a maldita erva. Mas principalmente, tenho as plantas com carências evidentes. E nem são plantas exigentes, falo de anubias ou valisnerias. Parecem ter carência de ferro. Não tenho a certeza nas creio que a lemna minor poderá estar a absorver os nutrientes todos da coluna da água. ...
  6. Obrigado pela correção gramatical Miguel. Relativamente as Jordanella floridae, thanks but no thanks. Extremamente agressivos, não é peixe que se aconselhe para um comunitário..... Te garanto que não existem tantos peixes assim a comer esta planta, que se tornou uma praga. Vou continuar a minha busca.
  7. Usam-se skimmers em aquarios de agua doce? Qual a utilidade desse aparelho? funciona como um filtro interno? Pois.... Estou a ver que é a unica hipotese. Mas é incrivelmente dificil, tens de estar sempre em cima. É que aquilo tem um crescimento exponencial, cada trevo dá origem a mais 3, ou algo assim. É considerado praga em muito lado.
  8. Boas, Estou farto de ter sempre a superficie do meu aquario com esta planta flutuante. Falo da lemma minor, este trevozinho: Tenho um aquario razoavelmente grande, com 300Litros, e por mais que tente, nunca consigo remover todos os trevos. Fica sempre algum escondido, e quando dou por mim, já tenho o aquario tapado novamente. É quase praga. Sabem de alguma forma para erradicar isto? Eu sei que os peixes de agua fria comem isto, mas e em aquario de agua quente (28ºC), que alternativas tenho? Obrigado
  9. Boas, Tenho este belo discu, com um buraco numa barbatana como podem observar. É algo que creio já ter algum tempo, muitas semanas creio, mas que lentamente tem vindo a piorar. Reconhecem pela fotografia, a origem do problema? Serão parasitas externos? Obrigado Foto:
  10. tat

    O Refugio das Tylos

    Boas, Não tenho alimentado as tylos, tenho-as deixado raspar livremente o vidro, e comer outros restos disponíveis no aquario. Entretanto experimentei a dar-lhes a habitual rodela de courgette, e como bem podem ver, gostam bastante!
  11. tat

    O Refugio das Tylos

    Boas, Hoje foi o dia da introdução das amigas tylos no aquario. Seriam 6 tylos, mais 2 neritinas para dar uma ajuda com as green spot. Supostamente seriam 6 tylomelania orange, mas acabaram por vir (se não estou em erro) 5 orange, 1 Patrichalis e uma "bébé", com menos de 1cm Como companhia no aquario, terão 2 neritinas red spotted, 1 horned e 1 clython corona. Infelizmente as cascas delas podiam estar em muito melhores condições. Tenho esperança, que no neste refugio preparada com elas, melhorem substancialmente o aspecto das suas cascas. Para tal vou adicionar calcio na forma do Decalcit, e tenho uma casca de choco por baixo de uma pedra.... Bem, mas como o pessoal curte é fotos, aqui ficam elas! A primeira, uma das tylo orange, como podem ver, parece-me que aquela casca poderia estar bem melhor (ou será mesmo assim?) : Esta Tylo Orange, tem cerca de 5cms, com muito bom aspecto, mas parece-me que lhe caiu a ponta da concha, nao termina em bico. Aqui anda ela explorando os arredores: Esta tem a casca bastante escura , mas parece-me em óptimas condições: Esta aqui, tem perto de 4 cms, e parece ter carencias acentuadas de calcio na casca: Aqui outra, a passear no vidro (4cms), na minha opiniao, aquela casca também já teve melhores dias.... A pequenina tylo orange (será mesmo), talvez nascida pelo caminho, com uns 0.5cms se tanto! A intrusa, a Tylo Patrichalis, com uns generosos 6 cms, mas muito parada..... Tylo Orange 5 cms - a mais exploradora! E para o fim, a foto da belissima neritina clython corona: Por hoje é isto Depois conto partilhar os hábitos de alimentação das bichas. Qualquer comentário é muito bem vindo!
  12. tat

    O Refugio das Tylos

    Boas Micro, Quantas tylos tens? Tens um aquario só para elas? Como tem sido a criação? Com que frequencias e quantas "crias"? Relativamente ás plantas, o que tenho lido, é que se as tylomelania forem alimentadas, com aquelas pastilhas de fundo, courgete, ervilha, por exemplo, não vão tocar nas plantas. Ou seja, se tiverem de barriga cheia, não querem saber de roer plantas. Assim, é isto que quero experimentar. Desconfio que o feto de java vai sofrer um bocado, mas vamos ver
  13. Boa noite, Decidi criar este tópico para partilhar convosco a minha primeira montagem, para invertebrados. A ideia é mesmo partilhar muitas ideias, mostrar fotos, e receber opiniões. Então é assim, vi recentemente umas tylomelanias (rabbit snail em inglês), e fiquei obcecado por este caracol, tão especial. De tal maneira, que decidi montar um aquario apenas para elas, onde espero criar as condições ideias para elas. Se tudo correr bem, espero também fazer criação. Assim sendo, vou receber na proxima semana 6 Orange Tylomelania, que se juntarão a 4 neritinas que por aqui andam a encher tudo de ovos O setup erá: Dimensões: 55 x 35 x 35 Volume: 65 Litros Iluminação :Calha de 120LED/m Filtragem : Eheim 2211 , com aneis ceramica, esponja azul e lã vidro Areão : Areia de Filtro de Piscina Aquecimento : Termostato de 100W Decorações - 1 Tronco Red Moor wood - 1 pedra calcaria apanhada na Serra de Aire e Candeeiros Flora : Feto Java, Lotus e Lemma minor Fauna - 3 Neritinas - 6 Orange Tylomelania Previsto: TPAS: De 3 em 3 semanas de 30% da capacidade Suplemento: Decalcit e casca de choco no fundo. Parametros: KH=4dkH PH=7.5 GH=7dGH Ca=60ppm É isto, espero que gostem e claro, qualquer tipo de opinião é bem vindo. Panoramica Geral:
  14. Não creio. Após alguma investigação concluí, que até uma femea sozinha coloca ovos. Ainda no outro dia, troquei impressões com um gajo, que me jurou a pés juntos, ter uma unica neritina sozinha há mais de um ano num aquario, e que ainda assim coloca ovos. Não são é obviamente fertilizados. Diria que estás com os parametros do teu aquario, nuns nívies que inibem as posturas. Talvez sal a mais? Será?
  15. Esta é uma duvida que eu tenho. Já li que uma femea sozinha, nao coloca ovos. Em teoria, num aquario com 20 neritinas, todas femeas, nunca deverias ver um unico ovo. Carece de confirmação..... Pois, isto é algo que também gostaria de aprofundar..... Há quem diga, que é possível distinguir pela concha. Muitas duvidas, muitassss duvidassssssss
  16. Muito interessante o seu relato, sobre a reprodução do caranguejo Sesarma rectum! Muito trabalho na fase inicial, naqueles primeiros 18 dias, mas claramente acabou por compensar Relativamente ás neritinas, tenho lido que não são hermafroditas, nem sequer semi-hermafroditas, sendo por isso necessário um macho e femea para a reprodução. Quer isto dizer, que se colocarmos no nosso aquário, apenas machos ou fêmeas, nunca vamos ter postura de ovos? Qual o período máximo que poderá decorrer desde a fertilização até á postura dos ovos? E finalmente, quão difícil é fazer o dimorfismo sexual destas especies de caracóis.? Obrigado
  17. Muito interessante. Não sei se estão de acordo, mas na minha opinião, o desafio passa então por identificar dentro das neritinas, quais as que são reproduziveis em aquario (seja ele doce, semi-salgado ou salgado). Feita então esta identificação, passaríamos á fase de triagem. A escolha da espécie com um padrão interessante, tamanho razoavel e que seja possível obter caracois desta espécie.... Sem aprofundar muito mais, parece-me que já temos duas especies candidatas: Neritina Virginea Neria fluviatilis ou Theodoxus fluviatilis Walther, tens experiencia na reprodução de Neritinas?
  18. David, Creio que não entendeste do que estamos a falar. O medidor de consumo que estás a falar, é algo trivial, já se vende há 3 ou 4 anos em qualquer AKI ou Lidl. Tem interesse sem duvida, principalmente pelo seu baixo custo, mas não é comparavel, há solução de controlo de consumo que o tmiravent está a falar.
  19. Não tenho a a certeza de estar a perceber, tu tens estes 3 componentes, que são mostrados no video? - a pinça - o hub - o monitor
  20. Muito interessante tmiravent! Estou precisamente á procura de uma coisa dessas. Já tinha visto os serviços de uma empresa Portuguesa, que vendo algo similar, com uma pinça, e multiplos medidores individuais. Disponibilizam depois os consumos numa pagina web, aconselhando inclusivé, o melhor plano e potencia. Mas era um produto que custava 150€, um balurdio. Depois, andei a investigar a http://www.currentcost.com/ , que é algo parecido ao que mencionas. Chegaste a ver este current cost? Apenas dá para medir directamente no quadro? Não dá para fazer medições por tomada? Dá para passar a info para o PC, e fazer uns graficos engraçados? Suporta tarifas bi-horarias? O wifi tem bom alcance? Obrigado!
  21. Como muito bem o Walther disse, as neritinas não são todas iguais. Na verdade, existem umas 30 ou 40 especies de neritinas. O desafio será encontrar uma especie que seja mais facil de reproduzir, como é o caso da Fluviatilis, como relatou o Rui Monge, no tópico que deixei!
  22. Alexandre, curte só este tópico que descobri: Criação de Neritinas Portuguesas! http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showtopic=98813 Muito interessante. O unico problema que lhes vejo, é serem tão minusculas, Mas podem ser uma excelente alternativa a considerar.
  23. Olá Alexandre, Após fazer mais um pouco de pesquisa, e ter percorrido em detalhe os links que deixei acima, estou quase convencido, que isto é um projecto quase impossível de realizar. Os relatos que considero credíveis, juntamente com o estudo académico, são coerentes, e destaco o seguinte: 1- A postura das neritinas é facil de acontecer, mas elas não gostam de concentrações muito altas de salinidade 2- Os indices de salinidade são um factor chave para conseguir a oclusão dos ovos. Os valores ideis rondarão os 10-15ppm. É crucial um densimetro, para controlar este parametro 3- Garantidas as condições ideais, não é dificil eclodir os ovos, e nos varios relatos, chega-se ao ponto de se conseguir observar as larvas planktonicas na água (com ajuda de lupas ou microscopios). 4- É praticamente impossível conseguir fazer crescer estas larvas planktonicas. Em todos os relatos mais detalhados, estas criaturinhas sucumbiram por volta dos 20/30 dias, acredita-se por falta de alimento. Um dos tópicos, é concluido de uma forma que sumariza bem o grau de dificuldade que estamos a falar: Em resumo, creio que isto pode ser um projecto para durar muitos meses, mesmo anos, e com perspectivas de sucesso, muitissimo baixas. Espero não te ter desanimado
  24. O primeiro passo, é de facto conseguir que as meninas ponham ovos. No meu aquario comunitario (330L), nunca foi problema. Pelo contrario, sempre foi uma chatice. No aquario onde as tens, manténs as condições que indicaste acima: ? pH - 7.4 , NO3 - 10mg/l , NO2 - 0MG/L , KH - 3ºd , GH - entre 3 e 6ºd Que tipo de sal estás a adicionar?