AGA

Membro
  • Posts

    1,486
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Portugal

2 Followers

About AGA

  • Birthday 08/18/1968

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Setúbal (Setúbal)
  • Localização
    Setúbal

Recent Profile Visitors

3,835 profile views

AGA's Achievements

Newbie

Newbie (1/14)

0

Reputation

  1. O equivalente em volume ao 2217 é o 2028, por isso o 2217 é "melhor". Eu tenho um 2128 (igual ao 2028, mas termofiltro) há mais de 10 anos e sempre a bombar. Há uns anos substituí os tais o-rings interiores, mas nem era assim tão necessário (aquilo deve ter custado uns 2-3 euros). O único inconveniente é o preço... De resto também tenho cá um classic e é grande máquina (menos prático apenas, mas nada que assuste). Se estiveres para comprar o 2026 pondera o 2028, pois a diferença de preço não era muito grande e a diferença de capacidade de filtragem é significativa (os consumos penso que sejam idênticos, pois o filtro varia essencialmente no volume) Eu se estivesse para comprar e não quisesse dar o dinheiro que custa o 2028 em vez de comprar um 2026 comprava o 2217 (não tens as mariquices mas tens o mais importante) Cumps
  2. Pois, dependendo da quantidade de comida e peixes, também colocaria a hipótese de amónia. Um aquário de 18 litros é muito difícil. Basta que a colónia de bactérias tenha um problema e é fácil desequilibrar-se. Mas também pode ter sido alguma doença que não foi detectada. (alguma bactéria que atacou os peixes e para a qual não tinham desenvolvido defesas) Cumps
  3. Já tive SAE (diferente de CAE) e não eram agressivos. Controlavam bem esse tipo de algas, mas também já li relatos de experiências menos boas. Parece-me que tens aí peixes que também podem comer esse tipo de algas (sem certezas). Se for o caso, talvez dando menos comida eles não tenham outro remédio... Cumps
  4. Os riscos do kH demasiado baixo são os de flutuação do pH com alguma facilidade. Se a memória não me falha, não é aconselhável ter kH abaixo de 3. Se adicionares bicarbonato faz isso lentamente. Cumps
  5. Esquece o JBL, nada que o bicarbonato não faça. (no fundo deve ser um kH plus, fundamentalmente à base de bicarbonato) Mas não deves necessitar de nada disso, tal como eu previa pela tua localização, as água por aqui normalmente não têm kH muito baixos. (só para ciclideos africanos é que podemos ter de adicional alguma coisa e ainda assim, depende) Cumps
  6. Boas. Não faças intervenção, de estar a adicionar isto ou aquilo, já. Verifica primeiro qual é o pH da tua água à saída da torneira (depois de repousar umas horas). Possivelmente isso está relacionado com o substrato que adicionaste. Se os peixes se aguentaram, continua a fazer umas TPA´s (eventualmente de 2 em 2 dias) para ver se esse pH estabiliza em valores um pouco superiores. Caso daqui a uma semana ou duas os valores continuem realmente baixos (e o pH da torneira seja concordante) e se os teus peixes necessitarem de pH um pouco superior, podes facilmente subir um pouco o kH (consequentemente pH) com bicarbonato de sódio (à venda nas superfícies comerciais por cerca de 0,60€/250 g) Não me parece que vá ser necessária essa adição, mas pode ser que a tua água da torneira não seja o que eu estou à espera. Cumps
  7. É um sal, mas não é o Cloreto de Sódio; é um dos componentes do fermento não biológico. (com aquecimento o carbonato liberta CO2) Há à venda nos hipermercados, eventualmente na secção com coisas relacionadas com bolos, etc. Cumps
  8. Por acaso tenho a ideia que a superfície para fixação de bactérias é menor que algumas massas filtrantes, mas agora não tenho valores. (isto pode não ser incompatível com essa questão dos poros reduzidos, pois é, efectivamente, uma característica dos zeólitos). Só tens de os substituir se quiseres que eles continuem a reter essas moléculas (basicamente a fazer filtração química). Se os mantiveres eles continuam a servir de suporte para bactérias. Cumps
  9. Deixa estar os zeólitos, pois já estão colonizados e mesmo que ainda estejam a adsorver alguma coisa, não o vão fazer para sempre. (os zeólitos são mais porosos que quais cerâmicas? tens valores?) Com a adição de peixes vais ter mais nitrato. Cumps
  10. Provavelmente já sabes, mas o profito tem micros e potássio, mas não tem nitratos nem fosfatos. Podes ter que dosear esses macronutrientes. (isto se notares desequilíbrios, claro)
  11. Boas. Se tens muitas plantas e se forem de crescimento rápido, é possível que estejam a consumir todo o nitrato. Podes adicionar nitrato, potássio e eventualmente fosfato. Ferro e outros micronutrientes também devem ser bem-vindos. Espera por mais opiniões pois eu percebo pouco do tema... Cumps
  12. Pois, nesse caso também não dá (poço está no mesmo "saco", não é controlada...) O problema dessas águas é que estão muito sujeitas ao que vai acontecendo.
  13. Parâmetros de plantados terás de ir ler na secção indicada, como já te disse não estou à vontade para aconselhar sobre o assunto. De qualquer forma, talvez necessites de kit de fosfatos e depois de preparar um fertilizante de nitratos, eventualmente fosfatos e também potássio (esse é mesmo necessário). Deves ter um de ferro e depois os micronutrientes. (o pessoal dos verdadeiros plantados doseia tudo em separado) Mas vai ler à secção indicada, pois há recomendações relativas a concentrações de nutrientes, fertilizantes e certamente dicas para os tais tapetes. Prepara-te para ter algum trabalho A água da mina tem controlo regular? (na minha opinião isso é sempre arriscado, acho preferível água da torneira)
  14. Faz diferença, mas não faz milagres. A fertilização e controle da qualidade da água são muito importantes. Eu nunca tive muita paciência para isso e neste momento nem é esse o meu aquário principal. Bem controlado também ajuda a manter o pH da água em determinados níveis, mas tu por esses lados já deves ter pH aceitável. Por outro lado, com discus, a prioridade não sei se serão as plantas (devido às temperaturas) Mas olha que eu neste campo não estou muito à vontade para dar conselhos!
  15. Um filtro UV não tem nada de especial... o mais tecnológico no equipamento deve ser a lâmpada. (tem também um balastro...) Tenho um de 9W e um de 36W. O de 36W deve estar a necessitar de uma lâmpada, mas não tenho tido tempo para verificar se é esse o problema. Na altura achei que os filtros estavam com uma boa relação preço/especificações. Não me arrependi. Os filtros também têm uma boa relação custo/benefício. Eu já ajudei a montar um num aquário de um amigo e entendo que valeu bem o preço que custou. (não estou a dizer que são os melhores filtros do mercado, mas tenho boas referências deles).