Crias de Corydoras panda em comunitário


Miguel Oliveira

Recommended Posts

Depois de muitas posturas ao longo de 10 meses, pela segunda vez aparecem crias de corydoras panda a "passear" livremente pelo aquário.

Desta vez, apareceram três crias que aparentam já ter algum tamanho, o que me leva a crer que já têm umas 4 semanas. Mas é pura especulação.

 

MIG_1254_zpsuocr90w9.jpg

 

MIG_1252_zpsux3gyik0.jpg

 

MIG_1251_zps5b4rlols.jpg

 

Nestas fotos dá para comparar o tamanho entre a cria e uma das fêmeas adultas maiores (os machos são quase 25% mais pequenos do que a fêmea).

 

Vou tentar tirar mais fotografias para conseguir comparar e definir uma idade para as crias.

 

Atualmente estas crias já aparecem sempre que alimento com pastilhas de fundo ou comida congelada, imitando o comportamento dos adultos.

Assim sendo, penso que não vale a pena alimentar com outro tipo de comida, ou acham que poderia dar alimentos mais ricos indicados para crias?

 

Edited by Miguel Oliveira
  • Upvote 3
Link to comment
Share on other sites

Parabéns pelas crias Miguel!

Pelo tamanho devem ter cerca de 2 meses, isto se crescerem igual as cory aneus. Em relação á alimentação, elas com esse tamanho comem o mesmo que os adultos.

 

Cumps.

 

 

Enviado usando o Tapatalk

  • Upvote 1

"Se ajudar os outros te parece difícil demais, tenta ao menos não prejudicá-los" (Dalai Lama)

Link to comment
Share on other sites

No mês passado estive quase para comprar um aquário para servir de criação (e que permitisse a conversão para hospital), pois os ovos invariavelmente desapareciam.

Penso que quer os panda quer os Paracheirodon simulans os comiam.

 

Há cerca de mês e meio fiz um tratamento com eSHa 2000 em todo o aquário (3 dias) e se calhar foi isso que permitiu que ovos evoluíssem mais facilmente para crias.

 

Como tenho algum musgo e muitos esconderijos, mesmo com camarões, talvez haja condições para que os alevins encontrem micro-alimento para crescerem até este tamanho.

 

Continuo com a dúvida sobre algum alimento adicional que eu possa colocar para os mesmos, sabendo à partida que há muitos "clientes" que também irão lutar pela mesma.

 

Neste comunitário tenho:

4 Corydoras panda adultas

3 Otocinclus

9 Paracheirodon simulans

5 hyphessobrycon amandae

1 Neritina zebra

30 a 50 Red Cherrys S.

10 a 20 Helenas

 

Sei que já começa a ser muita "comunidade" para este aquário (55Lt), e por isso, se as crias se safarem assim será uma sorte.

  • Upvote 2
Link to comment
Share on other sites

Depois de muitas posturas ao longo de 10 meses, pela segunda vez aparecem crias de corydoras panda a "passear" livremente pelo aquário. Desta vez, apareceram três crias que aparentam já ter algum tamanho, o que me leva a crer que já têm umas 4 semanas. Mas é pura especulação. MIG_1254_zpsuocr90w9.jpg MIG_1252_zpsux3gyik0.jpg MIG_1251_zps5b4rlols.jpg Nestas fotos dá para comparar o tamanho entre a cria e uma das fêmeas adultas maiores (os machos são quase 25% mais pequenos do que a fêmea). Vou tentar tirar mais fotografias para conseguir comparar e definir uma idade para as crias. Atualmente estas crias já aparecem sempre que alimento com pastilhas de fundo ou comida congelada, imitando o comportamento dos adultos. Assim sendo, penso que não vale a pena alimentar com outro tipo de comida, ou acham que poderia dar alimentos mais ricos indicados para crias?

 

 

Antes demais, os meus parabéns! Não sei se planeaste fazer a reprodução ou não mas há aquariofilistas que usam determinados produtos para não deixarem os ovos fungarem, ou seja, ganharem fungos e não eclodirem. Talvez tenha sido mesmo com essse produto que conseguiste a reprodução, ja ouvi falar quem use azul metileno mas nao sei sei se são bem sucedidos.

Pelo que conheço deste peixinho, não tolera quaisquer problemas de nitritos, parece que tens ai um aquário de exemplo no que toca a nitritos biggrin.png' alt=':biggn:'>

Já agora podes dizer a flora que tens? Tens muito musgo de java ou assim? Visto que a flora remove muitos nitritos até gostava de saber quais as plantas que mais devem contribuir para isso. :)

Edited by R.F.S.F.

FICHAS --> Oto affinis - Pristela - Danio Gigante - Dáfnia Pulex - Tubifex tubifex - Colisa lalia - Oto zebra - Camarão Camaleão - Anentome helena



bowdownFaz reciclagem, não poluas os rios, não poluas os mares, não poluas a terra. bowdown


:Fade-colorSê feliz fazendo os outros felizes, não estragues o que não é só teu. :Fade-color


Link to comment
Share on other sites

Tenho precisamente um tópico aberto por causa da flora e de aumento de algas que por coincidência coincidiu com o aparecimento das crias.

Os nitrinos têm andando sempre a zero (tal como a amónia que controlo com o Seachem Amonia Alert), no entanto tenho um "ligeiro" problema com os nitratos. Cheguei a ter 50ppm, mas atualmente rondam os 20ppm, oscilando menos 5 e mais 5 consoante seja medido após ou antes da TPA semanal.
Sei que tenho que tentar baixá-los, quer por causa das crias e restante fauna, quer para controlar melhor as algas que me apareceram.

A flora que tenho é uma anúbia (que anda doente), um feto de java que cresce a olhos vistos, mas um pequeno que já derivou do grande, dois tufos de musgo de java agarrados a um tronco, e alguns pés de valisnérias que pararam de crescer.

Mas o melhor é ver:

há uns meses atrás estava assim:
MIG_9179_zps54c24aa7.jpg

Atualmente está assim:
MIG_0520_zpsjkskajvd.jpg

Está um pouco "wild", e se calhar por isso é que se deram bem as crias (até agora)...

  • Upvote 3
Link to comment
Share on other sites

Pode ser erro meu mas na segunda foto no topo do aquário aparentas ter algumas algas. :confused4:

Muito bonito mesmo...

Mas estranho essas valisnérias não crescerem, noto que parecem muito pequenas mesmo...

As minhas só começaram a crescer quando lhes dei mais luz e co2, mas é estranho porque até são plantas de fácil manutenção e de poucos cuidados.

Uma coisa que me fez sempre confusão foi as helenas. Elas não comerão os ovos? :unsure:

Tens feito variações de temperatura no aquário ou é sempre a mesma? Já ouvi dizer que as corydoras só desovam com uma tpa de a quase 50% estando anteriormente cerca de quatro meses sem se trocar a mesma agua. Confirmas?

Não usas CO2 pois nao?

FICHAS --> Oto affinis - Pristela - Danio Gigante - Dáfnia Pulex - Tubifex tubifex - Colisa lalia - Oto zebra - Camarão Camaleão - Anentome helena



bowdownFaz reciclagem, não poluas os rios, não poluas os mares, não poluas a terra. bowdown


:Fade-colorSê feliz fazendo os outros felizes, não estragues o que não é só teu. :Fade-color


Link to comment
Share on other sites

Se te referes à pontas das folhas do feto, são rebentos novos e que já têm raízes. É claro que nessas raízes se fixam muito facilmente algas, mas onde tenho mais é nas folhas da anúbia.

 

Estes pés de valisnérias já nasceram neste aquário pois numa fase proliferaram pela zona frontal mais luminosa, mas depois, para dar melhor aspecto replantei-as onde estão agora, cortando alguns dos runners.

 

Imagem antes da recolocação:

MIG_9306_zps4eoxdepc.jpg

 

Na zona onde as replantei o solo é cascalho de xisto fino (+/- 5mm), e não de areia de sílica, mas de facto é uma zona menos luminosa.

 

As helenas são atualmente uma praga. Introduzi uma helena apenas para me controlar os Drepanotrema que estavam descontrolados. Em poucas semanas já tinha umas 10 helenas e desde aí deixei de ter qualquer caracol exceto as helenas e uma Neritina Zebra. Entretanto, sempre que posso apanho algumas helenas para ver se consigo diminuir o seu número.

 

É possível que também comam os ovos, pois também deixei de os ver nos vidros com a frequência que via anteriormente.

Sim, as minhas Corydoras panda costumam por ovos quase todas as semanas, normalmente no 1º e 2º dia após TPA de 30%. Faço a TPA com água da torneira deixando-a repousar menos de uma hora, de forma a vir mais fria que a água do aquário. Actualmente tenho-a a 24º (já liguei o termostato) e após a TPA baixa para os 21º. Apenas volto a ligar o termostato no 2º dia após a TPA. Nunca deixei mais tempo sem fazer TPA para induzir a desova.

Tenho duas fêmeas e dois machos, mas apenas uma me parece "fértil" andando quase sempre acompanhada por eles. Depois de comerem, e principalmente depois de desligar a luz (principalmente no dia da TPA) parecem loucos... quase que parece que estão a atacar a fêmea.

Apenas coloca um ovo de cada vez, e nunca vi mais de 5 ovos num dia, normalmente dispersos.

 

Não uso CO2, embora por causa da questão das algas é uma hipótese, mas para já ficava-me pelo Excel ( CO2 líquido)

Edited by Miguel Oliveira
  • Upvote 2
Link to comment
Share on other sites

Mais algumas fotos com duas das crias:

(desculpem a qualidade mas foi sem flash e os vidros estão cheios de algas GSA)

 

MIG_1273_zpsw2nir0fo.jpg

 

A cria mais pequena junto de um dos machos:

MIG_1278_zpsom5segqs.jpg

 

 

Os nitratos continuam entre os 15 e os 20 ppm, mas tenho receio de fazer TPA´s superiores a 30% para não "stressar" as crias.

Vou tentar fazer menos espaçadas, diminuindo para 4 o numero de dias entre TPAs.

  • Upvote 2
Link to comment
Share on other sites

E cá andam as três crias, muito vivaças.

 

Aqui uma entre as duas fêmeas:

MIG_1322_zpsxhascf7i.jpg

 

MIG_1352_zpsfxloexuv.jpg

 

As fêmeas, na hora da refeição são umas autênticas "buldózers", passando por cima de tudo:

MIG_1340_zpsvurkelta.jpg

 

Pelo que vejo alimentam-se bem, de toda a comida que dou aos adultos.

  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

Olá,

 

Não tenho novas fotos, mas para já as três crias continuam a crescer, já aparecendo junto dos adultos na hora da alimentação, bastantes enérgicas.

 

A novidade é que já apareceu uma quarta cria, desta feita bastante mais nova, não parecendo ter mais que uns dias, pois mais parece um girino. :drool3:

Vou deixar correr e ver como evolui.

  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites

Boas Miguel, parabéns pela criação. Vai nos mantendo informados. Já agora porque não participas no concurso fotográfico deste mês?

Eu sei que o título pode enganar um pouco mas as corydoras, botias e muitas outras espécies que tem a boca para baixo estão abrangidas neste concurso. Mais informações aqui:

http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showtopic=246654#entry1363399

  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites

E aqui vêm umas fotos:

Uma das crias junto de uma das fêmeas (Esta tem um alto na cabeça, mas é precisamente a que costuma por ovos)
MIG_2558_zpsewssmiwr.jpg

MIG_2559_zpstyibbpv8.jpg

Outra cria e a fêmea
MIG_2578_zps6vnobwt6.jpg

MIG_2643_zpswctyhg8w.jpg

Não consegui ainda fotografar o alevim mais pequeno, mas ainda cá anda. :drool3:

Link to comment
Share on other sites

Obrigado Zé Carlos,

 

O facto de conseguirem procriar aumentará a probabilidade de serem selvagens?

 

Os dois machos e a fêmea que faz as posturas comprei-os ao mesmo tempo, no entanto, a segunda fêmea que já está bem adulta, nunca a vi fazer posturas, por isso acredito que a sua proveniência seja diferente (embora fisicamente não encontro nenhuma diferença).

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

As três crias cá vão andando, crescendo e participando cada vez mais no cardume.

 

Mas hoje tenho uma surpresa:

 

MIG_2893_zpsfecgzujx.jpg

 

MIG_2901_zpsu0pzcdi8.jpg

 

Pois é, 13 dias após a primeira aparição, ainda cá anda o alevim mais pequeno (minúsculo)...

Link to comment
Share on other sites

O facto de conseguirem procriar aumentará a probabilidade de serem selvagens?

 

Também gostava de obter essa informção

FICHAS --> Oto affinis - Pristela - Danio Gigante - Dáfnia Pulex - Tubifex tubifex - Colisa lalia - Oto zebra - Camarão Camaleão - Anentome helena



bowdownFaz reciclagem, não poluas os rios, não poluas os mares, não poluas a terra. bowdown


:Fade-colorSê feliz fazendo os outros felizes, não estragues o que não é só teu. :Fade-color


Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Novidades,

 

Embora não tenha fotos atualizadas, tenho novas alegrias no meu aqua.

 

As três crias de Corydora panda já estão quase do tamanho dos machos adultos, e acompanham o grupo quase sempre. O alevim mais pequeno também já está a tomar as feições dos adultos, tendo já a ponta da barbatana dorsal de cor bem negra.

Antes de ontem, ao fazer a TPA, deparei-me com um alevim morto a boiar, e hoje para meu espanto aparecem mais dois alevins ainda mais pequenos.

Ou seja, já tenho três gerações de pandas no meu comunitário!!!

Penso que a fêmea panda encontrou um local seguro para colocar os ovos, pois deixei de os ver nos vidros, onde habitualmente os colocavam.

 

E isto com 9 Paracheirodon simulans (neons verdes, que nada têm de verde), 5 Hyphessobrycon amandae (Tetra âmbar) e uma praga de Helenas...

 

Vou ver se os "caço" com a lente "micro".

Link to comment
Share on other sites