sarafgcardoso

.Membro Ausente
  • Content Count

    25
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 :)

2 Followers

About sarafgcardoso

  • Rank
    Super Recém Chegado
  • Birthday 03/02/1988

Contact Methods

  • MSN
    sarafgcardoso@hotmail.com

Profile Information

  • Sexo
    Feminino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Sintra (Lisboa)
  • Localização
    lisboa
  1. Dá banho ao tronco com natrão e deixa-o ao sol a secar. No final do dia, encolheu quase para metade. Ou então começas a criar peixes de água fria e pões o tronco a temperaturas abaixo de 15ºC. Ajuda a encolher. O calor faz expandir alguns materiais.
  2. O primeiro era muito parecido com um imbellis macho que eu tive.... As barbatanas ventrais parecem ser grandes para fêmea.
  3. Eu ontem decidi ir salvar um betta para meter no meu aquário de 80l. Fiquei "estupidificada" com as condições em que os desgraçados estavam: copos de plástico, com apenas de metade a 1/4 de água, cheia de detritos (fezes e restos de barbatanas em decomposição) e impregnada de amónia. Ora, qualquer cliente comum, procura peixes com aspecto saudável e que os demais "vizinhos" não estejam doentes. Eu digo-vos: mais de metade dos peixes estava a morrer, cheios de "veludo", praticamente sem barbatanas causadas pela podridão das barbatanas, hidropisia, costia, incluindo muitos já estavam cobertos de bolor! Os coitadinhos dos peixes não têm culpa nenhuma de haver gente apenas a preocupar-se com o valor monetario deles e não com a saúde. Penso que, da forma que encontrei os Bettas naquela loja, ninguém lhes vai "pegar". Na loja, cerca de 100 Bettas vão morrer, encarcerados em copos minusculos, nos proprios dejetos e água podre, pois a maior parte das pessoas, ao ver a situação em que os bettas estão, vão ser desencorajadas a comprar um devido ao factor visual, causado pelo aspecto de cada peixe. Entre muitos mortos e doentes, escolhi um betta macho: O pobrezinho tem as barbatanas um pouco podres e veio de tal forma traumatizado que, num aquário de 80l enfiou-se num canto entre a maternidade e o filtro (área semelhante ao copo onde estava). Provavelmente, viveu a vida toda dele em copos e, quando foi posto num local com espaço, viu-se confuso com o facto de poder esticar as barbatanas e nadar (ele tem uma barbatana ventral um pouco deformada, julgo que devido à permanencia no copo), coisa que ele parece nunca ter feito na vida. O que vi na loja até me fez vir lágrimas aos olhos (e eu sou uma pessoa um pouco fria) o que se agravou a minha "raiva", quando o funcionário, sem querer, ao entregar-me o saco com o Betta, o deixou cair ao chão. Eu, instintivamente, disse: "Xii, coitadinho!" E o funcionário teve o descaramento de me dizer: "Não se preocupe, eles não se assustam". Não?? E será que não sentem?? Se ele caisse do segundo andar, dentro de um caixote cheio de lixo toxico, se calhar, ficava atordoado quando lá chegasse abaixo. Depois provavelmente entrava em choque ou ficava com dores, a respirar fundo um pouco da "porcaria". Por acaso o Betta ficou bem. Ficou extremamente assustado quando caiu, mas depois acalmou-se após eu o tapar no casaco para o colocar às escuras. Há gente que, simplesmente, parece não ter olhos na cara nem coração. Eu sei que salvar um não é solução, mas já fiquei feliz por ter livrado este do destino que o aguardava. Solução é proibirem estes peixes serem comercializados de forma humana, com espaço, alimento e limpeza.
  4. Foi isso que me afastou da ideia dos eheim classic... Arranjei um sunsun e estou muito satisfeita
  5. Funciona um pouco como as rações, tou a ver... por vezes gostam e por vezes deixam tudo para eu comer. Vou experimentar adicionar uns caracóis e depois deixo-vos um feedback
  6. Eu apenas aproveito um ou outro para colocar dentro da maternidade quando nascem guppies. Realmente, são excelentes para limpeza! Mas também um excelente acepipe para os escalares! Eles ficam doidos cada vez que vêem caracois esmigalhados.
  7. Obrigado, Jorge Soares_58021. A receita parece bastante interessante e parece ser bastante apelativa. Provavelmente, será a papa que irei fazer. Em relação ao artigo, gostei da citação "Lo primero será conseguir estar solo en casa, muy importante que el cónyuge no presencie el estropicio que vamos a hacer". Provavelmente, vou "levar um tiro na cabeça" com o facto de detestar cozinhar e pôr-me a cozinhar para os peixes. Outra questão: Alguém já experimentou dar caracóis aos peixes? Os meus escalares, por vezes e quando aparecem, comem os caracóis pequenos que vêm nas plantas, depois de eu os esmigalhar contra o vidro (coitados, mas não tenho grande interesse em que me comam as plantas nem de usar químicos contra caracóis, pois tenho três ampulárias enormes)
  8. Não é apenas com a gordura... é mais com o tipo de proteína.
  9. Eu ainda não experimentei o famoso coração de vaca, pois tenho receio o desequilíbrio que possa causar... Contudo, gostava de fazer uma papa caseira que fosse mais nutritiva e natural para os meus escalares do que a alimentação convencional em flocos e granulado.
  10. Boa tarde a todos, pessoal da aquariofilia, Gostaria de saber a vossa opinião acerca das papas caseiras que são feitas para discus e escalares, com coração de vitelo/vaca ou perú. A proteina de animais de tal porte, não irão causar problemas de digestibilidade proteica nos peixes? Vi algumas receitas bastante interessantes e, até, apelativas (Quase dão para fazer recheio para uma empada!)... A seguinte receita, bastante famosa entre alguns criadores de discus: 500 gr de coração de boi (sem gordura) 50 gr de espinafres bem lavados (cozidos ou não) 50 gr de pescada congelada sem pele 1 gema de ovo (cozido ou nao) 100 gr de miolo de camarão congelado 5 ml de vitaminas ou 4 pílulas de complexo vitamínico Pharmaton 2 Alhos moídos Uma folha de gelatina 2 cenouras médias Não terá demasiada gordura? Pode ser usada como alimento diário? A dieta dos discus não deveria ser baseada, maioritariamente, insectívora e vegetariana? Uma solução (talvez) que pensei para substituir a carne foi caracóis ( apenas animais criados em cativeiro para evitar os pesticidas e outros venenos que possam consumir nas ervas). Para além de ser uma carne MUITO mais limpa (pois os caracois purgam e limpam os intestinos por completo. Cerca de 4 dias a uma semana para estarem perfeitos para consumo) que a de bovinos, caprinos, aves etc... tem bastantes proteínas e minerais e acho que se assemelha mais aos alimentos ricos que os escalares e discus encontram no seu meio natural (quem cria discus sabe que, por norma, eles veneram aqueles pequenos caracóis que, por vezes, vêm nas plantas) Gostaria de saber a vossa opinião, com o fim de eu começar a fazer comida caseira para os meus escalares. Obrigado a todos os que partilharem a sua experiência
  11. Eu costumo dar courgete, ervilhas sem pele e cenoura ao meu, mas fervo sempre primeiro. costumo fazer um furo na casca da courgete e colocar um cordel com uma tartaruga de plastico (uma decoração do aquário que não uso) na parte de tras da casca. Assim faz com que se afunde e não tenha que colocar as mãos dentro do aquario quando for para a tirar a casca da courgete. O cordel fica preso na tampa do aquario. Em relação ao que o pepino faz... não sei. Eu apenas uso como suplemento alimentar em vez de só lhe dar pastilhas de fundo, isto é, uma "guloseima" para os plecos.
  12. De ciclideos americanos, ando interessada em adquirir um casal de discus, mas tenho demasiado receio pois, para além de serem peixes muito caros, são muito sensiveis. O que me afastou um pouco em relação aos ciclideos anões foi saber que eles têm tendência para "pastar" e arrancar as plantas todas fora. O meu aquário tem bastantes plantas (a maioria da mesma espécies) e era uma pena tornarem-se "pasto". Actualmente tenho: Hydrocotyle Leucocephala, bacopa monnieri, eleocharis parvula e fetos de java. O que seria melhor? Discus ou ciclideos anões?
  13. Agradeço. Estive a pesquisar um pouco acerca de uns apistogrammas. Pelo que vi e, dado ao tamanho do meu aquário, só posso mesmo ter um casal certo?