INICIAÇÃO AOS AQUARIOS DE ÁGUA SALGADA


Recommended Posts

INICIAÇÃO AOS AQUARIOS DE ÁGUA SALGADA

 

Antes de nos iniciarmos neste apaixonante Hobby devemos ler muito, fazer perguntas ,nos fóruns e nas lojas, ver vários aquários, pedir conselhos ,orçamentos( 2 ou 3 em lojas distintas e avaliar as diferenças , nem sempre o mais barato é melhor) e tentar estabelecer uma relação de confiança com uma ou 2 lojas. Se não temos dinheiro para montar um aquário grande como deve de ser, mais vale fazer um mais pequeno do que baixar duma qualidade mínima, susceptível de comprometer o bem estar dos peixes e dos corais e de nos levar a desistir.

Devemos antes de mais nada praticar uma aquariofilia ética e responsável com respeito pela natureza e pelos animais que queremos manter.

 

- Peixes

Peixes anjo, borboleta , palhaços, donzelas etc. Mas em aquariofília marinha geralmente os peixes e corais são conhecidos pelo seu nome cientifico. Antes de os adquirirmos temos que ter em conta as suas necessidades. Existem peixes que simplesmente não se conseguem manter em aquário devido à sua dieta altamente especifica. Temos também que ter em conta o seu crescimento, necessidade de espaço e compatibilidade com outras espécies. Os peixes de água salgada são muito mais territoriais

Para saber o que precisamos , é necessário antes de tudo determinar o espaço disponível, quais os peixes e corais que queremos manter e qual o máximo que pretendemos gastar. É claro que existem equipamentos indispensáveis aos quais não poderemos fugir sem estarmos a colocar em causa o bem estar dos peixes e corais.

 

- Peixes “reefsafe”Peixes que não comem corais e outros peixes

- Corais moles

Corais sem esqueleto calcário, anémonas

- Corais duros LPS

Corais com esqueleto calcário de pólipos grandes

- Corais duros SPS

Corais com esqueleto calcário de pólipos pequenos. Geralmente precisam de muita luz e circulação e de águas muito limpas , pobres em nutrientes.

- Outros invertebrados

Camarões, caranguejos , caracóis, vermes tubo , ouriços, estrelas ,etc

- Macroalgas

São algas do tipo da Caulerpa e Chaetomorpha que se usam nos refúgios

- Microalgas

São as algas que fazem a vida negra aos aquarioflistas de recife porque invadem o aquário ,matando os corais , acabando por o dominar. O objectivo principal do aquariofilista de recife é manter estas algas controladas através da redução da matéria orgânica, dos fosfatos e nitratos.

 

# Algas filamentosas( algas verdes que parecem cabelos);

# Cianobactérias ( algas viscosas, vermelhas acastanhadas , verdes ou negras que fazem uma espécie de lençol sobre o substrato e a rocha viva);

# Diatomáceas ( pó acastanhado sobre o substrato e a rocha viva )

 

 

AQUÁRIO

 

- Tamanho

Quanto mais volume tiver um aquário mais fácil é de manter porque perdoa mais as asneiras através da diluição. Ou seja , é mais estável porque as variações levam mais tempo a acontecer. No entanto podemos ter aquários bem sucedidos com apenas 50 litros de água. Os aquários maiores permitem-nos ter mais espécies e sobretudo espécies de peixes que necessitam de mais espaço. A desvantagem do tamanho é que os custos são proporcionalmente maiores ,sobretudo em termos de iluminação e rocha viva.

 

- Forma

Geralmente são rectangulares .A altura não deve exceder os 80 cm, idealmente os 60 cm . aquários altos são difíceis de manter, iluminar, oxigenar e decorar. Deve ser o mais largo possível para tirarmos partido da decoração acentuando o efeito de profundidade e ter mais espaço para colocar corais mais bem iluminados.

 

- Furado ou não

Isto depende se queremos ter sump ou não . Se optarmos por sump ,o que é sempre melhor , podemos furar o aquário no fundo , no meio ou a um canto e fazer uma coluna seca( caixa de vidro á volta do furo com um “pente” por cima por onde escoa a água ) para que a camada superficial da água decante libertando-se daquela irritante película de óleo e poeiras que vemos á superfície dos aquários sem sump. A altura coluna seca vai determinar a altura da água no aquário e dar protecção para que se faltar a electricidade a água do aquário não baixar para além da coluna seca.

As colunas secas tendem a fazer barulho quando a água escoa mas isto pode ser minorado através da construção de um Durso - http://www.aurx.net/saltwater/durso.html

Se não quisermos fazer coluna seca podemos furar o aquário em cima e colocar uma “pinha “ de protecção.

Em qualquer dos casos o furo de saída deve ter pelo menos 40mm idealmente 50 e em aquários grandes devemos fazer mais do que um.

Se não quisermos ou não pudermos furar também podemos colocar um “ overflow”

.Existem alguns modelos fiáveis à venda nas lojas de aquariofilia.

 

- Tapado ou não

Não se usam aquários tapados em água salgada devido ao aumento da temperatura, à dificuldade de iluminação ( só poderíamos usar fluorescentes) e á dificuldade de oxigenação ( acumulação de CO2) que isso acarretaria .

 

Sump-

 

O que é ? –

A sump não é nenhum filtro por si só . É apenas um reservatório que funciona como uma extensão do aquário. Não é fundamental mas é muito útil. Existem muitos aquários de sucesso sem sump.

 

- Vantagens

# aumenta o volume de água

# permite esconder o equipamento( aquecedores, bombas, reactores, escumador etc ) para não estar no aquário principal

# faz decantação dos sedimentos , tornado mais fácil a sua remoção por aspiração.

# há quem aproveite uma parte as sump para fazer um refugio

 

TEMPERATURA

 

- Ideal entre 24 e 26 º. Acima de 28 teremos problemas com os corais nomeadamente com o branqueamento dos SPS.

- Aquecimento . Devemos usar geralmente um termostato ou melhor dois que assegurem cerca de 0,5 W por litro . Par aquecer a 25 º será geralmente suficiente no nosso país.

- Refrigeração. Geralmente temos que usar ventoinhas no verão,

dirigidas para a superfície da água para aumentar a evaporação e arrefecer a calha de iluminação ( nomeadamente as lâmpadas HQI produzem muito calor ). Se não for suficiente teremos que comprar um refrigerador para aquários.

 

ILUMINAÇÃO

 

- Intensidade luminosa – medida em lumens

- Potência – Medida em wats. Utilizemos como referência um W por litro de água para aquários de recife com corais duros . Claro que isto depende da altura do aquário . Aquários muito altos( superiores a 60 cm de altura) exigem mais iluminação (para atravessar a coluna de água )

- Temperatura de côr- medida em graus kelvin – diz-nos se a cor da luz é amarela, branca ou azulada . Quanto maior o nº de Kelvins mais azul é a luz .

Luz amarela ,mais próxima da luz solar – aproximadamente 6500 K;

Luz branca , quando a luz solar entra na água vai ficando progressivamente mais branca – 10000 K

Luz branca azulada – 14000 K

Luz azul intenso – actínica 20000 K

 

Exemplo- Aquário de 200 litros ,isto é de 120x40x50 cm

 

- fluorescentes T8 –

Poderão servir para aquários só de peixes ou aquários inferiores a 40 cm de altura apenas com corais moles. Imaginem quantas lâmpadas necessitaríamos para o nosso exemplo- cerca de 6 de 115 cm ou seja de 34 W para atingir a tal referência de 1 W por litro. Não cabiam em 40 cm de largura do aquário.

 

- fluorescentes T5

Servem para aquários de recife até 60 cm de altura. Comparativamente às T8 têm cerca do dobro da potência em W para o mesmo comprimento. Por exemplo uma T8 de 150 cm tem 40 W enquanto uma T5 com o mesmo comprimento tem 80W. Logo precisaríamos de metade das lâmpadas para obter a mesma potência.

 

- Power compact ( Pl )

Para efeitos práticos são semelhantes, em termos de utilização , às T5 .Aliás simplificando, são T5 dobradas em U. São aquelas lâmpadas que conhecem os como economizadoras de energia.

 

- HQI

São as chamadas lâmpadas de Iodetos metálicos. Existem com 70, 150, 250, 400, 1000 W. As mais utilizadas são as de 150 W e em aquários mais altos e com corais duros SPS usamos as de 250 e até de 400 W. Com HQI conseguimos obter a maior concentração em termos de potência e intensidade luminosa . No nosso exemplo do aquário com 200 litros bastariam 2 lâmpadas de 150 W para termos um aquário para todo o tipo de corais. Estas lâmpadas colocam-se a cerca de 30 cm da superfície da água.

 

FILTRAÇÃO

 

- filtros externos

Não se usam em aquários de recife a não ser para uma filtração química com carvão e esponjas de fosfatos

- filtração mecânica

Geralmente não se usa esponjas nem lã de vidro . Podem ser usadas mas devem ser limpas ou substituídas pelo menos uma vez por semana para não reter a matéria orgânica ,impedindo-a de ir para o escumador.

- filtração química

Usam-se frequentemente carvão activado e produtos anti-fosfatos

- filtração biológica

É assegurada pela rocha viva e areia do substrato. Não são necessárias bio-bolas e cerâmicas adicionais em aquários de recife. Em aquários apenas de peixes com pouca rocha viva podem e devem ser utilizadas. Não nos podemos esquecer que o escumador é uma peça fundamental num aquário de recife. Retira a matéria orgânica, antes mesmo de ela se transformar em amónia o que reduz a necessidade de confiar apenas numa filtração biológica.

- escumador

Equipamento que mistura a água e o ar a grande velocidade produzindo microbolhas que adsorvem a matéria orgânica , fazendo subir a espuma carregada de lama numa coluna de água dentro câmara do escumador para um copo que se vaza regularmente. A água salgada devido á sua tensão superficial permite esta formação de espuma. Isto é um efeiro semelhante que observamos quando o mar está agitado e se forma aquela espuma acastanhada e gordurosa que se deposita na praia.

O escumador é também um dos mais potentes oxigenadores da água.

 

CIRCULAÇÃO

 

O nosso objectivo é imitar as correntes e fazer com que a agua passe pela rocha viva e substrato varrendo os sedimentos e transportando-os até ao escumador. A agitação da água permite também a sua oxigenação, fomentado as trocas gasosas à superfície. A circulação de 20 a 30 vezes o volume de água do aquário.

Os aquários de corais duros SPS querem mais circulação . Os corais moles e os duros LPS gostam de uma circulação mais moderada. Teremos que jogar com a colocação dos corais conforme as suas preferências.

Para simularmos correntes devemos recorrer a “wave makers “ ou a bombas electrónicas pulsáteis como as famosas Tunze.

 

ROCHA VIVA

 

A rocha viva não é mais do que os esqueletos calcários de corais mortos arrastados pelas correntes que se encontram na periferia dos recifes e estão cheios de microorganismos sejam eles bactérias, zooplancton, e pequenos ofiuros, crustáceos esponjas, algas etc.

Durante o transporte até aos nossos aquário por vezes decorrem 3 dias ou mais. Durante este tempo grande parte destes organismos morrem e entram em decomposição. Por isso a rocha não pode ser logo colocada no nosso aquário , a não ser que não tenhamos lá nada vivo ainda. Por isso arocha tem que ser curada á parte num recipiente com muita circulação e escumador. Claro que uma rocha de qualidade é aquela que foi removida do mar pouco antes de ser transportada, foi bem embalada e cujo transporte foi o mais curto possível de modo a preservar a maior quantidade de vida possível.

È um dos componentes fundamental do aquário a para do escumador, iluminação e circulação. Devemos comprar rocha de boa qualidade ( Indonésia premium ou Fiji premium) bem colonizada e já curada. A rocha das caraibas é geralmente mais barata mas é menos porosa ,menos colonizada, e com formas menos atraentes.

Devemos usar cerca de 18 % do volume do aquário em rocha viva .Se formos muito pacientes e estivermos dispostos a esperar mais uns 3 três meses antes de colocar peixes e corais podemos optar por colocar uma parte, digamos metade, de rocha morta e esperar que colonize.

A rocha viva de qualidade é cara e ronda os 16 a 18 euros mas é um bom investimento e temos que pensar que estamos a comprar o filtro biológico do nosso aquário, a decoração o local de esconderijo e alimento para os peixes e o suporte para colocarmos os nossos corais.

 

SUBSTRATO

 

Areia ou areão que colocamos no fundo do aquário. Tem uma função decorativa, química e biológica. Serve de suporte para fixação das bactérias nitrificantes( oxidam a amónia e os nitritos em nitratos ) nas camadas superficiais e desnitrificantes ( reduzem os nitratos)nas camadas mais profundas anaeróbicas. É aconselhável usarmos um substrato á base de aragonite embora possamos usar areão de coral esmagado. No entanto aragonite ajuda a manter o pH da água. A camada de areia pode ser de apenas 2 ou 3 cm ou podemos fazer uma DSB ( deep sand bed ) ou seja uma camada de areia profunda , superior a 7,5 cm para explorar melhor a capacidade de disnitrificação. Esta camada maior é geralmente feita de areia fininha ( sugar size). Temos de ter cuidado de manter as camadas superficiais desta areia mexida através do uso de animais detritivoros, como pequenos búzios , ofiurus, camarões e pequenos crustáceos

As DSB funcionam melhor num refugio ou lagoa em comunicação com o aquário mas isolados.

 

REFUGIO

 

Aquário à parte geralmente mais pequeno partilhando a mesma água onde podemos criar pequenos microrganismos como pequenos crustáceos que servem de alimento aos peixes e corais quando caem para o aquário principal arrastados pela água de escoamento ( para isso o refugio deve estar acima do nível de água do aquário)

No refugio podemos também cultivar algas como a Caulerpa ou a Chaetomorpha que nos permitem remover nutrientes indesejáveis como os nitratos e fosfatos )

Os refúgios não são indispensáveis mas ajudam.

 

REACTOR DE CÁLCIO

 

Aparelho que permite adicionar cálcio e carbonatos à água que são consumidos pelos corais . A sua utilização justifica-se em aquários grandes com muitos corais duros. È caro e necessita CO2 para dissolver o carbonato de cálcio.

 

OSMORREGULADOR

 

Aparelho que permite repor automaticamente a água doce água evaporada através de um sensor de nível e um deposito com uma bomba.. A manutenção da salinidade é fundamental . não nos podemos esquecer que só a água doce evapora e se não a repusermos diariamente , duma forma manual ou automática os nossos peixes e corais poderão morrer.

 

REACTOR DE KALKWASSER

 

Aparelho que permite adicionar Kalkwasser ( hidroxido de cálcio ) juntamente com o osmorregulador. Permite adicionar cálcio e iões OH- que ajudam a poupar a reserva alcalina ( carbonatos ). Quem não tem um reactor nem osmorregulador dissolve umas colheres de Kalkwasser num garrafão com água e adiciona com um sistema gota a gota todas as noites ou de manha para manter o pH.

Osmose Inversa – Aparelho que permite purificar a água da companhia usada para fazer a água salgada e para repor a água evaporada . em muitos locais do país a água da companhia tem excesso de nitratos, fosfatos, silicatos e ate metais pesados que deterioram a qualidade da nossa água.

 

QUÍMICA DA ÁGUA E TESTES

 

- Amonia – devem estar a 0

- Nitritos- devem estar a 0

- Nitratos – não devem exceder 10 mg /l no aquário de recife

- Fosfatos- devem ser inferiores a 0,03 mg / lt

- Alcalinidade ou kH – deve ser superior a 3,5 meq ou a 9 kH

- PH – deve estar entre 8 e 8,5

- Cálcio- deve ser superior 380 mg/l

- ORP ou Potencial redox – deve ser superior a 250mv

- Densidade entre 1,024 e 1,026 num aquário de recife

 

DOENÇAS E PRAGAS

 

Devemos comprar peixes que estejam a comer sem sinais de pontos brancos ,manchas e barbatanas roídas, numa loja da nossa confiança. Devemos ter um aquário de quarentena e hospital .

 

MANUTENÇÃO

 

- TPA’s – trocas parciais de água . Como orientação devemos mudar 10 a 20 % da água de 15 em 15 dias.

- Limpeza de vidros- Usar um íman e um raspador de algas

- Limpeza do copo do escumador- uma vez ou 2 ves por semana

- Testes- sempre que há problemas , algas ou vamos introduzir peixes

- Remoção de sedimentos- sifonar o areão ou aspirar a sump de 15 em 15 dias.

- Troca do carvão e da esponja de fosfatos - Conforme os testes e a cor e turvação da água.

 

Rui Ferreira de Almeida

  • Like 1
  • Thanks 1
  • Upvote 4
Link to comment
Share on other sites

Obrigado!

Aqui vão os que eu comecei por ler:

 

- Natural Reef Aquariums

 

Simplified Approaches to Creating Living

Saltwater Microcosms

 

JOHN H. TULLOCK

 

- The Conscientious Marine Aquarist

 

A Commonsense Handbook

for Successful Saltwater

Hobbyists

 

ROBERT M. FENNER

 

- The New Marine Aquarium

 

Step-by-Step Setup & Stocking Guide

 

MICHAEL S. PALETTA

 

- The Modern Coral Reef Aquarium vol 1

 

SVEIN A. FOSSA

AALF JACOB NILSEN

 

 

Cump.

Rui

Link to comment
Share on other sites

Olá Rui:

 

Parabéns pelo tópico que já fazia falta!

 

Aproveito para juntar mais estes livros:

 

"Reef Invertebrates - An Essential Guide to selection, care and compatibility" de Anthony Calfo e Robert Fenner

 

(Este livro é o meu porto seguro quando ouço demasiadas opiniões divergentes...)

 

"A Practical Guide to Corals for the Reef Aquarium" de Ed Puterbaugh e Eric Borneman

 

(Uso muitas vezes para identificar corais e acima de tudo a aprender a reconhecê-los)

 

"The Reef Aquarium - A Comprehensive Guide to the Identification and Care of Tropical Marine Invertebrates" de Julian Sprung e J. Charles Delbeck

 

(Mais uma bíblia sobre corais moles que uso com frequência para tirar dúvidas e consolidar conhecimentos).

 

Um abraço,

Um abraço.

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...
  • 2 weeks later...

Perde-se menos tempo a aprender inglês que a esperar por uma bibliografia decente em Português.

 

Poderás encontrar uma ou outra coisa, mas nada ao nível dos livros que vês aqui anunciados, pelo menos que eu tenha conhecimento.

Um abraço.

Link to comment
Share on other sites

Os meus parabéns Rui, acho que este tópico é essencial num fórum.

 

E já agora deixa também uma referência a um livro que acho muito bom para identificar corais.

Corals of the World, Vol. 1, 2, 3 - J. E. N. Veron

 

Abraço

Pedro Pacheco

www.coralfrags.org

Link to comment
Share on other sites

Desculpa a minha ignorancia. mas ja agora uma pequena questão que comeca por te citar.

 

"- Furado ou não

Isto depende se queremos ter sump ou não . Se optarmos por sump ,o que é sempre melhor , podemos furar o aquário no fundo , no meio ou a um canto e fazer uma coluna seca( caixa de vidro á volta do furo com um “pente” por cima por onde escoa a água ) para que a camada superficial da água decante libertando-se daquela irritante película de óleo e poeiras que vemos á superfície dos aquários sem sump. A altura coluna seca vai determinar a altura da água no aquário e dar protecção para que se faltar a electricidade a água do aquário não baixar para além da coluna seca. "

 

Reparei que os aquas da aqua medic de 90 cm marinhos não são furados e estão em muitas lojas e sao uma solucão.

 

gostava de saber se se pode chamar sump a parte de traz onde teem o esqumador e não só ... digo não so porque nunca consegui ver bem o esquema ... ou seja existe tipo uma caixa na parte de traz do aqua mas que fica dentro dele e que tem o esqumador e as bombas e tem mais qualquer coisa ... gostava muito de ter um esquema como as coisas e que coisas ali estao montadas para ver da possibilidade se tentar copiar e fazer eu mesmo comprando os devidos equipamentos e materiais.

 

 

Obrigado

 

E como partiste logo para explicar o sump que sendoo teu post implica furar o aqua ... desta forma nao se fura o aqua.

 

se não fui claro desculpa

 

mas tambem não sei como melhor me posso explicar pois não percebo nada de marinhos.

Link to comment
Share on other sites

Esses aquários Percula da Aquamedic realmente têm uma sump atrás do aquário. Mas neste caso é o vidro traseiro que é furado e não em baixo. Normalmente coloca-se a sump por debaixo do móvel porque temos mais espaço de manobra para enfiarmos o material.

 

O meu conselho é, se estás a pensar fazer uma sump na parte traseira do vidro não o faças. Faz antes uma sump em baixo ou então não utilizes sump.

 

Abraço,

logo.jpg
Link to comment
Share on other sites

O problema destas "sumps" traseiras é que não trazem beneficios nenhuns por:

- não aumentarem o volume do aquário,

- roubarem profundidade ao aquário,

- terem pouco espaço para esconder o material ( o resultado são escumadores subdimensionados para poderem caber ),

- não oxigenarem tanto a água por não haver queda,

- e serem de dificil manutenção ( têm que ser aspiradas regularmente) .

 

Na minha opinião mais vale não ter sump do que ter uma colocada atrás.

 

Cump.

Rui

Link to comment
Share on other sites

  • 4 months later...

Boas,

 

Já agora aproveito para pedir alguns sites de apoio que complementem a excelente informação existente neste tópico e nos livros apontados.

 

Saudações,

 

Plan

Link to comment
Share on other sites

  • 8 months later...

Como se faz uma sump? existe algum tópico aqui no fórum a explicar? existem medidas standard de sumps dependendo do tamanho do aquário?

 

se existirem links agradecia...

"Time is money spend it"

Link to comment
Share on other sites

Como se faz uma sump? existe algum tópico aqui no fórum a explicar? existem medidas standard de sumps dependendo do tamanho do aquário?

 

se existirem links agradecia...

 

Boas

 

uma sump, não é mais que um aquario(ou outro recepiente) em baixo de outro aquario, com a função de esconder lá o equipamento

existe muitos topicos sobre sumps no forum. Usa o botão procura.

Não existe um tamanho standart, mas tem de ter litragem suficiente para a agua que volta para lá quando as bombas desligam.

 

Abraço

Link to comment
Share on other sites

  • 3 months later...
  • 10 months later...

Boas

1º parabéns pelo artigo ajudou imenso. e tenho andado à pesca

2º não percebo nada de salgados quentes/reef (só o k vejo debaixo de água)

3º tenho 2 frios da nossa costa sem sump...na verdade quase sem nada, tem unidade frio, bombas 2 filtros e mudanças de água semanal (80l/semana ), não há muita inf. p aquarofilia da nossa costa e acreditem k vale a pena

4º gostava de tentar a água quente mas não tenho espaço em nenhum dos aquas (local-movél) p uma sump

5º é possivel montar sem sump? como?

 

Obrigado

Dulce

Link to comment
Share on other sites

ja tens da nossa costa??

Tenho 2 aquas da nossa costa

1 tem 1,5 mts e o outro 1,2 mts como faço mergulho é facil renovar água e trazer rocha.

Edited by Dulce
Link to comment
Share on other sites

  • 5 months later...

boas, gostava k me ajudassem a orientar algumas duvidas: queria comprar um aqua para meter agua salgada e para manter santolas e sapateiras la dentro. mas não sei k tipo de filtro ,bomba de oxigenio etc etc devo usar. agradecia uma ajuda. obrigado

Link to comment
Share on other sites

boas, gostava k me ajudassem a orientar algumas duvidas: queria comprar um aqua para meter agua salgada e para manter santolas e sapateiras la dentro. mas não sei k tipo de filtro ,bomba de oxigenio etc etc devo usar. agradecia uma ajuda. obrigado

O que queres é mais um "aquário" do tipo marisqueira, certo? Paras ficares devidamente informado, será melhor contactares alguma empresa da especialidade, pois existem poucas pessoas pelo fórum com experiência nesse campo.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

Achei o post do Rui Ferreira fantástico, estou registado è relativamente pouco tempo, tenho andado básicamente a explorar o site, só postei uma vez a não obtive resposta. Tenho vindo a interessar-me sériamente por aquas marinhos, são outros níveis neste passa tempo, já possuo 2 nanos, 1 de 35L e outro de 55L de água "quente", gostava de ir mais além, dentro das minhas possibilidades, claro.

 

Assim, ando a planear e a desenhar um aqua marinho com cerca de 270 litros, já tenho ideias concretas daquilo que pretendo, do que vou precisar, mais ou menos o que vou gastar, ou ir gastando, bem como estou ciente da paciencia e tempo necessários para concretizar este projecto, no entanto, há uma questão para a qual não encontrei resposta, quando for de férias 2 ou 3 semanas, como fazer para manter a estabilidade do aqua?

 

Gostaria que alguém me ajudasse neste ponto, é importante para a minha decisão.

 

Obrigado a todos.

Link to comment
Share on other sites

Achei o post do Rui Ferreira fantástico, estou registado è relativamente pouco tempo, tenho andado básicamente a explorar o site, só postei uma vez a não obtive resposta. Tenho vindo a interessar-me sériamente por aquas marinhos, são outros níveis neste passa tempo, já possuo 2 nanos, 1 de 35L e outro de 55L de água "quente", gostava de ir mais além, dentro das minhas possibilidades, claro.

 

Assim, ando a planear e a desenhar um aqua marinho com cerca de 270 litros, já tenho ideias concretas daquilo que pretendo, do que vou precisar, mais ou menos o que vou gastar, ou ir gastando, bem como estou ciente da paciencia e tempo necessários para concretizar este projecto, no entanto, há uma questão para a qual não encontrei resposta, quando for de férias 2 ou 3 semanas, como fazer para manter a estabilidade do aqua?

 

Gostaria que alguém me ajudasse neste ponto, é importante para a minha decisão.

 

Obrigado a todos.

 

 

Ola David

No meu caso. a minha mae vem ca a casa e trata da alimentacao, da reposicao de agua doce e ate de mudas de agua se necessario for.

Mas... acidentes acontecem e para evitar culpar inocentes penso que o melhor mesme sera o maximo de automacao possivel.

Repositores de agua, alimentadores automaticos e tudo o resto. Mas mais de duas ou tres semanas de ausencia comeca a ser um problema...

E se falta a luz nao ha equipamentos que possam ter problemas? Uma trovoada com luz que vai e vem e la se vai uma bomba... E se a calha avaria e fica as escuras? Se um animal fica preso numa bomba e a bomba fica em esforco...

Ha todo um conjunto de potenciais acidentes que devem ser equacionados. Por isso penso que nunca poderemos dispensar a presenca de alguem para fazer algum tipo de controlo.

Automacao sim ao maximo mas sempre dependente de controlo humano...

 

Cumprimentos

Rolim

Link to comment
Share on other sites

boas, gostava k me ajudassem a orientar algumas duvidas: queria comprar um aqua para meter agua salgada e para manter santolas e sapateiras la dentro. mas não sei k tipo de filtro ,bomba de oxigenio etc etc devo usar. agradecia uma ajuda. obrigado

 

 

Boas Pipor

 

Uma marisqueira... claramente.

Penso que quando fores a uma marisqueira com um aquario a funcionar, deves procurar no aquario uma chapa com a indicacao de quem instalou e faz a manutencao do aquario. Esse pessoal sabe que essa sera uma importante forma de promocao da firma e nao perdoam... quase todos apresentam essa chapa.

Penso que ha um aquario num cafe perto do meu trabalho, aqui em Coimbra, mas nunca reparei. Se quiseres posso la ir ver.

De qualquer modo, penso que a maior empresa e mais conhecida na zona de Lisboa sera a "Fernando Ribeiro". Nao estou muito certo mas penso que ja ouvi dizer que os aquarios da Makro de Alfragide foram por eles montados. Mas podes sempre passar pela Makro e ver.

Nao tenho o contacto deles mas facilmente o consegues atraves da seahorseshop por ser uma empresa de aquariofilia on-line com eles relaccionada.

 

http://www.seahorseshop.com/

 

Certamente que sao as pessoas indicadas para te aconselhar nessa aventura em termos de equipamento.

 

Cumprimentos

Rolim

Link to comment
Share on other sites

Obrigado Rolim, foram dicas importantes de facto.

 

Não tinha pensado na possibilidade dos repositores de água, quanto à falha electrica penso que pode ser contornado, por exemplo, existem fichas electricas que estão preparadas para controlar picos electricos, bem como absorvem descargas electricas protegendo os aparelhos electricos, ou ainda outros sistemas similares.

 

Uma coisa deve meter na cabeça, à falta de ter alguém que vigie o aqua, tenha de interromper as férias a meio para ver se tá tudo bem.

 

Abraço, e uma vez + obrigado pla resposta.

Link to comment
Share on other sites

Uma coisa deve meter na cabeça, à falta de ter alguém que vigie o aqua, tenha de interromper as férias a meio para ver se tá tudo bem.

 

Abraço, e uma vez + obrigado pla resposta.

 

Penso que nao sera preciso interromper as ferias. nao ha ninguem (familiar ou amigo) quie possa la ir a casa so para ver se esta tudo em ordem?

 

Ha sistemas electronicos para controlo e envio de mensagens de alerta via SMS e tambem ha as "webCam" ligadas 24H por dia e a possibilidade de visualizar o aquario de qualquer ponto do Mundo. desde que com acesso a InterNet (mas disso eu nao percebo nada... e nem quero)

 

Infelizmente os acidentes acontecem sempre quando nao estamos. Eu tive uma anemoma lindissima durante varios meses. Num fim de semana que estive fora entrou por uma "cabeca motorizada" (Power Head) e foi o fim dela so que levou toda a vida do aquario (o que acontece com a morte de uma anemoma se nao for retirada antes). Presentemente ja tenho outra mas fui para uma mais tranquila (fixa) embora segundo alguns, mais perigosa por ser venenosa, irritante e se de perfeita saude sera quase impossivel de a convencer a deixar tudo aquilo em que toque. Por seguranca ja comprei um "Palhaco de Madagascar" por ser compativel com ela e para a manter fixa alem de que a defende e nao permite que nenhum outro peixe se aproxime dela.

 

Nas ultimas ferias, uma bomba de 3200l/h presa com 4 ventosas soltou as duas de cima e ficou virada para baixo. Eu nem queria acreditar... Foi levantando areia que empurrou para de baixo de uma rocha com um coral mole de tal modo que o coral ficou muito mais elevado e conseguiu apanhar uma montipora australinense (comprada ao membro Luis Rodrigues) que estava grande e lindissima e foi toda queimada por ele (guerra quimica). Penso que quando voltar a sair de ferias vou deixar bastante carvao activado no aquario para evitar guerras quimicas porque por conta disso o aquario nao estava grande coisa quando cheguei.

 

Em nenhum dos casos eu estava presente nem a minha mae chegou a tempo de evitar o pior.

 

Quanto a sistemas de automacao ja tens de tudo um pouco. Posso sugerir a "seahorseshop" (www.seahorseshop.com) so como referencia porque para compras on-line so conheco esta e a "http://reefcenter.vstore.ca/" mas ha dezenas delas quer em Portugal e sobre tudo la fora e que vendem para ca. Como nao posso ir la tirar as fotografias e por aqui sem autorizacao expressa deles aqui ficam os enderecos electronicos:

 

Alimentadores automaticos

http://www.seahorseshop.com/store/index.ph...c0be85e54c38cf2

 

Monitorizacao

http://www.seahorseshop.com/store/index.php?cPath=177

 

Repositor automático de água GroTech

http://www.underwater-shop.com/product_inf...products_id=862

TUNZE Osmolator 3155

http://www.underwater-shop.com/product_inf...roducts_id=1433

 

e a nivel internacional penso que a mais conhecida dos portugueses seja

http://www.aquaristic.net/

 

onde se pode encontrar de tudo um pouco e ate sistemas de monitorizacao e controlo com possibilidade de ligar a computadores e envio de mensagens de alerta por SMS. Podes ver em

http://www.aquaristic.net/shop.php/sid/bd4...5b6c40.68195764

 

automatismos e controlos

http://www.aquaristic.net/shop.php/sid/bd4...acc2b6.64790714

 

http://www.aquaristic.net/shop.php/sid/bd4...3168f4.56528530

 

 

Penso que podes por aqui ficar com ideia...

Mas aguarda por opinioes de Membros mais habituados a estas material e claramente mais habilitados do que eu para falar sobre elas.

 

Cumprimentos

Rolim

Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.