José Pedro

Escolhendo a fêmea certa

Recommended Posts

Escolhendo a fêmea certa para o serviço - por Kayla Griffin, in Flare Magasine


Quando escolhemos um par para criar, a maioria olha para o macho, imaginando o que pretende obter da descendência. Fazendo isto, poderemos estar a limitar as nossas possibilidades.

quando escolho um par para criar, olho para muitas coisas.
A forma das barbatanas, as cores e como são balanceadas, quer no macho, quer na fêmea.
A fêmea tem um papel importante na genética da descêndencia, tal como o macho.
Isto significa que se a fêmea, não for tão bem balanceada quanto o macho, a mesma será "descartada" e continuo à procura duma fêmea que cumpra os requisitos.
O que procuro numa fêmea halfmoon balanceada é a totalidade da estrutura do peixe.
A fêmea tem de ter simetria. A barbatana anal, tem de ser compacta e justa e não deve descair e tocar na linha do fundo da barbatana caudal.
A dorsal deverá manter-se erecta, mas sem qualquer tipo de dobra.
A barbatana caudal, deve ter linhas bem definidas e formar um "D" perfeito, quando a barbatana estiver bem aberta..
por isso é que uso um transferidor para comparar as linhas. A barbatana caudal também deve ser bem balanceada. Deve ter tantos raios para cima como para baixo.
A ultima coisa, para que olho, é para a cor.
Se a fêmea não tiver a cor pretendida, nem sequer tento.
Se estou a criar para obter metálicos e iridisc~encias, nã otem qualquer lógica usar uma fêmea que não cumpra estes requisitos.
Examino a fêmea com a ajuda de uma lanterna, para garantir que não tem nem vermelhos nem amarelos. E nesta situação, uma lanterna LED, é bastante útil, pois mostra os metálicos e as iridiscências muito bem.

Na minha honesta opinião, a fêmea é tão importante quanto o macho, pois ela traz 50% do material genético da postura.
Se a fêmea por exemplo, não tiver uma dorsal forte e o macho tiver, podem esperar certamente, que pelo menos 540% da postura terá barbatanas "fracas" como as da mãe.
Porque não usar características fortes em ambos os pais? Algumas pessoas com quem falo, acreditam que uma característica fraca, pode ser corrigida com uma caracteristica forte do macho, mas isto é apenas teoria.
Claro que depois podes apenas cruzar os melhores exemplares da prole entre si, mas a possibilidade de obter exemplares com a caracteristica fraca existe na mesma e a probabilidade de essa caracteristica aparecer numa segunda prole é muito elevada. Ou seja, quando crias os irmão da primeira postura, a probabilidade dessa caracteristica se manifestar na segunda geração é de cerca de 25%.

É por isto que eu procuro peixes com caracteristicas fortes e bem definidas quando pretendo criar. Mesmo quando procuro algo novo, tento que machos e fêmeas, tenham o mesmo standard.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites