Fábio Silva

Espécie altamente invasora! Lagostins marmore Procambarus fallax f. virginalis

Recommended Posts

Boa noite pessoal.

 

Venho sensibilizar-vos para esta espécie tão perigosa que ja existe à algum tempo em Portugal entre alguns aficionados por lagostins, muitos deles identificam mal a espécie e não sabem o perigo que têm em mãos.

 

219209.jpg

 

Os Procambarus fallax f. virginalis são uma mutação que surgiu em aquário e foi identificada na Alemanha, estes lagostins têm uma particularidade de se reproduzirem por partenogénese, isto é, todos os individuos nascem femeas, e conseguem fecundar-se a elas próprias, por isso basta um individuo para gerar centenas de clones seus, levando à sua propagação quase exponencial.

 

Esta espécie já se encontra a ameaçar vários paises da Europa, o pais mais afectado é a Alemanha, por isso imaginem se eles sobrivivem aos invernos gelados da Alemanha, em Portugal estariam nos trópicos.

 

Neste mapa podem ser vistos os locais onde a espécie já foi encontrada.

 

Estes lagostins são muito proliferos em aquário e fogem com bastante facilidade, comem todas as plantas que colocarem no aquário, até fetos de java são todos comidos por isso é muito facil que quem tem estes lagostins se farte com muita facilidade deles.

 

Dessa forma venho alertar-vos que esta espécie é um perigo se for libertada ou deixada escapar para um curso de água, se já os seu primos Procambarus clarkii que são proibidos pelo Decreto-Lei n.º 565/99 de 21 de Dezembro, são um perigo para a nossa fauna e flora aquática, causando prejuizos por exemplo a centenas de agricultores de arroz, imaginem estes que se reproduzem como coelhos.

 

Deixo-vos alguns sites onde podem ver a gravidade deste problema a nivel mundial.

 

http://marmorkrebs.blogspot.pt/

 

http://www.aquabotanic.com/?tag=procambarus-fallax-f-virginalis

 

http://www.aquaticinvasions.net/2012/AI_2012_4_Chucholl_etal.pdf

 

Sugiro que o forum proiba a venda destes lagostins, tal como são proibidos os clarki.

 

Cumprimentos

Fábio Silva

 

 

 

 

 

 

  • Upvote 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia

 

Peço aos moderadores o obséquio de considerarem que não há muito para se debruçar e proibir imediatamente a venda do mesmo.

Assim como também deveria ser criado no fórum, uma zona de alerta ambiental a chamar a atenção para este tipo de espécies, faunas e floras invasoras com potencial de afectar gravemente os nossos ecossistemas, assim como casos onde já se borrou a pintura ((P e r c a - s o l) Espécie inserida no DL 565/99. Lista de espécies cuja venda é proibida em Portugal, lagostim do louisiana, pangasius...)

 

Temos alguns biólogos no fórum que melhor do que ninguém podem dar uma mãozinha neste assunto e todos os outros, amantes de aquários e da natureza tem o dever de estar na linha da frente no combate a estes problemas alertando os menos conscientes e boicotando a compra e venda destes artigos.

 

A Fauna e Flora da Península Ibérica é o nosso tesouro, vamos todos ajudar a preservar a saúde da mesma.

 

Cumps

Edited by PacoLoco
  • Upvote 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas

 

Eu próprio já tinha metido um tópico a alertar o pessoal,devido a vários membros andarem a comprar estes lagostins,mas pensando ser outra espécie.

 

Também recomendo que pesquisem bastante sobre as suas diferenças...

Eu próprio mantive esta espécie em aquário de agua quente e outro de agua fria,a única diferença é que no de agua fria o desenvolvimento deles era bastante lento,enquanto no de agua quente,notava-se de dia para dia o crescimento deles.

 

Deixo aqui o link do tópico:http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showtopic=210367

Edited by David EC Costa
  • Upvote 3
  • Downvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu comprei esta especie tendo me sido dito que esta era a verdadeira versão das CPO´s

 

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viva pessoal!

 

Estou com receio de ter caído no mesmo erro, este fulaninho que tenho no aquario retraçou todo o musgo de Java.

 

https://lh4.googleusercontent.com/-8jVtNlwNT5I/U3N2R6XIvdI/AAAAAAAAAF8/cqx-JRnIK2Y/w1118-h629-no/14+-+1

 

Será a tal especie? O que faço agora? O tipo vai acabar com as minhas plantas e os outros camarões pequenos mas também não posso fazer mal ao bicho, é um ser vivo com direito à vida. Socorro!!!!

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa noite,

 

Se calhar é um bocado off-topic mas não resiti a dar os parabéns aos membors do forum que proativamente tentam contribuir positivamente para a preservação dos ecossistemas naturais!

 

Isto é quase um exemplo de serviço publico... bem hajam!

  • Upvote 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa noite Filipe.

 

Não é nada off-topic, obrigado! Acho que as pessoas deviam dar muito valor à sua fauna e flora e não só à "exotica". Infelizmente este alerta de pouco tem servido pois o que não falta são pessoas a venderem estes lagostins e temo o pior se forem libertados! Não há consciência do que podem causar!

  • Upvote 1
  • Downvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dou um exemplo muito concreto (e tb bastante mediático)... "invasão" do rio minho por ameijoa vietnamita e lagostim_vermelho do louisiana! Basta fazerem um passeio até V.N. Cerveira e visitarem o aquamuseu. Os técnicos que lá se encontram podem-ajudar a perceber o problema!!!

 

Certamente muitos de vós poderão falar de outros exemplos em ecossistemas próximos da vossas localizações! Que todos estejma sempre atentos a estas questões!

 

Um abraço!

Edited by Filipe Coutinho
  • Downvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

em lagoas aqui perto (no Alentejo) sem ser o lucio-perca é raro encontrarmos peixes nativos do nosso ecossistema.

Edited by swetty discos
  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ola a todos, obrigado pelo topico e toda a informacao:

 

Venho entretanto deixar o meu comentário numa optica um pouco diferente:

Desde que tenho aquarios que me fascino pelos lagostins, como sabem alguns membros daqui, tenho brancos, azuis, estes marbles... E fico triste ver este odio pela especie. Esmagavam-se nao sei quantos por dia no Vouga, qualquer dia anda tudo á procura dos lagostins porque acabaram...

É um problema muito complicado, pois tudo o que é referido acaba por ser verdade (comem de tudo)... é obvio o perigo que representam para a natureza.

Por isso não devem sair de cativeiro.

Quem compra uma tarantula tambem não a pode por na rua...

A culpa é sempre do mesmo:

É do atrasado mental que após comprar um lagostim, quer ter plantados ao mesmo tempo, farta-se dele e mete-o pia a baixo... espero que não haja nenhum atrasado mental a ler isto...

 

Eu sou um leigo nesta matéria, mas como acho a especie muito interessante em vários aspectos até na interacção com o seres humanos (como por exemplo, distinguirem quem os alimenta de outras pessoas, é mesmo verdade!), custa-me ver alguns comentarios.

 

Outra pergunta (se calhar de leigo, para a malta da biologia):

Como raio é que pode ser praga um animal que até é comestivel???

 

Outra questao: Eu não poder vender os marble self clone, por exemplo, tudo bem, agora nao os poder ter, nem dar?? entao mas isso representa a extincao...

 

Bem hajam e apenas quis deixar a minha opiniao, não é para virem agora todos mandar vir...

 

Abcs,

Pedro.

  • Upvote 1
  • Downvote 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pedro antes de sermos aquariofilistas temos de ser responsáveis pelos nossos actos e nem todos os aquariofilistas têm ou querem ter esta postura, isto não é só andar a "brincar" aos aquários.

 

As implicações de uma introdução deste lagostim no nosso pais serão catastróficas pois estes não são iguais a qualquer outro devido à sua particularidade na reprodução. São o únicos a o fazer em todos os decapoda!

 

Não representa a extinção pois esta mutação não se reproduz desta forma na sua forma selvagem, só apareceu em aquários e todos os que existem na natureza foram introduzidos pelo homem. Os fallax existem nos estados unidos mas não são a "variante" virginalis.

 

Gosto muito de invertebrados, mas quero que os meus netos conheçam um dia os mesmos rios portugueses como conheço hoje.

 

Deixo este artigo criado no site brasileiro onde participo.

 

http://www.planetainvertebrados.com.br/index.asp?pagina=especies_ver&id_categoria=26&id_subcategoria=22&com=1&id=74&local=2

 

De louvar o exemplo que este pessoal dá!

 

Cumprimentos

Fábio Silva

Edited by Fábio Silva
  • Upvote 2
  • Downvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viva Fabio,

 

Obrigado pela informação. Eu concordo com tudo o que referes. Eu já tinha lido esse artigo. Obrigado.

Aliás foste a primeira pessoa que me falou nestes lagostins há uns anos quando te falei que eu reproduzia electric blue. (nunca foste á bola com lagostins!!) biggrin.png' alt=':biggn:'>

Acho que em nada te opões ao que escrevi. Sensibilizar as pessoas para os danos que o lagostim causa na natureza. Ainda mais esta especie.

 

No entanto, peço desculpa, mas já vi muitas mensagens aqui no forum que são um incentivo sim, á sua extinção (em aquario mesmo)

 

Se a uma pessoa que tem virginalis num aquario lhe é dito que tem escorpioes em casa... Estão a incentivá-lo a fazer o que?

 

Existe sobrelotação de gaivotas há mais de cem anos e só há uns 10 é que se lembraram que o homem tem de dizimar uns milhares por ano porque "alteram a paisagem".

 

Proibição da venda, concordo.

Tê-los em aquario, acho-os muito interessantes, bonitos e gosto de tê-los. Com a devida responsabilidade, obviamente.

 

Abcs a todos.

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com muitas coisas mas discordo com muitas principalmente com a frase "Esmagavam-se...., qualquer dia anda tudo á procura dos lagostins porque acabaram..."

*Resposta ao encarnado->Os lagostins, também conhecidos como lagosta de água doce, reúnem vários géneros e mais de 300 espécies. Habitam águas doces da Eurásia, Austrália, Nova Zelândia, América do Norte, Canadá Guatemala e do sul da América do Sul. A produção anual estimada situa-se entre 50.000 e 100.000 toneladas, das quais 60.000 provêm do sul dos Estados Unidos nos anos de grande produção. Segundo a publicação Crustacean Farming, entre 1988 a 1990 a produção de lagostim de água doce cultivado chegou a aproximadamente 30 mil toneladas. http://www.panoramadaaquicultura.com/paginas/Revistas/43/Procambarus.asp

 

Eu adoro lagostins e mantê-los e reproduzi-los em cativeiro é uma coisa agora solta-los porque se tem pena é outra. Neste caso de não poder manter mais os lagostins é doa-lo a algum totalmente de confiança e responsável e respeitador da natureza e seus ecossistemas!

 

Mas ora comem flora, ora comem fauna.

 

O lagostim-vermelho do Louisiana, EUA, "o monstro dos arrozais" foi importado para a Península Ibérica em 1973, zona de Badajoz. Mais tarde, em 1979, passou a estar espalhado por toda a Península Ibérica. (claro que a cegonha branca ficou a ganhar com tudo isto mas é um animal em dezenas!)

 

"Actualmente, como resultado de introduções por acção humana, pode encontrar-se nas seguintes zonas geográficas: África, América do Sul e Central, Ásia Continental, Pacífico, Caraíbas e Europa (Huner & Avault, 1979; Holdich, 1987; Hobbs et al, 1989)." file:///C:/Users/Rui/Downloads/Anastacio%201993%20MSc%20Thesis.pdf

 

 

E pronto fica aqui este á parte:

Trata-se de uma espécie oportunista que possui uma alimentação muito variada que inclui desde matéria vegetal como algas e plantas (herbívoro), detritos variados (detritívoro) até macroinvertebrados, crustáceos, peixes, ovos, larvas e adultos de anfíbios (predador). http://www.charcoscomvida.org/biodiversidade/fauna/fauna-exotica-e-invasora/lagonstim-vermelho-do-louisianaainda para mais transporta uma doença!!

Muitos destes anfibeos estão ameaçados ou em vias de extinção:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_anf%C3%ADbios_de_Portugal

http://es.wikipedia.org/wiki/Anexo:Anfibios_de_la_pen%C3%ADnsula_ib%C3%A9rica

Ps: Está um pouco confuso mas penso que entendem, tentei resumir os sites mas ficam aí com os sites para quem quiser procurar melhor, já é tarde e amanha trabalho :/.

No que toca aos Procambarus fallax f. virginalis, já não tenho muito a falar, em termos de alimentação é a mesma coisa que o lagostim-vermelho. Com a reprodução não há que ter problema, sendo assim um caso preocupante.

Em suma, são animais, são seres vivos, mas nos somos racionais e podemos tentar controlar isto, foi altamente terem criado e participado neste tópico.

E em primeiro de tudo DIVULGUEM ESTE ASSUNTO!!!

  • Upvote 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa tarde a todos,

Finalmente foi proibido este lagostim na europa.

http://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:32016R1141&from=PT

Por favor não mantenham esta espécie nos vossos aquários. 

Cumprimentos

Fábio Silva

Procambarus fallax f. virginalis.pdf

  • Like 3
  • Upvote 1
  • Downvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acabei por vezes sem conta participar no olx apresentando o decreto de lei, avisando previamente os anunciantes, mas o olx nada fez, assim como grande parte dos anunciantes. Assim como a carpa do sol... É uma pena que haja pessoas a vender e recusam-se a retirar os anúncios quando avisados, ainda pior quando existe pessoas que os compram, não sabem o que é e no final esses "bichos" acabam num tanque, num lago natural, num rio... e assim se perde a biodiversidade europeia.

Está a ficar tão descontrolado que já devia ser uma preocupação das forças policiais.

  • Like 1
  • Haha 1
  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

está provado o contrario, a introdução dos lagostins teve impacto positivo nas lontras em Portugal, levou à recuperação da espécie. As coisas não são tão simples como dizem. 

  • Downvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites