João Cardoso (Kadoxu)

Registo Particular de Lojista
  • Posts

    1,398
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    58
  • Country

    Portugal

Posts posted by João Cardoso (Kadoxu)

  1. É possível ter mais fêmeas no aquário, mas é preciso dar-lhes condições para isso (e mesmo assim nunca é certo que se dêm bem). É necessário no mínimo um aquário de 60L densamente plantado para colocar pelo menos 6 fêmeas para dispersar a agressividade e devem ser todas adicionadas ao mesmo tempo. Posso dizer que já o fiz com algum sucesso.

  2. há 16 horas, JoseCarlosMarques disse:

    Eh pá, tenho muita pena do que aconteceu por causa das percas, mas tirando isso... aquário sem problemas (em algum momento da sua existência) não é um aquário decente. Eheh. Tem sempre que haver uma história para contar. Fora de brincadeiras... espero que consigas recuperar de tudo isso para continuarmos a ver as belíssimas imagens que tiras aos teus salgadinhos. Um grande abraço!

    Sem problemas também não se aprende mais nada. Só me custa perder animais e pensar o que estes já valiam... não é pelo dinheiro, mas pensar em valores em água salgada dói um bocadinho! 😭

  3. há 16 horas, JoseCarlosMarques disse:

    A brincar a brincar, são 50€. Num orçamento de 300, é um bom bocado 😛 .

    Mas o orçamento dos 300€ era só para o essencial - o aquário, um termostáto, rocha e água - que já dá para fazer algumas coisitas.

    Quando fiz o post inicial, já tinha gasto perto de 600€ com melhorias e afins, pensei que era desses 600€ que estavas a falar. 😂

  4. há 4 horas, JoseCarlosMarques disse:

    Muito bonito, João! Continua dentro do orçamento?

    Sim, aqui não há muito mais espaço onde gastar dinheiro sem ser em vivos. Gastei praí 5€ na luz para o refúgio, 15€ na ventoínha e aí uns 30€ para a bomba de circulação.

  5. De Abril para cá este aquário tem sido só problemas...

    Aconteceu-me qualquer coisa neste aquário que ainda não sei explicar, de repente começou tudo a morrer, peixes doentes, corais encolhidos, anémonas sem cor e os testes todos com valores normais. Tenho uma suspeita, alguém deve ter usado um spray de limpeza ou das moscas perto do aquário... ou algum outro contaminante na água, como ferro ou alguma toxina de um coral ou alga.

    Perdi os caracóis quase todos (isso penso que tenha sido à custa de uma alga que é tóxica quando ingerida por eles), perdi 1 Palhaço, 2 Chromis, 4 ou 5 anémonas, o camarão e alguns corais.

    Acabei por fazer um teste ICP (teste de laboratório) para ver se encontrava algum problema noutros parâmetros e tinha falta de alguns nutrientes (mas nada de grave) e excesso de Ferro e Alumínio na água (se bem que acho que não foi essa a causa do problema.

    Fiz algumas TPAs grandes, coloquei carvão no filtro, troquei tudo o que eram clips metálicos das mangueiras por clips de plástico, troquei os cartuchos todos e as resinas do meu filtro de água de osmose (se bem que usava a mesma água para o outro aquário mais pequeno e não tive problemas nesse) e agora estou em fase de adicionar bichezas (copépodes e afins) a ver se controlo as algas e a coisa parece estar lentamente a voltar ao normal.

    Infelizmente, as anémonas parece-me que vão demorar algum tempo a recuperar e algumas podem não conseguir dar a volta, mas vou esperar mais uns meses a ver como a coisa se comporta.

    Os corais moles que deixei no aquário já estão na maior e a crescer, os peixes que sobreviveram também... agora é uma questão de tempo.

  6. Já não vinha aqui há muito tempo... 😅

    O que é que mudou:

    • Alterei o filtro para ter uma secção de "refúgio" onde tenho algas a consumir nutrientes para ajudar a manter o resto do aquário sem algas.
    • Adicionei uma bomba de circulação Jebao SLW-3
    • Adicionei uma ventoínha para nos dias mais quentes a temperatura da água não subir muito
    • Adicionei mais corais, devido a um problema que tive no aquário maior, este está a servir de casa temporária para alguns corais que lá tinha (e que acabaram por se salvar por eu ter este aquário)

    Fotos:

    large.20230706_114321.jpg

    large.20230706_114355.jpg

    large.20230706_114342.jpg

    large.20230706_114523.jpg

    large.20230706_114517.jpg

    large.20230706_114455.jpg

    large.20230706_114509.jpg

    large.20230706_114559.jpg

    O filtro com refúgio

    large.20230706_114840.jpg

    large.20230611_232824.jpg

    • Like 1
  7. Provavelmente já venho um bocado tarde, mas cá vai a minha posta de pescada.

    Na zona do Porto há muita loja por onde escolher. Provavelmente também será mais fácil encontrar equipamento em 2ª mão a bom preço. 

    Quanto ao budget, lembra-te que além do aquário e equipamento há outras coisas essenciais, mas também nada te impede de ir comprando aos poucos.

    Para corais moles e LPS, diria que o essencial é:

    • Aquário (quanto maior melhor)
      • Com sump interna poupa espaço
      • Com sump externa dá para esconder equipamento e ficar mais bonito
      • Outros tipos de filtro não aconselho
    • Luz própria para corais 
      • Diria que provavelmente será a peça de equipamento onde precisas de gastar mais dinheiro se quiseres alguma coisa para durar muito tempo
      • Melhor preço/qualidade provavelmente será da marca AI (Aqua Illumination)
    • Água e sal
      • Podes começar por comprar água salgada, ou água RO e o sal, mas fica mais barato a longo prazo se investires num filtro RO para filtrar a água e misturares o sal em casa.
    • Bomba de retorno
      • Para o filtro
    • Termostato
      • Idealmente, quando começares a ter corais mais caros, é melhor ter um controlador de temperatura e um termostato para ter redundância, para evitar desastres. No verão é particularmente importante ter o controlador de temperatura para poderes ter também uma ventoínha para manter a temperatura da água constante.
    • Bomba de circulação
      • Para aquários acima de 40L, precisas de uma bomba extra para ter mais circulação de água no aquário
    • Rocha
      • Eu prefiro rocha "morta" para evitar algumas pestes que podem aparecer
      • No entanto, rocha "viva" pode trazer bastantes benefícios em termos de diversidade biológica
    • Testes
      • Essencial:
        • Salinidade - um refractómetro
        • pH
        • kH (Alcalinidade)
        • NH3/4 (Amónia) - para o ciclo e sempre que adicionas alguma coisa nova
        • NO2 (Nitritos) - para o ciclo e sempre que adicionas alguma coisa nova
        • NO3 (Nitratos)
        • PO4 (Fosfatos)
      • Para testar de vez em quando:
        • Ca (Cálcio)
        • Mg (Magnésio)

    Em termos de kits, alguns até são porreiros, mas acabas sempre por abdicar de alguma coisa para poupar algum dinheiro. Normalmente o equipamento não é nada de especial e a longo prazo acabas por gastar o dinheiro na mesma para ter equipamento minimamente decente.

    • Like 2
  8. On 30/01/2023 at 23:07, JoseCarlosMarques disse:

    Então, como vai esse tanque?

    A resposta demora, mas chega... 😂

    Continuo à bulha com cyano e mais qqr coisa que ainda não sei bem o que é, mas no geral a coisa está porreirinha.

    large.20230410_191742.jpg

    large.20230410_191840.jpg

    large.20230410_191913.jpg

    large.20230410_191956.jpg

    large.20230410_191858.jpg

    large.20230410_191814.jpg

     

    • Like 1
  9. Hoje em dia, é possível ter um aquário pronto para colocar peixes e alguns corais por menos de 300€. Como?

    • Aquário - Fluval EVO 52L Marinho - 186€
    • Termostato - Aquael Ultra Heater 50W - 26,90€

    É preciso mais alguma coisa? Sim... sal!

    Apresento o meu Fluval EVO 52L

    large.20230410_174239.jpg

    Tenho só o equipamento básico? Não, fiz umas alteraçõezinhas:

    • Troquei a bomba por uma EHEIM CompactON 1000
    • Adicionei uns separadores impressos em 3D para o filtro
    • Troquei o output da bomba por outro que causa mais turbulência
    • Como matéria filtrante estou a usar:
      • esponja
      • lã filtrante
      • Bolas de cerâmica MarinePure
    • Controlador de temperatura InkBird
    • Controlador NICREW para a luz
    • Tenho areia e rocha (que atuam também como matéria filtrante)
    • Repositor de água Kamoer ATO One (que ainda nem terminei de instalar)

    No total gastei cerca de 600€ para ter isto tudo XPTO, já com sal e tudo. (Para terem noção, para o grande da sala gastei quase isso só em luzes... 😅)

    large.20230410_172022.jpg

    O que é preciso mais?

    • Se é para ter corais, convém usar água de osmose para misturar o sal e fazer água salgada. Lojas da especialidade normalmente vendem água de osmose a cerca de 0,10€/L ou podem investir num filtro e fazer a água em casa
    • Ter um medidor de salinidade para manter a salinidade certa da água
    • Testes específicos para água salgada (pelo menos um kit com os mesmos que seriam necessários para água doce - Amónia, Nitritos, Nitratos, kH e pH)
    • Peixes
      • Este aquário permite ter cerca de 4 peixes relativamente pequenos
      • Dá por exemplo para ter um par de peixes-palhaço
    • Equipa de limpeza (só depois de começar a haver algumas algas no aquário). O recomendado para um aquário deste tamanho são:
      • 4 x Caranguejos eremitas
      • 4 x Caracóis que comam algas (Astrea, Tectus, etc)
      • 4 x Caracóis que se enterrem no substrato, se usarem substrato, claro! (Nassarius, Cerith, etc)
    • Corais - Como a luz que vem com o aquário não é nada do outro mundo, deve-se optar por corais que necessitem de luz média a baixa. Coisas que se dão bem aqui:
      • Corais moles:
        • Zoas
        • Cogumelos
        • Xenia
        • GSP
        • etc
      • Corais LPS:
        • Euphylias
        • Candy Cane
        • Duncans
        • Blastomusas
        • etc
      • Anémona Bolha

    A manutenção disto é trocar cerca de 5L de água por semana, limpar esponja e trocar lã filtrante 1 vez por semana e dar comida aos peixes.

    • Like 3
  10. On 16/11/2022 at 11:19, JoseCarlosMarques disse:

    Entretanto, ao ver a descrição de algumas montagens da galeria da ADA, reparei que todos os aquários apresentavam um intervalo de tempo bastante grande (à volta das 14 horas diárias) para a "Aeration" - Aeração, em Português!?!?!? Fiz uma pesquisa no Youtube, e cheguei ao vídeo que mostro em baixo. Devo dizer que fiquei bastante admirado por nunca ter ouvido falar disto antes. Será algum "segredo" guardado pelos senhores da ADA? Alguém usa esta técnica? Como podem ver pela explicação detalhada no vídeo apresentado, aparentemente é um processo que beneficia, em muito, as plantas dos nossos tanques. Muita gente já o faz com a colocação da saída dos filtros mais chegada à tona da água, para permitir a troca de oxigénio, mas em casos como o meu, onde o CO2 também é introduzido no tanque por essa saída, acaba por ser uma opção um bocado absurda, porque faz com que grande parte do CO2 não chegue a entrar na coluna de água. A solução que eles usam passa por baixar o Outflow quando o CO2 está a ser introduzido e subi-lo à tona da água quando as luzes apagam. Outra sugestão que, pela explicação do vídeo, funciona de forma automatizada com óptimos resultados, é introduzir no tanque o velhinho difusor de Oxigénio, que deve ser programado para ligar quando o difusor de CO2 se desliga. Mais uma vez reforço a minha admiração por ter encontrado tantos vídeos de pessoas que já utilizam esta última técnica. Fiquei convencido e resolvi experimentar. Aparentemente tem benefícios para a flora como para a fauna, e como tinha um desses motores de ar cá por casa, já o coloquei em funcionamento. Não digo que fique propriamente bonito, e é mais uma coisa que contribui para a confusão que já vai dento do meu tanque, mas se verificar bons resultados, aviso.

    Eu uso sempre em praticamente todos os aquários. Ou uso filtros de esponja ou um difusor. Curiosamente, o plantado com as plantas mais saudáveis que tenho tem 2 filtros de esponja e nem CO2 tem.

  11. On 27/10/2022 at 21:32, JoseCarlosMarques disse:

    eu até já pensei em leva-lo ao extremo... esvaziar o tanque, deixar as plantas recuperarem em ambiente húmido, e depois tentar outra vez.

    Acho que já te disse uma vez que não se aprende nada a desmontar sem perceber e resolver o que está a dar problemas. Podes sempre ter um propagador sempre pronto para teres "stock" para quando acontece uma coisa assim e teres a carpete de volta mais depressa. Eu gosto de ter o mesmo tipo de planta espalhada por vários aquários, não vá acontecer um azar num deles.

  12. há 18 horas, JoseCarlosMarques disse:

    Achas que devo aumentar? Que temperatura costumas ter nos teus tanques?

    Tenho sempre tudo a 25ºC. 
     

    há 18 horas, JoseCarlosMarques disse:

    Deixa-me só colocar-te uma última questão... disseste que nos teus aquários todos usas coral triturado... isso mesmo nos de água doce? A quanto tens o teu PH?

    No salgado não preciso de usar. Uso em todos os aquários de água doce, sim.

    A quanto está o pH? Não faço ideia... 😂 eu deixo de testar a água regularmente quando os aquários estabilizam. Se mantiver o meu regime de TPAs consistente (normalmente faço TPAs de quase 50% todas as semanas), só testo quando vejo alguma coisa de estranho, ou se estiver com algum problema. Neste momento, preocupam-me mais falhas do material (especialmente dos termostatos) do que a qualidade da água. Testo de tempos a tempos, só para confirmar se está tudo ok e para ver se preciso de ajustar as TPAs. Posso-te dizer que este ano só fiz 2 testes, 1 em Março e outro em Maio. Nos 6 aquários de água doce o pH estava entre os 6.8 e os 7.6, o gH entre 4 e 10 e o kH entre 2 e 4. Estas variações ainda grandes de um aquário para o outro, devem-se a várias coisas em conjunto, tenho aquários muito diferentes, alguns sem plantas e outros densamente plantados, alguns sem substrato fértil e/ou rocha, alguns com injeção de CO2, a quantidade de fauna, etc. 

    Daqui a pouco, se tiver tempo, faço testes para te dizer como estão os meus valores. Mas a ideia que quero passar aqui, é que os números não são assim tão importantes, desde que estejam minimamente estáveis e não os podes comparar com os números das outras pessoas, porque os aquários delas são diferentes. Tenho 6 aquários, não tenho nem 2 com números idênticos de pH, gH e kH em cojunto e só tenho tido alguns problemas, mas nada de especial, num deles.

    Não é preciso usar uma quantidade enorme de coral. Eu tento colocar uma quantidade que faça só uma camada mínima no filtro para obrigar a água a passar pelo coral. Não chego a usar uma mão-cheia para o filtro do aquário de 200L, por exemplo.

  13. Onde a MC está a crescer, as folhas são mais pequenas, ou ficam com tamanho normal?

    Para fertilização, ainda estás a usar Tropica? Specialized ou Premium?

    À falta de melhores evidências, acho que o principal problema foi o Excel e depois a temperatura mais baixa pode estar a fazer com que a planta não esteja a recuperar tão depressa como podia. Se a temperatura reduz o crescimento das algas, faz o mesmo com as plantas e animais. 

    O facto de dizeres que tens problemas nesta altura do ano (em que a temperatura baixa um bocado) ainda me deixa mais inclinado para a questão da temperatura.

    A única outra coisa que me vem à cabeça, é a questão dos químicos (pesticidas e herbicidas) que as primeiras chuvas trazem para as águas em maior concentração depois de um período mais seco, mas não acho que atinjam valores suficientemente altos nas águas da torneira para fazer isso e haveria mais malta a queixar-se do mesmo. Que condicionador de água usas?

    Se fosse eu, subia a temperatura para 24ºC, deixava o Excel de lado e esperava umas semanas para ver se fazia alguma diferença. Se não fizer diferença, começava a olhar para a questão do fluxo, depois luzes... e por aí fora.

  14. Uma fêmea platy, em 99.9999% dos casos, está sempre grávida! Dão à luz a cada 20 a 30 dias. E em alguns casos, algumas dezenas de platys bebés de cada vez. Se o aquário é pequeno, eu diria que é melhor deixar a natureza fazer o seu curso. Se o aquário tiver condições, vai ter platys bebés na mesma, só não vão ser os 10 a 30 que nascem de uma vez.

  15. Agora mesmo, JoseCarlosMarques disse:

    Arranjei, João. Obrigado. Não é coral mas é casca de ostra. Pelo que percebi, vai dar ao mesmo.

    É mais ou menos a mesma coisa, sim.

    Eu uso fragmentos de coral nos meus filtros todos, se precisares diz...

     

    Há alguma razão especial para teres a água só a 22ºC?

     

    Se ganhares o hábito de ter plantas flutuantes, podes usá-las também para tirar algumas conclusões em relação ao teu problema.

    Se as flutuantes estão ok, mas há problemas nas plantas submersas, o problema é provavelmente pouco CO2.

    Se as flutuantes também não estão a 100%, muito provavelmente o problema está na fertilização.

    As flutuantes ainda servem outro propósito, como plantas de crescimento rápido e absorção de nutrientes em excesso. Eu gosto de dosear um pouco a mais que o indicado e compenso com flutuantes.


    Também já queimei um tapete por usar água demasiado quente quando fazia as TPAs. Uma diferença só de 2 ou 3ºC fez com que o tapete começasse a ficar amarelo.

  16. On 24/10/2022 at 11:28, JoseCarlosMarques disse:

    O coral parece-me ser a melhor solução.

    Tenho literalmente vários kilos disso, se não encontrares...

  17. On 20/10/2022 at 18:05, JoseCarlosMarques disse:

    Essa coloração das pedras é normal, ou tem haver com os problemas que referes?

    É pelos problemas, juntamente com o facto da equipa de limpeza ter sido toda assassinada pelos heremitas... Dos quase 20 caracóis de várias espécies que comprei, restam-me aí uns 2 ou 3, que não se atrevem a ir para as rochas 😅
    Ao preço a que anda o caracol salgado, nem vou arriscar mais.