marco_nsa

Membro
  • Posts

    126
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Portugal

Everything posted by marco_nsa

  1. Sim, se estiver bem lavada, pode ser areia de rio. No caso de quereres meter nenúfares, é melhor colocar em vaso, mas pode ser com a mesma areia, é só pelo facto do rizoma do nenufar se maior e, por isso, ter que estar bem enterrado para as raizes da planta não flutuarem. Os peixes dão-se perfeitamente uns com os outros, visto que a maioria provem da mesma região! Apenas os peixes paraíso poderão ser mais agressivos e dever manter-se apenas um casal no lago! Outro peixe interessante e fácil de encontrar é o falso neon chines (Tanichthys albonubes)! Se houver tartarugas pode ocorrer predação, mas rãs não há grande problema! Em torno do meu lago tenho tomilhos, sardinheiras e crassulaceas!
  2. Sim, é necessário colocar um tipo de substrato para as plantas! Eu sugeria areia, que é o mais simples, a terra iria turvar a água. Os vasos também são uma boa opção, mas seria mais indicado para colocar nenúfares ou outro tipo de planta diferente, visto que o objectivo é cobrir o fundo, o ideal seria areia. A maioria dos peixes são pacíficos, mas para ter algo diferente optava por não ter carpas nem kinguios, e povoar o lago com ciclideos (gymnogeophagus meridionalis, por exemplo), tetra Buenos-Aires, corydora paleatus, peixes paraíso, e assim. Já agora, qual a dimensão do lago? Em torno do lago pode por as plantas que quiser, deste que elas não sejam venenosas e não deixem cair muitas folhas para o lago! Marco
  3. Em Portugal, o esturjão está extinto. Mas das várias espécies de esturjão, algumas estão ameaçadas, outras nem tanto... Os esturjões que são vendidos em lojas provêm de criadores, e não significa que se tratem de uma espécie ameaçada. Também já vi à venda esturjões cá em Portugal, mas não o comprei por o meu lago ser pequeno de mais para um...
  4. Sim! Já vi Shubunkin amarelos e azuis, e até shubunkin que mudaram de cor de azul para rosa...
  5. A primeira parece ser uma carpa bronze, a 2ª, acho que se trata de um kinguio, provavelmente um Shubunkin...
  6. Os kinguios e as carpas são espécies diferentes, apesar de pertencerem à mesma família. Tal como é muito difícil uma ovelha com uma cabra, que também pertencem à mesma família e já são alteradas geneticamente há muito tempo... Com isto, não estou a dizer que é impossível, apenas que é muito complicado acontecer, visto que muita gente possui carpas e kinguios juntos, e um híbrido dos dois não é algo muito comum de ver. Espero ter ajudado!
  7. Boas! Acho que não há nenhum substrato especial para plantas de lago. Areia de rio ou qualquer outro tipo de areão serve... As plantas de lago não são muito esquisitas em relação a isso! Desde que respeite as profundidades de cada espécie! Não percebi o porquê de ter importado plantas, visto que cá já há uma grande gama de plantas para lago, como Valisnerias, Sagitarias, Elodeas, Ceratophyllum, ou Echinodorus, para além de nenúfares e vários tipos de papiros! Atenção, não estou a criticar, mas julgo importar plantas não deve de ser barato, e por existem muitas hipóteses! De qualquer maneira, espero fotos do lago! Cumprimentos
  8. Boa tarde, a mim parece-me mais tratar-se de ciclídeos africanos do lago Malawi. Acho que se trata de uma variedade mais clara de Melanochromis auratus. Cumprimentos
  9. Eu também possuo um casal de peixes paraíso, e essa suposta fêmea deixa um pouco a desejar... A mim também me parece mais tratar-se de um 'casal' de machos... Fica atento ao modo como eles interagem entre si... Cumprimentos
  10. Boa tarde, tenho um casal de Apistogrmmas borellii, e gostava de saber que espécies de peixes de cardume poderia por com eles, de forma a completar o aquário e ao mesmo tempo não os prejudicassem na reprodução... Alguém pode ajudar? Obrigado
  11. Existem peixes maiores, mas são mais dificeis de encontrar... Há por exemplo, o Gymnogeophagus meridionalis, os ciclideos do texas, as tencas...
  12. Desde que não haja peixes que as possam comer, pode-se por kois a partir de qualquer tamanho no lago. A taxa de crescimento depende de vários factores, como o tamanho do lago, a temperatura, a comida, etc. Elas podem atingir os 50 cm. Para que se reproduzam, convém que o lago tenha muito espaço e sitio para que os alevins se escondam, de modo a evitar a predação. Para além da areia e das plantas, há quem ponha sacas de rede vazias, de modo a criar mais esconderijos para as crias.
  13. Não há grande problema em pores ramos. Acho que até ficava engraçado se eles estivessem a sair por entre as pedras. Mas uma questão. De quantos litros é esse aquário?
  14. Os peixes que referi são fáceis de encontrar cá em qualquer loja, mas para que não haja dúvidas, estão aqui os nomes científicos e o nome comum: - Corydora paleatus - Coridora pimenta; - Xiphophorus variatus - Platy; - Tanichthys albonubes - Falso neon chinês. Os caudas de espada (Xiphophorus hellerii) também devem de aguentar bem a vida na rua!
  15. Eu também tenho rãs no lago, e quando tenho de o limpara, apanho-as com uma rede, tal como aos peixes, e coloco-as num balde com uma rede por cima. Depois do lago limpo, volto a colocá-las la dentro! Se fosse a ti, e visto que és da Madeira, experimentava por ai uns peixes diferentes dos habituais, por exemplo umas corydoras paleatus, uns platys, uns falsos-neon-chines e assim!
  16. Boa noite Se se colocar uma bomba, irá alterar os gradientes de temperatura do lago o que vai fazer com que a temperatura no lago fique mais homogénea. Acho que o que o sr. Miguel quer dizer com a parte de se perder a sustentabilidade, significa que o lago irá ter um elemento consumidor de energia eléctrica, em vez de ser puro e simplesmente natural, sem qualquer tipo de intervenção mecânica. Espero ter ajudado!
  17. Boas Eu apenas respondi com base na minha experiência, as minhas carpas nasceram assim, talvez por terem sido cruzadas com carpas selvagens, e como com os kinguios era assim, nem estranhei. Mas sendo assim, peço desculpa pelo erro na minha resposta!
  18. Sim, é normal! As carpas normalmente nascem com uma cor acastanhada escura, e quando chegam a uma dada idade começam a ganhar as cores de adulto!
  19. Boa tarde. Qual é a litragem do aquário? As fotos não dão para perceber muito bem, mas eu diria que o 1º é um macho e o 2º uma fêmea, em relação ao 3º não sei... É possível pôr fotos dos peixes vistos de cima? Mario
  20. Boa noite. Ambos os peixes são compatíveis com o nosso clima. As tilápias sei que são comestíveis, mas não faço ideia onde possa encontrá-las... Em relação ao esturjão apenas sei que as ovas são comestíveis, o peixe em sim acho que não é utilizado para esse fim. Para criar esturjões é necessário um lago fundo (mínimo 1,5m), para além disso, os macho só atingem a maturidade sexual a partir dos 6 anos, e as fêmeas a partir dos 10... para além disso, acho que precisão de água salgada para se reproduzirem. Espero ter ajudado. Mário
  21. As Oryzias latipes aguentam perfeitamente o Inverno! Eu sou do distrito de Lisboa e mantenho-as desde 2007 no meu lago durante todo o ano. Mário
  22. Bem, acho que vou um pouco atrasado, mas vou comentar na mesma! É verdade que 500 litros para uma carpa é um pouco apertado, mas se a adquirires em pequena, ela vai crescer mais devagar e não alcançará o seu tamanho máximo. Eu possuo um lago de mais ou menos 500L, com uma koi, 5 cometas e medakas todo o ano! no verão coloco também neon chineses, peixes paraíso, g. meridionalis e barbos dourados! Eu sei que o lago está sobre-lotado. Eu apenas não deixo estas ultimas espécies todo o ano, pois o lago é pequeno. mas apesar de os retirar, não os coloco em água quente... Deixo-os na rua, debaixo de um telheiro, e ainda hoje fui lá ver e estavam cheios de saúde! Por isso, se o teu objectivo é ter esses peixes juntos apenas no verão, força! O meu conselho é colocares os neons e os cometas o ano todo! Os barbos sobrevivem ao Inverno, mas o seu sistema imunitário fica debilitado... Espero ter ajudado! Ps.: eu apenas tenho uma carpa, porque me foi oferecida, e eu nem conhecia o mundo da aquariofilia! e como já cá está há algum tempo, e com os seus 25cm, custa-me mandá-la embora!
  23. Os meus passaram o inverno passado num aquário sem aquecimento, e resistiram bem a temperaturas de 11º, sendo mesmo os mais activos do aquário!!! A minha dúvida era na rua, pois as temperaturas aqui descem aos 3º, à superfície...