Bruno R. Carvalho

Membro
  • Posts

    798
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    53
  • Country

    Portugal

Everything posted by Bruno R. Carvalho

  1. Já tinha respondido ao Tozé. Água oxigenada resulta, tem alguns efeitos a ter em conta. 1- é preferível fazer spot treatments com pequenas quantidades a tratamentos de aquário inteiro, e se fizer de aquário inteiro apenas usar quantidades elevadas se for em último recurso. Falo isto porque quando este método apareceu o pessoal abusava na água oxigenada e isso danificava algumas plantas e mata camarões. 2 - desligar o filtro uns 20 minutos. 3- não usar água oxigenada com as plantas fora de água, os americanos tinham o método de vazar o aquário e usar um pulverizador para dosear quantidades enormes de água oxigenada, isso pode queimar as plantas. Aconteceu-me em 2014. Com os anos criei o meu método de usar água oxigenada e sempre dentro de água. 4- não aplicar directamente sobre musgos ou monte Carlo e cuba. Estás plantas simplesmente não gostam de água oxigenada, o musgo fica castanho, recupera mas a Monte Carlo e a cuba em especial morrem. 5 - se possível remover os camarões antes do tratamento. Ou dosear com cuidado para não os atingir directamente, é prejudicial aos mesmos. Eu com os anos descobri que usando spot treatments com pequenas quantidades estes riscos são muito reduzidos. O problema é que quando começaram a falar deste método, simplesmente o pessoal deitava lá para dentro garrafas inteiras de água oxigenada. Para BBA, água oxigenada é mais eficiente que Excel. A vantagem é o preço, claro, a água oxigenada a usar é a normal 3%. Mas eu hoje em dia só uso isso se não tiver Excel e sinceramente já não lembro da última vez que usei. Não recomendo por causa dos contras mencionados, recomendo Excel por não ter esses problemas. Mas as vezes a carteira é que manda, aqui não é diferente. Mas é usado por muita gente, aquilo em contacto com a água simplesmente desfaz-se nos elementos constituintes que são água e oxigénio por isso é que quando usas vez muitas bolhas de oxigénio a libertar-se na zona onde aplicaste. Há quem recomende TPA após o tratamento, eu não acho necessário. Nem para isso, nem para o Excel. Não sei se a química da água afecta a eficiência da água oxigenada, mas quando usava nas águas duras de Londres costumava ter muitos mais efeitos secundários do que na água portuguesa. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  2. Depende da alga e da severidade. Para a diatomaceas filamentosas, elas espalham-se ao aquário todo facilmente, descobri que spot treatment com seringa não tem grande efeito, porque regra geral aquilo cobre o aquário todo em menos de nada, prefiro tratar o aquário todo, e para esta alga não desligo o filtro, não sei explicar mas tenho melhores resultados com ele a funcionar. Para as outras algas uso spot treatment e desligo o filtro, especialmente se for BBA. Se for algo mais severo, misturo spot treatment com tratamento ao aquário todo. Para cianobacterias, descobri que spot treament com Excel e água oxigenada resulta, contrariamente a ideia que apenas pode ser resolvido com blackouts ou antibióticos. Se te lembras na montanha do xisto tive um problema de cianobacterias que cobriu o aquário todo, fiz o tratamento que descrevi a cima em desespero e dei cabo delas. Isto já depois de ter falhado blackouts e erythromycin. Na altura registei a informação, no meu registo mental e hoje quando vejo cianos ataco com Excel e nunca mais tive cianos fora de controlo. Claro que tem que se repetir várias vezes devido a característica da ciano de voltar, mas com algum tempo de tratamento elas desaparecem de vez. Green dust e green spot não creio que resulte, pode ter algum efeito, mas a melhor solução e mesmo resolver a causa e remover manualmente ou através da equipa de limpeza. Staghorn resulta com spot treatment, mas eu quando vejo essa alga simplesmente removo as folhas afectadas e corto o problema pela raiz. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  3. Porque deixei de ter que lutar tanto contra as algas? Simples, experiência, acho eu. Não vou dizer que nunca tenho algas, seria mentira, e neste post já mostrei que as tenho, a diferença é que no passado quando elas apareciam eu não sabia o que fazer, agora graças a anos de tentativa e erro, tenho uma boa ideia do que fazer assim que aparecem. Métodos que resultam para mim. Com os anos também aprendi a ser mais paciente, não entro em pânico ao primeiro sinal de algas, prova é que este problema de algas já era esperado e eu tenho resolvido o problema com tempo e paciência. A maioria do pessoal mal vê uma alga, começa a mexer na luz, CO2, fertilização sem qualquer método, hoje mudam isto, amanhã aquilo, sem pensarem no que andam a fazer e no fim sem darem tempo para observar os efeitos do que andam a fazer no aquário. Eu era culpado deste erro, durante anos fiz parte dessa maioria, na minha constante luta contra as algas eu acabava por causar mais algas porque o aquário nunca estabilizava. Paciência foi talvez a melhor arma que aprendi para controlar estes problemas, além disso acho que simplesmente aprendi como as coisas funcionam no aquário, manter um bom balanço entre luz,CO2 e fertilização. Aprendi que fertilização é super importante, mas ao mesmo tempo abandonei o método do estimative index em favor de regimes de fertilização mais limitados. Porque fiz isto? O extimative index fica bastante barato com o uso dos sais, a premissa do método é que doseamos em excesso para evitar que as plantas tenham falta de qualquer nutriente, e usamos TPA semanal para repor o balanço de nutrientes ao remover o excesso que as plantas não usaram. Ora neste método as plantas crescem que se fartam, saudáveis, mas além da trabalheira que dá andar sempre a podar, esse excesso de nutrientes também proporciona o crescimento de algas. Exemplo no extimative index tinha que andar sempre a limpar as rochas e madeiras, porque ficavam cobertas de algas, isto era um ritual semanal, as plantas estavam bonitas mas tinha que limpar o hardscape constantemente. Usando doses mais pequenas, deixei de ter esse problema. Passei a usar cápsulas debaixo do substrato para fornecer nutrientes as plantas e apenas usar fertilização líquida para complementar. Não inventei nada disto, aliás aprendi muito disto nos workshops do Filipe Oliveira, o certo é que, sai mais caro usar fertilizantes comerciais, mas não tenho paciência para andar a calcular doses de sais a misturar e já expliquei acima alguns dos pontos fracos do extimative index. Passei a usar controladores em todas as minhas calhas, reduzo a potência das calhas nas primeiras semanas e uso não mais que 6 horas de luz e a médida que o aquário estabilizar vou aumentado a potência ou a duração dependendo da necessidade. Aprendi a configurar melhor a circulação da água no aquário para maximizar a absorção do CO2 e nutrientes pelas plantas, tanto pela colocação das Lilly pipes e usando filtros recomendados para aquários muito maiores que os meus. Especialmente tendo em conta que tenho montado hardscapes que não facilitam em nada a circulação, uma alternativa é criar os layouts de forma a não serem tão restritivos no que se refere a circulação, ou no caso de alguns layouts que criei tentar maximizar a circulação tendo em contra o design do layout. Ou seja um melhor conhecimento da interação entre luz, CO2 um maior controlo dos nutrientes e circulacão de água ajudou bastante a reduzir os problemas de algas. Outra coisa que faço é que embora me custe mais caro, eu na montagem planto os meus aquários com o máximo de plantas que lá conseguir colocar, quanto mais plantas, mais elas vão consumir nutrientes, mais chances de evitar as algas no início. E o certo é que tive um caso enorme de melt na primeira semana, e tive algas, mas o problema resolveu-se e as plantas de momento já cobrem quase todo o aquário pouco mais de um mês depois. Se tivesse usado poucos potes provavelmente nada teria sobrevivido ao melt e as algas teriam causado ainda mais estragos. Passei a correr os meus aquários a 23 graus, quanto mais alta a temperatura mais chances de algas, e os peixes que uso não necessitam de temperaturas mais elevadas. São detalhes que fazem parte do método que criei para mim, que aprendi através do método de tentativa e erro na luta contra os inúmeros problemas de algas que enfrentei ao longo dos anos, sim no passado tive problemas de algas monumentais, cheguei a pensar desistir várias vezes, mas também aprendi muita coisa em fóruns, vídeos e workshops com pessoal que tinha mais experiência que eu. E fui adaptando o que aprendi para criar o meu método, temos aqui membros mais experientes, e se queres aprender recomendo os vídeos do Filipe Oliveira e da green aqua e o site do The 2HR Aquarist do Dennis Wong. E não penses que nunca tenho algas, aliás quem diz que nunca têm mente, todos nós temos algas, e só uma questão de aprendermos o que fazer quando elas aparecem. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  4. Duvido. Porque no mesmo post revelei que água oxigenada faz o mesmo trabalho, água oxigenada que custa apenas alguns centimos. A maioria do pessoal vai optar pela água oxigenada por causa disso. Eu hoje já não tenho tantos problemas de algas como no passado, por isso uso pouco, assim que isto tiver resolvido e o aquário estabilizar provavelmente não volto a usar. Mas no passado, andava sempre a lutar com algas, Excel ficava caro por isso usava sempre água oxigenada, aliás no UK um garrafão de 5 litros disso ficava mais barato que uma garrafinha de Excel. Prefiro Excel pois água oxigenada se não for usada com cuidado pode afectar os vivos e até algumas plantas. Mas no final para muitos o que conta é a carteira e é uma alternativa viável. Até tinha um vídeo no meu canal de YouTube a mostrar o uso de água oxigenada como alternativa, esse tinha mais visualizações que os outros 200 e tal videos todos juntos. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  5. 10 ml. Resulta, sem resultados adversos para as plantas e vivos. No passado, naquela montanha de xisto usei água oxigenada, mas havendo Excel prefiro, embora seja mais caro. Claro que na montanha, o problema de algas era muito mais grave, e além das diatomaceas tinha cianobactérias, na altura resultou também, mas aí chegou ao desespero, cheguei a usar 80 ml diários de água oxigenada, mas aquilo limpou as algas todas em menos de uma semana e salvou-me o layout. Existe um vídeo do cinescaper onde ele em desespero fez um tratamento maluco assim e resultou, não é algo que recomende excepto em casos de desespero em que mais nada resulta. Mas doses mais pequenas diariamente resulta para controlar problemas menos graves. Existe também o método 1-2 punch também para casos de desespero, onde se faz dose elevada de água oxigenada e excel ao mesmo tempo, nunca usei pessoalmente, opto sempre por um ou outro. As diatomaceas filamentosas crescem bastante rápido, mesmo com equipa de limpeza a alga cresce mais rápido do eles conseguem comer, remoção manual ajuda bastante, mas é difícil remover tudo especialmente de musgos e tapetes, ou seja aquilo volta bastante rápido, a ideia é usar o Excel para atacar as algas e dar chance aos vivos de removerem o resto. Com o passar do tratamento começa a ser visível que a medida que eles limpam os restos da alga ela já não volta, é que está alga é mesmo chata enquanto houver restos ela volta sempre, e bastante rápido, o Excel é só a minha maneira de abrandar a coisa para nao deixa-las tomar conta do layout. Neste caso, em uma semana a alga praticamente desapareceu, apenas tenho uns spots onde ainda há uns restos, mas já não deve faltar muito para desaparecer de vez. Remocao manual, Excel e uma boa equipa de limpeza é a minha maneira de resolver este problema. Sem equipa de limpeza tem que se usar doses mais altas de Excel, e sem Excel a equipa de limpeza sozinha não consegue resolver o problema, remoção manual é um must, especialmente nas fases iniciais do problema, senão quando derem conta o aquário está todo coberto com esta alga. P.s atenção ao tal vídeo do cinescaper, se alguém decidir pesquisar, ele usou água oxigenada super concentrada a 33%, eu estava desesperado na montanha de xisto mas não sou maluco e apesar de ter usado doses elevadas, usei água oxigenada normal. Não recomendo o uso de água oxigenada concentrada, pois conheci bastantes casos de idiotas no UK que o fizeram com efeitos catastróficos. E sinceramente se tiverem acesso a Excel, é mais seguro. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  6. Obrigado Vasco. Sim agora é cuidar deixar envelhecer e ir mantendo. Hoje fiz TPA, mais um update, continua a crescer bem, as algas já quase que se foram, tenho feito doses diárias de Excel, é um tratamento que já fiz noutros projectos e resulta, as algas aos poucos vão morrendo e com uma boa equipa de limpeza desaparecem. Ainda há algumas nos musgos no lado direito na traseira, mas hoje fiz remoção manual e com o tratamento já não deve levar muito a passar a fase das diatomaceas filamentosas. Hoje fiz TPA, uma aspiração mais cuidada para remover detritos acumulados, e adicionei alguma areia e areão de várias granulometrias para tentar deixar os caminhos mais definidos, na montagem não fui tão detalhado pois queria dar tempo as plantas para crescerem antes de detalhar melhor as zonas de areia, especialmente atrás. Podei o musgo flame, as rotala wallichi e a eleocharis acicularis. Adicionei algumas buces para preencher algumas áreas que não tinham ficado bem definidas na montagem inicial. O aquário actualmente leva TPA semanal, tirando isso leva fertilização e pouco mais. O único percalço a anunciar foi que infelizmente parti o difusor de CO2 novo, ainda me lembro quando apareceram os difusores de acrílico, o seu ponto principal de venda era que não se partiam como os de vidro. Eu já perdi a conta a quantos difusores da Neo parti, acho que até se partem mais facilmente que o vidro. Hoje foi mesmo descuido, ainda dá para usar, mas quando puder compro outro. Que fazer, bem vindo ao aquascaping, onde partimos difusores e Lilly pipes uns atrás dos outros mas continuamos a comprar mais porque gostamos de os ver dentro do aquário. Em termos de vivos, adicionei 15 boraras urophtalmoides ( já tinha lá 5), 10 ottocinclus, 10 amanos, 5 caracóis clithon corona, 5 neritinas puligera, 5 neritina juttingae. Tirando isso finalmente desmontei o 45P e passei para este uma quantidade considerável de camarões de várias espécies, não sei ao todo quantos. Não tenho intenções de adicionar mais nada e o Betta a Susana já vendeu. Agora fica aqui a foto do aquário hoje após a manutenção, depois adiciono algumas com mais detalhes. Espero que gostem Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  7. Começando pelos aquários, a funcionar tenho estes. Este aquário foi usado no desafio de aquascaping do fórum de 2019, saiu nas rifas e ficou na posse de um velhote conhecido meu e de alguns moderadores do forum, em 2020 ele desistiu do hobby e eu fiquei com o aquário. Montei o layout como brincadeira durante os confinamentos para ver se ganhava vontade de voltar a isto. Este é o de 45 cm que estava esquecido, já não está assim como é óbvio, mantive em funcionamento por causa do tapete de Monte Carlo que sabia que viria a ser útil para este em caso de melt. Vai ser desmontado assim que eu me passar a preguiça, visto que já tirei quase tudo o que dele podia tirar. Depois tenho este de 60 cm Montei em agosto já com ideia de levar a coisa mais a sério de novo. E finalmente tenho este do tópico. Em relação comprar stock de uma loja, eu era a loja. Ou mais ou menos, noutra vida eu aventurei-me na ideia de uma loja online, quando veio a separação tudo isso acabou. Vendi maior parte do stock que me restava mas guardei aquilo que podia usar para mim. Se bem que actualmente já não sobra quase nada. Em relação aos peixes, caracóis e camarões, quando digo que o aquário de 45 cm estava esquecido, digo que em termos de aquascaping já não me estava a preocupar com esse aquário, tinha peixes, caracóis e camarões que simplesmente estou a passar para este aquario novo. Mas para quem mantém aquários plantados há certas coisas que não podem faltar, fertelizantes, umas botijas de CO2 extra carregadas não vá acabar na pior altura possível, alguns tubos de plástico ou lily pipes, pois elas tendem a partir quando todas as lojas estão fechadas e depois é o diabo, e Excel para as algas. Claro que se a carteira tá apertada no caso do Excel quem não caça com cão, caça com gato e podes usar água oxigenada que fica por uma fracção do preço, mas eu pessoalmente podendo usar Excel, prefiro. Além de que ando nisto há 17 anos e tenho o péssimo hábito de não deitar nada fora, ou seja tenho caixas e caixas de hardscape e outro material. Posso dizer que nesta floresta, não comprei uma peça de hardscape, nem pedras,nem madeira. O substrato também uma boa parte era reutilizado.Acho que este layout só me deu gastos nas plantas. Em relação a não ser um iwagumi, até há uns 3 anos esse era o meu estilo favorito, mas actualmente não sinto muita vontade de voltar ao estilo. O último layout puro iwagumi que me dediquei a sério foi este. Quem sabe se me dá na cabeça fazer outro um dia. A Susana, só tem um inconveniente. É chegar a casa e descobrir os meus aquascapes cheios de peixes dela. [emoji1787][emoji1787][emoji1787] P.S e enquando escrevo este post, já fiquei sem Betta, a Susana já lhe arranjou nova dona. Eu disse que era só temporário. [emoji1787][emoji1787][emoji1787] Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  8. Hoje fiz manutenção, TPA, removi manualmente o máximo de algas que consegui. As plantas estão a recuperar. Hoje adicionei mais algum musgo nas árvores e aproveitei que estou a desmontar um 45p que aqui andava esquecido e usei a Monte Carlo desse aquário para replantar áreas onde a Monte Carlo tinha sofrido melt. Fica aqui foto do aquário Estou bastante contente com a evolução,. Fase do melt já foi, algas estão por aí mas hoje já comecei a dosear Excel e com tempo elas desaparecem e já não voltam. As plantas começam a crescer. Para um aquário de 4 semanas as coisas começam a ficar no bom caminho. Em termos de fauna por agora tudo que lá está veio do 45P que estou a desmontar, tenho uns micro rasboras ( boraras urophtalmoides), gosto bastante deles neste aquário mas tenho poucos, por isso vou mandar vir mais, temos caracóis ( neritinas puligera) e (neritinas zebra), temos camarões de várias espécies ( neocaridinas Davidi blue dream, Davidi orange, Davidi Yellow, Davidi red fire e Davidi green), também tenho uns amanos, todos eles já vieram do 45P, tenho também alguns ottos. Tenho 2 pseudomugil Gertrudes, mas isso são dois peixes que a Susana deixou esquecidos no 45P, em princípio serão para remover pois prefiro ter um cardume apenas dos boraras. Tenho também um Betta halfmoon placate blue marble que foi adicionado hoje, mas este não é meu, é da Susana e só deve ficar aqui temporariamente. Se bem que eu tou a começar a gostar de ver o peixe a explorar o layout. Ainda tem algas, diatomaceas filamentosas, mas isso como disse é só esperar e elas vão embora. O layout começa a ganhar forma, que acham? Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  9. Vamos a um update, desta vez com fotos. O melt parou, provavelmente devido a introdução do purigen, estou a fazer TPA's de 50% a cada dois dias. As diatomaceas agora estão a meter a cabeça de fora, aquele castanho característico nas rochas, madeiras e plantas, fácil de limpar com uma escova de dentes, mas neste layout da trabalho, então aproveitando que este filtro esta ciclado, adicionei uns ottos, camarões e caracóis que tinha aqui num layout que está a espera de desmontar. Em relação ao castanho das rochas, resultou, agora as diatomaceas filamentosas, tenho que ir removendo o máximo que posso manualmente todos os dias. Em relação a plantas nota-se mais verde no layout, em especial o musgo está a espalhar-se bem pelas madeiras e a wallichi, tive que podar pois já estava grande, replantei as partes cortadas para ajudar a criar uma moita e a crenata também se começa a espalhar. As Buces sobreviveram ao melt, e com tempo recuperam, as anubias petite sofreram mais e estão feias, mas nada que não recupere. Agora vamos as plantas mais afectadas pelo melt, a Monte Carlo onde sobreviveu mostra sinais de estar a recuperar, mas se não der, o aquário que tenho para desmontar está cheio de Monte Carlo, e só o tenho mantido a funcionar manter a planta de reserva. A stauregeyne coitada é que está muito mal tratada, não tem mais melt, mas as folhas que sobram estão em muito mais estado, aliás alguns dos sintomas indicam falta de nutrientes. Segundo a seachem o purigen remove nitrogênio, e os sintomas que vejo são consistentes com deficiência de nitrogênio. Alguém já teve esse problema com o uso de purigen? Eu sinceramente não me lembro, mas acho que na outra floresta, me tinham aconselhado a dosear nitrogênio por causa do purigen. Ah, já me esquecia, a eleocharis pussilla que tinha meltado completamente, ainda lá está, eu não arranquei, mas de repente tenho folhinhas verdes a aparecer. A planta está a recuperar, ou pelo menos parece. Agora as fotos, o aquário tem algas como já disse, tem plantas que não estão a 100% mas parece-me notório que há uma evolução muito positiva desde a semana passada e que o layout começa a compor-se. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  10. Peço desculpa, acho que fui um pouco brusco na maneira de escrever. Eu vou colocando updates, acredita que estou confiante que vou conseguir levar este layout a bom porto e conseguir fazê-lo chegar ao ponto que ele merece. Assim que estabilizar o aquário e criar as rotinas para o manter em condicoes então sim, é possível manter com manutenções semanais. O outro Aquario que tenho a funcionar de momento leva manutenção semanal, TPA, limpeza e podas. Para aí uma hora por semana. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  11. [emoji1787][emoji1787][emoji1787] Esta Maria não tem problemas, ela não se importa de uma maneira ou de outra pois ela também é aquariofilista. Agora a Ex- Maria, com essa a história era outra. E sim a conversa com essa era mais ou menos o que disseste. Ela aguentou 18 anos disso, depois fartou-se. Foi por isso que me afastei do hobby e quase desisti de vez. E embora pareça que sim, já não ando obcecado com isto, por isso te disse que não estou preocupado com os problemas, com tempo eu resolvo e não estou para passar os dias agarrado ao aquário para garantir que tudo corre a 100%. Tem que haver um balanço. Entre aproveitar a vida e o aquário, nos dias de hoje escolho sempre aproveitar a vida. O aquário deve ser algo relaxante, e não uma obrigação, se for uma obrigação estás no hobby errado. Com tempo ele fica maturado, e depois disso faço TPA semanal, poda ocasional e pouco mais. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  12. Outra coisa que ajuda, coloquei purigen dentro do filtro. Tive que ir comprar de novo, tinha purigen na garagem, mas ja dei a volta aquilo tudo e não sei onde guardei, andava a adiar a ver se achava, mas vai ajudar bastante por isso comprei outro. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  13. Pensei nisso sim. Decidi não o fazer desta vez, mas fica ponto assente que o próximo layout vai usar essa técnica. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  14. Tentei, fiz tudo aquilo que já disse antes. Mas sim já esperava alguns problemas pelas razões mencionadas. Desistir?? Já montei muitos aquários, no início até o aquário estabilizar, há sempre problemas. Já tive layouts com muitos problemas iniciais, outros com poucos problemas, alguns com quase nada. Em tempos desistia, com os anos aprendi que não é como começa. É como acaba. E eu tenho conseguido bons resultados nos meus layouts, independentemente de eles terem problemas nesta fase ou não. É tudo uma questão de tempo, paciencia, trabalho e não entrar em pânico quando as coisas estão nesta fase mais problemática. Primeira foto - este layout era de 250 litros, teve alguns problemas iniciais mas nada de especial. Segunda foto 40 litros e não teve problemas no início Terceira Teve problemas gravíssimos com algas e melt primeiro mês 120 litros Quarta foto Nao teve problemas nenhuns iniciais 40 litros Quinta foto Não teve praticamente problemas iniciais 55 litros Sexta foto Coincidiu com o meu divórcio e não cuidei dele pois não estava bem, este não teve problemas iniciais, este foi uma completa desgraça, 4 meses depois estava assim 60 litros Sétima foto Este teve bastante problemas iniciais também, mas 2 meses depois essa foto foi enviada para o IAPLC 40 litros Oitava foto Este aquário não teve qualquer problema inicial. E esta foto nem está actualizada, já está muito mais crescido. 60 litros Estás fotos são alguns aquários que montei desde 2018. Se eu fosse desistir cada vez que um aquário desse problemas, a maior parte dessas fotos não existia. Há por aqui gente que percebe muito mais disto do que eu e que consegue montar layouts com menos problemas, mas na fase inicial existem sempre problemas. Mas se todos desistissem com as dificuldades nenhum tinha aprendido aquilo que sabe hoje. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  15. Eu sei Vasco, eu tenho postado aqui updates até mesmo para quem ler o tópico não ficar com a ideia que isto é só facilidades. Um layout com tanta madeira, substrato e até mesmo pelo seu design eu já esperava que desse problemas de início. Algo que já aconteceu com algumas das outras florestas anteriores e que depois com tempo, paciência e trabalho foi ao lugar. Espero que aqui seja o mesmo, mas como disse, vou documentar porque acho que às vezes há quem veja estes layouts todos elaborados e fique com a ideia que o mais difícil é construir o hardscape, o que não é verdade, nestes layouts o mais difícil mesmo é as primeiras semanas, pois a circulação é deficiente, tem muita madeira, muito substrato o que acaba por dificultar essas primeiras semanas. Mas após o aquário estabilizar as coisas levam-se a bom porto, tem é que como dizes se trabalhar muito para conseguir que as plantas encaixem no layout para a fotografia. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  16. Ora eu no dia que montei este aquário fiz á minha Maria uma previsão. Primeiros dois dias - água amarela da madeira Durante semana - tudo parece bem com as plantas 2 semana - começa o melt 3 semana - vão a aparecer as algas E bingo. Ontem o aquário fez 3 semanas e as diatomaceas lá meteram a cabeça de fora tal como esperado. Fiz TPA e removi o máximo que consegui com a escova de dentes. O melt continua, e duvido que a eleocharis pussilla, Monte Carlo e stauregeyne reppens tenham salvação. Vou deixar o aquário estabilizar e depois planto essas de novo, nesta fase não vale a pena voltar a replantar, já fiz isso a semana passada e meltou de novo. Tenho algum melt nas buces, mas nesse caso não é total, algumas folhas meltam, mas novas folhas estão a aparecer. Vou continuando as TPA's mas agora tou a tirar cerca de 50% diárias. Tirando isso vou aguardar o aquário estabilizar e depois logo faço o que for necessário para recuperar. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  17. Era um aquário era 70x35x40 com móvel. Como não estava interessado não pedi para ver fotos. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  18. Nada, eu nem estava a procura. Ia mesmo comprar novo, só andava um pouco preguiçoso de ir a loja. O rapaz contactou os ciclídeos da Susana, a pedir ajuda se conhecia alguém aqui na zona que estivesse interessado no aquário e material. Ela falou comigo sobre isso mas eu inicialmente nem prestei atenção, mas hoje de manhã ela insistiu que eu devia ver a lista do material e foi então que reparei que estava lá tudo aquilo que andava a procura. Ainda pensei na twinstar série 3 600SA, a minha é uma série 1, mas sinceramente preferi ficar por aquilo que realmente precisava. O rapaz foi impecável, aliás insistiu em vir ele a Setúbal entregar quando eu tinha me disponibilizado para ir a Palmela buscar. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  19. Ora mais um update Nada a acrescentar em relação ao problema do melt, esse continua. Mas hoje o aquário levou filtro novo, difusor novo, Lilly pipes e skimmer. Novos? Diria mais semi-novos, comprei tudo a um rapaz daqui da zona que decidiu abandonar o hobby, começou no aquascaping durante os confinamentos para se distrair e agora que a vida voltou a normalidade já não tem tempo para o aquário. Entre o material incluia-se aquilo que eu procurava. O filtro é um Oase biomaster thermo 350, só com 4 meses de uso, ele depois trocou por um 600 que também se encontra a venda. Não fiquei com ele porque é muito para este aquario. O difusor é um neo M destes novos compridos, aproveitei e comprei-lhe também as Lilly pipes, e um skimmer da eheim. Se ele não me dissesse que o material era usado, eu não acreditava, não encontrei uma marca em qualquer dos equipamentos, parecia tudo novo a estrear. Desta maneira consegui o equipamento todo por menos do preço do filtro novo. E o filtro ainda está na garantia, melhor é difícil. Sendo assim o equipamento deste aquário está fechado. Aquário : ILA 60x45x30 cm Iluminação : twinstar 600S Filtro : Oase biomaster thermo 350 com Lilly pipes de vidro CO2 : pressurizado com redutor CO2 Art e difusor Neo M Skimmer eheim Agora de volta às plantas, ainda tenho que resolver o melt. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  20. Boas Altura de fazer um update neste aquário. Estamos a chegar ao final da segunda semana, gostava de dizer que está tudo bem, que tudo tem corrido a 100%, que não tem havido problemas e mostrar aqui o aquário todo bonito. Infelizmente não é o caso, e acho que se deve partilhar o bom e o mau. De há uma semana para cá que comecei a ter melt nas plantas, não é inesperado, todos os aquários passam por isso no início. Eu mantive um regime religioso de TPA's diárias e inicialmente não preocupei muito com algum melt, mas durante a segunda semana ficou pior, eleocharis pussilla, Monte Carlo e stauregeyne reppens sofreram bastante com isso. Ora este aquario tem muito substrato por isso eu pensei cá para mim que era normal a libertação de amónia inicial e que isso leva ao melt das plantas. Fui aumentando as TPA's primeiro para 100% de mudança diária, e quando continuou a piorar e já após replantar algumas das plantas mortas, cheguei ao ponto de trocar a água completamente 2x dia. O melt continua, e sinceramente acho que começa a ser detrimental para a estabilização do aquário tanta mudança de água. Mas as plantas iniciais das espécies indicadas meltaram e as substitutas também já vão em estado avançado de melt. Começo a pensar se não haverá algo mais que apenas o pico de amónia esperado devido ao uso do substrato. O resto das plantas está bem e a crescer, tive algum melt das folhas nas buces, mas não foi total e novas folhas estão a crescer, o mesmo para as outras plantas e os musgos também estão a crescer bem. Acho que a próxima vez que montar um layout deste tipo, vou optar por fazer o darkstart e deixar o layout ciclar sem plantas e apenas depois plantar após o ciclo feito. Mas até nisso algo confuso se passa, este filtro tem estado a trabalhar continuamente há mais de um ano noutros aquários por isso está mais que ciclado. Eu não estou preocupado, eu sei que com tempo isto vai ao lugar e consigo levar o aquário até onde quero. No final de contas só faz 2 semanas quarta feira, e sinceramente experiência diz-me que isto é normal, mas tava a tentar não ter que replantar de novo. Mas se alguém puder dar uma ideia que ajude, pode ser que algo me esteja a escapar? O melt tou habituado, mas isso e porque costumo não cumprir com as TPA's a regra, mas neste layout estou a fazê-lo. De momento não há algas, mas acredito que elas ainda vão aparecer, layout novo, é inevitável. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  21. Video da plantação do aquário, tem poucas imagens da montagem do hardscape porque por motivos técnicos que me escapam fiquei sem os ficheiros da montagem. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  22. Os substratos Neo uso há cerca de 4 anos, tenho resultados muitos bons com eles. Não posso dizer se é melhor ou pior que este ou aquele. Mas posso dizer que o da Neo é bastante bom. Os resultados falam por si. Agora em relação as cápsulas este projecto levou capsulas, esqueci de referir, vamos a ver como corre. E o aquário da foto embaixo também tem cápsulas , está plantado há quase 2 meses e até agora parece estar a crescer bem. Para mim as cápsulas trazem benefícios, se são indispensáveis? Não. Mas podem ajudar a manter o layout a longo prazo, e podem ajudar ter um bom crescimento das plantas com fertelizaçao líquida mais reduzida o que pode facilitar o controlo das algas. Agora estou a experimentar as da Neo, em projectos recentes usei as da tropica. Mas até a coisa de 2 anos não usava. E os resultados eram satisfatórios. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  23. Obrigado Não podemos cair na falácia de pensar que se pode conseguir resultados superiores com qualquer equipamento. A verdade é que equipamento de qualidade e desempenho superior oferece resultados de maior qualidade, o problema é que há muitos que compram o equipamento a pensar que apenas o equipamento é responsável pelos resultados. Nada mais errado? É preciso ter mãos para o mesmo. Uma pessoa que tenha o kit de unhas, e olha que há por aqui quem tenha kit de unhas de sobra, eu até estou a aprender ao pé alguns dos membros, mas volto a reiterar uma pessoa com o kit de unhas consegue resultados com equipamento de topo, intermédio ou de gama mais baixa. Porquê? Simples, quem sabe o que anda a fazer monta o projecto tendo em conta o equipamento que vai usar. Este filtro fluval 305 tenho há 11 anos, já foi usado num número sem conta de projectos, em aquários de diferentes tamanhos, com maior ou pior sucesso, e isso nunca teve a ver com a performance do filtro em si, mas do meu kit de unhas. A mudança de filtro tem mais a ver com a comodidade, o pré filtro dos Oase torna a manutenção e limpeza bem mais fácil, e eu quero fazer o upgrade por isso, além de que ao fim de 11 anos não é mau de todo desejar experimentar algo de novo. A twinstar 600S é uma série 1, não sendo uma gama baixa, é uma calha respeitável e oferece resultados bastante satisfatórios, mas e aqui vem o mas, saber como usar a calha, as intensidades, o número de horas, isso são coisas que vamos aprendendo, e que muda de projecto para projecto, consoante as plantas e designs que usamos. No caso da calha os resultados foram satisfatórios e em equipa que se ganha não se mexe, a calha tinha boas performances num aquário de 60x45x45 cm, agora com apenas 30 cm de altura no aquário não prevejo quaisquer problemas no que se refere a luz. O difusores da Neo são baratos mas em termos de performance são de topo, a mudança neste caso seria estetica, havendo um difusor que não obriga a colocar o tubo na água e que não necessita da ventosa que acaba sempre por deixar de colar, porque não fazer o upgrade, nem é uma peça cara por ai além. Em tempos usei os difusores in line, também usei reactores, performance superior sem dúvida, mas alguns afectavam a circulação do filtro e mais que isso eu gosto de chegar a casa olhar para o difusor e ver imediatamente a quantidade de está a entrar no aquário, com os reactores tive algumas surpresas desagradáveis. Em última análise concordo contigo de que o equipamento não é garantia de resultados, mas nas mãos de quem sabe, equipamento superior pode trazer resultados superiores, eu há anos que não sou pessoa de perder muito tempo a procura de equipamento. Vou usar três aquários meus como exemplo, poderia usar outros projectos meus como exemplo, decididamente houve layouts melhores, mas de momento só tenho estes no telemóvel que posso usar para ilustrar o meu ponto de vista. A primeira foto é praticamente o mesmo equipamento deste novo projecto, tirando o filtro, que era outro que por acaso até era inferior ao fluval 305. A segunda é um layout que construí no desafio de aquascaping do fórum, ora quem seguiu na altura sabe que o aquário usava uma twinstar 300C e um filtro de mochila que em termos de performance está longe de ser de topo. Essa foto foi tirada 2 meses e tal depois da montagem e os resultados são bastante bons tendo em conta o equipamento e tempo de maturação, posso confirmar que alguns dos membros da competição conseguiram resultados muito melhores. A última foto é o meu primeiro aquário plantado em 2006 com um fluval 204, uma calha DIY T8 de 120 watts, lógico que o meu conhecimento era muito básico na altura por isso o resultado final não é tão impressionante, posso dizer que na altura eu andava extasiado por ter aquilo em casa. Ora 3 fotos, 3 níveis de equipamento e dentro das possibilidades todos me proporcionaram resultados. Se conseguiria melhor com equipamento superior, talvez sim, talvez não. Prefiro acreditar que os resultados que consegui estavam foram proporcionados pelo meu trabalho com o layout e o conhecimento que adquiri ao longo dos anos, o que neste caso torna aquele primeiro aquário no melhor resultado que tive, visto que quando o montei eu não sabia nada disto. Já disse várias vezes aqui, as vezes basta ter paciência, tempos entrava em pânico a cada alga, ou problema no aquário, sei que com calma e paciência não há problema que não se resolva. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  24. Boas O aquário já está montado há 3 dias, inicialmente a água estava a ficar meio acastanhada, mas ontem já parecia estar melhor, era algo que já esperava, muita madeira. Neste layout não coloquei a purigen (tenho que ir a garagem buscar), mas o problema persistir coloco e resolve o problema. Por agora o filtro que está a funcionar é um fluval 305, que já vem ciclado de outro Aquario, mas estou a planear adquirir um OASE para colocar aqui, o CO2 é pressurizado com um difusor da Neo dos originais, tou a pensar substituir por um dos mais modernos compridos, no velhinho a ventosa já não agarra ao vidro e eu preferia um destes novos onde não se coloca mangueira dentro de água. A calha é a mesma Twinstar 600S que já vem de projectos passados, por agora está a trabalhar 6 horas dia e no pico máximo está a 75%. Em relação a manutenção, estou a fazer TPA todos os dias para tentar evitar que as plantas venham a sofrer melt. Ainda é cedo para dizer ao certo como se estão a adaptar, mas algumas já começam a mostrar sinais de crescimento. Nesta fase de adaptação a minha preocupação é mesmo ajuda-las na transição. Ficam aqui duas fotos que tirei ontem. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk
  25. Boas E lá chegou a hora da verdade, com riscos ou não era altura de plantar este menino. Aqui fica a lista de plantas escolhidas Stauregeyne reppens Monte Carlo Eleocharis pussilla Eleocharis acicularis Rotala wallichi Anubias petite Bucephalandra Red Lamandau Bucephalandra green Musgo Xmas Musgo flame Marsilea crenata Cryptocorine parva Aqui fica fotos, a água ainda estava turva ontem por isso depois coloco foto melhor, além disso ainda me falta colocar o fundo, por agora vê-se a parede e os fios atrás. Optei por não usar plantas de caule, para manter as proporções do layout, tem um pequeno arbusto de wallichi nas traseiras porque acho que consigo controlar o seu crescimento, mas não conseguir remove-se, o resto são plantas de tapete, musgos, anubias, bucephalandras, acho que consegui manter os musgos numa quantidade mais ou menos reduzida, por isso embora não haja plantas de caule acho que o layout até tem uma boa quantidade de plantas, está mais próximo do típico indonésio, mas ainda tem uma boa percentagem de plantas ali que após crescerem vão dar cor ao hardscape sem o fazer desaparecer. Espero que gostem. Enviado do meu M2006C3LG através do Tapatalk