7ubal

.Membro Ausente
  • Content Count

    67
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Portugal

Community Reputation

0 :)

About 7ubal

  • Rank
    Hiper Recém Chegado
  • Birthday 11/08/1984
  • Age 36

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Setúbal (Setúbal)
  • Localização
    Setúbal

Recent Profile Visitors

2,340 profile views
  1. Primeira postura de cacatuoides, em comunitário, e com sucesso!

  2. Sim, pela experiência que tenho tido com eles é isso que verifico. Eu tive os primeiros há cerca de um ano atrás e desde então nunca vi conchas vazias. E desde que acabaram as presas nunca mais vi nascerem novos. Na ausência dos caracóis que lhes servem de alimento eles também não se atacam uns aos outros. Também é mito que eles ataquem outros caracóis, pelo menos no que diz respeito às neritinas. Mantenho os meus com caracóis clithon corona (bem mais pequenos que as neritina zebra) e nunca assisti a nenhuma perseguição. Não ponho as mãos no fogo por outras espécies que nunca tive, mas para
  3. Boas! Comigo também aconteceu o mesmo: os Anentome helena reproduziram-se bastante e já há uns meses que não tenho "caracóis-praga". Um facto curioso que reparei é que, na ausência de presas, os helena colocaram um travão na sua reprodução e estabilizaram a população, com os juvenis a crescerem mas sem aparecerem mais helena bebés. O que eu reparo é que, se os conseguirem apanhar a jeito, eles também vão ao granulado dos peixes. No então, o que lhes desperta mesmo a atenção é quando alimento os peixes com comida congelada (desde artémia a larvas de mosquito vermelho), mais rica em proteína.
  4. Podes estar descansado. Se alguma fibra for demasiado rija e ficar espetada podes sempre cortar ou arrancar. De resto, só mesmo se os peixes andarem demasiado agitados ou em escaramuças e forem contra as coisas, mas aí as fibras do coco são tão perigosas como algumas plantas, pedras, equipamento e elementos decorativos.
  5. Boas, Eu tenho uma metade de coco no meu aquário sem lixar as fibras exteriores. Elas acabam por dar um ar mais natural e são uma boa ajuda para que o musgo tenha como se fixar em boas condições. E não vão vazar a vista de nenhum peixe ou rasgar as barbatanas, se é esse o teu receio.
  6. Boas, Existem mais plantas de baixa manutenção do que talvez possas pensar, é apenas preciso pesquisar um pouco. Assim de repente surgem à cabeça os musgos anubias e fetos. Todas elas agradecem o CO2 mas conseguem evoluir bem sem terem de receber injecção de CO2. E o que é válido para o CO2 é válido também para a luz e fertilização. Depende mais do teu gosto e da forma como estás a planear o layout. Podes começar por fazer pesquisa nos parâmetros pretendidos (neste caso, baixo CO2) em alguns sites como este: http://www.aquascapingworld.com/plantpedia/
  7. Boas, O alimento que estás a dar é próprio também para os neons, que comem facilmente alimentos completos em floco ou granulados. Se eles não estão a comer agora deve ser por ainda estarem um pouco stressados da mudança ou não estarem habituados aos companheiros de aquário. No entanto, se quiseres variar um pouco a alimentação, existem alguns granulados para peixes de pequena dimensão como o Micro Pellets da Hikari, o Supervit Mini Granulat da Tropical, NovoGranoMix Mini da JBL, entre muitos outros (eu prefiro sempre dar alimento sob a forma de granulado em vez de flocos). Podes também inter
  8. O que tens aí (presumo que sejam duas fotos do mesmo peixe) é sem dúvida um macho Apistogramma cacatuoides. A variante julgo que seja "double red". Facilmente se distinguem os machos das fémeas. Apesar de terem a mesma fisionomia, a fémea é muito mais pequena, tem as barbatanas menos exuberantes e se estiver em época de reprodução atinge um amarelo muito intenso, mas pelas diferenças de tamanho percebe-se logo se é macho ou fémea. Quanto a tê-los num comunitário, depende sempre do tamanho do aquário e da companhia, como já foi dito. Como também já foi dito eles são muito territoriais, e por
  9. Boas, Sei bem a chatice que isso é e como fica feia a areia branca quando se começam a acumular detritos. A minha solução passava em meter as mãos de molho e aspirar com recurso a um tubo de ar junto à areia quando era altura de TPA. Na outra ponta ficava um balde e por acção da gravidade fazia a TPA e limpava a areia ao mesmo tempo. Com a paciência necessária encontrarás a distância certa (poucos milímetros) onde deves encostar o tubo de forma a aspirar resíduos mas não os grãos de areia, que apesar de pequenos são mais pesados. É inevitável que alguma areia vá parar ao balde mas é a úni
  10. Atenção que é normal as plantas precisarem de uma "adaptação" sempre que são mudadas para um aquário novo. Normalmente isso acontece ao sacrificarem as folhas velhas (esse tal "apodrecimento", que pode ser confundido com a falta de nutrientes), mas pouco tempo depois nascem folhas novas e perfeitamente adaptadas. Já tive uma echinodorus martii que ao ser mudada ficou quase só com as raízes, morrendo todas as folhas velhas até nascerem as novas e agora, com 2 anos, estando à um ano neste novo aquário, está esplendorosa com folhas perfeitas e cerca de 30 cm cada. Cada planta pode reagir de ma
  11. Boas, Respondendo directamente à tua pergunta: não, esses caracóis não vão fazer mal nenhum ao teu aquário, à sua fauna ou flora. É normal eles virem de boleia com as plantas compradas nas lojas e depois multiplicam-se facilmente. Eles até são benéficos para o ecossistema do aquário pois são essencialmente detritívoros, alimentando-se de restos de comida, animais ou plantas mortas, contribuindo assim para a limpeza do aquário, facto pelo que se considera que eles são sempre úteis a qualquer aquário. O único inconveniente é mesmo por tornarem o aquário inestético dada a sua fácil prol
  12. Boas, Acho que só falta uma coisinha aí nesse "estojo de primeiros socorros": testes. Nem que seja só o de amónia, e de preferência um teste específico e de qualidade, que sempre são mais fiáveis do que aqueles "tudo em um". Antes de avançar para os tratamentos, mesmo os preventivos, é bom tentar perceber o que está a causar o problema, e que frequentemente são desiquilibros na química da água que aumentam a sua toxicidade. Pode até ser relativamente fácil diagnosticar algumas doenças pelo aspecto ou comportamento do peixe, mas é importante tentar saber se se trata de um caso isolado ou
  13. 7ubal

    Plantas Pretas

    Indo por partes: Fertilização: - Não estou familirializado com os produtos da JBL, mas fazendo uma breve leitura na descrição do site deles verifiquei que em ambos é dito que não contêm nitratos e fosfatos, nutriente este cuja carência é apontada como a principal causa das algas green spot. Fosfatos são uma faca de dois gumes: a mais causam algas de outros tipos, a menos podem originar green spot. Isto torna-o na minha opinião o nosso suspeito n.º 1. Iluminação: - Perguntei para o caso de ser excessiva ou as lâmpadas já terem ultrapassado a sua vida útil, o que pode causar também alg
  14. 7ubal

    Plantas Pretas

    Desiquilíbrio de nutrientes certamente ou iluminação inadequada. As valisnérias possivelmente têm uma camada de algas a formar-se na superfície das folhas, escurecendo-a; não penso que seja mesmo a planta a ficar preta. Tens que dar mais detalhes do teu aquário: - fertilização (sim/não, qual e quanto); - iluminação (quantos W e quantas horas diárias); - CO2 (sim/não); - substrato (fértil/inerte); - tempo de montagem; - fauna (se há equipa de limpeza ou não e qual); - restantes plantas (se são espécies de crescimente rápido ou não); - e talvez mais qualquer coisa que eu me possa es
  15. Com riscas brancas e preta é provável que seja mais um loricarídeo do que propriamente um ottocinclus, CAE ou SAE. Podes encontrar aqui a lista das fichas de L's presentes no forum e vê se algum corresponde com o que viste: http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showtopic=9749 No entanto, se estiveres a pensar comprar no Bricomarche, certifica-te que o peixe está mesmo saudável. No Bricomarche perto de mim (Setúbal), os peixes não costumam estar grande coisa e sobretudo depois de eu ter visto lá à venda peixes tingidos, jurei que haveria de comprar nenhum vivo lá. Também existem muitos l