Como configurar corretamente o fluval aquasky (ou outra RGB+W)...?


jdhome

Recommended Posts

Como configurar correctamente o fluval aquasky Led 2 Bluetooth RGB+W de 3000 a 25000 kelvins 30watts 99-130cm (ou outra)?

Qual seria a % de RGB+W a configurar para atingir estes valores de Nm, kelvins


sei que o espectro de luz visível durante o dia esta situado entre a faixa de 390 e 760nm e embora diferentes plantas prefiram diferentes espectros de luz em geral, determinados espectros realizam tarefas específicas.

A luz azul na faixa de 400-500 nm promove o crescimento radicular e a fotossíntese intensa, onde as plantas produzem, a partir de CO2, agua e outros nutrientes o açúcar e outros hidratos de carbono que constituem a parte principal da fito-massa tendo como produto residual a tão preciosa a molécula de oxigénio; O2.
 
A luz vermelha na faixa de 640-720 nm estimula o crescimento do caule, a floração e a produção de clorofila, e juntos, toda essa faixa é conhecida como radiação fotos sinteticamente activa.

Todos sabemos que  ao longo do dia a temperatura luminosa varia desde os +-2500 kelvins (nascer e pôr do sol) ate aos 6000/6500 kelvins (dependendo da altura do ano) ao meio do dia (12h+-)

 

Então com base nisto e dados fornecidos nas luzes da Fluval eu questiono
Como configurar correctamente o fluval aquasky (ou outras RGB+W)...?

De forma a simularem um ciclo solar de 12 ou 8 horas entre os +-3000 e +-7000 kelvins, os 400-500 nm para os azuis/violetas, os 640-720 nm para os laranjas/vermelhos

depois ainda existe os PAR PUR e LUX que é na realidade o que as plantas conseguem absorver do total da luz (simulação solar)
esta parte ainda não consegui compreender  de forma a aumentar ou diminuir a concentração de luz para tentar atingir os kelvins e Nm dos leds

 

se alguem saber explicar eu agradeço.

 

Link to comment
Share on other sites

Penso que muito dificilmente vais encontrar alguém aqui que te dê uma resposta tão "personalizada"... 

Posso ajudar nas medidas, que me parece que te estão a confundir um pouco...

 

LUX - mede a intensidade da luz ao olho humano, sabendo nós que as plantas usam mais do que aquilo que conseguimos ver, esta será a menos útil... 1 LUX = 1 Lúmen por metro quadrado

 

PAR - (Photosynthetically Active Radiation) Radiação Fotossinteticamente Ativa na faixa espectral de 400 a 700 nanômetros, que é necessária para o crescimento das plantas e outras seres vivos dependentes de fotossíntese. O PAR simplificado é a quantidade de luz recebida num certo ponto, dependendo de algumas coisas como a distância do foco de luz, a profundidade a que se mede, refrações de luz, etc. Podem ser dados valores de referência, mas sem medir no próprio local, é difícil prever valores certos.

 

PUR - (Photosynthetically Usable Radiation) Radiação Fotossinteticamente Utilizável, é um espectro reduzido do PAR, que é mais bem aproveitado por seres fotosintéticos, porque gera menos "desperdício" de luz.

 

As calhas LED ajustadas para comprimentos de onda PUR, usam comprimentos de onda que são menos sensíveis aos nossos olhos em termos de brilho, no entanto, esses comprimentos de onda são bastante intensos para corais e outras formas de vida fotossintética. Um bom exemplo disto é o porquê de não se dever olhar diretamente para uma lâmpada UV. Pode não parecer brilhante para os nossos olhos por causa do comprimento de onda, mas os raios de luz são muito intensos e podem ter um impacto negativo na nossa visão.

 

  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites