Serpei doente


anonymopt

Recommended Posts

Boas!

 

Há uns dias atrás reparei que um dos meus serpei estava com umas manchas meias esbranquiçadas no corpo, mas não liguei porque ele parecia estar perfeitamente bem.

 

Hoje reparei que ele andava a nadar de uma maneira esquisita assim meio espiralada, não se conseguindo manter horizontal e com dificuldades de ir ao fundo. Apanhei-o, meti-o num recipiente e deixei-o a boiar no aquario, meti tb 1 gota de esha 2000 já que é o med mais geral que tenho, mas ele não melhorou. Como a água está mais parada dentro do recipiente ele fica simplesmente deitado à superfície a respirar.

 

Sinceramente já não tenho grande esperança que ele melhore mas achei esquisito, pois já o tenho há bastante tempo e foi o unico que ficou doente.. Alias já há alguns meses que não tinha um peixe doente.

Ambiance 120 :) Finalmente de volta do Mini Travel Guides

Link to comment
Share on other sites

Ele continua igual e o esha 2000 não fez nada, entretanto um zebra vermelho tb ficou assim. O zebra apanhei-o a ir contra as plantas e estava já sem a barbatana caudal (os "amigos" dele tentaram-no comer qd viram que ele n estava bem), este não tem a tal mancha esbranquiçada e consegue-se manter mais direito que o serpei no entanto sei que não é so de não ter parte das barbatanas. Fiz os testes de nitratos a agua e ph e estava td +/- normal, de qq das maneiras fiz 1 TPA. O resto do aquário parece estar todo bem, incluindo os outros serpei e zebras.

 

Os zebras são os peixes mais resistentes que eu já testemunhei por isso estou a achar mt estranho isto ter acontecido c 1 zebra.. Só para terem uma noção qd comprei os meus 4 zebra, reparei q no dia seguinte so tinha 3 no aqua e pensei que o outro tinha sido comido por outro peixe qq, n liguei mt. 3 semanas depois quando fui limpar o filtro (é interno) reparei numa coisinha laranja a mexer e fequei perplexa quando percebi que era o zebra que tinha desaparecido, ele estava vivo e bem vivo, um pouco descolorado, com a barriga vazia e um pouco mais pequeno que os outros. Meti-o junto com os companheiros e passado 2 semanas já não conseguia distinguir qual deles era.. Mas pronto isso já foi há uns meses por isso não acho que esta doença tenha ligação c isso, pois já se passou o verão e o outono quase.

 

Ninguém tem uma ideia do que se passa? Nunca ficaram com 1 tetra assim do nada? Ainda está vivo mas daqui a nada deito-o pla sanita custa-me ver o bixo assim a sofrer =S

 

 

Aqui vai um video da desgraça

 

Edited by anonymopt

Ambiance 120 :) Finalmente de volta do Mini Travel Guides

Link to comment
Share on other sites

Está da cor normal e têm o aspecto normal, tb não é prob de barbatanas, elas foram comidas por outros peixes mesmo. Devem ter percebido que ele estava mal e tentaram-no comer vivo, eu ainda fui a tempo de o apanhar.

 

Comem 3 vezes ao dia, através de um alimentador automatico, vários tipos de comida (flocos, granulados, minhocas vermelhas e ainda outro tipo de minhocas mais pequenas). Não há excesso de comida no aquario, até está bastante limpo.

 

A única explicação que eu vejo para isto são as condições da agua, mas já fiz os testes e está tudo bem. O pH está entre 7,1-7,2 os nitratos estavam ligeiramente acima do normal (20mg/L), mas já foi corrigido com um TPA e não acho que seja um valor mau =S

Ambiance 120 :) Finalmente de volta do Mini Travel Guides

Link to comment
Share on other sites

Pois é estranho =S não, não há mais peixes com a mancha. A mancha é esquesita, ela não tem lá grande cor na verdade, parece que a pele está meia esquesita naquele sitio, mas tb não consigo explicar melhor =S

Quanto à amónia já fiz o teste e tb está normal, quase zero. Dos nitritos é que não tenho o teste.

Ambiance 120 :) Finalmente de volta do Mini Travel Guides

Link to comment
Share on other sites

Se calhar são os nitritos que estão mesmo a dar cabo dos peixinhos.

Quanto à natação anormal poderá ser a bexiga natatória. Aconselho-te a submeteres os doentes a uma dieta exclusivamente vegetariana. Se puderes dá-lhes ervilha cozida descascada e partida em bocadinhos pequenos (pouca)

Link to comment
Share on other sites

Encontrei isto:

 

Symptoms:

  • Erratic Swimming Position
  • Loss of equilibrium
  • Fish will be unable to maintain buoyancy

Swim Bladder Disease General Description Swim bladder disease is a multifactorial illness which primarily affects ornamental goldfish which have globoid body shapes, like orandas, ryukins, and fantails. It most often presents as a fish which floats at the surface, or a fish which stays on the bottom and doesn't seem to be able to easily rise. A fish which has normal buoyancy but is listing to one side or the other often does not have swim bladder disease, but may have other diseases. Swim Bladder Disease Treatments This is a problem more common in fancy goldfish, and there is no cure for it. Feeding medicated food (see bottom of page), adding salt to the tank, feeding peas, and raising the temperature to 76 degrees may help but only for a short time. Eventually the fish may be unable to eat and will have to be euthanized.

 

Feed your fish a couple of peas. That's right, peas. Just get some frozen peas, thaw them, and feed them to your fish. A professor of fish medicine at N.C. State College of Veterinary Medicine has done this in several cases with very good results. He thinks that the peas somehow encourage destruction of the impaction. No hard scientific data yet, but it's worth a try.

 

Fast your fish for a couple of days. Withhold all food for three or four days, and sometimes this alone will break up the impaction and return things to normal. Most fish can go a week to ten days without food and be just fine.

 

Periodic aspiration of the swim bladder works very well. Basically, you stick a needle in the swim bladder and suck out some of the air. Not something to be entered into lightly, but does work well. This is not a cure, but a successful treatment. The head veterinarian at the Baltimore Aquarium prefers this method.

Ambiance 120 :) Finalmente de volta do Mini Travel Guides

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

N sei se ainda vou a tempo mas... tive um serpae (de um cardume de 5) exactamente com estes sintomas.

 

Separei-o para um aqua diferente, adicionei 1 colher de sobremesa de sal para cada 20L (o aqua era de 54, logo deitei 2 e meia sensivelmente) e aumentei a temperatura para 30º. Posteriormente devem ser feitas TPA's todos os dias. Basicamente é o procedimento que colocaste no último post.

 

O bicho ainda nadou contra as pedras e contra os vidros durante um dia e uma noite mas, lá voltou ao normal e após uns dias acabei por o juntar ao grupo. Não sei a razão de lhe ter dado aquilo, pois os outros continuaram de boa saúde.

 

O certo é que utilizo sempre o mesmo procedimento, nunca usei medicamentos químicos, e já salvei alguns peixes, entre eles até corydoras que n gostam mto de sal.

Ricardo Domingues

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

N sei se ainda vou a tempo mas... tive um serpae (de um cardume de 5) exactamente com estes sintomas.

 

Separei-o para um aqua diferente, adicionei 1 colher de sobremesa de sal para cada 20L (o aqua era de 54, logo deitei 2 e meia sensivelmente) e aumentei a temperatura para 30º. Posteriormente devem ser feitas TPA's todos os dias. Basicamente é o procedimento que colocaste no último post.

 

O bicho ainda nadou contra as pedras e contra os vidros durante um dia e uma noite mas, lá voltou ao normal e após uns dias acabei por o juntar ao grupo. Não sei a razão de lhe ter dado aquilo, pois os outros continuaram de boa saúde.

 

O certo é que utilizo sempre o mesmo procedimento, nunca usei medicamentos químicos, e já salvei alguns peixes, entre eles até corydoras que n gostam mto de sal.

 

Wow! Essa do sal nunca "ouvi" falar! É sem dúvida um método mais natural para o tratamento. Já agora, que tipo de situações houve com as tuas corys Psiquico? E em que situações usas este método em que obtiveste resultados positivos?

 

Tks in advance ;)

 

Pedro M.

Link to comment
Share on other sites

As corys que tratei com sal, tinham aparecido com algumas manchas brancas que acabaram por desaparecer.

 

É claro que este tratamento n é milagroso, mas é aquele que faço em 1º lugar sempre que encontro algo fora do normal em algum peixe, como pontos brancos, "algodões", comportamentos fora do normal, etc.

 

Apesar de ter tido sucesso com as corys, houve uma em especial que não consegui salvar com este ou outros tratamentos. Teve uma infecção que mto provavelmente se generalizou e acabou por afectar alguns órgãos importantes do peixe. O ideal é fazer alguma coisa assim que percebes que algo está mal.

Ricardo Domingues

Link to comment
Share on other sites

  • 4 months later...