Spaar

.Membro
  • Content Count

    419
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Portugal

Community Reputation

6 :)

About Spaar

  • Rank
    Membro Júnior Pro
  • Birthday 02/21/1984

Contact Methods

  • Website URL
    http://www.freshwater-fish-profile-keeping.com
  • ICQ
    0
  • Skype
    jmldias
  • Mail
    jmlopesdias@gmail.com

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    non portuguese
  • Localização
    Oeiras
  1. Viva Bruno! Acontece o macho rejeitar a fêmea totalmente (razões várias, pesquisa no google). Ao ponto de não a aceitar nas proximidades, e espancá-la até à morte. Já tive casos assim. Em particular nos apistogrammas peruanos (extremamente agressivos e intolerantes para com a sua espécie - Não é o teu caso) Podes fazer algumas coisas: - !! Certifica-te de que o teu aquário é grande o suficiente para manter um casal !! - Podes tentar trocar a fêmea na loja por outra e ver a compatibilidade melhora. - Podes tentar retirar o macho do aquário e deixá-la um dia ou dois sozinha para se estabelecer e ganhar confiança. E só depois colocar o macho. Isto pode ser suficiente para conquistar o macho. ( Usa a água do aquário principal para manter o macho noutro aquário ) Nota: 1. Os agassizzi são normalmente pacíficos. És capaz de conseguir resolver isso. Mantém a calma. 2. Atenção à sobre-alimentação e medidas drásticas a mexer ou alterar o aquário, os teus peixes já estão muito nervosos com a agressividade ficam com o sistema imunitário enfraquecido. Muito cuidado. Alguma coisa diz Boa sorte
  2. Spaar

    Spaar

  3. Boas Ric, Sim está, mas tanto quanto sei, nesse ponto pode ser apenas sobre-alimentação. Ou seja, mais para o obeso que inchado. Vê lá se não estás a dar artémia a mais, ou demasiados dias por semana. (até porque tens artémia em decomposição no fundo) Vigia as fezes, já sabes como é. Carrega! Boa sorte, alguma coisa dispõe
  4. Viva Nuno, Antes de mais parabéns pela iniciativa. Montaste aqui um tópico muito interessante que vou seguir com atenção. A unica critica que faço ao tópico é a qualidade e quantidade das fotos. Devias arranjar um máquina razoável, que faça justiça ao teu entusiasmo. Biótipos são mais dificeis de fotografar por terem pouca luz, e usar flash está fora de questão. Relativamente às algas, usar alguns siamensis infelizmente mas não deve resolver o problema. E vai-te criar dois problemas: - Deixa de ser um biótipo. (os siamensis são asiáticos) - Níveis de agressividade muito altos. (embora possa não parecer em loja, esta espécie é mto agressiva quando se estabelece. Além de que são estupidamente rápidos, não os apanhas sem esvaziar o aquário) O que precisas de fazer para essas algas perderem força é baixar os Nitratos . Nunca irão desaparecer totalmente, mas reduzem até que mal se notam. Se os nitratos voltam a subir, elas voltam a aparecer. Consegues baixar os nitratos através de plantas (flutuantes no teu caso são uma boa hipotese), ou usando A.O.(osmose) Edit: Para manter os Nitratos baixos, evitar o excesso de comida é boa prática.
  5. Boas Ricardo, O teu segundo video da postura Apistogramma Baenschi Inka está brutal. Lembro de os manter e de ser uma tarefa muito dificil por causa da agressividade entre sexos. Todos os Peruanos que mantive mostravam muita agressividade. Os Taeniacara Candidi Red parecem muito interessantes também. Continua a partilhar. Já pensaste em montar um biótipo harcore com uma das tuas espécies fav. ?
  6. Spaar

    Suntria

    Muito bom !! Boa continuação !
  7. Spaar

    Genesis

    Muito bom ! Parabéns
  8. Boas, este promete! Gosto muito da posição do tronco. Abraços JD
  9. Muito bom!! Parabéns aos dois! Abraço JD
  10. Orgulhoso por ter este scape em território nacional. Os Videos estão demais! Quanto ao aquário, nada a dizer. Só para apreciar. Agora é divulgar ao máximo. Estás a planear apresentá-lo em alguma competição? Abraço JD
  11. Precisamos de fotos. Não deves ter uma massa vegetal suficiente para vencer as algas. Então melhor cortar na fertilização até vermos o que tens aí.
  12. Boas Karikas, A questão do Watt por litro, não é uma verdade absoluta, mas sim uma referência para plantados (high-tech). Tens de sempre de considerar o tipo de plantas que mantens, altura do aquário. Eu actualmente mantenho plantas de média dificuldade como cryptorines, anubias, fetos de java em 100 Litros com 46W de potencia. Ou seja, menos de 0.5W / Litro. Geralmente, funciona assim: Algas verdes = Luz em excesso. Algas castanhas = Carência de Luz
  13. Boas simoes, Cuidado com a hipótese das pedras de cima caírem. Se uma das pedras cair dessa altura, pode causar um desastre. eu aconselharia começares com um casal. Um trio exige um aquário denso e com várias barreiras visuais. Ainda que essas pedras forneçam alguns esconderijos, não me parece suficiente para atenuar a agressividade entre fêmeas. Não me parece setup para manter a riccia, pois precisam de luz forte. coisa que os sul-americanos não apreciam muito. Força nisso
  14. Viva Filipe. Ainda bem que estás a recuperar bem. A base sobre a qual este aquário foi concebido é extremamente inspiradora. Acho que todos sentimos e nos revimos nas tuas palavras. Quando a ligação entre uma obra e o seu criador atinge este nível de intimidade, o resultado é uma obra-de-arte. As melhoras rápidas, Um abraço
  15. Boas, Problemas que detectei: - Aquário muito recente, o sistema não tem ainda maturidade suficiente para manter os peixes em perfeita saúde. Nesta fase, a qualidade da água pode ser mantida com tpa's semanais de 20%-30% de água tratada (anti-cloro). - Parâmetros da água desconhecidos. a Pedra tem aspecto de ser calcária. O que pode levar o Ph do aquário para valores altos e fatais. - É provável que os peixes já tivessem esses problemas quando os compraste, a qualidade da loja é importante. - Os Guppies são propícios a doenças. - Luz em excesso - O Pleco pode atingir 50 centimetros de comprimento.