Luís D.

.Membro Ausente
  • Content Count

    284
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 :)

About Luís D.

  • Rank
    Super Membro Júnior
  • Birthday 04/20/1982

Contact Methods

  • MSN
    tubarao_verde@hotmail.com
  • Website URL
    http://
  • ICQ
    0

Profile Information

  • Localização
    Lisboa
  1. Luís D.

    Luís D.

  2. Como é obvio, perante a afirmação do nosso "Químico" de serviço, retiro o que disse anteriormente Também me parece ser esta a interpretação correcta dessa frase.
  3. Hummm?? Segundo sei o problema do cloro tem a ver com a possível presença de amónia no aquário, porque se bem me lembro gera um qualquer composto tóxico... Por outro lado o cloro não faz falta nenhuma aos peixes, tanto que ao aplicares um anti-cloro(ou ao deixares a àgua em reposo) removes o cloro todo...
  4. Boas, Perde umas horas a ler os artigos deste site, vais ver que vale a pena... http://www.aquahobby.com/b_articles.php Se depois de leres ainda tiveres alguma dúvida mete aqui que o pessoal dá-te uma ajuda. Boa sorte!!!
  5. Boas, O fungo que referes, tanto na rã como na molly deve ter aparecido exactamente devido a problemas com ciclo do azoto. Tanto mais que também de morreu um guppy sem causa visível. A acumulação de compostos nitrogenados, sobretudo amónia e nitritos podem levar ao aparecimento de várias patologias, entre as quais aquelas que referistes. Estive a ler outro tópico teu e parece-me que tens que estudar melhor o ciclo do azoto. O ciclo do azoto, não é algo que se complete e pronto, podes colocar os peixes que quiseres... Ao fim de duas semanas podias colocar 2 ou 3 peixes mas nunca 17! O peixes devem ser sempre introduzidos de forma faseada para dar tempo ao aparecimento de mais bactérias, por forma a conseguirem converter o aumento de amónia em nitritos e estes em nitratos. Dá uma olhadela neste artigo que tem tudo bem explicado: http://www.aquahobby.com/articles/b_ciclo.php Perante a situação actual e tendo em conta o número tremendamente excessivo de peixes que tens(para um aquário de 72L com duas semanas), o ideal é comprares os testes de amónia, nitritos e nitratos. Aconselho-te também a efectuares já uma TPA grande(de 30% a 50% conforme o resultado dos testes) e continuares com trocas diárias ou intercaladas(dia sim/dia não) por forma a manteres sempre os valores de amónia e nitritos dentro do recomendado. Quanto à cor do medicamento, é mesmo assim mas não te vai resolver o problema...
  6. NÃO!!!!! Nem uma coisa nem outra...aliás é probiddo vender aquários desses e os bettas não são peixes de água fria. Com 20€ compras um aquário de 40cm, que dá perfeitamente para o que queres....
  7. Boas, Até hoje ainda não vi escrito em lado nenhum que esta espécie apenas habita poças permanentes com 4 dedos de água. Uma coisa é uma espécie estar preparada para suportar situações extremas, como secas, estando para isso apta a sobreviver em águas muito pouco profundas(com os tais 4 dedos) e mal oxigenadas. Outra coisa, completamente diferente é viver permanentemente nessas condições. A teoria das poças de água com 4 dedos é para mim igual à teoria dos arrozais como sendo o biótopo dos bettas...são teorias que como muitas outras se acabaram por tornar mitos da aquariofilia. Por outro lado, que diferença faz a um peixe de superfície ter 20, 100 ou 200cm debaixo dele? Se estivéssemos a falar de um peixe que habita o fundo, ainda poderia compreender que as diferenças de pressão tivessem algum efeito nefasto…agora neste caso não vejo nenhum inconveniente....Desafio-te (de forma saudável entenda-se) a encontrar uma referência credível, onde esteja escrito que os bettas só habitam poças permanentes com 4 dedos de profundidade e 30 cm de comprimento. Quanto há comparação que usaste (a do pinguim), não tem o mínimo de nexo , já que ninguém vai colocar o betta num aquário salgado ou de água fria... Em relação ao peixes dos lagos africanos, e pelo que sei, há alguns cujo território se pode perfeitamente recriar num aquário de 50 cm, já que são peixes "sedentários" e não "nómadas" como penso que seja o caso dos bettas. Se entrássemos pelo teu esquema de comparações, então ninguém teria qualquer peixe de rio, lago ou mar em casa...já que não há comparação possível entre um rio com kms e kms, ou um lago com milhares a milhões de litros, e um espaço limitado a 2 ou 3 metros e umas centenas de litros. Para fazer-mos um debate consistente em torno deste assunto, não podemos misturar alhos com bugalhos. Portanto mantenho a minha opinião, um aquário de 40 cm ou mais não é em nada prejudicial a um betta e acredito que na natureza, no seu local de origem, há bettas em águas com mais de 40 cm de profundidade. Cumprimentos, Luís Dias
  8. Boas, Acho que estas duas páginas podem ajudar. http://www.aqua.brz.net/rep/doce36.htm http://www.aqua.brz.net/rep/doce37.htm Cumprimentos, Luís Dias
  9. Não é por falta de alimento que ele vai ao fundo de um aqua de 40cm, isso posso garantir-te. Por exemplo, um dos bettas que tive, tinha o habito de se colocar por baixo de uma folha de anubia nana que estava no solo. Outros há que se limitam à superficie, mas dos bettas que tive até hoje, quase todos acabam por explorar todo o aquário. Não, de forma alguma. Eu expliquei o porquê de só ter 15cm de altura: "facilita o trabalho do macho em recuperar os ovos que caiem do ninho.". Logo diminui-se a perda de ovos ao mínimo. Não me tomes como séptico sem me conheceres. Se me conseguires explicar e me levares a compreender a tua afirmação, não tenho qualquer tipo de problema em mudar a minha opinião.
  10. Relativamente ao tronco está tudo dito...quanto à cor da água, é normal já que o tronco liberta ácidos taninicos, que conferem essa uma cor acastanhada à água. Quanto a isto há duas soluções. Ou deixas estar e daqui a um, dois ou três meses, a libertação de ácido diminui e a água passa a estar mais cristalina. Ou ferves o tronco várias vezes, mudando sempre a água, até que esta deixa de ficar castanha no fim da fervura. Já agora e caso ainda não tenhas muitos peixes, diminui o número de TPA's para qualquer coisa como 15% a 30%, 1x por semana. Isto vai facilitar a criação de colónias no filtro e trazer todos os benefícios da "água velha", onde a concentração de bactérias em suspensão é maior e server como um óptimo apoio à colónia do filtro.
  11. Também já tive 1 betta e um casal de colisas juntos mas os problemas só começaram quando o betta e o colisa lalia tentaram construir um ninho de bolhas na mesma zona. A partir desse momento e mesmo quando não havia ninhos, o betta passou a fazer marcação cerrada ao colisa...a solução foi mesmo separá-los.
  12. Desculpa mas tenho que discordar...Nem que tivesse um metro de altura, isso não ia incomodar em nada o Betta. Os charcos onde estes habitam não têm só 20 cm de àgua...Por outro lado os bettas não se limitam à superficie, e mesmo num aquário com 40 cm, passam algum tempo junto ao fundo do aquário. Em relação ao comprimento a mesma coisa...quanto maior for aquário melhor, não consigo encontrar nenhuma razão para lhe limitar a aréa. A nível da criação contudo existe realmente vantagem em ter só 15cm de altura, já que facilita o trabalho do macho em recuperar os ovos que caiem do ninho. Se a altura for maior é provalvel que o macho ignore os ovos que caiam para lá dessa altura, já que para os recuperar deixaria o ninho desprotegido.
  13. Não há nada como juntar mais camarões... Havendo mais, é mais fácil haver sempre alguns à vista e por outro lado é possível que se sintam mais confiantes, já que estão em maior número...
  14. Red Cherry's com bettas, não recomendo, para o betta é um optimo petisco mas saí caro... Acho que a regra básica nestes casos é comprar camarões que não entrem na boca do peixe... Neste caso e tal como foi sugerido, podes optar por camarões madeira e caridinas japonicas, que são bem maiores que os red cherry e não há qualquer tipo de problema.
  15. Boas!! O ictio são só pequenos pontos brancos, e ficam distribuidos por todo o corpo. A imagem não é muito nitida mas parece-me que as machas brancas estão só focalizadas em duas ou três zonas. Tenta tirar uma foto melhor mas pede a um moderador deste forum para mudar o teu tópico para as Doenças e Pragas, onde deve ser mais fácil obteres ajuda.