vitorfranco

Membro
  • Posts

    1,185
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Portugal

Everything posted by vitorfranco

  1. Já aqui o referi algumas vezes, agora apenas faço um copy paste. Não consegues resolver o problema porque nunca trataste dele convenientemente. "O ictio é provocado pelo protozoario Ichthyophthrius multifiliis, este quando atinge a fase adulta solta-se do peixe e espalha-se por todo o aquário envolvendo-se numa matéria gelatinosa onde se reproduzem muito rapidamente. A gelatina protege os novos cistos até que estejam prontos para se libertarem e voltam a atacar os peixes. Dado que a gelatina não consegue solidificar a temperaturas superiores a 28º, o segredo é atacar a doença nessa altura, não deixando que o parasita se reproduza. Assim, para se resolver de vez o problema, é necessário manter a agua com a temperatura acima dos 28º durante 18 a 20 dias para se quebrar o ciclo de vida do parasita."
  2. Obrigado Vera Quanto às fotos, parece que apenas se consegue ver no chrome, agora o porquê...não sei
  3. Boas Dado a situação em que me encontro (ainda tenho uma costura que ainda não fechou) decidi fazer uma experiencial, meter o aquário em modo hibernação, isto é, reduzi tudo para metade, luz, co2 e fertilização. O que aconteceu nos últimos 15 dias foi...a blixa não gostou e começou a morrer, a rotula continuou a crescer mas inclinou-se para a frente em busca de luz vinda do exterior, quanto às restantes plantas o crescimento foi quase nulo mas mantém-se com um aspecto impecável e nada de algas. A ilha grande está encostada ao vidro traseiro e na ilha pequena o espaço está ocupado com a rotula. Uma vez que vou encher a ilha grande com fetos de java e windelov penso que a lotos como está encostada à ilha não irá ficar desproporcional, o difícil é manter as folhas rasteiras, cada uma que se lembra de subir até à tona de agua é logo cortada.
  4. As fotos com o telelé até estão fixes. Com a maquineta de jeito que o Pai Natal te vai trazer vão ficar espectaculares, isto é...se tiveres jeito
  5. Eu estou a ver as fotos, estou no pc. Algumas fotos, não consigo ver no telelé
  6. Está na altura dos meus passarem para os vidros Pois está, mas se assim não for solta-se, com as pressas ao desmanchar o vaso lixei as raízes. Apesar da minha ausência, o aquário não ficou parado, tenho uma ajudante , pena que não gosta de fazer TPA`s Assim, deu entrada mais umas plantinhas: Limnophila Hippuridoides Nymphaea Lotus Red Bacopa Caroliniana E a foto da praxe..-aspecto geral
  7. De volta mas devagarinho :)

  8. Infelizmente fiquei impossibilitado de fazer esta demonstração com o rigor que se quer, no entanto, fica aqui uma foto passados 14 dias que demonstram que a BBA estagnou, apesar de não ter sido feita qualquer TPA e não ter levado com mais H2O2 durante 10 dias. Dia 14
  9. Eu também acho melhor o tratamento por via do carbono liquido, mas o que se pretende aqui é provar que é possível a eliminação através de H2O2
  10. Caso seja necessário, posso emprestar uma tesoura
  11. De molho no hospital Garcia de Horta :(

    1. Show previous comments  1 more
    2. vitorfranco

      vitorfranco

      A vesícula também saiu :(

      Estou a ver que não vou sair daqui tão depressa :/

       

    3. A. Ferreira

      A. Ferreira

      votos de um rápido regresso caro amigo.

      abraço,

    4. Vera Santos

      Vera Santos

      As tuas rápidas melhoras Victor!! ;)

  12. Boa noite Paulo Eu não tenho BBA no meu aquário e se tivesse, devido ao tamanho do bicho ia pelo meio do Ecxell. Estas plantas com a BBA foram introduzidas num aquário em 26 de Setembro propositadamente para esta demonstração, aguardei este tempo todo com a esperança que elas se propagassem um pouco mais, mas fartei-me de esperar, pois elas no meu aquário não se propagaram. Para efeitos do teu estudo o que te posso dizer é que estamos perante um aquário low-twch, isto é; O aquário tem as medidas 90x45x45 (180 Litros) Nada de substrato fértil, tem areão de rio. Nada de CO2 Tem uma calha velhinha com uma lâmpada 80 PLL 6500k com 6 anos. (aproveitei para corrigir o meu tópico Ultimo Refugio, as lâmpadas que utilizo estava com a informação incorrera). O filtro é interno, apenas tem meia dúzia de cerâmicas e lã, não me lembro da marca mas sei que faz 600 litros hora. Resistencia de 100w para manter a agua a 21º, como está no piso-2 raramente liga. Faço uma TPA semanal de 50 litros de agua, agora que estou a atacar a BBA é diariamente após fazer o tratamento com o H2O2. Para ajudar um pouco a arrebitar as plantas tenho estado a meter uma bombada de Specialised e outra de Premium da Tropica diariamente. E para complementar a informação, dentro do aquário estão cerca de 100 guppys fêmea e 2 machos (felizes estes gajos) Dia 3
  13. O tronco não faz subir o ph, antes pelo contrario pode baixar. O vidro também não altera o ph
  14. Mas ainda tens o areão preto, certo? Sabes o que é? Podes fazer uma experiência, metes um punhado desse areão preto num copo e enche com agua da torneira, mede o ph, no dia seguinte voltas a medir para ver se a subida do ph se deve ao areão.
  15. Boa noite Paulo Já tinha tinha reparado em vários tópicos o quanto és adverso ao uso de H2O2 Mas deixa-me ser persistente e levar esta guerra até ao fim. Inicialmente estava previsto que esta demonstração teria a duração de 7 a 10 dias, no entanto, face a vizinhos que não acreditam nos resultados, após o desaparecimento da BBA que está na imagem, vou colocar aqui 1 foto semanal...a ver se a BBA volta. Dia 2
  16. Faltou-me referir que a malta às vezes tem a mania de carregar com suplementos de Ferro para puxar pelos vermelhos, acontece que o excesso de Ferro é uma das causas para o aparecimento das BBA's. Ferro é necessário mas com moderação.
  17. Sempre te decidiste pelos Ramirezis German Blue, quantos tens?
  18. Olá a todos As malditas BBA´s aparecem no aquário, mas...de onde vieram? São o resultado de desequilíbrio/excesso de nutrientes. Apareceu BBA´s no meu aquário...e agora? Não vale a pena entrar em pânico, devemos é estar sempre alerta para o caso de ser contemplado, e atacar antes que ela prolifere e invada todo o aquário. A pedido de várias famílias, nos próximos dias vou demonstração de como se pode erradicar as BBA's pela via de H2O2. Nunca tentar raspar BBA de vidros ou outros elementos que se encontrem dentro do aquário, pois o que vão fazer é espalhar esporos pelo aquário todo. Qualquer elemento que possa ser retirado do aquário para se fazer o respectivo tratamento é a melhor solução. O H2O2 não para ser ser despejado diretamente dentro do aquario. Antes de iniciar a injecção de H2O2 através de uma seringa, desligar os filtros, co2, bombas de circulação ou outro qualquer que faça agitação na agua. De forma segura podemos injectar até 30 ml por cada 100 litros de agua, com uma seringa directamente em cima das BBA's. A seringa deve ser premida com muita calma bem como os movimentos não devem ser bruscos para que o H2O2 se espalhe. Após gastar a quantidade permitida de H2O2 deixar actuar por 15 minutos e fazer uma generosa TPA de pelo menos 30%, o ideal será 50%. Repetir o processo nos dias seguintes. Para demonstrar o resultado, vou meter aqui uma foto por dia para vossa avaliação. Dia 1
  19. O Hardscape desapareceu...mas é necessário? Sem desníveis...para quê? Um aquário bem plantado e bem tratado é sempre bonito, parabéns pelo trabalho executado.
  20. é capaz de resultar, no entanto em vez de 2 semanas podes fazer 3 É na fase em que está no fundo do aquário envolto na massa gelatinosa que o parasita tem um ponto fraco. A gelatina não consegue solidificar a temperaturas acima dos 28ºC e, se não a se deixar solidificá-la, o parasita não se consegue reproduzir. Tem-se então o problema resolvido bastando para isso evitar que o parasita se reproduza mantendo a água do aquário acima dos 28ºC durante pelo menos 18 dias. O controle do número de parasitas no hospedeiro pode ser reduzida através da aplicação de sal ou pelo uso de medicamentos existentes no mercado de aquariofilia à base de Verde de Malaquite mas sempre acompanhados pela subida da temperatura acima dos 28ºC. No caso do sal a dose recomendada é de uma colher de sopa por cada 40 litros de água mas é preciso ter em conta que algumas espécies de peixes não o suportam (Corydoras e a generalidade dos Loricarídeos) e que as plantas aquáticas não toleram elevados teores de sal na água. Recomenda-se o uso de sal próprio para aquariofilia. O uso de medicamentos à base de Verde de Malaquite também só se recomenda em casos avançados da doença. No entanto, em alguns casos, os peixes podem ainda não estar a salvo uma vez que no seguimento da infestação de Ichthyophthirius multifilis no aquário, os mais debilitados ficam vulneráveis a ataques de bactérias e fungos. Neste caso é necessário socorre-los com tratamentos químicos. O ideal será a retirada destes peixes para um aquário hospital e usar um medicamento de largo espectro que trate os peixes deste tipo de enfermidades. Com este pequeno texto espero ajudar alguns aquariofilistas no tratamento do ictio. Assim que surgir a doença não se deve entrar em pânico e proceder por impulso colocando medicamentos no aquário. Deve-se começar por aumentar lentamente a temperatura da água até ela atingir os 29ºC e esperar que a doença dê sinais de retroceder respeitando o período de 18 dias. Só no caso de se detectar a doença já em fase avançada será necessário recorrer a medicamentos. Fonte: Floyd, Ruth Francis; Introduction to Freshwater Fish Parasites; University of Florida; Circular 716; 1999.
  21. Não sou capaz de diferenciar uma da outra, mas uma foto de lado se calhar era melhor para se ver. Só sei que está pronta para um macho
  22. Os Petitella georgiae e Paracheirodon simulans garanto que vivem confortáveis com 31 graus, de forma permanente. Quanto aos neons, nunca tive pelo que não posso garantir, no entanto eu arriscava.
  23. Os gupys só comem isso se não meteres comida
  24. Concordo com o Ferreira, red´s mesmo red´s não são fáceis de arranjar, o que há por ai tem cores muito esbatidas, se queres camarões vermelhinhos é melhor optares pelos Red Sakuras ou Bloody Mary.