Kribensis - Reprodução entre manos e manas..


Recommended Posts

Boas pessoal.

 

Iniciei-me com Kribensis há alguns meses. É uma espécie relativamente fácil de reproduzir, ou pelo menos tenho tido sorte.

 

Após a 4ª geração decidi livrar-me dos progenitores e arranjei dois sucessores muito bonitos para lhes sucederem. A fêmea dá indícios de ser dedicada e forte, e tem uma pinta muito bem definida na barbatana caudal. O macho tem duas pintas igualmente definidas e um tom avermelhado no rebordo desta barbatana. É também o maior macho que surgiu na 1ª ninhada (embora fossem apenas 4 entre 13 fêmeas).

 

A questão é que estes, ao contrário dos progenitores, são irmãos..

 

Suponho que isto não deveria acontecer, não? Ou pelo menos no ambiente natural há menos hipóteses de esta situação ocorrer..

 

Quais poderão ser as consequências deste "cruzamento"?

 

Obrigado pelo esclarecimento

"Cá se vai andando.. com a cabeça entre as guelras"

Link to comment
Share on other sites

As consequencias da consanguinidade podem ser muito variadas e ir desde nenhum efeito até dificuldades na reprodução e na viavilidade das crias (nomeadamente a abortos), sendo que os efeitos tendem a extremar-se ao longo de muitas gerações.

 

O método da reprodução artificial (cruzando-se os individuos que pretendemos) é, no entanto muito útil se quisermos isolar caracteristicas particulares (utilizando o teu caso, as pintas da barbatana caudal).

 

Em princípio não haverá grandes problemas com esse cruzamento (acho que não deve haver mas é melhor esperar pela confirmação de alguém com mais experiencia nestas coisas que porque estou a falar de consanguinidade no geral) mas mesmo que eles apareçam a grande vantagem é que basta um cruzamento ao acaso (ou seja, com indivíduos não aparentados) para tudo voltar à estaca zero!

 

Desculpa pelo testamento! Abraços!

 

Ps: Espero não ter dito alguma asneira pois quando estudei estas coisas não falamos do caso especifico de consanguinidade em peixes... :wink:

Zé Pedro

 

DBDportugal.gif

Link to comment
Share on other sites

Obrigado Oliveira.

 

Vou apostar neste bonito casal.. No entanto não estão a dar indícios do característico ritual de acasalamento dos Kribensis. Será por serem irmãos? Ou por não existirem mais Kribensis neste aquário mais pequeno?

 

Sei que se inserir mais uma fêmea irá haver disputa e talvez incentive o acasalamento. O meu receio é que uma delas fique magoada.

 

O que achas(m)? Devo inserir mais uma fêmea ou dou mais um tempo?

O aquário tem cerca de 50 litros e o casal já lá está há quase 1 mês!

E claro, têm dois locais bons para desovar.

 

Poderá ser a água? É que o pouco espaço que têm está repleto de placas de turfa, o que parece acidificar a água. Amanhã meço o PH.

 

Obrigado desde já!

"Cá se vai andando.. com a cabeça entre as guelras"

Link to comment
Share on other sites

Infelizmente nessas questões já não te consigo ajudar... A razão de no post anterior estar a falar no geral é porque não conheço muito bem essa espécie.

 

Espero que te tirem as dúvidas nos próximos post e, muito sinceramente, que consigas que eles se reproduzam!

 

Abraço!

Zé Pedro

 

DBDportugal.gif

Link to comment
Share on other sites