Vera Santos

Algas, o que as origina e tratamentos possíveis!!!

Recommended Posts

Introdução:
Todos nós que temos aquários plantados que de vez em quando acarretam com problemas de algas, até mesmo em aquários que não são plantados podem existir as malditas algas, se bem que, em certos casos até fiquem bem e dêem cor e um aspecto natural ao layout.
Claro que num aquário plantado ou num aquário ao estilo de "nature aquarium" (aquascaping), teremos em conta um conjunto de variáveis que se podem traduzir em algas, mais tarde ou mais cedo.
Não sendo especialista na área dediquei-me a alguma pesquisa e aqui deixo para vos ajudar.
Como se trata de um assunto algo complexo, e as opiniões dividem-se, este artigo pode e deve ser actualizado. Assim conto com a vossa ajuda, e peço-vos que me corrijam nalgum erro, ou até mesmo alguma experiência vossa que aqui queiram partilhar, ou mesmo um tratamento que tenham feito onde tenham tido resultados positivos na extinção das algas nos vossos aquários. Conto com a vossa colaboração...

Índice:

 

Algas Filamentosas, Thread Algae

 

Água verde, Green Water (Euglaena)

 

Algas Castanhas (diatomáceas)

 

Algas Fuzz

 

BBA, Black Brush/Beard Algae (Rhodophyta)

 

BGA, Algas esverdeadas e azuis, (Cyanobactérias)

 

Cladophora

 

GDA, Green Dust Algae

 

Pontos verdes, Green Spot (Choleochaete orbicularis)

 

Staghorn (Compsopogon sp.)

 

 

Algas Filamentosas, Thread Algae

 

Consistem em filamentos verdes e longos, podendo atingir 30cm de comprimento. Muitas vezes mistura-se entre musgos e é por vezes é mantida propositadamente como suplemento alimentar extra para os habitantes do aquário.

Causas:

Níveis excessivos de ferro – concentrações > 0.15 ppm

Tratamento:

 

Remoção manual – utilize uma escova de dentes para remover tanto quanto possível.

 

Manter uma rotina regular de manutenção do aquário com trocas parciais de água semanais/quinzenais

 

Reequilibrar Nutrientes – manter os níveis de nutrientes: N (10-20 ppm), P (0.5-2 ppm), K (10-20 ppm), Ca (10-30 ppm), Mg (2-5 ppm), Fe (.1ppm).

 

filamentosas.jpg

Foto em acuariogallego.com

 

Água verde, Green Water (Euglaena)

 

A água verde é um organismo unicelular que contém clorofila a, b, mais carotenóides, dando-lhe uma coloração verde, mas não são consideradas plantas. Com mais de 40 géneros de Euglanóides e mil espécies, esta alga é uma das formas de vida mais abundante e comum no nosso planeta, sendo essencial para a cadeia alimentar. Infelizmente, ou felizmente, ninguém as quer em aquários, devido á estética.

Causas:

Aquário novo – normalmente aparecem logo após a montagem do aquário, pode ocorrer na instalação e no estabelecimento dos microorganismos (de nado livre que se alimenta de plâncton).

Desequilíbrio de nutrientes – mantenha os níveis de nutrientes: N (10-20ppm), P(0,5-2ppm), K (10-20ppm), Ca (10-30ppm), Mg (2-5ppm), Fe (0,1 ppm) .

Medicamentos – Existem medicamentos que afectam, o filtro biológico dos aquários.

Tratamento:

 

Há uma série de tratamentos para a água verde:

 

Apagão – deixe as luzes do aquário totalmente apagadas e evite qualquer luz ambiente por 5 dias. As plantas possuem reservas, podendo sobreviver por este período, as algas não.

 

Micro filtro – filtros de partículas finas podem limpar a água.

 

Esterilizador UV – uma das formas mais eficaz de combate será utilizando a luz ultravioleta. Alguns relatos dizem que a luz UV também afeta os nutrientes na coluna de água.

 

Floculantes – agrupam pequenas partículas, permitindo que a filtragem mecânica as remova da água, aquaclear.

 

Daphnia – Colocado em uma rede para criação, estas iram consumir as algas.

 

Pequenas trocas parciais – fazer mudanças de água (5-10%) todos os dias até a água clarear.

 

Nota do tradutor:

Algumas plantas podem não tolerar um "apagão" de 5 dias.

Pode-se desenvolver um micro-filtro utilizando um cartucho/refil de máquina de lavar roupa acoplado a uma bomba submersa.

O uso do UV não deverá ser contínuo, devendo estar ligado somente se houver real necessidade ou preventivamente.

Este método pode ser um tanto exaustivo, retirar 20-30% de água do aquário durante 3 ou 4 dias seguidos. Apenas evite trocas de água maior. Certifique-se de identificar e eliminar a fonte do problema, ou ele poderá persistir ou retornar.

 

ix-p3eys-Mbqck096gSJ2izgrhJV57nTVK11pOI2

Foto de mano666 ©

 

Algas Castanhas (diatomáceas)

 

Algas castanhas, ou diatomáceas, muitas vezes apresentam-se como uma lama castanha ou amarelada, cobre folhas de plantas e itens de hardscape. É raro ser vista num aquário totalmente estabelecido.

 

Causas:

 

Recém-tanque de configuração - Aquários que tenham sido montados recentemente são propensos a algas diatomáceas.

 

O excesso de nutrientes - Sílica em particular parece ser a causa desta alga. Entre em contacto com a empresa de serviços públicos de água a fim de obter um relatório detalhando das concentrações de sílica na sua rede de água.

 

Possivelmente lâmpadas velhas - Às vezes, as lâmpadas antigas podem incentivar o aparecimento de algas diatomáceas.

 

Tratamento:

 

Tempo - Esgotada a fonte de sílica na coluna de água, muitas vezes, desaparecem por conta própria.

 

A remoção manual - sifão / raspar diatomáceas manualmente para remoção rápida.

 

Equipa de limpeza - Otocinclus e Neritinas (caracóis) são fantásticos na limpeza de um aquário com diatomáceas. Eles ajudam com outros tipos de algas também.

 

bba3.jpg

 

Algas Fuzz

 

Geralmente surgem em folhas de plantas, dando uma aparência um pouco difusa/felpuda nas suas bordas.

 

Causas:

 

Desequilíbrio de nutrientes – Mantenha os seguintes níveis de nutrientes: N (10-20ppm), P (0,5-2ppm), K (10-20ppm), Ca (10-30ppm), Mg (2-5ppm), Fe (0,1 ppm) .

Baixa de emissão de CO2 – Mantenha entre 20-30 ppm de concentração de CO2, conforme permitido pela fauna.

 

Tratamento:

 

Mantenha os níveis adequados de nutrientes e CO2.

 

Comedores de algas – Comedor de algas siâmes (SAE), camarões Amano, Ottos e Molinésias normalmente comem esta algas.

 

algae-fuzz.jpg

 

 

BBA, Black Brush/Beard Algae (Rhodophyta)

 

BBA, esta alga pode pertencer ao género das algas "vermelhas" na família das Rhodophytas. A maioria das algas desta família são marinhas, mas existem algumas espécies de água doce que teimam em atingir particularmente os aquários plantados. Esta alga pode apresentar tons de preto, castanho, vermelho ou verde, e pode rapidamente cobrir as suas plantas e hardscape se não estivermos atentos e não tomarmos as medidas acertadas.

 

Causas:

 

Desequilíbrio de nutrientes - Excesso potencial de N, P, Fe. Esforce-se por ter os seguintes níveis de nutrientes: N (10-20 ppm), P (0,5-2 ppm), K (10-20 ppm), Ca (10-30 ppm), Mg (2-5 ppm), Fe (0,1ppm).

 

PH baixo - Neil Frank observou que os aquários de lagos africanos nunca têm BBA. Acredita-se que BBA prospera em ambientes ácidos, e infelizmente, é o que a maioria das plantas preferem.

 

Tratamento:

 

Aumentar CO2 - Isto vai estimular o crescimento das plantas, e deve ajudar as plantas a competir pelos nutrientes.

 

Tratamento com Excel / H202 - Use uma seringa depois de identificar áreas afectadas. Em seguida, remova-as manualmente quando a alga ficar com tons cinza / branco.

 

A remoção manual - Use escova de dentes para remover o máximo possível.

 

Tratamento com lixívia - Mergulhar os itens de hardscape ou plantas mais resistentes em solução de lixívia / água, usando uma proporção de 1:20. Antes de colocá-los de volta no aquário, verifique se o item está livre do odor a lixívia.

 

Tratamento OxiClean - Mergulhar os itens afectados do hardscape numa solução de OxiClean, certificando-se que usa apenas o OxiClean original sem outros aditivos.

 

Manter trocas parciais da água / esquema de fertilização adequado. Tpa's semanais ou quinzenais.

 

Equipa de limpeza - comedores de algas siameses (SAE), e camarões Amano são conhecidos por comer esta alga.

 

Cobre (não recomendado) - Há algícidas comerciais que contêm cobre e que são eficazes no combate á BBA, mas estes vão muito provavelmente matar as suas plantas, e invertebrados que mantenha no aquário.

 

13715087_302581943410135_1963241633_n.jp

Foto de Tozé Nunes ©

 

Um bom artigo sobre esta alga pode ser encontrado aqui:

http://www.thekrib.com/Plants/Algae/red-algae.html

 

 

BGA, Algas esverdeadas e azuis, (Cyanobactérias)

 

Embora muitas vezes referida como sendo uma alga, BGA é na verdade um lodo bacteriano que pode facilmente cobrir tudo no seu aquário em pouco tempo. Aparece como um revestimento verde, preto ou roxo, que quando retirada do aquário exala um cheiro desagradável. Como uma qualquer bactéria consumidora de nitrogénio, ela vai esgotar completamente qualquer quantidade disponível de nitrogénio na coluna de água.

 

Causas:

 

Nitrato baixo - usualmente presentes quando todo o nitrogénio/nitrato foi removido da coluna de água. Embora esta seja uma condição desencadeante, também é agravada pela própria bactéria usando qualquer nitrogénio remanescente.

 

Excesso de matéria orgânica - Superalimentação, ou o excesso de matéria orgânica no seu aquário pode desencadear BGA.

 

Lâmpadas antigas - Às vezes presente quando as lâmpadas não estão a emitir luz utilizável.Pode ser uma questão das suas plantas já não serem capazes de competir com as bactérias no consumo de nutrientes na coluna de água.

 

A má circulação de água - A circulação é chave num aquário plantado de modo a que não haja "pontos mortos" não deixando que os nutrientes sejam consumidos localmente, mas sim por todo o aquário.

 

Tratamento:

 

Aumentar nitratos - dose até a sua concentração atingir aproximadamente os 5ppm.

 

Adicionar plantas de crescimento rápido - Elas vão competir com as algas pelos nutrientes existentes.

 

Blackout/Apagão - BGA não pode sobreviver sem luz.

 

Tratamento Excel / H202 - Use uma seringa e injecte nas áreas problemáticas. Em seguida, remova manualmente os detritos mortos.

 

Eritromicina - utilize este antibiótico na metade da dosagem recomendada para matar as bactérias na coluna de água. Mardel Labs ' Maracas contém eritromicina e tem sido utilizada de forma eficaz, sem prejudicar a maioria das plantas.

 

algae-bga.jpg

 

Cladophora

 

 

Cladophora é de longe das algas mais difíceis de remover do aquário. Tem a forma de lã verde, resistente e dura, e parece ser favorecida quando misturada com o substrato, e hardscape.

 

Causas:

 

Bolas de Cladophora - Sendo da mesma família que estas algas, podem às vezes ser portadoras de Cladophora para o seu aquário.

 

Condições saudáveis - Infelizmente para uns e felizmente para outros, a Cladophora mantém-se nas mesmas condições de água saudável que outras plantas necessitam.

 

Tratamento:

 

A remoção manual - Use escova de dentes / pinças para remover o máximo possível.

 

Tratamento Excel / H202 - Use uma seringa para aplicar nas áreas problemáticas do aquário.

 

Factor sorte - Muito difícil 100% de remoção.

 

cladophora.jpg

 

GDA, Green Dust Algae

 

GDA, é como que um filme verde "empoeirado" que aparece na superfície do vidro. É causada por zoo-esporos, e parece evitar agarrar-se no hardscape ou em folhas de plantas.

 

Causa:

 

Nenhuma causa concreta para GDA.

 

Tratamentos:

 

Ignore - GDA parece ter um ciclo de vida finito, de modo que se você permitir que ele seja executado ciclo completo sem raspar-lo a partir do vidro, deve endurecer, e cair depois de cerca de 21 dias. Após este tempo, retire qualquer restante GDA do vidro, e faça uma limpeza completa e mudança de água.

 

Neritinas - podem ajudar a comer algumas GDA's no vidro, mas a abordagem acima provavelmente vai ter de ser utilizada para a remoção completa.

 

diatom.jpg

 

Pontos verdes, Green Spot (Choleochaete orbicularis)

 

Green spot é muito comummente vista no vidro dos aquários, quando não se faz tpa's regulares, ou quando utilizamos um esquema de fertilização inadequado. Green spots também aparecem em folhas de longa duração, como Fetos de Java, Anúbias, Cryptocorynes e Bolbitus.

 

Causa:

 

Níveis baixos de Fosfato (PO4) - quase exclusivamente causados quando os níveis de fosfato estão esgotados.

 

Tratamento:

 

Remoção manual - Use uma lâmina de barbear para remover mais facilmente do vidro ou um cartão de débito.

 

Dose de Fosfatos - Doseie PO4 numa concentração de 0.5 a 2.0 ppm.

 

Neritinas - Podem ajudar a remover as manchas verdes das folhas, bem como, no vidro.

 

algae-greenspot.jpg

 

Staghorn (Compsopogon sp.)

 

As algas de Staghorn são assim nomeadas pois sua ramificação assemelha-se aos chifres de um veado. Esta alga ramifica-se agarrada ás folhas das plantas e equipamentos.Os fios podem aparecer em cor branca, cinza ou verde.

 

Causas:

 

Desequilíbrio de nutrientes - Esforce-se para os seguintes níveis de nutrientes: N (10-20ppm), P (0.5-2ppm), K (10-20ppm), Ca (10-30ppm), Mg (2-5ppm), Fe (.1ppm) .

 

Baixo CO2 - Esforce-se para a concentração 20 a 30 ppm de CO2, conforme permitido pela fauna.

 

Tratamentos:

 

A remoção manual - Use escova de dentes para remover o máximo possível.

 

Mudança da água - Manter agenda semanal / quinzenal mudança da água.

 

Aumentar CO2 - Isso vai estimular o crescimento das plantas, e permitir uma competição saudável com as algas pelos nutrientes existentes na coluna de água.

Tratamento com lixívia - Mergulhar os itens de hardscape ou plantas mais resistentes em solução de lixívia / água, usando uma proporção de 1:20. Antes de colocá-los de volta no aquário, verifique se o item está livre do odor a lixívia.

 

Tratamento OxiClean (hipoclorito de sódio) - Mergulhe hardscape e plantas numa solução de OxiClean, certificando-se de que você use somente o OxiClean original sem outros aditivos.

 

Manter o esquema de dosagem de macro-nutrientes (NPK) adequado.

 

Nota:

 

A maioria dos peixes e invertebrados não comem estas algas.

 

hqdefault.jpg

Foto em i.ytimg.com

 

Referências e fontes:

 

Artigo original: http://www.guitarfish.org/algae - Kris Weinhold

 

Aquatic Plant central Thread

Aquatic Plant central - Algae Finder

AquaticScape

Fighting Algae With hidrogen Peroxide

The Speptical Aquarist

 

Adaptado, traduzido por Vera Basílio dos Santos © Copyright 2016 ©

  • Obrigado(a) 1
  • Votar + 4

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Tempo de vida do fórum


Data de criação do fórum: March 16, 2003 00:00:00