Sign in to follow this  
Tiago Ralha

A minha experiência com Ancistrus...

Recommended Posts

Viva TTiago,

 

Tenho um tópico aqui no fórum, aberto ontem! Dá lá um saltito ;)

 

Obrigado

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas.

 

Está muito porreiro o tópico.

Obrigado.

 

Sérrgio

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas.

 

Está muito porreiro o tópico.

Obrigado.

 

Sérrgio

 

:)

Isto tem andado um pouco parado...o casal tirou férias e, desde há alguns meses, não voltaram a reproduzir.

 

Entretanto fiquei com cerca de uma dúzia de juvenis das várias criações e já identifico pelo menos 2 casais.

Edited by TTiago

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ficam as fotos de um macho e da gradual diferenciação (crescimento dos "bigodes")

33dh6a8.jpg
30ihuom.jpg
qznn7c.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas,

 

Dei hoje por ovos de ancistrus L183 (penso que são estes), no canto do vidro a meia altura do aquário junto ao termómetro.

É um aquário comunitário de 120 lt brutos.

Estranhei pelo local pois têm imensa vegetação e esconderijos. Nunca tinha tido ovos de ancistros, poderias dar-me uma dica de como posso ajudar a eclodir estes, e posteriormente ajudar a evolução de alevins.

Agora só tenho no comunitário, Guppys, um CAE e red cherris, devo-me preocupar com eles?

Devo mudar os ovos para uma maternidade?

 

Se houver ajuda agradeço, nunca lidei com esta situação e a pesquisa sobre o tema está a ser complicada.

 

Cumprimentos,

FernandoJB

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viva Fernando, os L183 são os Dolichopterus, muito difíceis de encontrar por cá. Aparecem nas listas de importação mas vêm muitas vezes mal catalogados.

Já ouvi muitos relatos similares ao teu e por mim deixava-os estar, pois os restantes residentes não constituem ameaça alguma. Não tarda os ovos vão eclodir e os pequenos nadarão pelo aquário. Os pequenos alimentam-se bem com flocos (tipo Sera Flora) ou pastilhas de fundo, se tiveres tempo para te dedicares podes começar a pesquisar por microvermes de aveia, eles adoram! Vai dando tb pepino e/ou courgette ;)

 

Já agora mostra umas fotos dos ancistrus ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas Tiago,

 

Obrigado pela tua resposta rápida. :thumbup3:

 

Obrigado pelas indicações sobre a alimentação (por acaso tenho aqui microvermes de aveia).

 

Depois vou tentar tirar umas fotos, só tenho telemóvel para isso mas vou tentar.

 

Cumprimentos,

FernandoJB

Share this post


Link to post
Share on other sites

Decidi passar os juvenis maiores para o aquário principal, mudança que durou um dia pois voltaram a mudar para outras paragens :)

w7y8ep.jpg

 

Nota-se bem a diferenciação dos machos...3 machos e 1 fêmea!

2e55zj9.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viva TTiago,

 

Muito lindos esses exemplares! Estima-os bem ;)

 

São todos irmão da mesma ninhada?

 

cumps,

David

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viva TTiago,

 

Muito lindos esses exemplares! Estima-os bem ;)

 

São todos irmão da mesma ninhada?

 

cumps,

David

 

Sim, são todos da mesma ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Após alguns meses sem reproduzirem, algo que coincidiu com o momento em que a água começou a ficar mais cristalina (remoção de 50% dos troncos existentes), eis que encontrei alguns ovos soltos no aquário...resultado de uma postura.

Coincidência ou não, mas a postura ocorreu 1 dia após a introdução de 2 folhas de amendoeira da Índia (Terminalia Catappa) :D Será que foi o estímulo?! :D

 

O pH está agora a 6,8 e a temperatura entre os 26 e os 27ºC.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viva TTiago,

 

Engraçado dizeres isso... Tenho a impressão que a última ninhada que tive deve ter sido na mesma altura que decidi colocar umas folhas de nogueira secas nos aquários... Será mesmo? :)

 

Fotos?

 

cumps,

David

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viva TTiago,

 

Engraçado dizeres isso... Tenho a impressão que a última ninhada que tive deve ter sido na mesma altura que decidi colocar umas folhas de nogueira secas nos aquários... Será mesmo? :)

 

Fotos?

 

cumps,

David

 

Já tinha lido que era um estímulo, mas a ter efeito tão rápido?! :)

 

No intuito de estimular a reprodução, e para além da colocação das folhas, mandei vir umas tocas para loricarídeos da Holanda para substituir as actuais (côcos e PVCs)...no entanto, o macho mudou o local da postura e ocupou um côco :ohmy: o que me deixou baralhado, estava preparado para tirar os côcos e agora acho que vão permanecer. As novas tocas seguirão somente para o aquário dos L201.

 

Vou tentar sacar umas fotos ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Folhas de Amendoeira da Índia / Terminalia Catappa

 

mrtod3.jpg

szh4xt.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quanto aos ovos soltos que vi no aquário (cerca de 20 em dois "cachos") já li que das três uma...são os machos que os soltam propositadamente pela falta de espaço para dar conta de tantos ovos, por estes apresentarem qualquer problema ou mesmo por descuido. O que é certo é que espaço (dentro do côco) não faltava, não evidenciavam qualquer problema externo, o que leva a crer que foi mesmo por descuido.

 

O que é certo é que apanhei esses ditos ovos e coloquei-os numa maternidade com furos no fundo e uma pedra difusora por baixo...vejam o resultado passados 3 dias ;)

 

fc1u76.jpg

1183jfc.jpg

2m2w004.jpg

nl2xsl.jpg

9b962q.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muito bem TTiago! Cuida bem desses meninos :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Desculpem entrar no tópico, mas tive uma situação semelhante .

A postura foi colocada na vertical ao pé do aquecedor e ontem ainda vi alguns alevins a nadar perto do fundo.

Como li no fórum que o macho cuidava dos jovens, não os removi. Não sei se fiz mal ou bem. Não sabia se os alevins aguentavam a manipulação e a forma correcta de o fazer. Hoje de manhã não vi nenhum. Esconderam-se na vegetação, foram comidos ou estavam entre o macho e o vidro (o que duvido). De qualquer forma o macho mantém-se no mesmo sítio não saindo nem para comer.

A postura repentina apanhou-me desprevenido e não tinha locais para os ancistrus colocarem os ovos. Quero no entanto corrigir a situação para novas posturas.

As minhas dúvidas são as seguintes:

1- Quanto tempo pode decorrer até que haja outra postura?

2- Já vi vários tipos de objectos a utilizar para o efeito (cilindro em barro com uma entrada, coco, tubo de pvc)...qual é o mais adequado?

 

Obrigado pela vossa ajuda.

 

Cps.

 

Sérgio

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viva Sérgio,

 

O macho cuida dos ovos e pouco mais tempo após estes eclodirem...quando os pequenos juvenis começam a afastar-se e a explorar o aquário ficam por sua conta. O ideal será apanhá-los com cuidado se tiveres predadores a partilharem o espaço.

 

Respondendo às tuas questões, o meu casal tem alturas em que faz posturas de 2 em 2 meses, mas também já ficaram meio ano sem o fazer. Quanto aos esconderijos, o PVC nunca resultou no meu caso, até agora apenas fizeram posturas em troncos e côcos, que, segundo a minha opinião, dão um ar mais natural ao aquário ;)

 

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Passou cerca de 1 mês desde a eclosão dos ovos...e aqui estão eles:

156tu9h.jpg

2lazsco.jpg

De volta da abóbora...

125p5x0.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá, Tiago.

Os teus peixes estão um espectáculo, parabéns.

Ao chegar a casa não encontrei nenhum alevim.

Entretanto comprei um tubo em barro (de apenas uma entrada). Já vi a fêmea entrar nele uma vez. Agora é esperar que aceitem o mesmo, pois desta forma os alevins ficam localizados. Se ocorrer nova postura no vidro, terei que remover com cuidado os ovos do aquário e colocar numa maternidade.

 

PS: a abóbora foi fervida?

 

Obrigado.

 

Sérgio

Edited by SérgioSF

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pode ser que os pequenos estejam escondidos pelo aquário, os tipos são peritos nisso...a melhor forma de os ver é durante a noite, depois de algum tempo de luzes apagadas...eles vão aparecendo, tipo vampiros :)

 

A abóbora não foi fervida, foi comprada em pedaços, lavada e siga...um petisco!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom, tópico!

 

Os meus 2 cêntimos: a primeira postura que tive, o macho fez o ninho em baixo de uma "rampa" formada por uma pedra de xisto, com passagem em ambos os lados

Como não conseguia ver os ovos, decidi colocar um frasco de especiarias (lavado meticulosamente) para testar, sendo de vidro transparente poderia ver tudo.

O macho até entrava, mas nada.. envolvi o frasco com musgo e eis que se deu a segunda postura.. e não voltei a ter mais. já mudei para um copo maior (entretanto ele também cresceu), mas o copo esta envolvido com "lã" dos filtros.

Talvez tenha muita luz, não sei.. ando à procura de novas opções para tocas. Depois de ler o tópico já fiquei com mais algumas luzes, que vou tentar aplicar.

 

Grato, Tiago e restantes!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas, Tiago.

Vou prestar mais atenção após desligar as luzes, mas com néons e fémeas guppy no aqua (apesar de bem plantado), tenho as minhas dúvidas.

Espero ter mais sorte na próxima vez.

Vou variar a alimentação dos bichos e fazer TPA's para estimular nova postura da fêmea.

Obrigado pelas tuas dicas!

 

Ab.

 

Sérgio

Edited by SérgioSF

Share this post


Link to post
Share on other sites

E estamos a falar de uma das espécies de Ancistrus mais fáceis de reproduzir :) imaginem outras!

Existem realmente muitos factores que influenciam as posturas, entre a alimentação, layout do aquário, companhia do aquário, parâmetros da água, e outros mais curiosos como a renovação de água ou como a redução da pressão atmosférica (com aproximação de tempo chuvoso).

 

Boas, Tiago.

Vou prestar mais atenção após desligar as luzes, mas com néons e fémeas guppy no aqua (apesar de bem plantado), tenho as minhas dúvidas.

Espero ter mais sorte na próxima vez.

Vou variar a alimentação dos bichos e fazer TPA's para estimular nova postura da fêmea.

Obrigado pelas tuas dicas!

 

Ab.

 

Sérgio

Não parece que esses peixes sejam uma ameaça para os ancistrus juvenis...a primeira postura dos meus ancistrus foi num aquário com ramirezis e eles lá se aguentaram :)

Edited by TTiago

Share this post


Link to post
Share on other sites

Espero que tenhas razão, Tiago! :)

Ab.

 

Sérgio

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sign in to follow this