Plantas para remoção de nitratos


Recommended Posts

Boas eu na minha escola tou a fazer um projecto para remover/reduzir os nitratos de uma água tratada com recurso a plantas/algas.. e eu gostaria de saber a vossa opinião ;D eheh

 

Obrigado.

Edited by Morzan
  • Upvote 1
Link to post
Share on other sites

nitritos?! não queres dizer nitratos?!

que eu saiba para nitratos, tens vallisnerias, hygrophila polysperma e plantas flutuantes. Mas para funcionar é preciso fertilizar com os outros nutrientes.

  • Upvote 1
  • Downvote 1
Link to post
Share on other sites

não é bem assim, nem todas são uteis. depende do racio de consumo de nitratos em relação a outros nutrientes. As anubias e os fetos não acredito que serão grande ajuda, as vallisneria spiralis dão-se bem mesmo em aquarios não fertilizados, desenvolvem-se a um ritmo bastante aceitavel e não dão trabalho nenhum. As hygros é que são devoradoras, mas o seu desempenho depende da fertilização e a sua manutenção pode ser aborrecida, daí fazer a referencia à fertilização, e a duas plantas com comportamentos diferentes.O que disse não foi disparar uma bala perdida dentro do revolver...

 

além destas que disse existe a egéria naja, mas essa exige um pouco mais de luz.

Edited by Quo
  • Upvote 1
  • Downvote 1
Link to post
Share on other sites

yaa era mesmo nitratos :P foi um erro meu :P e' qe o projecto consiste numa inovação qe e' limpar os nitratos de uma água tratada com plantas/algas :)

Link to post
Share on other sites

Olá.

 

Plantas flutuantes... sem dúvida alguma. Aliás, muitas delas em simbiose com bactérias, na falta de produtos azotados no aquário, conseguem utilizar o N2 do ar para ganharem tecido.

Vantagens... só precisam de micro nutrientes, PO4 e luz. Carbono e Azoto retiram-no do ar directamente. São as plantas ideais para ter em aquários de criação/engorda pois como é sabido, os nitratos são os maiores responsáveis por retardarem o crescimento de diversos animais aquáticos.

 

Lemna minor, (P i s t i a) [b][color="#FF0000"] Espécie inserida no DL 565/99.[/color] [url="http://http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showannouncement=6"]Lista de espécies cuja venda é proibida em Portugal[/url][/b] stratiotes, Salvinia natans, Riccia fluitans, etc...

 

Há uns anos atrás, quando tinha um aquário de 20 litros somente para criar red cherrys só tinha (P i s t i a) [b][color="#FF0000"] Espécie inserida no DL 565/99.[/color] [url="http://http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showannouncement=6"]Lista de espécies cuja venda é proibida em Portugal[/url][/b], um pequeno filtro para movimentar a água, 36W de iluminação. E basicamente repunha água e alimentava os camarões... resultado: NO3 e restantes produtos azotados a 0 ppm. PO4 a cerca de 25 ppm... e nada de algas :)

 

Calha_20.jpg

 

IMG_4429_800.jpg

 

Shrimps.jpg

 

As fotografias não são as melhores, mas servem para o que quero dizer...

 

Cumprimentos

Luís Fortunato

Link to post
Share on other sites

Eu acho que ninguém ainda chamou a atenção ao Luís Fortunato pelo simples facto de ele ser consultor, senão acho que já tinha sido massacrado e bem, ora vamos lá ver:

A relação N/P está um pouco estranha, 0/25, não devia estar 1/10 ? Os desequilíbrios não geram algas ? O excesso de P não é o grande agente das algas ?

Pelos vistos isso não leva TPAS, outro crime....ou não ? Acho que não :eusathink:

 

E de aquários assim que eu gosto, desafiam os conservadores e as leis.

 

Um abraço

Link to post
Share on other sites

Olá.

 

Eu acho que ninguém ainda chamou a atenção ao Luís Fortunato pelo simples facto de ele ser consultor, senão acho que já tinha sido massacrado e bem, ora vamos lá ver:

Massacrado porquê? :) Eu sei responder... tenho a consciência tranquila daquilo que faço, e igualmente, respondo pelos meus actos.

 

A relação N/P está um pouco estranha, 0/25, não devia estar 1/10 ?

Porquê? Onde é que lêem isso? Está na biblia dos aquários? Tive a felicidade de trocar ideias com o Tom Barr, e uma das coisas que ele referiu como sendo o maior erro por parte dos aquariófilos é pensarem que excessos de nutrientes causam algas por si só... 90% das algas ocorrem devido a níveis insuficientes de CO2 e os restantes 10% a carências de nutrientes. O Tom nessa altura falou-me que já manteve aquários com níveis de PO4 superiores a 5 ppm, e não tinha algas... é tudo uma questão do que se pretende ter.

 

Esse aquário que eu mostrei não é um aquário plantado... quanto muito é um aquário com plantas.

 

Os desequilíbrios não geram algas ?

Por si só... não. O que causa algas, como já disse, são injecções deficientes de CO2 e carências de nutrientes...

 

O excesso de P não é o grande agente das algas ?

Completamente errado... isso é conhecimento de há 20 anos atrás...

 

Pelos vistos isso não leva TPAS, outro crime....ou não ? Acho que não

Claro que não... A minha questão para todos os puristas que acham as TPA's essencialíssimas num aquário de água doce, é:

 

Porque é que fazem TPA's? Porque a vossa mãe vos disse? O senhor da loja? Um tipo qualquer num Fórum? Ou é pura e simplesmente uma fé inquestionável num deus qualquer dos aquários, e as TPA's ao sétimo dia são obrigatórias?

 

Não!!! Vocês fazem TPA's porque precisam de baixar nitratos, adicionar alguns elementos como o Cálcio e o Magnésio para alguns animais/plantas e pouco mais...

Ora se temos um tapete de plantas flutuantes a sugar tudo o que é composto azotado, só precisamos de nos preocupar com a adição de Ca e Mg. Comida e reposição de água... fácil.

 

E de aquários assim que eu gosto, desafiam os conservadores e as leis.

Volto a repetir... que leis?

Conservadores? Eu diria de outra maneira... pessoas que não usam aquilo que têm entre os 2 ouvidos, e preferem seguir cegamente aquilo que um tipo qualquer lhes disse. Quando eles nem conhecem esse tipo, nem sabem se há provas concretas do que o que ele diz é exequível ou não...

 

Cumprimentos

Luís Fortunato

  • Upvote 1
Link to post
Share on other sites

Luís, não posso concordar mais contigo, apenas cito uma experiência minha de há alguns anos. Tinha montado o meu novo aquário de cerca de 370L Brutus e escolhi como areão um negro que sem dúvida era um espanto, substrato da JBL, enfim estava aquilo que na altura pretendia, hora bem as plantas cresciam a um ritmo espectacular (sem co2) as anúbias não tinham nada de crescimento lento, antes pelo contrário, floriam, folhas lindas de um verde-escuro espantoso (hoje invejo essa “beleza”) só que os meus peixinhos respiravam a 300Km á hora, testes e mais testes e o resultado era sempre o mesmo, escala a nível de fosfatos “arrebentava”, GASTEI FURTUNAS EM RESINAS PARA OS DIMINUIR, e tinha que fazer uma TPA semanal, só assim os conseguia baixar para níveis “aceitáveis” e nunca tive algas, mais tarde depois de esgotar as opções para perceber o que se passava, decidi fazer uma experiência: Retirei um pouco de areão para um frasco, fui buscar água da torneira que tinha em repouso e testei-a para avaliar os parâmetros da dita, de seguida reparti-a por dois frascos, sendo um com o dito areão, dois dias depois testei e o resultado confirmou-se o frasco com água (controle) estava normal, o outro estava “fora de escala” em fosfatos, resultado; remontar o aquário.

Link to post
Share on other sites

Obrigado pelos comentários. Entretanto tenho mais informações, o aquário tem pelo menos 100 Litros, e a água e' fruto de um tratamento anterior, vindo de uma ETAR, feita num laboratório.

 

Alguém tem alguma ideia mais ? :)

Edited by Morzan
Link to post
Share on other sites

Luís Fortunato, não disse que estavas errado, estava a ser irónico, infelizmente a famosa relação N P e o excesso de P provoca algas mais a lenga lenga do 1 W /L pertencem ao folclore da aquariofilia em Portugal.

Eu tenho dois aquarios de agua quente com discus e escalares e não faço tpas, so acrescento agua e fertelizo apesar de serem aquarios de baixa manutenção sem co2.

Link to post
Share on other sites

 

Claro que não... A minha questão para todos os puristas que acham as TPA's essencialíssimas num aquário de água doce, é:

 

Porque é que fazem TPA's? Porque a vossa mãe vos disse? O senhor da loja? Um tipo qualquer num Fórum? Ou é pura e simplesmente uma fé inquestionável num deus qualquer dos aquários, e as TPA's ao sétimo dia são obrigatórias?

 

Não!!! Vocês fazem TPA's porque precisam de baixar nitratos, adicionar alguns elementos como o Cálcio e o Magnésio para alguns animais/plantas e pouco mais...

Ora se temos um tapete de plantas flutuantes a sugar tudo o que é composto azotado, só precisamos de nos preocupar com a adição de Ca e Mg. Comida e reposição de água... fácil.

 

 

Cumprimentos

Luís Fortunato

 

 

Esta questão está a ficar um pouco off topic, mas fiquei com algumas duvidas que gostaria de esclarecer:

 

Fazem-se TPA'a para baixar nitratos, adicionar Cálcio, Magnésio ....e POUCO MAIS. O Pouco mais é exactamente o quê?

 

Um Aquário sem TPA'a não vai perdendo a sua capacidade oxidante e tornar-se progressivamente mais redutor? Em caso afirmativo, é possível contrariar isso de algum modo? Ou o processo mais fácil é fazer TPA´s?

 

Obrigado desde já pelos esclarecimentos que se seguirão.

 

Zancum

Link to post
Share on other sites

Olá.

 

Esta questão está a ficar um pouco off topic, mas fiquei com algumas duvidas que gostaria de esclarecer:

 

Fazem-se TPA'a para baixar nitratos, adicionar Cálcio, Magnésio ....e POUCO MAIS. O Pouco mais é exactamente o quê?

De certa forma, adicionar outros elementos que vêm em menores concentrações, ou que são menos importantes na água da nossa torneira. Sulfatos, Cloretos, e alguns metais essenciais para muitas plantas e alguns animais.

 

Um Aquário sem TPA'a não vai perdendo a sua capacidade oxidante e tornar-se progressivamente mais redutor? Em caso afirmativo, é possível contrariar isso de algum modo? Ou o processo mais fácil é fazer TPA´s?

Confesso que não percebi completamente a tua questão... estás a falar do ORP?

 

Se for somente uma questão de falta de Oxigénio dissolvido na água, não há problema uma vez que tens bastantes plantas ainda que flutuantes e com o filtro sempre garantes alguma agitação superficial, e logicamente, uma manutenção de níveis de Oxigénio dissolvidos na água suficientes para os animais.

 

Cumprimentos

Luís Fortunato

Link to post
Share on other sites

Olá de novo.

 

Sim estava a pensar no ORP.

O ORP, se mantiveres animais no aquário que limpem bem o substracto (camarões e caracóis), em princípio não deves ter problemas. Se deixares acumular muita porcaria no substracto é que se calhar podes notar um abaixamento.

 

Mas se formos a ver, ter um abaixamento de ORP no aquário nem é mau. Seria mau no caso de haver uma nitrificação considerável, e as bactérias não oxidarem a amónia a nitratos. Mas uma vez que temos plantas a eliminar os compostos azotados no aquário, deduzo eu, que não haja grandes problemas. Pelo menos é o que eu acho...

 

Cumprimentos

Luís Fortunato

Link to post
Share on other sites
  • 3 years later...

Luís Fortunato, não disse que estavas errado, estava a ser irónico, infelizmente a famosa relação N P e o excesso de P provoca algas mais a lenga lenga do 1 W /L pertencem ao folclore da aquariofilia em Portugal.

Eu tenho dois aquarios de agua quente com discus e escalares e não faço tpas, so acrescento agua e fertelizo apesar de serem aquarios de baixa manutenção sem co2.

 

Boa,,

desculpem la eu sei que nao tem nada a ver com o assunto deste post mas:

 

O sr Manuel tem Discus e escalares em aquarios sem lhes fazer tpa´s?????!

Escalares ainda va...acredito porque sao razoavelmente resistentes..

Agora Discus??!! Sem tpa´s?? :shock4::shock4::shock4:

 

Como é que os consegue manter vivos? :huh:

Edited by silvia_paixao
Link to post
Share on other sites
  • 10 months later...

Boa,,

desculpem la eu sei que nao tem nada a ver com o assunto deste post mas:

 

O sr Manuel tem Discus e escalares em aquarios sem lhes fazer tpa´s?????!

Escalares ainda va...acredito porque sao razoavelmente resistentes..

Agora Discus??!! Sem tpa´s?? :shock4::shock4::shock4:

 

Como é que os consegue manter vivos? :huh:

Por acaso também gostava de saber porque até estou um bocado curioso...

Mas visto o tópico já ter algum tempo não me parece que tenha resposta.

Link to post
Share on other sites

Voltando ao tópico:

 

Salvinia sp. é a minha recomendação para um sistema experimental de redução de nitratos. Não é mínúscula como a Lemna minor por isso é fácil de remover quando em excesso e, quando tem luz (nem tem que ser muita), cresce desmesuradamente.

 

Pisti a sp será talvez demasiado grande e tem a agravante séria de ser uma espécie de risco (venda proíbida para evitar a colonização de meios autóctones).

Link to post
Share on other sites