Sign in to follow this  
Caipiro

Kh 0 vs. Kh 4.5

Recommended Posts

Boas,

 

Tenho um aquário de 90lts com ph de 7.7 e kh 4.5, costumo fazer TPAs de 15lts. Como pretendo fazer baixar o ph possivelmente até 7 andei por aqui a remexer todos os tópicos que falavam deste assunto, para me informar como fazê-lo.

 

À cerca de 1 mês comecei a fazer TPAs com água engarrafada (Continente) que anuncia ph 5.6 e medi o kh e mudou a cor logo à 1ª gota, pelo que presumo que estará a 0.

 

Ca cada vez ke faço uma TPA meço os parâmetros da água no dia seguinte. E desde que comecei a fazer TPAs engarrafadas notei que o kh tem vindo a descer lentamente (menos 2 gotas no teste, ou seja de 5.6 para 4.5), mas o ph mantém-se.

 

Ora bem, perante estes factos, penso que o kh irá continuar a descer lentamente até começar a perder a capacidade de tampão.

 

A minha questão é: - A partir de que valor kh é que o ph começa a "obedecer" a esta manipulação?

 

Observação 1: O ph da torneira é 8.0 por isso deixei de usar água da torneira.

Observação 2: Tenho turfa desfiada no SUMP e 1 tronco no aquário.

Edited by Caipiro

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas,

Não deixes o KH passar abaixo do 3dº.

Cumps.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Certo, abaixo de 3 pode haver grandes variações do ph não é?

 

Mas se eu continuar com este processo que estou seguindo, e se o kh for descendo, em que valor de kh começo a conseguir manipular o ph? é exactamente isso que eu quero saber.

 

E já agora, imaginemos que chega a um determinado valor de kh em que o ph começa a ceder. Depois de eu conseguir +/- o que pretendo (baixar o ph de 7.7 para 7.0 ou menos). Se calhar devo procurar uma água que tenha alguns valores de kh, para não ir sempre baixando. O que acham da teoria?

 

 

Obrigado pela dica Tilapia. Mas será que acima de 3 dKH consigo "mexer" no ph?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Mas será que acima de 3 dKH consigo "mexer" no ph?[/b]

Perfeitamente. Nesses valores e outros bem mais altos o pH está muito razoavelmente estável de uma TPA para outra, mas não está inamovível. Para isso terias de ter um KH de 12dº ou mais.

Aí sim, nem para cima nem para baixo.

Cumps.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Após mais uma TPA desta vez com 2 garrafões de água destilada Continente e 1 de água de nascente Continente, o kh desceu-me uma gota, ou seja, para 3.9dº mas o ph manteve-se a ferro e fogo, e não mexe por nada.

 

Vou tentar baixar o kh até 3dº para ver se aí o ph já começa a ceder.

 

Uma curiosidade, eu medi os parâmetros da água de nascente Continente e são ph: 5.6; gh: 0; kh: 0. Igualmente medi a água destilada Continente, e os parâmetros foram os mesmos. Sendo assim acho que vou continuar a usar água de nascente porque é um pouco mais barata.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas,

O KH é o estabilizador do pH. Baixar o KH não é sinónimo de baixar automáticamente o pH.

O que pode acontecer a partir de agora (KH 3,9dº) é que o pH já começará a mexer e vai fazê-lo mais depressa, com a acidificação que acompanha sempre o ciclo do azoto.

Cumps.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois, isso eu já tinha percebido à muito. Andei a vasculhar o fórum sobre tudo o que dizia respeito. E se reparares na minha pergunta inicial, a minha dúvida era a partir de que valor de KH o PH começa a ceder. Era isso ke não sabia.

 

Pelo andar da carruagem, na próxima TPA o KH se calhar já desce para perto dos 3.5dº e aí se calhar já poderei ver o ph a mexer.

 

A ver vamos. Depois dou notícias.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas, axo q nao devias usar agua destilada no aquario, o processo usado para destilar a agua(evaporacao/condensacao) e feito em serpentinas(tubos) de Cobre... Talvez nao seja mt saudavel para a fauna e flora do aquario!

 

Cumps

Share this post


Link to post
Share on other sites
Pelo andar da carruagem, na próxima TPA o KH se calhar já desce para perto dos 3.5dº e aí se calhar já poderei ver o ph a mexer.

Não creio que tenhas percebido bem o que é o kh e de que forma este influencia o ph num aquário.

 

Na natureza tudo tende sempre para um equilibrio, certo? E por norma se tentares alterar um equilibrio a reação irá ser no sentido de repor o mesmo.

Com o ph a coisa funciona da mesma forma.

O valor do ph mede a concentração de iões positivos de hidrogéneo ao passo que o kh mede a alcalinidade geral do aquário. Do que sabemos sobre o kh ele ajuda no efeito tampão, ou seja ajuda a garantir que um dado ph da água não se altera por adição de soluções ácidas ou alcalinas na água.

 

Um valor de ph elevado não implica que o kh seja elevado como tu próprio estás a verificar.

 

O que acontece no teu aquário é que o kh tem estado a diminuir pois tens adicionado água ácida e ao aplicar o principio da solução tampão o kh "gasta-se" diminuindo assim a sua concentração. O problema é que quanto mais baixo descer o kh, menos estável fica o ph, ou seja uma quantidade cada vez menor de ácido/alcali bastará para o fazer variar. A ser assim significa que cada vez mais pequenos fenómenos que ocorrem no aquário terão influencia directa no ph fazendo com que este se torne demasiado oscilante, algo que a vida animal no aquário não irá apreciar nada.

 

Se realmente queres baixar o teu ph, não precisas de mexer mais no kh, bastará que uses injecção de co2 por exemplo para teres o ph a descer consideravelmente.

Agora toma é atenção porque variações de ph superiores a 0,2 são incómodas para a maioria dos peixes e é preciso não esquecer que o ph é uma escala logaritmica, ou seja um ph 6 é 10 vezes mais ácido que um ph 7.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nuno Antunes, o teu comentário é de facto esclarecedor, mas eu tenho em mãos um certo dilema.

 

Neste momento, tenho um ph de 7.7, se eu começar a fazer as TPAs com água da torneira (que mede ph 8.0) será que alguma vez conseguirei baixar o ph para 7.0 apenas com a introdução de CO2?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nuno Antunes, o teu comentário é de facto esclarecedor, mas eu tenho em mãos um certo dilema.

 

Neste momento, tenho um ph de 7.7, se eu começar a fazer as TPAs com água da torneira (que mede ph 8.0) será que alguma vez conseguirei baixar o ph para 7.0 apenas com a introdução de CO2?

Boas

 

A resposta a essa pergunta depende de uma coisa apenas... o KH.

Se tens por exemplo um ph de 8 na torneira mas com um kh de 5 por exemplo é muito possivel que com co2 o metas a 7 ou mesmo inferior. Mas se por outro lado tiveres um ph de 8 acompanhado com um kh de 10 ou superior aí também o consegues meter a 7, mas a concentração de co2 na água torna-se muito perigosa para os peixes.

 

O ideal será fazeres as trocas com água cortada, ou seja, parte de água de garrafão e parte água da torneira. Serão necessárias algumas experiencias feitas em recipientes à parte para acertares com as quantidades de uma e outra mas depois é sempre seguir a regra e esperar que a empresa de abastecimento de águas não te dê a volta.

 

Em minha casa por exemplo a água da companhia sai na torneira com ph 7,3 mas depois de 24h num aquário vazio o ph revela o seu verdedeiro valor... 8. Como é que isso acontece? Suspeito que a companhia meta co2 na água ou outro componente que com a agitação da água se volatiliza.

é uma questão de tentares e te manteres atento.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Boas

 

A resposta a essa pergunta depende de uma coisa apenas... o KH.

 

Era mesmo essa a minha intenção. Baixar o kh até um valor (perto de 3º) que fosse possível manipular o ph, e logo que o conseguisse, tentava novamente subir o kh para valores mais seguros. Sei que não é tarefa fácil, mas julgo que não seria impossível.

 

Mas após a tua análise, deduzo que será melhor então fazer estas esperiências até encontrar o modo ideal de "trabalhar a água". Hoje vou medir o ph e o kh da água da torneira, e passadas 24h vou medir outra vez para ver se existe alteração. Depois vou tentar misturar uma parte com água de garrafão e depois de verificar os resultados, e de seguida calcular as proporções certas a misturar para entao fazer a TPA.

 

Depois vejo se preciso de injectar CO2 ou não.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this