Mentro

Membro
  • Content Count

    15
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

3 :)

About Mentro

  • Rank
    Recém Chegado

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    non portuguese
  • Localização
    Lisboa

Recent Profile Visitors

309 profile views
  1. Mentro

    Mentro

  2. Olá, As corydoras são peixes de cardume, por isso deve ter entre 10-15. Há corydoras bastante pequenas como as corydoras habrosus e as corydoras pygmaeus. Aqui está um vídeo de corydoras na natureza: https://youtu.be/cWIVCdLOImw?t=25s Os peixes não são muitos para o aquário em questão mas a flora é de crescimento lento e absorve pouco daquilo que os peixes vão sujar.
  3. Olá Hugo, trata-me por tu sff Exactamente Hugo com 60 cm de largura e altura há muito por onde jogar com as profundidades, há peixes que preferem profundidades pequenas(às vezes até de 15-50 cm) pelo que um aquário com diversas "plataformas" em altura ia realçar o comportamento dos peixes mais pequenos e fazer tudo parecer mais natural (claro isto depende das espécies escolhidas). A água da chuva tem poluentes como disseste mas duvido muito que tenha mais que a da torneira, se utilizares água das "segundas chuvas". Já vem com ph de ~5.5 e tudo Assim consigo sempre ter ph baixo e manter as
  4. Olá, se o objectivo é representar fielmente um biótopo de um afluente do rio negro, penso que o melhor será ver as fotos/vídeo de alguma expedição que inclua pelo menos algumas dessas espécies que deseja e tentar replicar o mesmo no aquário. A planta flutuante será talvez a mais indicada para água escura e pela altura do aquário as raízes não vão obstruir demasiado. Outra variável com que pode jogar, para tirar partido da da altura e largura é criar diversas zonas com diferentes profundidades,é mais natural para o olhar e para os peixes também. @HugoHeisenberg usas água de osmose? se sim dás
  5. Olá pessoal, alguém já conseguiu reproduzir com sucesso esta espécie? Ao contrário dos cardinais, por exemplo, que se reproduzem com relativa facilidade os neons verdes parecem ser extremamente difíceis de reproduzir (A informação online pouco ou nada adianta ou então diz que as condições de reprodução são idênticas para as outras espécies de neons, o que não é inteiramente verdadeiro). Das pesquisas que fiz na internet sobre esta espécie ainda não descobri um caso de sucesso mas sei que esta espécie é reproduzida comercialmente. Alguém aqui do forum conhece algum segredo para ter
  6. Olá, o ph varia, mas ronda os 5,5, a dureza é nula. A água da chuva é sem dúvida benéfica para as plantas mas, como não tem minerais nenhuns deve adicionar-se um pouco de água mineralizada, para a saúde dos peixes e das plantas. Também devem haver suplementos minerais comerciais para juntar à água mas isso talvez outros membros saibam responder melhor
  7. Exactamente, é impossível substituir a biosfera Vou começar a fazer trocas de água de 2 em 2 semanas para evitar qualquer possível acumulação desses compostos nocivos Cumprimentos
  8. Decidi obtar pela água da chuva porque a água da torneira aqui da zona é dura e com um ph altíssimo, além disso não é segredo que a água da chuva é um líquido mágico para as plantas. Com a bomba a trabalhar à superfície nunca se vai notar uma grande variação de CO2 daí o KH não parecere representar um problema enquanto a bomba funcionar. A água da chuva tem ph de aproximadamente 5.5, KH GH de 0.Tem poluição mas nunca aproveito a água das primeiras chuvas e ainda assim acondiciono a água.Tenho uma pessoa amiga com um tanque e peço água e vou lá encher. Não fertilizo. Foto: de um telemóvel
  9. Exactamente, a toxicidade dos nitritros é mais elevada para PHs baixos,no caso do meu aquário nem há conversão mensurável de amónia em nitritos.A água aqui tem pH>8, a dureza nem me dou ao trabalho de medir, basta ver pela máquina de lavar. Setup: Substrato tropica Plantas: Hemianthus micranthemoides, eleocharis mini, cardamine lyrata, fissiden Fontanus, musgo christmas, anubias barteri, e uma que n me lembro. FLutuantes:riccia fluitans, limnobium leavigatum Luz 55 w PLL controlo manual Co2 desligado, com um KH de 1 qualquer oscilação na concentração de CO2 faz variar muito o pH
  10. Obrigado pelas vossas dicas. Vou tratar de aumentar a capacidade que tenho em arranjar água da chuva. Pus de parte um sistema de osmose inversa para já, até porque percebo ainda muito pouco do que o mercado oferece. Leiam o artigo que é interessante na maneira como estabelece as diferenças de habitats das duas espécies.Quem não conhece veja também este canal de um homem Venezuelano que explora corpos aquáticos: https://www.youtube.com/user/fishfromvenezuela/videos Cumprimentos
  11. Basei-me no artigo abaixo, são poças permanentes e os peixes permanecem lá todo o ano porque o nível freático é alto. É claro que a espécie não vive exclusivamente neste habitat. Dei apenas um exemplo https://www.researchgate.net/publication/235224514_Water_temperature_differences_in_interfluvial_palm_swamp_habitats_of_Paracheirodon_axelroldi_and_P_simulans_Osteichthyes_Characidae_in_the_middle_Rio_Negro_Brazil
  12. Olá Hugo, o aquário tem 80(80*30*40) litros e tem 15 paracheirodon simulans, são bem pequenos comparados com os cardinais e a carga de plantas é grande e variada.O CO2 está desligado para evitar oscilações de PH. Pelo que vi no meio selvagem os simulans chegam a viver em poças de água rasa permanentes, com ph de 4.5 e concentrações de oxigénio que podem ser pequenas.Eu tenho ph de 5,5 e li já em n sítios que a actividade das bactérias nessas condições é nula, confirmas esta informação? É facto que no meio natural de muitas das espécies sul americanas há toneladas de matéria em decomposição d
  13. Olá Miguel, a água é movimentada com uma pequena bomba, para efeitos de oxigenação.Não vim para aqui mentir, tenho mais que fazer Compreendo que exista acumulação de algumas partículas nocivas mas não consigo compreender ,para o caso do meu aquário, a parte da acumulação de amónia ou algum dos componentes do ciclo do azoto, uma vez que não tenho demasiados peixes para a quantidade de matéria vegetal e os testes provam isso.
  14. Olá a todos, Tenho um aquário com algumas espécies da América do Sul há cerca de 6 meses. Não tenho filtro nem nunca fiz mudanças de água durante todo este tempo, apenas adiciono água da chuva ao ritmo que ela se vai evaporando. Tenho um pH de aproximadamente 5,5, pelo que segundo investiguei no início da montagem leva a que a actividade das bactérias que fazem o ciclo do azoto seja diminuta ou seja a amónia nem é convertida em nitritos e com o ph de 5,5 a amónia não tem forma tóxica. Tenho plantas que absorvem depois a amónia, inclusive algumas flutuantes que tiro do aquário de tempo a