• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

bbranco

.Membro Ausente
  • Content Count

    90
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Portugal

Community Reputation

0 :)

About bbranco

  • Rank
    Recém Chegado Pro
  • Birthday 01/14/1977

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Almada (Setúbal)
  • Localização
    Almada
  1. bbranco

    bbranco

  2. desculpa la se percebi bem, tens ramirezis e escalares num aqua de 60?
  3. Boas 18l não é de todo o mais fácil por onde começar!... Se queres mesmo por peixes aí, começa primeiro pelos camarões e só depois de teres isso minimamente estável mete-te nos peixes. Tens que ir para espécies muito pequenas e pacificas e mesmo assim... Vê se te agrada os rasbora mosquito (Boraras brigittae) ou as corys pigmeu (Corydoras pygmaeus). Ambos são pacificos e muito pequenos. Não podes ir para um tanque um bocadinho maior? 18 litros é mesmo muito limitativo para poderes por camarões e peixes. Mais tarde vais chegar a esta mesma conclusão, mas ok ... Acontece a todos! De qualquer maneira mete o máximo de plantas que possas (deixa espaço para os animais, claro!). Sempre ajudam a manter a agua mais estavel e com menos poluentes. Abraço BB
  4. Boas! Também tenho alguns testes API e parecem-me minimamente decentes; os que referes, para já, servem perfeitamente. Consegues controlar a evolução do ciclo e ficas com uma noção de que tipo de água tens no aqua e assim podes decidir que fauna/flora vais albergar futuramente. Quanto a condicionadores e afins sou fan da seachem; uso um monte de produtos deles inclusive o Prime quando uso água da torneira. Relativamente a condicionadores, há varias opiniões; ha quem use, ha quem não use e há quem deixe a água repousar... enfim. Pessoalmente uso. Seja placebo ou não, não é 1 frasco de 10€ que me vai tirar o sono. Nos aquas que ja tive que iniciar sem ser a "seco", sempre usei as da waterlife, apenas porque "equipa que ganha não se mexe". Não conheço as outras marcas mas acredito que seja tudo mais ou menos o mesmo...Independente da marca e do que eles digam relativamente à velocidade da luz que o ciclo atinge com os produtos deles, confirma sempre os valores da santíssima trindade (amonia, nitritos e nitratos) com testes. Grande abraço Bruno Branco
  5. Boas Expliquei-me mal; o meu tinha fluxo excessivo numa situação pontual que se prendia com injecção de Co2 vs. agitação superficial (fica para outro episodio). Se não fosse isso não é nada alarmante. Os classic teoricamente podes reduzir o fluxo fechando parcialmente a torneira de saida, mas comigo isso gera uma vibração excessiva no rotor. Faz uma pesquisa no google (se é que não fizeste já) por eheim ecco vs classic e apanhas logo as principais vantagens/desvantagens de cada um. abraço BB
  6. Boas! A historia do filtro ter que fazer 5x/hora o tamanho do aqua é relativa. também tens que equacionar a capacidade que este alberga de massas filtrantes. um filtro interno, pequeno que faça 300l/h não é o mesmo que um externo que faça 300l/h... Adiante. Na minha opinião para um aqua de 60 litros até um 2211 chegava. Mas se quiseres ir um pouco acima (2213) já ficas com um filtro para um aqua maior. Se fores para o 2213, compra já com as torneiras duplas. Acredita que facilita muito. Os ecco, acho-os overpriced em comparação com os classic; Não te esqueças que ainda te falta mais equipamento!... Certamente que será mais silencioso e tem mais umas features. Agora nunca tive problemas a ferrar um classic!...É apenas tirares o ar dos tubos antes de o pores a trabalhar; com as torneiras duplas é facil retirar o filtro sem que entre ar para os tubos. Eventualmente poderás ter excesso de fluxo da agua com um 2213 em 60l, mas ha maneiras de o reduzir. Eu tive problemas com o excesso (em 96L) e acabei por resolver trocando a entrada e a saida por lily pipes. Abraço Bruno Branco
  7. Boas neste link tens um esquema do tal separador de gas que falei no outro post. DIY co2 é normal que te desca o ph com o co2. é sinal que estás a diluir o co2 na agua. a solução é mesmo subires o kh (com o bicarbonato de sodio) para que o ph suba também. Se tal não acontecesse é porque estavas a injectar pouco co2 ou este estava-se a escapar (ja tive uma guerra com isto; equilibrar a saida de co2 com o agitamento superficial). Consulta uma das famosas tabelas de co2 para teres uma ideia de que kh deverás ter para te manter o ph mais elevado juntamente com o co2 diluido em valores aceitaveis. Abraço Bruno Branco
  8. Boas julius Também uso o sistema caseiro e não o desligo à noite nem recorro a bombas de ar. Não tenho oscilações significativas visiveis nos testes de co2 e de ph da noite para o dia. Tenho uma bomba de circulação ligada 24h por cima do difusor. Com o sistema caseiro tens que ter disciplina e assim que começar a produzir menos co2 (arranja um drop check, vais ver que facilita) tens que fazer logo uma recarga para evitar oscilações de co2. De qualquer maneira vê o comportamento dos peixes; se eles andarem à noite junto à superficie a respirar é sinal de co2 a mais. Os de maior porte são os primeiros a dar sinal. Devias improvisar também uma segunda garrafa vedada apenas com 2 tubos (entrada e saida de co2) com metade de agua para o co2 que é produzido seja forçado a passar pela agua e só depois para o aqua. Assim vai limpinho e evitas que restos da fermentação possam ir para o aqua. evita também que se forme uma massa/pasta gelatinosa branca à saida do difusor. Abraço Bruno Branco
  9. olá tony! estás no bom caminho! parabéns! Assim atá dá gosto ajudar!... Alguma opiniões: fase 1: pondera mandar fazer o aquario; dá-te liberdade para teres o tamanho que queres e podes comprar o resto do equipamento à tua escolha sem teres que comer com o que já vem com os kits. Não vás para comprimentos não standard (tudo o que não seja de 10 em 10 cm) senão ves te aflito para arranjar uma luminária que lá sirva. Atenção que quanto mais altos mais luz (tendencialmente) tem que ter. Porém algumas espécies de peixes agradecem a altura extra... fase2: filtros: preferencialmente um externo pelas razões que já aqui foram ditas. Se há equipamento que não vale a pena poupar uns trocos é aqui. um bom filtro dura-te uma vida. Pessoalmente não compro outra coisa que não seja um eheim... iluminação: se fores para 1w/l sem co2 é algas na certa!... se fores para perto desses racios tenta arranjar uma que de para desligar elementos; no inicio podes não ter as lampadas todas ligadas, mas de futuro, se te apetecer ir para outros voos tens já essa margem de manobra. A luz vai te condicionar o que podes fazer com o aquario. Luzes fortes apenas se tiveres interesse em ter tipos de plantas mais exigentes (agora ou de futuro). fase3: os testes são te mais necessários no inicio quando ainda não conheces o aquário. posteriormente vais deixar de fazer alguns porque já sabes como ele se comporta. Inicialmente e para controlares o ciclo os de tiras dão. Posteriormente e se quiseres ter mais precisão nalgum parametro aí vais ter que ir para os de gotas. actualmente só controlo (no aqua de agua doce) os consumos de ferro e as oscilações de fosfatos que tenho na agua da rede. Deixa lá as sondas de pH que agora de inicio tens outras coisas mais importantes onde gastar dinheiro. Isso é secundário. fase4: é o teu critério. Aqui tens mesmo que ser tu a pesquisar e a veres exactamente o que queres. fase5: estas no bom caminho!... fase6: o mesmo que na fase4 fase7: vai com o tempo/experiência Pode parecer, mas isto dos aquarios não é assim tão complicado como isso! O que te aconselho é pesquisares sempre, sempre que tens uma duvida. é claro que as podes sempre postar aqui, mas garanto-te que formas melhor a tua opinião e muito mais rapidamente ao pesquisares; Lembra-te também que o que a malta aqui posta (aqui e por essa internet fora!) são opiniões e experiências vividas e não deves levar nenhuma à letra porque podes inadvertidamente meter uma argolada porque foste na conversa de algum pseudo-iluminado ; isto tudo serve para tu formares a tua opinião e decidires o caminho que tomas; mais tarde vais ver que há mais que um caminho ( e por vezes contraditórios) e ambos com bons resultados! Importante é teres noção da capacidade dos equipamentos que vais adquirir; desde que não ultrapasses esse limite vais ver que é bastante gratificante e as coisas correm bem; e saberes bem as necessidades das espécies de pexes/plantas que vais adquirir. Abraço Bruno Branco
  10. Numa loja de aquariofilia! é um produto da seachem Chama-se flourish excel http://www.seachem.com/support/FAQs/FlourishExcel.html abraço BB
  11. Boas O excel é uma fonte de carbono para as plantas em alternativa ao co2 injectado. como efeito secundário é algicida. Depois de teres o aqua equilibrado, o excel pode dar uma ajuda em eliminar o que por ai andar agarrado a plantas. é inócuo para os peixes/ invertebrados. Durante uns dias desliga os filtros durante 10 minutos e com 1 seringa trata as zonas piores com o excel. podes dar até ao dobro do que diz no frasco diariamente, mas não o faças muitos dias seguidos. Vai vendo a evolução. abraços BB
  12. Boas verde-azulado? podes por uma foto? Atenção que podem ser ciano-bacterias, e é mais chato de te veres-te livre disso. Tem filamentos visiveis ou é assim uma coisa meio pastosa? abraço BB
  13. Boas Aparentemente já encontraste solução, mas só para elucidar eu não me referia em profundidade em altura, mas sim para trás, ou seja uma antecamara nas costas no aqua. Abraço BB
  14. Boas Se tiveres profundidade suficiente, podes sempre fazer um fundo falso com varias camaras onde podes ocultar não só o termostato como o resto do equipamento. Abraço BB
  15. Boas Vamos lá por partes: No meu caso concreto, a minha bomba de elevação é de 12v, daí o transformador dos chineses. É uma da Reefset, igual à da Tunze do Osmoregulador Universal deles. Ambas (esta e a da Tunze andam na casa dos 20euros). Vai tudo ligar ao relé! O relé funciona assim: Tem um circuito que funciona a uma tensão mais baixa, e assim que este circuito é fechado (através dos sensores de nivel) o relé funciona como um interruptor e vai fechar o circuito da bomba, alimentando-a. Ou seja, a corrente electrica que alimenta a bomba nunca passa pelos sensores e sim pelo relé que está feito para aguentar mais "pancadaria" do que este tipo de sensores. É mais simples do que parece. O relé também tem que ter uma alimentação própria. No meu caso, como está tudo a funcionar a 12v, é o mesmo transformador que alimenta a bomba que vai também alimentar o relé. Se optares por uma bomba que funcione a 220v tens que ter uma outra fonte de alimentação (um transformador ou mesmo uma pilha de 9v) para o relé. O esquema de ligação varia de relé para relé; o meu é um de 12v (vou tentar por cá o esquema, mas estou com pouco tempo e vou passar o fim de semana fora). @diogo: estava-te a perguntar acerca disso porque mandei um par de sensores para o lixo quando tentei ligar tudo sem relé e a funcionar a uns miseros 12v. depois com mais paciencia e um amigo munido dum multimetro é que chegamos à conclusão que mesmo a 12v, a tensao inicial era muito superior à que os sensores aguentam. deixo-te aqui um site acerca disto e também tem cá o esquema de um relé e bomba de 12v. Se bem que o meu relé é diferente deste daqui. No meu tanto o positivo como o negativo são controlados pelo relé simultaneamente e aqui é apenas um dos polos. Só usei este porque foi o relé que me arranjaram. (em frances! mas o google traduz bem!) http://mars.reefkeepers.net/Articles/Osmolateur/osmolateur.html Está aqui outro com uma bomba de 110v (é o mesmo principio de uma de 220v) http://www.reefsanctuary.com/forums/diy/64681-chipmunks-diy-ato-guide-step-step.html Abraço BB