E-nuno

.Membro Ausente
  • Content Count

    87
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 :)

1 Follower

About E-nuno

  • Rank
    Recém Chegado Pro
  • Birthday 06/24/1986

Profile Information

  1. E-nuno

    E-nuno

  2. Viva! Será que alguém me sabe dizer se os Clithon fogem dos aquas como as Neritinas? É que pertencem à mesma família mas não consigo encontrar essa informação em lado nenhum... (e estava a pensar em por um ou dosi num aqua sem tampa ). Obrigado Nuno
  3. Olá! Atendendo ao que escreveste duvido que a minha experiência com bettas seja maior que a tua, muito menos a essa escala e muito menos com reprodução... No entanto, posso dizer-te, fruto da minha actividade profissional, que as águas de poço podem muito facilmente ser contaminadas tanto química como organicamente. Mesmo que o furo esteja aparentemente longe de fontes de poluição os lençois freáticos subterrâneos estendem-se por muitos quilómetros e é muito fácil os contaminantes da superfície serem arrastados para lá pela chuva. O mais provável, acho eu, é o teu poço ter sido infiltrado por um metal pesado ou por uma bactéria, fungo ou virus (a filtração UV é muito eficaz, mas não 100%...). Por isso é que é desaconselhavel beber água de poço e, neste caso, usa-la em aquários. Em relação às mortes dos peixes... Atendendo ao filtro UV e à desinfecção que tu fazes diria (adivinhando) que anda aí um metal pesado... Experimentaste usar carvão activo nos filtros? Isso explicava também o facto de as TPA's não ajudarem... a nova água que entra é exactamente igual à que já lá esta, nesse aspecto. Por fim não te esqueças de acautelar o consumo HUMANO de água! Não sabemos se o problema é este ou não, mas no teu lugar eu NÃO beberia dessa água e mandava-a analisar. Boa sorte para isso, Nuno
  4. Eu acho esta ideia boa! Até podias transformar o tal cubo maior numa mini sump E até podias fazer com uns cubos maiorzitos que os vodafone... Cada cm que acrescentasses a cada aresta representava um aumento exponencial no volume interno! Mas ai os custos já subiam um bocadito...
  5. Olá Um conselho... quando juntares os dois cubos junta-os mesmo: faz um aqua de 10 litros só para um betta e esquece as fêmeas... Esse macho vai ficar apertado num cubo e as duas fêmeas no outro ainda mais! De certeza que vão entrar em conflito... Cumps Nuno
  6. Olá! Antes de mais não te esqueças de, depois de montar, fazer bem o ciclo do azoto! Depois, em relação aos peixes (para daqui a 15 dias ) Tenho um aqua do tamanho desse e por isso já tive exactamente o mesmo problema. Acho que para barbos não dá... é mesmo pequeno. Peixes de cardume parece-me que o melhor devido ao seu tamanho reduzido é o boraras maculatus... :D Com outros rasboras ou com néons também dá para cumprir a regra do litro por cm de peixe, mas ficas limitada a um cardume mais pequenito. Um trio de guppys também dá para cumprir mais ou menos essa regra, mas o mais certo é daqui a uns tempos teres muitos guppyzinhos e não teres onde os meter... pondera essa possibilidade. Mas não deixam de ser uma boa escolha... Quanto ao que eu fiz... meti camarões e se não metesse camarões metia um betta :D Boa sorte Nuno
  7. Atenção nem toda a informação que está aqui é correcta... um animal não precisa de ter placenta para ser viviparo! E o melhor exemplo disso são os marsupiais, que são vivíparos mas não têm placenta. Existem alguns peixes com "placenta" (por exemplo algumas espécies de tubarões); não sei se se pode chamar mesmo placenta ou se se deve chamar protoplacenta ou qualquer coisa assim... mas têm um órgão que cumpre as funções de uma placenta e são, também eles, vivíparos. Os guppys e afins (Poeciliidae) são ovovivíparos, o embrião desenvolve-se dentro do corpo da mãe mas as suas reservas nutricionais não vêm directamente ta mãe, vêm de uma reserva - o ovo. Os red cherry são ovíparos: os ovos andam agarrados à mãe mas estão fora do corpo dela. Portanto... Vivíparos - a mãe fornece os nutrientes (por exemplo, a maior parte dos mamíferos (placentados ou marsupiais), alguns tubarões...) Ovovivíparos - desenvolve-se dentro da mãe mas com as suas próprias reservas - o ovo (por exemplo os Poeciliidae: guppys, platys, espadas, mollies ) Ovíparos - desenvolvem-se fora da mãe (obviamente com as suas próprias reservas - o ovo... :D ) (por exemplo os reds, as galinhas (e as outras aves todas...), muitos peixes, muitos répteis, dois mamíferos (não, não estou a falar dos frangos do guarda redes do Arsenal ontem )...) Espero ter sido útil, não ter dito muitas asneiras e ter ajudado a esclarecer o pessoal E desculpem alguns off topic, foi só para tornar a aprendizagem mais divertida ) Abraço Nuno Edit: Desculpem desenterrar assim uma discussão com dois meses, mas vi o tópico aberto e cheio de confusões e não resisti...
  8. E-nuno

    Shrimp Dream

    E que tal a parvula? Brincadeira Eu tenho Elocharis (parvula ou acicularis sinceramente não sei bem...) e ela dá-se muito bem sem CO2. Não tem assim um crescimento que se veja de um dia para o outro, mas cresce bem e forma runners e tudo! e dá um tapete bem fixe, verdinho
  9. Olá! Parece que vais no bem caminho Alimentar uma vez ao dia deve ser suficiente... Se tiveres disponibilidade podes dividir a refeição em dois e dar em duas vezes. 3 vezes só tenho visto dar a pessoal que está a preparar os bettas para reprodução (porque nessa altura eles passam muito tempo sem comer e gastam muita energia (hehe). O cubo da vodafone não é o ideal, mas já que é temporário mais vale te-lo lá mais uns dias e esperar que o outro aqua esteja operacional. Isto só para dizer que não te esqueças, por exemplo, do ciclo do azoto. Podes ler acerca disso aqui. De resto acho que já te foram respondendo às perguntas que puseste Abraço e boa sorte! PS: há aqui no fórum um tópico de outro membro que também se está a iniciar. Lê-o porque pode ser que tenhas algumas dúvidas em comum com ele e assim ficam logo resolvidas...
  10. Hum... eu concordo que ele não está completamente estimulado, e assim é difícil dizer ao certo. A diferença entre halfmoon, super delta e delta não é assim tão grande, é mais grau menos grau... Quanto às dúvidas do nosso amigo... Nessas condições aconselho anubias (anubias barter)i, ou uma variação dela), fetos de java (microsorum pteropus) ou musgo de java (vesicularia dubyana). São fáceis de manter, requerem pouca luz, não precisam de substrato fértil e (pelo menos em Portugal...) são baratas e fáceis de encontrar Nunca experimentei isso, mas acho que já vi escrito que o musgo até pode ser usado como planta flutuante... não sei se dá ou não, é uma questão de experimentar, se tiveres vontade. Nenhuma cresce muito em tamanho. Sim, podem ajudar a melhorar a qualidade da água. Não percebo nada de coolers... por este lado do Atlântico só precisamos de aquecer a água, ela arrefece sozinha... (inveja) Mas se ele se sente bem deve estar tudo bem... Se conseguires arranjar ou improvisar um termómetro já podes controlar isso, e já que vais usar cooler e aquecedor consoante os dias aconselhava-te mesmo a arranjar um, senão vais andar a fazer tudo "às cegas". "O termoestato deve ter uma potencia entre 0,5 e 1W por cada litro de água, depende essencialmente se a divisão em que o aquário vai ficar é muito fria ou não." (diz neste tópico, que, já agora, é muito interessante para quem se está a iniciar). Mais ou menos... os termostatos só são vendidos em tamanhos standart. Tenta comprar um o mais próximo possível do necessário, mas se for um pouquinho a mais ou a menos não há crise... O que acontece é que se for a mais passa menos tempo ligado e se for a menos passa mais, mas nada de grave (também maior = mais caro...). Para o teu aquário compra de 20 ou 25 W. Deve ser o mais próximo da litragem total de 17 L... (pode enche-lo até ao cimo a serio, ele vai ficar melhor e vai ser mais fácil controlar os parâmetros da água, inclusivé a temperatura). Nunca ouvi falar de termostatos que electrocutem e parece-me que não terás problemas com isso... mas vê se te parece ter um fabrico bom e pergunta na loja se têm tido problemas com aquela marca, just in case.
  11. E-nuno

    Shrimp Dream

    Em vez de espaço horizontal devia ter dito dimensões horizontais não que ache que 30x30 é pouco... mas a fazer de raiz de propósito para invertebrados se calhar teria feito mais largo e comprido e mais baixo porque a eles não faz tanta diferença ter uma coluna de água alta... Acho que já alguém tinha falado disto mais acima é mais um pormenor e uma opinião... Do layout gosto bastante especialmente os dos lados... estão esteticamente muito fixes e como têm cores opostas fazem um contraste engraçado. O do meio realmente está mais pobrezinho, mas não está mal... tem é mais por onde evoluir Abraço Nuno
  12. E-nuno

    Shrimp Dream

    Acho que o que ele quis dizer foi: Neocaridina heteropoda: pH 6,5 a 7,5; tº 15º a 28º Neocaridina cf. zhangjiajiensis: pH 6,5 a 7,5; tº 18º a 28º Caridina cf. breviata: pH: 6,5 a 7; tº 18º a 25º Caridina cf. cantonensis: pH: 6,5 a 7,2; tº 21º a 27º (e muito mais sensíveis a nitratos). Deste modo se cumprirmos as exigências da espécie mais exigente garantimos que as outras não estão só bem, estão óptimas! É do tipo... se eu preciso de uma sopa e um pão para ficar satisfeito e o meu amigo só precisa de uma sopa, então se ambos comermos uma sopa e um pão vamos ficar os dois bem Vamos lá criar críticas construtivas, malta, sem nos desviarmos do que é importante! Eu gostei muito da bateria e tenho vindo aqui muitas vezes ver como vai andando Boa sorte para a fêmea ovada (do outro tópico) A única coisa que mudava era mesmo o espaço horizontal que já foi falado... mas pronto, não deixa por isso de ser um projecto excelente! Cumps Nuno
  13. Como se vêm os dados? Já tentei ir ao site mas não consigo encontrar nenhum mapa nem nenhum link com a distribuição da malta! Onde é que isso está a ser disponibilizado? Cumps Nuno
  14. É uma questão a pensar para o futuro, ser sócio da IBC
  15. Hehe, acertei :-D Boa sorte com a fishroom Cumps Nuno